Skip to main content
 -
Jornalista e Sommelier de Cervejas formada pela Doemens Academy de Munique através do Senac SP. Criadora e apresentadora da coluna Pão e Cerveja na Rádio CDL FM. Sócia-fundadora e professora da Academia Sommelier de Cerveja. Autora do livro Cervejas e Comidas Mineiras - vamos combinar?

Para você que anda enjoado de IPA e não tem coragem de falar

Variedades de lúpulos em profusão

De repente virou obrigatório gostar de IPA. De preferência as mais extremas. Quanto maior o IBU ( International Bitterness Unit) , mais descolado é o bebedor… se for Imperial ou Double, então a cerveja tem tudo para ser boa. De onde vem, afinal, a ideia de que beber IPA é cool?Rainha e Princesa de Hallertau

É certo que ser um adorador de lúpulo tem se tornado quase uma referência sócio-política, um objeto de afirmação para que rótulos como ” cerveja para mulher”, por exemplo, caiam por terra. Mas daí a coagir o mercado a ser lúpulomaníaco é bem diferente! Tem cervejaria que diz que só não adora lúpulo quem não conhece tal cerveja! Isso faz com que o consumidor que começa agora a entrar para esse mundo das cervejas artesanais sinta-se constrangido em assumir que não gosta, que IPA não é seu estilo preferido. É como se gostar do estilo fosse o ingresso obrigatório para estar inserido no meio!

Não estou com isso dizendo que não haja muitas pessoas que realmente preferem as IPAs. Muito menos estou criticando quem as prefere. Só acho que regras e modismos no consumo de qualquer produto são muito chatas!!

India Pale Ale, de fato, é uma descoberta para quem conhece novas cervejas. O estilo, um dos que mais sofrem alterações, adaptações e novas versões ao longo dos anos, é instigante. Os aromas, pouco familiares a quem não conhece o que seja lúpulo, despertam mesmo a vontade de beber uma, duas, muitas outras vezes até decifrá-los. O que percebo, no entanto, é que o perfil das IPAs americanas, com seus aromas cítricos e de pinho, tomaram conta dos rótulos produzidos no Brasil. E isso cansa!  Todas ficam muito similares entre si, tornando-se enjoativas ao paladar que busca algo novo, diferente.

PROBLEMAS COMUNS NAS IPAS NACIONAIS

São mais comuns do que se pensa os erros de interpretação do que seja o estilo por parte de muitos produtores. Em vários concursos dos quais participo como juíza, várias cervejas são desclassificadas por não obedecerem ao que pede o estilo descrito no guia adotado. Um engano repetido é a cerveja inscrita na categoria English IPA apresentar  lupulagem característica das americanas. Sem contar o equilíbrio… aliás, a falta dele!

Para não falar besteira, consultei o mestre-cervejeiro Paulo Schiaveto sobre os problemas mais comuns que ele tem encontrado nas IPAs nacionais, a partir das consultorias que  presta em todas as regiões do país. E a resposta foi única: adstringência! Pouquíssimos rótulos se salvam nesse quesito, segundo o especialista. E de onde vem isso??

Adstringência é aquela sensação de secura instantânea na boca produzida por algum alimento. É como se passassem uma esponja de limpeza nela. O caju é o exemplo clássico dessa sensação..

O problema é provocado pelos taninos extraídos a partir da fervura do lúpulo colocado em quantidade exagerada. Na tentativa de fazer a IPA mais amarga do universo, os cervejeiros se esquecem da construção correta da receita e acham que basta caprichar na planta que todo o resto se arranja. E aí é que mora o perigo…  lúpulo não esconde defeitos!

SOU OBRIGADA A SÓ BEBER IPA?

Não, definitivamente não! Uma das coisas mais fascinantes na cerveja são as inúmeras possibilidades que ela oferece. Tantos estilos, tantos perfis variados. Por que se debruçar somente em um? Eu, por exemplo, adoro cervejas que têm foco no malte. Elas também têm seu charme e ninguém vai considerar que eu não seja ” cool” por preferi-las. Bocks, Porters, Vienas, Barley Wines, Scotch Ales… são tantas opções! Viva as diferenças!

MAS A FABIANA NÃO GOSTA DE IPA?

Sim, eu gosto! Só estou um pouco enjoada delas, todas tão iguais. E não tenho o menor pudor em dizer isso.Tenho dado um tempo do estilo, embora aceite um pint de bom grado quando tenho oportunidade de tomar.

Tanto assim que preparei uma listinha com as 10 IPAs que mais me agradam. Elas estão enumeradas em ordem aleatória e são as cervejas que mais agradam ao meu paladar, não tenho a pretensão de dizer que são as melhores do mercado. São aquelas que harmonizam com a minha pessoa! Confira aí

  1. Firestone Walker Double Jack IPACerveja Firestone Walker Double Jack
  2. BrewDog Hardcore IPABrewDog Hardcore IPA
  3. Flying Dog Snake Dog IPAFlying Dog Snake Dog IPA
  4. Colorado Indica
  5. Colorado IndicaCervejaria Kud KashmirKud Kashmir6. Backer Tommy Gun

Backer Tommy

7. Bodebrown Cacau IPACacau IPA Bodebrown

8. Season Green CowSeasons Green Cow

9. Wals Citra Session IPAWals Citra Session IPA

10. Tupiniquim PolimangoTupiniquim Polimango

 

 

Me siga também nas redes sociais:

Facebook.com/ Fabiana Arreguy

Facebook.com/paoecerveja

Twitter@paoecerveja

Instagram:Fabiana.Arreguy

Fabiana Arreguy

Fabiana Arreguy é jornalista e Beer Sommelier, criadora e apresentadora da coluna diária Pão e Cerveja na Rádio CDL FM. Sócia-fundadora da Academia Sommelier de Cerveja. Consultora de cervejas especiais do grupo Super Nosso e curadora de conteúdo da Plataforma Albanos de Cerveja.

16 comentários em “Para você que anda enjoado de IPA e não tem coragem de falar

  1. Fabiana, voce acha que essa mania de IPA pode ser parte do processo? Observo que pessoas que descobrem o mundo das cervejas artesanais se apaixonam pela overdose de lupulo eficam com mania de IPA, e aqueles que ja apreciam por algum tempo ja superaram a fase da IPA e ja estão mais na fase das ESB, bohemian pilsen, stouts e etc

    1. Acho sim. É muito claro esse movimento de se encantar pelas lupuladas extremas, aprender a gostar delas e depois enjoar. O que se vê, no entanto, é cada dia mais IPAs no mercado, como se somente o estilo tivesse demanda. Ao mesmo tempo quem não aguenta mais tomar delas, fica sem coragem de falar e,pior, sem muita opção de estilos sendo fabricados.

  2. Muito bom ver alguém ‘do meio’ defender essa posição! Eu particularmente nunca fui fã de amargor extremo igual o pessoal valoriza, e dou preferência para uma cerveja mais complexa, mais trabalhada… até porque IPA não harmoniza com tudo! Parabéns pelo texto!

  3. Belo post, amo as IPAS mas também curto os outros estilos, sou representante comercial e rodo todo o estado, vejo o aparecimento de várias cervejarias nas cidades que visito, todas elas tem uma carta padrao: uma pilsen, uma weiss, uma pale ale e uma ipa, vejo a grande maioria acertando nas pale ales mas errando muito nas ipas, realmente erram a mão. Adoro a Cacau Ipa da BodeBrow que foi colocada na lista mas quase impossivel de se achar. Gostaria de deixar uma sugestao de post: a entrada forte da Ambev no mercado artesanal, com a colorado, wals, bohemia e as importadas deles, as promocoes nos supermercados no estilo leve 2 pague 1 estão deixando as outras marcas sem conseguir concorrer no preço, o que pode estrangular as pequenas.

  4. Colocar a Indica da Colorado entre as 10 mais? A Ambev mudou a fórmula pra pior….. E a Schortein? E A Júpiter? E A Dogma…….?

    1. Listei as 10 mais para mim… deixei isso bem claro no texto.Não tenho a pretensão de dizer qual é a melhor cerveja. Cada um tem a sua lista de 10 mais, não é? Vejo que as suas contêm todas as que citou. Suas preferências não anulam as minhas, que não anulam de ninguém…

  5. Alguns estilos que adoro e que tem lúpulo bem presente (e equilibrado) são a bohemian pilsen e a ESB. Com essa febre de American IPA, as cervejas destes dois estilos são hoje consideradas fracas por muitos cervejeiros.

  6. Nem só de elogios vive o homem, não é mesmo? Não gostei do post. Generaliza uma opinião pessoal. Falta conhecimento sobre o mundo das IPAS. E a modinha, como você classificou, está rendendo…

  7. Boa tarde pessoal.

    Sou uma adoradora de cerveja, principalmente as de trigo. Já tomei varias IPAs e, depois de muita propaganda da vendedora, comprei uma Delirium Christmas. Abri e o cheiro foi maravilhoso, espuma densa, cheirosa e linda. Quando tomei o primeiro gole….ok….o primeiro copo….ok, mas já não aguentava mais, td da cerveja me enjoou.

    O que eu achei engraçado é que as propagandas para as cervejas IPAs, nas cervejarias que eu fui, está muito forte. Tudo é IPA e quando perguntamos de outro tipo de cerveja, eles vêm com o tal tipo e uma IPA pra empurrar goela abaixo nas pessoas.

    Enfim, td é questão de gosto, concordo plenamente, mas foi muito bom encontrar alguém com uma opinião diferente e não me achar uma aberração por enjoar das IPAs.

    Feliz Natal, Próspero Ano Novo e muitas cerveja pra todos nós

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *