Sandler e Aniston se reúnem para um Mistério no Mediterrâneo

por Arthur Abu

Adam Sandler estrela mais um filme de Adam Sandler: Mistério no Mediterrâneo (Murder Mystery, 2019). Já já teremos essa categoria nas buscas da Netflix. Essa parceria que pode ter salvado a carreira de Sandler, pois antes de mudar suas estreias para o serviço de streaming, várias das produções do comediante afundaram nas bilheterias no Cinema. Afinal de contas, se for pra assistir às mesmas piadas e à mesma historinha batida, é melhor assistir no sofá de casa. Mas dessa vez, como se trata de um assassinato misterioso, talvez seja um pouco mais difícil prever o final sem assistir.

O filme conta a história do policial de Nova York Nick Spitz (Adam Sandler, de Os Meyerowitz, 2017), frustrado por falhar pela terceira vez no teste de detetive. Ele é casado com Audrey (Jennifer Aniston, de Dumplin’, 2018), uma cabelereira que tem como paixão seus livros de mistério, já que aparentemente o romantismo de seu casamento ficou pra trás. Após um jantar nada romântico de aniversário de casamento, confrontado por Audrey, Nick mente e diz que planejou uma viagem surpresa para a Europa, a lua de mel 15 anos atrasada do casal.

No voo, eles conhecem Charles Cavendish (Luke Evans, de Velozes e Furiosos 8, 2017), um rico aristocrata a caminho de uma festa de família em um luxuoso iate que os convida a se juntarem a ele e sua excêntrica família. No iate, eles conhecem os outros convidados: a atriz Grace (Gemma Arterton, de João e Maria, 2013), Tobias (David Walliams, da série Walliams & Friend), o piloto de corrida Juan Carlos (Luis Geraldo Mendez, de Club de Cuervos), o Maharajah (Adeel Akhtar, de Victoria e Abdul, 2017), o coronel Ulenga (John Kani, de Pantera Negra, 2018), seu guarda costas Sergei (Ólafur Darri Ólafsson, de Animais Fantásticos 2, 2018) e a ex-namorada de Charles, Suzi (Shioli Kutsuna, de Deadpool 2, 2018), que agora está noiva do bilionário Malcolm Quince  (Terence Stamp, de O Lar das Crianças Peculiares, 2016).

Na noite da festa, após um discurso onde expressa todo seu desprezo pelos membros de sua família, se referindo a todos como sanguessugas interessados apenas em seu dinheiro, Malcolm anuncia que sua herança não será dividia e que sua única herdeira será sua jovem noiva. Momentos antes de assinar o testamento, as luzes se apagam e o idoso bilionário é encontrado segundos depois no chão com um punhal cravado no peito.  A morte de Malcolm é apenas o início desse mistério que torna suspeitos Nick e Audrey, os únicos estrangeiros sem ligação alguma com a vítima e sua herança.

O carisma de Sandler e Aniston, que chamou atenção no sucesso de bilheteria Esposa de Mentirinha (Just Go with It, 2011), parece ter dado certo novamente. Mistério no Mediterrâneo se tornou a estreia mais assistida da Netflix. Os protagonistas mantêm uma dinâmica que dá certo, não são mais jovens se conhecendo e criando um romance como nos vários filmes que já estrelaram ao longo das décadas de 90 e 2000. Entra agora a química e experiência de ambos para criar humor em situações mais cotidianas ou mais extravagantes, como uma perseguição em uma Ferrari ao som de Shoot to Thrill, do AC/DC.

Este é mais um de filme de Adam Sandler estrelado por Adam Sandler, com o mesmo personagem imaturo de sempre, contando as mesmas mentiras para não se meter em confusão com sua amada. Erros de continuação grotescos e um roteiro bem preguiçoso, que cria situações muito convenientes para a história seguir em frente. Sandler, que também é produtor do longa, parece não ter chamado nenhum de seus amigos de sempre para papéis coadjuvantes ou figuração, e esse é o real mistério aqui.

A orgulhosa equipe lançou o longa este mês

Sobre opipoqueiro

Marcelo Seabra - Jornalista e especialista em História da Cultura e da Arte, é o criador de O Pipoqueiro. Tem matérias publicadas esporadicamente em sites, revistas e jornais. Foi redator e colunista do site Cinema em Cena por dois anos e colaborador de sites como O Binóculo, Cronópios e Cinema de Buteco, escrevendo sobre cultura em geral. Pode ser ouvido no Programa do Pipoqueiro e nos arquivos do podcast da equipe do Cinema em Cena. Twitter - @SeabraM
Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *