Skip to main content
 -
Denyse Lage Fonseca é formada em Letras e especialista em educação a distância. É autora de artigos enciclopédicos (InfoEscola.com) e de materiais didáticos (Portal Acessaber) que tratam de diversificados conteúdos relativos à Língua Portuguesa, da qual gosta desde criança. Como professora, atuou em diferentes níveis de ensino.

“Pagar alguém” ou “Pagar a alguém”?

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Pagar conta de luz, pagar conta de água, pagar impostos, pagar transporte ou combustível, pagar as compras do mês… O verbo “pagar” se faz muito presente no nosso dia a dia… Não tem jeito… Mas eis a pergunta: pagamos alguém ou pagamos a alguém? O que diz a gramática?

 

Paguei o dentista.

ou

Paguei ao dentista.

No dia a dia, é muito comum o uso do verbo “pagar” sem a preposição “a”… Porém, segundo a gramática, quem paga, paga a alguém! Portanto: Paguei ao dentista. Complementando, temos o seguinte:

Paguei a cirurgia ao dentista.

(Pagamos alguma coisa a alguém.)

 

Veja mais exemplos:

O jovem pagou a conta à gerente.

Pagou o empréstimo ao banco.

Pagará o serviço ao eletricista amanhã.

 

É importante destacar que o verbo “pagar” aparece em outras situações comunicativas:

Paguei caro pelo conserto do computador!

Pagou com cheque a consulta.

O chefe pagou o almoço para os funcionários.

 

Para concluir:

Pagamos as nossas inúmeras contas a alguém!

 

Navegue mais! 

“Àquele” ou “Aquele”? 

“Proibido entrada” ou “Proibida entrada”?

“Uma dó” ou “Um dó”?

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

8 thoughts to ““Pagar alguém” ou “Pagar a alguém”?”

    1. Olá, Ricardo!

      Fico muito feliz que tenha gostado da minha explicação!

      Sim, gera dúvidas… É muito comum o emprego do verbo “pagar” sem a preposição “a”.

      Muito obrigada por constantemente registrar a sua opinião!

      Volte sempre!

      Denyse

    1. Oi, Francisco!

      Alegra-me saber que a minha explicação será de grande valia para o dia a dia!

      Amém! Que Deus o abençoe também!

      Muito obrigada por se fazer continuamente presente aqui!

      Volte sempre!

      Denyse

  1. Oi Denyse, no seu exemplo “Paguei caro pelo conserto do computador!”, qual é a função gramatical de ‘pelo conserto…’? É objeto direto? Mas introduzido pela preposição por?
    Pergunto porque vejo muita gente usando ‘pagar por’ alguma coisa. “Paguei 5 reais pelo sorvete.” “Nessa compra é o cliente que paga pelo frete.”
    É uma construção certa no português?
    Obrigada.

    1. Olá, Adelina!

      “Pagar por alguma coisa” é uma construção certa, sim, segundo a norma culta do português. Nesse caso, “pelo conserto” é objeto indireto.

      Muito obrigada por interagir comigo!

      Volte sempre!

      Denyse

  2. Bom dia Denyse.
    Poderia tirar esta dúvida que tenho? É recorrente.

    são obrigados a usarem ou
    são obrigados a usar.

    Eu prefiro a forma no singular.
    Muito Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *