Os Três Poderes não são harmônicos; são cúmplices. E o povo? Ora, que se dane

Artigo Primeiro, Parágrafo Único, Título Um, da Constituição Federativa da República do Brasil: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia, ao lado do presidente da República Jair Bolsonaro, do presidente do Senado Davi Alcolumbre e do presidente do STF Dias Toffoli, após reunião sobre o pacto entre os três Poderes (Veja On Line/Marcos Corrêa/PR)

Alexandre de Moraes acaba de suspender todas as possíveis investigações, no âmbito da Receita Federal, que envolvem ministros do Supremo e/ou familiares. Para tanto, utiliza-se do inquérito genérico, e francamente inconstitucional, aberto por Dias Toffoli, quando da censura ao site O Antagonista e sua revista eletrônica Crusoé. Nada menos que uma centena de processos de fiscalização serão paralisados. Nada mal ser ministro ou parente, não é verdade?

Ao mesmo tempo, Gilmar Mendes defende rigorosa apuração dos fatos que vieram à tona, na chamada Vaza Jato, oriundos do “hackeamento” de celulares de procuradores, juízes e outras autoridades, mesmo ciente dos crimes cometidos para a obtenção destas supostas mensagens. Desta forma, Mendes legaliza o uso de provas obtidas mediante crime. A pergunta que fica é: e se o hackeamento/vazamento te atingir, senhor ministro? A resposta é desnecessária. Todos sabemos. 

Enquanto isso, o TCU (Tribunal de Contas da União), órgão responsável pela aprovação das contas do Estado, apurou que mais de 2 milhões de reais em passagens aéreas de Primeira Classe e Classe executiva, em voos internacionais, foram emitidas pelo STF, inclusive para cônjuges de ministros, inclusive próximo a datas festivas, como réveillon e natal.

Não sou ou jamais fui partidário da estupidez que prega o fechamento da Suprema Corte, mas é público e notório que um freio qualquer, na conduta desta atual formação, é necessário. É dramática a situação de um país em que poucos podem tudo e muitos não podem nada.

A solução deveria vir das próprias instituições de controle do judiciário, mas sabemos que dali é que jamais virão mesmo. A alternativa seria o Poder Legislativo criar leis e barreiras sólidas contra o mau uso da “caneta maior”. Igualmente, outra vez, sabemos que nada virá. Pessoalmente, não tenho a mínima ideia de como isso poderá se resolver em curto prazo. Em médio e longo prazos, a nomeação de ministros dignos ajudaria sobremaneira, ou até mesmo traria normalidade ao funcionamento da instituição. Mas…

Como é sabido, a nomeação de desembargadores e ministros de cortes superiores é prerrogativa dos chefes dos Poderes Executivos (governadores e presidente), ad referendum do Poder Legislativo. Pois é. O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, é investigado pelo próprio Supremo em dois inquéritos que apuram o uso de notas fiscais frias. E é bom lembrar que o presidente do Congresso, Rodrigo Maia, é citado em lista de propinas da Odebrecht.

Já o presidente da República, Jair Bolsonaro, fez, ele próprio, defesa explícita da canetada surreal de Dias Toffoli, semanas atrás, que impediu investigações criminais baseadas em dados do COAF, apenas para proteger seu filho Flávio, enrolado até as tampas em um provável esquema de “rachadinha” com seu assessor Queiroz.

Para piorar, ao que tudo indica, nem mesmo a chamada pressão popular surte mais efeito com essa turma. O Brasil clama por novos tempos! Infelizmente, o poder está concentrado nas mãos de alguns poucos, e esses insistem em nos manter aprisionados a um sistema nefasto de castas, de favores, de privilégios, de abusos, de tirania. A nós, pobres contribuintes, resta pagar a conta toda e ir chorar na cama, que é lugar quente.

Os Três (podres) Poderes não são harmônicos. São cúmplices! Se abraçam e se protegem, e o povo… que afunde em paz. Ou melhor, que se dane como merece, pois é quem coloca essa gente toda no comando da nação. É, em suma, o maior — e talvez único! — responsável por tudo o que aí está.

Leia mais.

7 thoughts to “Os Três Poderes não são harmônicos; são cúmplices. E o povo? Ora, que se dane”

  1. RAPAZ, PUTA MERDA, PUTA MERDA
    FALA, RICARDO, PORRA
    BOLSONARO HOJE CUMPRIMENTANDO EMPRESÁRIOS
    INCLUSIVE O CARECA DEVEDOR
    COMO A CLASSE MÉDIA É MEDÍOCRE, ESSA VULGARIDADE VAI PEGAR

  2. Então esse é o ponto… o poder (e a merda) emana do povo. Mas mudar isso requer uma discussão que ninguém quer encarar. Isso passa por discutir que favela não é comunidade, é favela, um esgoto a céu aberto… é discutir que não somos todos iguais, existem pessoas boas e pessoas más, entre tantas outras “fobias” que criam para que essa discussão não venha à tona. Olhe o Rio de Janeiro, estado esgoto do país, e veja a taxa de crescimento populacional do estado, ou da cidade do Rio, e depois olhe a taxa de crescimento populacional de uma favela como a Rocinha. Ora, dois mais dois são quatro, matemática não tem erro. Nós somos uma democracia, onde a maioria elege os políticos, dita as regras. Ai te pergunto… quem você acha que manda no Rio? Quem dita as regras? Isso está acontecendo na maioria das capitais. Hoje temos mais bandidos do que pessoas de bem. Em pouco tempo todas as capitais estarão como o Rio, com políticos recebendo o cargo na prisão. E não venha com bla bla bla, que favela não é tudo bandido… a maioria é!!! E numa democracia, novamente, a maioria manda.

  3. Infelizmente, não é só nos três poderes que a cumplicidade criminosa tem guarida.
    E segue a briga entre os abutres partidários no poder pelo resto que sobrou do quadrilhão.
    Combater a corrupção nas empresas brasileiras também está cada vez mais difícil.
    Chegamos ao absurdo de precisar contratar Compliance para investigar Compliance.

  4. VIVA DR.SERGIO MORO!
    Feliz Aniversario, data natalícia, ( 01 de Agosto).
    Todas as Bênçãos sejam especiais, hoje e em todos os Amanhãs.
    Gratidão MM. Juiz Sergio Moro!
    Nossos cumprimentos,
    Namastê!

    1. O inimigo No 1 dos criminosos, dos lulas, cabrals, Cunhas e geddels da vida, dos traficantes, assaltantes, ladrões, assassinos, terroristas….

  5. Pacto entre os três Poderes em harmonia musical:
    Um dando RÉ, outro sem DÓ, mais um que sai pra LÁ onde o SOL só brilha pra eles por cuidarem só de SI mesmos e todos estão MI fu…..!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.