Skip to main content
 -
Denyse Lage Fonseca é formada em Letras e especialista em educação a distância. É autora de artigos enciclopédicos (InfoEscola.com) e de materiais didáticos (Portal Acessaber) que tratam de diversificados conteúdos relativos à Língua Portuguesa, da qual gosta desde criança. Como professora, atuou em diferentes níveis de ensino.

“Mas” ou “Mais”?

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

“Mas” ou “mais”? Trata-se de duas palavras muito parecidas, não é verdade? Desse modo, é comum observamos o emprego de uma no lugar da outra… Pode isso? Não! Isso porque essas palavras indicam ideias diferentes! Por isso, devem ser utilizadas em contextos comunicativos diferentes! Vamos entender esse assunto e acabar com essa confusão? Então, proponho a você que complete com “Mas” ou “Mais” este pensamento do escritor Rubem Alves:

 

Todo mundo gostaria de se mudar para um lugar mágico. __________ são poucos os que têm coragem de tentar.

Disponível em: <http://www.institutorubemalves.org.br/acervo/pensamentos/>.

 

No pensamento transcrito acima, nota-se que o autor estabelece uma relação de oposição entre dois fatos. O desejo de se mudar para um lugar mágico se opõe à ausência de coragem de tentar realizá-lo. Nesse contexto, encaixa-se o termo “Mas” para expressar o sentido de adversidade/contraste/choque. Por isso: Todo mundo gostaria de se mudar para um lugar mágico. Mas são poucos os que têm coragem de tentar.

 

Veja outras frases com “mas”, expressando a ideia de oposição:

O jovem estudou muito, mas não foi aprovado no concurso público.

Trabalho muito, mas ganho pouco!

O time jogou bem, mas perdeu.

O acidente foi grave, mas ela sobreviveu, graças a Deus!

O carro está muito empoeirado, mas não vou lavá-lo hoje.

 

E o termo “mais”? Bom, “mais” indica a ideia de adição, de um aumento da quantidade ou de intensidade. Veja o emprego de “mais” na canção Epitáfio, muito conhecida na voz de “Titãs”:

 

Devia ter amado mais

Ter chorado mais

Ter visto o sol nascer

Devia ter arriscado mais

E até errado mais

Ter feito o que eu queria fazer

[…]

Devia ter complicado menos

Trabalhado menos

Ter visto o sol se pôr

Devia ter me importado menos

Com problemas pequenos

Ter morrido de amor

[…]

 

Sérgio Britto. Disponível em: <https://www.letras.mus.br/titas/48968/>.

 

Observe que, no contexto acima, “mais” é o contrário de “menos”, termo que também foi empregado na canção. Confira, a seguir, mais alguns exemplos:

O vento foi tão forte que derrubou mais de uma árvore no local!

Não tenho mais dúvidas quanto a isso!

Ela é a aluna mais inteligente da turma!

Você precisa estudar mais!

O professor fez mais algumas observações em nosso trabalho.

 

Não confunda “mas” com “más”:

O termo “más” é o feminino e o plural de “mau”:

Aquelas pessoas são muito más!

 

Hoje, o blog “Para Entender o Português” está completando 1 ano de vida! Que nós possamos partilhar mais e mais conhecimentos sobre a nossa Língua Portuguesa!

Grande abraço,

Denyse.

 

Leia mais:

“A pouco” X “Há pouco”

“Mal” ou “Mau”?

“Nem” ou “E nem”?

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

20 comentários em ““Mas” ou “Mais”?

    1. Amém, Fernando!

      Fico extremamente lisonjeada com o seu cuidadoso comentário sobre o meu trabalho!

      Muito obrigada por se fazer sempre presente em meu blog!

      Volte sempre!

      Denyse.

    1. Oi, Xisto!

      Alegra-me demais a sua felicitação pelo meu trabalho!

      Muito obrigada pela sua presença contínua aqui no blog!

      Volte sempre!

      Denyse.

    1. Olá, Francisco!

      Fico muito contente com o seu comentário tão motivador!

      É muito gratificante saber que você aprende de verdade com o meu blog!

      Muito obrigada pela constante presença!

      Volte sempre!

      Denyse.

    1. Muito obrigada pelo registro de sua opinião, algo que deixa muito feliz!

      Excelente é ter a sua presença aqui!

      Fica o meu convite para que você volte sempre!

      Denyse.

  1. Linda a explicação! Cada vez que leio aquilo que a Professora posta aqui, aprendo mais e mais!!!
    Aproveito a oportunidade para parabenizar este fantástico meio virtual de comunicação utilizado pela ínclita Professora. Bodas de papel não é todos os dias que a gente comemora não! Faz-se mister um elogio a você, Denyse, que nos incentiva todos os dias a não só aprender, mas gostar e se apaixonar pela Língua Portuguesa! Obrigado de coração e, repito, meus sinceros parabéns pelo sucesso de seu blog !!!

    1. Oi, Júlio!

      Fico extremamente encantada com as suas palavras tão motivadoras!

      Alegra-me demais saber que você está aprendendo mais e mais com o meu blog e se apaixonando pela Língua Portuguesa!

      Fantástico é ter a sua contínua presença aqui!

      Muito obrigada, de coração, pelo seu incessante interesse em minhas publicações!

      Volte sempre!

      Denyse.

    1. Olá, Gerson!

      Muito obrigada pelo cumprimento ao meu trabalho!

      Agradeço o seu comentário tão elogioso, algo que me deixa muito feliz!

      Sensacional é ter a sua presença constante em meu blog!

      Volte sempre!

      Denyse.

    1. Amém, Fabiano!

      Adorei demais o emprego de “mas” e “mais” na construção de sua encantadora mensagem!

      Fico extremamente feliz com as suas palavras tão incentivadoras!

      Muito obrigada por se fazer continuamente presente em meu blog!

      Volte sempre!

      Denyse.

  2. Professora , tenho 55 anos , sou formado em ADMINISTRAÇÃO e atualmente estou cursando o primeiro ano de Direito.
    Muito obrigado pela contribuição .

    1. Oi, Dantas!

      Fico muito contente ao saber que o meu blog está auxiliando em seus estudos!

      Muito sucesso na nova graduação!

      Agradeço-lhe demais por interagir comigo, expondo a sua opinião!

      Volte sempre!

      Denyse

    1. Olá, Beatriz!

      Sim, que todos possam entender a diferença entre essas palavras tão parecidas!

      Muito obrigada por interagir, expondo a sua opinião!

      Fica o meu convite para que você volte sempre!

      Denyse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *