A cidade de Batman ganha série de TV

por Rodrigo “Piolho” Monteiro

Gotham

Todo fã de quadrinhos sabe que Gotham City não é simplesmente a principal base de atuação de Batman. Gotham, com sua arquitetura gótica, suas vielas escuras, sua criminalidade e seus mantenedores da lei é um personagem tão importante para a mitologia do Homem Morcego quanto o Robin ou o Coringa. E são a cidade e, especialmente, seu departamento de polícia, as estrelas da série Gotham que teve sua estreia no dia 22 de setembro nos EUA e chegou às telas brasileiras no dia 29 do mesmo mês.

Levemente baseada em Batman: Ano Um e na série policial Gotham Central (no Brasil, Gotham City Contra o Crime), Gotham tem início quando o detetive James Gordon (Ben McKenzie, da série The O.C.), recém-chegado à cidade, tem um grande problema nas mãos: localizar e prender o responsável pelo assassinato de Thomas e Martha Wayne, um dos casais mais ricos e influentes daquela metrópole. Seu parceiro, o veterano detetive Harvey Bullock (Donal Logue, de Vikings), no entanto, não está muito animado com a tarefa, já que o assassino não deixou praticamente nenhuma pista e a única testemunha do crime, o filho do casal, Bruce (David Mazouz), não tem muito a contribuir. Mesmo relutante, Bullock decide levar seu parceiro aos antros mais sórdidos de Gotham e mostrar-lhe a real natureza da cidade.

Gotham cast

Até o momento, a série mostrou pontos interessantes que devem agradar e desagradar, na mesma medida, públicos diferentes. Pelo que se viu até agora, o foco será o trabalho do Departamento de Polícia de Gotham, especialmente nas investigações conduzidas pelo honesto Gordon e o duvidoso Bullock. Há todo um clima noir e de suspense que deve agradar os fãs de séries do tipo, com o diferencial de que aqui há espaço para figuras bizarras como os futuros Pinguim (Robin Lord Taylor), que também tem um papel de destaque na série, já que vemos seus primeiros passos rumo ao topo do crime de Gotham, e Charada (Cory Michael Smith), em versões prévias àquelas conhecidas pelo grande público.

Por outro lado, pelo fato de se inspirar livremente na mitologia de Batman, Gotham faz uma bela “bagunça” com a cronologia do personagem, chegando a introduzir novas caras, como a gângster Fish Mooney (Jada Pinkett Smith, a Gloria de Madagascar) e alterar a dinâmica da futura relação entre aqueles que virão a ser o Cavaleiro das Trevas e a Mulher Gato (Selina Kyle, interpretada por Camren Bicondova), o que deve incomodar bastante os fãs mais puristas do Homem Morcego. Há ainda diversas aparições menores e referências a personagens já conhecidos pelo público que tornam a série mais interessante para aqueles que adoram procurar os famosos “easter eggs” em produções do tipo.

Independente disso, o resultado geral de Gotham, baseado nos episódios exibidos até então, é bastante positivo. Só esperamos que, ao contrário de Smallville, seus produtores saibam o momento de parar ao invés de arrastar a mesma história, cujo desfecho aqueles mais atentos já imaginam qual será, por uma década. Produzida pela Fox, Gotham é exibida no Brasil no canal pago Warner todas as segundas, às 22h30.

Gotham Pinguim

O Pinguim é um dos destaques da série

Sobre opipoqueiro

Marcelo Seabra - Jornalista e especialista em História da Cultura e da Arte, é o criador de O Pipoqueiro. Tem matérias publicadas esporadicamente em sites, revistas e jornais. Foi redator e colunista do site Cinema em Cena por dois anos e colaborador de sites como O Binóculo, Cronópios e Cinema de Buteco, escrevendo sobre cultura em geral. Pode ser ouvido no Programa do Pipoqueiro e nos arquivos do podcast da equipe do Cinema em Cena. Twitter - @SeabraM
Esta entrada foi publicada em Adaptação, Estréias, Quadrinhos, Séries e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *