Liam Neeson vive mais ação em Sem Escalas

por Marcelo Seabra

Non-stop

Há alguns anos, Liam Neeson se enveredou pelo Cinema de ação e parece ter gostado. Ele já foi Jedi (em A Ameaça Fantasma, de 1999), treinou o Batman (em Batman Begins, 2005), recuperou a filha sequestrada (nos dois Busca Implacável), enfrentou lobos (em A Perseguição, 2011), foi até líder do Esquadrão Classe A (The A-Team, 2010). Depois de se deparar com sua própria falta de memória em meio a uma trama de assassinato, ele se reúne ao seu diretor de Desconhecido (Unknown, 2011) para uma nova aventura, agora nos céus. Sem Escalas (Non-Stop, 2014), de Jaume Collet-Serra, já está disponível para aluguel.

O personagem de Neeson nesse novo projeto é uma versão recauchutada do pai ninja de Busca Implacável. Com um passado de traumas e fracassos, William Marks é um agente federal aéreo dos Estados Unidos que acompanha voos longos para garantir a segurança dos passageiros. Ex-policial expulso da corporação, ele agora ganha a vida nos céus, apesar de não gostar de aviões. Em mais um desses passeios corriqueiros, acontece o pior: Marks é contatado por alguém mal intencionado que pede 150 milhões de dólares ou matará um passageiro a cada vinte minutos. As mensagens de celular são trocadas em vários momentos e aparecem na tela, tornando as coisas mais ágeis e fazendo o espectador participar da conversa.

Non-stop Moore

O roteiro, que conta com três autores (John W. Richardson, Christopher Roach e Ryan Engle), estabelece alguns fatos para complicar a vida do agente, que caiu em desgraça e não atrairia nenhuma simpatia ou confiança das autoridades, mídia ou dos próprios passageiros. Neeson demonstra estar empenhado no papel, com muita vitalidade e disposição para correr, bater e apanhar. Julianne Moore, a nova sra. White de Carrie, a Estranha (2013), é uma passageira amigável, em meio a vários inclinados ao oposto. Destaque para Scoot McNairy, de O Homem da Máfia (Killing Them Softly, 2012), Corey Stoll, irreconhecível para quem o conhece de The Strain, Linus Roache (também de Batman Begins), a vencedora do Oscar Lupita Nyong’o (de 12 Anos de Escravidão, 2013) e Shea Wingham (de Boardwalk Empire), como o agente em solo.

Assim como acontece em Desconhecido, a trama mirabolante depende de coincidências e de uma execução sem erros para que o plano funcione. Collet-Serra sabe como criar suspense e Sem Escalas tem momentos tensos, bem orquestrados, que usam os clichês esperados a favor do filme. Se foi o caso de bobear e perder o longa em sua passagem pelos cinemas, esta pode ser uma boa oportunidade para se divertir em casa com as novas peripécias de Neeson. Mais um pouco e ele estará apto a participar de Mercenários 6 ou 7.

As mensagens são interessantes recursos visuais

As mensagens são interessantes recursos visuais

Sobre opipoqueiro

Marcelo Seabra - Jornalista e especialista em História da Cultura e da Arte, é o criador de O Pipoqueiro. Tem matérias publicadas esporadicamente em sites, revistas e jornais. Foi redator e colunista do site Cinema em Cena por dois anos e colaborador de sites como O Binóculo, Cronópios e Cinema de Buteco, escrevendo sobre cultura em geral. Pode ser ouvido no Programa do Pipoqueiro e nos arquivos do podcast da equipe do Cinema em Cena. Twitter - @SeabraM
Esta entrada foi publicada em Filmes, Homevideo, Indicações e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Liam Neeson vive mais ação em Sem Escalas

  1. elton disse:

    Muito legal. Só um comentário: Não são ursos, são lobos (em A perseguição)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *