Fomente a pobreza e nada mudará. Tire menos dos ricos e a pobreza diminuirá

O pobre, movido pela carência, consome. O rico, por conta da fartura, investe. Em longo prazo, pobreza e riqueza aumentam. A desigualdade também

Bolsonaro e Guedes (Foto: Evaristo Sá/AFP)

Meu xará, o grande jornalista Ricardo Noblat, que gentilmente já citou este blog (duas vezes!),  reproduziu uma conversa com um integrante do atual governo, em que o mesmo dissera: “este pessoal entende de rico, não entende nada de pobre”.

Para reforçar a tese do interlocutor, Noblat cita declarações recentes de Rodrigo Maia (“Bolsonaro sempre foi um defensor do corporativismo, gente com ótimo salário e estabilidade de emprego”) e propostas da reforma tributária que diminuíram as alíquotas de imposto de renda da faixa mais alta, e das empresas.  

Noblat, Maia e o interlocutor anônimo têm razão. Ainda bem!

Bolsonaro, Guedes e companhia não são do tipo que governam na base do populismo e do “pobrismo”. A cultura dominante ali é outra. É o liberalismo econômico: a maior máquina de geração de riqueza, bem-estar social e saúde pública que se tem conhecimento na história.

O Brasil, desde a redemocratização, foi governado pela social-democracia (PSDB) e pelo clepto-socialismo de compadrio (PT). Irresponsabilidade fiscal, assistencialismo, populismo, corrupção endêmica, políticas de curto e curtíssimo prazos, privilégios, benesses aos amigos do rei, economia fechada, tributação excessiva etc.

Pois é. Deu no que deu!

Um país quebrado, atrasado, com 15 milhões de desempregados, 3/4 da população considerados analfabetos plenos ou funcionais, uma das menores produtividades do planeta, sempre ocupando as piores colocações nos índices sociais, concentrador de riqueza e campeão de desigualdade social.

Pobreza só produz… pobreza! Riqueza só produz… mais riqueza! Essa lógica é incontroversa. É insofismável. É irrefutável. Mormente porque em absolutamente todos os países em que foi implementada e seguida, produziu efeitos sociais dramáticos.

O contrário? Bem, o contrário, basta nos ver. Ou os nossos companheiros de ideologia e política econômica e social. Exemplos não faltam: Venezuela, Cuba, Equador, Bolívia, Coréia do Norte, Grécia, México, Rússia… Os arautos do atraso sempre encontraram voz ativa por estas bandas.

Voltando ao governo atual, incentivando a riqueza — leia-se: a camada produtiva da sociedade — teremos um crescimento exponencial da atividade econômica, que se traduzirá em empregos e renda, consequentemente em impostos e bem-estar social. É o ciclo virtuoso de todas as nações desenvolvidas.

Se você der 100 dinheiros a um pobre, ele irá consumi-los imediatamente, e em pouco tempo não só não terá mais recurso algum, como continuará pobre. Haja vista os últimos anos no Brasil. Se você desonerar (muito diferente de dar!) em 100 dinheiros o rico — o empreendedor — , este transformará os 100 em 150, através do crescimento do seu negócio, gerando consumo, emprego, renda etc.

Sou eu que estou dizendo? Não. Repito: basta ver os países que seguem essa lógica.

Donald Trump, assim que assumiu a presidência dos EUA, reduziu os impostos dos mais ricos e criou facilidades para as grandes empesas — política oposta à do socialista Barack Obama. O resultado: crescimento vertiginoso; desemprego em patamares mínimos históricos; crescimento da renda pessoal e das famílias; aumento do consumo; arrecadação de impostos recorde; investimentos em infraestrutura oriundos da arrecadação; e assim por diante…

Novamente: sou eu que estou dizendo? Não. É fato! É realidade! É inquestionável!

Diminua o Estado, desonere a riqueza e terá, consequentemente, a redução da pobreza. Aumente o Estado, tribute a riqueza e terá, inexoravelmente, o aumento da pobreza.

O Brasil é prova viva! E desafio que me apresentem fatos em contrário.

Leia mais.

70 comentários em “Fomente a pobreza e nada mudará. Tire menos dos ricos e a pobreza diminuirá

  1. Raciocínios de conveniência neste texto. Fazer comparações rasteiras com uma realidade cultural e social, como a norte-americana, absolutamente distinta da nossa é engodo.

    Delfim Neto na época do “Milagre Econômico” falava que primeiro era necessário inchar o bolo para depois repartí-lo. Resumo da ópera: o bolo inchou por algum tempo e no tempo do regime militar morria-se de fome e todo tipo de pestes e doenças no Brasil. País atrasado em escala medieval.

    O raciocínio do blogueiro é em alguma medida uma falácia, isto é, trata-se de um argumento incoerente, um engano. Novamente: fazer comparações com países que tem uma formação cultural totalmente diferente da nossa, mentalidade absolutamente diversa do nosso jeitinho, não dá. Um capitalismo como o nosso, pré-capitalismo, atrasado, perverso e cruel que é o brasileiro, sem a intervenção do Estado é algo insano e irresponsável.

    Se não existem programas sociais promovidos pelo Estado para promover estas populações periféricas que estão ainda num pré estágio civilizatório, não há a menor possibilidade de qualquer mudança. Por si só a economia liberal apenas incha ainda mais as altas classes com mais benefícios e faveliza o resto do país.

    Incrível como o único governo que fez algo de fato pelo país seja apontado agora como a causa do nosso atraso.

    Risível o atual presidente dizer que ama os Estados Unidos prestando-se a bater continência para a bandeira norte-americana. O fato em si é estúpido mas simboliza a mentalidade que agora nos assola.

    Os exemplos que o blogueiro cita de países que deram certo e errado são de conveniencia para validar a sua idéia. Meias verdades.

    1. Daniel essa manada de estupidos vai cair no golpe da “caça ao comunismo” pela segunda vez na historia acompanhado dessa vez pela extrema direita que pariu o fofo HITLER para o mundo. No iphone e no youtube desse pessoal nao mostra o golpe fatal na economia durante a ditadura: o pedido de emprestimo ao FMI em dolar e depois disso a maxi desvalorizacao do cruzeiro que ocasionou a gente POR 30 ANOS PAGANDO DIVIDA EXTERNA. O cruzeiro passou a valer centavos de dolar, os credores riram de uma orelha a outra dos nossos “patriotas capitalistas”. A inflacao foi a 6.000%. Voce ia na padaria ou supermercado num dia o preco era um, no dia seguinte ja tinha aumentado. A historia esta se tepetindo igualzinho a 30 anos atras. Na argentina o Bozo Argentino ja pediu enprestimo ao FMI e eu imagino que pra seguir o mesmo script de 30 anos atras vao fazer a mesma coisa aqui daqui a pouco. Vao falar que a reforma (roubo) da previdencia nao surtiu efeito e vao la no FMI de novo fazer emprestimo em dolar (AMERICA FIRST!!!). Mas vao falar: “No meu youtube nao tem nada disso, voce é comunista, Brasil ame-o ou deixe-o!!! ” É aterrorizante ver a mesma coisa acontecendo de novo, as mesmas atitudes, a mesma conversinha e o principal: A MESMA ESTUPIDEZ, OS MESMOS ESTUPIDOS CAINDO NO MESMO GOLPE PELA SEGUNDA VEZ. É o que eu falo sempre: se tiver condicoes, de o fora desse país, va pra EUROPA, França ou Inglaterra de preferencia. Esse país nasceu para o fracasso. A indicacao que a educacao sera prejudicada nesse governo do bozo nao é mero acaso. É indispensavel para eles formarem cidadaos estupidos e analfabetos. So assim eles farao as barbaridades a que se propoem. Quem puder que de o fora, na europa voce tem saude e educacao gratis e de qualidade. Pros EUA nao, na terra dos “liberais” fique doente pra voce ver, voce tem que vender um rim pra pagar o tratamento (viva o estado minimo êêêê!!!). Esse país fede, vide o conteudo desse blog.

      1. Cara, como sempre o seu racioSSÍMIO é repleto de falácias e clichês do populismo terceiromundista.
        Vou desenhar: INCLUSÃO SOCIAL NÃO SE FAZ COM ESMOLA ESTATAL! AS POLÍTICAS ASSISTENCIALISTAS SÃO NECESSÁRIAS, MAS SERVEM APENAS PARA COMBATER (PRECARIAMENTE) OS SINTOMAS, E, ISOLADAMENTE, PARA PERPETUAR A DEPENDÊNCIA DOS ASSISTIDOS.
        Até hoje, ninguém inventou outra coisa que promova efetivamente inclusão social que não seja pelo CRESCIMENTO SUSTENTADO/CRIAÇÃO DE EMPREGOS. Mas como emprego não nasce em árvores e nem cai do céu, são necessários investimentos em empreendimentos e em infra estrutura física, logística e humana (capacitação de mão de obra). O que leva á necessidade de:
        1) existência de investidores com recursos para tal; e
        2) existência de uma ambiente (econômico, politico, mercadológico, legal, de infra estrutura e de recursos humanos) favorável aos negócios/empreendimentos.
        No caso do Brasil, a possibilidades de investimentos públicos são próximas de zero. Os 13 anos desgoverno PT arruinaram com as contas públicas, de tal forma que o Estado não tem hoje (e não terá por um bom tempo) recursos nem mesmo suficientes para as despesas correntes. A herança mais que maldita do PT, que nos deixou com um déficit anual de mais de 150 bilhões e a dívida de quase 5 TRILHÕES, impossibilita até de se fazer frente às despejas correntes principais. Só o déficit da Previdência é de 250 BI/ano.
        É preciso contar com os investimentos privados nacionais e estrangeiros. Mas pra isso, no mundo REAL, é preciso existir condições minimamente estáveis e favoráveis, porque ninguém investe numa canoa furada, jogando dinheiro num país à beira de um precipício venezuelano.
        Então, é preciso refazer o Brasil, trazê-lo de volta ao caminho do séc 21, tirá-lo do fundo do poço que os 3 patetas, Lula, Dilma e Mantega, o jogou:
        a) Reforma da Previdência: sem o déficit da previdência, as contas públicas seriam superavitárias, permitindo não só fazer frente ás despesa correntes como investimentos em infraestrutura, educação, saúde etc;
        b) desburocratização e reforma da primitiva e absurda legislação tributária brasileira;
        c) privatização de estatais deficitárias, inchadas ( que só servem para a corrupção e empreguismo de políticos), aplicando os recursos em investimentos em infra e no abatimento dos déficits;
        d) atrair investimentos privados em concessões públicas e em tecnologias como estradas, portos, metrôs, saneamento etc;
        e) Racionalizar e modernizar todo arcabouço de leis relativas aos negócios/empreendimentos de forma a tornar o Brasil um País economicamente competitivo no mercado mundial;
        f) Abrir o País para o mundo, estabelecendo acordos comerciais com os principais mercados.
        PS.: Crescimento sustentado é completamente diferente da bolha de consumo ou do vôo de galinha promovidos nos desgovernos PT.

        1. Vc é o mesmo aí de cima, “Daniel, o Fiel”… devoto da santa Lulinha, a Virgem Imaculada do Puteiro que fudeu com o Brasil? Aquele que repete a baboseira séc 19, do comuno-populismo terceiro mundista?
          Se não, qual é o seu precioso argumento?
          Se sim, cito exemplos de países que deram certo e errado:
          1) ERRADOS. Todos os que foram submetidos ao socialismo/comunismo (Rússia, Alemanha Oriental, China, Tcheoeslováquia, Vietna, Cambodja, Cuba, C. do Norte, Romênia, Hungria etc). E todos que foram submetidos a outros tipos de socialismo/populismo (Venezuela bolivariana, Nicarágua, Brasil petista, Chile de Allende, Argentina, México, Paraguai, Bolívia, etc).
          Todos submetidos ao fascismo de direita (Alemanha de Hitler, Itália de Mussolini e outrso insignificantes gatos pingados)
          2) CERTOS. Todos que adotam a economia de mercado, abertura econômica, capitalismo liberal (EUA, Canadá, Japão, Alemanha Ocidental, Itália, Chile, Inglaterra, Austrália, C.do Sul, Holanda, Irlanda, Suécia, Suiça etc)

  2. O liberalismo ampara-se em um pressuposto: uma populacao de imbecis. Para que o capitalismo de certo, é preciso que as pessoas sejam estupidamente consumistas como nos EUA. O cara nao troca de carro. Depois de 6 meses ele joga o carro no lixo e compra outro. E assim com roupas, televisao, eletrodomesticos e etc…. A natureza que se vire pra se livrar do “progresso”. Eu sei que o Brasil tem uma imensa populacao de estupidos (de iphone na mao) haja visto o Bozo miliciano de extrema direita governando o país. Mas no que depender de mim isso nunca vai dar certo. Carro eu compro sempre usado (nao sou trouxa pra perder 35% do valor ao sair da concessionaria). Telefone meu é so pra falar. Odeio roupa de marca eu acho que é uma identificaçao para o imbecil padrao. As minhas coisas so jogo fora quando estragam. Nao tenho a minima intencao de demonstrar status nunca tive. Vivo confortavelmente mas sustentavelmente. Todo o lixo aqui é reciclado. desde que o bozo miliciano foi eleito evito restaurantes, como bem melhor e mais barato em casa e assim nao movimento a economia de um pais de extrema direita. Meu dinheiro gasto em viagens para o exterior de preferencia em paises em que seus cidadadaos tenham educacao e saude publicas de qualidade. Para os estupidos, superficiais e analfabetos funcionais eu dou meu apoio: gastem seu dinheiro com bobagens, voces merecem ficar sem nada. E a proposito: a taxacao de grandes fortunas nunca vai funcionar no Brasil porque os milhoes de “milionarios com ape de 2 quartos e varanda gourmet” vao pensar “esses comunistas querem tomar meu dinheiro!”. Enquanto isso o dono do itaú fatura 9 BILHOES anuais, mas ele esta tranquilo afinal os MILIONARIOS COM APE DE 2 QUARTOS E VARANDA GOURMET se consideram “parças” dos Setubal. Fiquem com suas respectivas fortunas / mediocridade.

    1. Poxa cara deu até pena. Pobreza deve doer muito mesmo. Você compra carro usado porque é um fudido na vida e não porque é esperto. Você não mora num ap com varanda gurmet porque mora na periferia e não tem grana para morar bem. Você é daqueles que viaja pela CVC pagando em duzentas prestações, hotel fudido e vai de econômica, passa pela classe executiva olhando pra baixo e morrendo de inveja dos caras deitadões lá com todo conforto kkkk. Tem celular básico e fica pagando pau pra quem tem iphone último tipo kkkk. Vai trabalhar e ganhar dinheiro seu invejoso de merda, seu rancoroso fudido, e gastar com coisas boas e parar de ficar dando uma de coitadinho kkkk. Pobre fudido kkkkk. E não adianta usar $$$ no nome para atrair sorte porque isso é bobagem, Tem que trabalhar vagabundo kkkk

      1. Nao sou pobre mas pela causa dos pobres eu vou lutar ate o fim da minha vida. Lutem pelos banqueiros. Sao eles que vao surrupiar suas aposentadorias mesmo. INveja nao é desejar o que os outros tenham. INVEJA É QUERER QUE O OUTRO NAO TENHA. E é isso que voces tem em relacao aos mais pobres. Moram num ape 2 quartos e varanda gourmet e se acham banqueiros e alem disso nao querem que os mais pobres tenham o que voces tem. Invejosos e orgulhosos. Voces nao gostam de duividir o espaço com pobres e eu acho lindo. Me emocionava ver pessoas do sertao nordestino de chapeu de palha no aeroporto. Voces acham “sujjoooo”. Nao sou pobre. Moro bem demais na zona sul (nao é um ape de 2 quartos e varanda gourmet ok?) Conheco mais de 20 paises. A proposito sabe qual foi o unico em que eu nao vi pessoas na rua passando fome? Cuba!

        1. Vc é o típico esquerdopata latino americano… coração na esquerda e cateira na direita…. masxacha isso justificável, aginsl, vc “defende os pobres”…

        2. 20 paises kkkk só no google kkkk

          pobretao de merda kkkk

          zona sul kkkkk tirol? alipio de melo? kkkkk

          mora num 2 quartos sem elevador e sem porteiro e olha la kkkkk

          invejoso…recalcado…frustrado…funcionariozinho publico de merda kkkkk

        3. Vai pra lá ! SE vc mora bem, pq não reparte sua morada com os sem teto? Se você tem tantos recursos, porque nao divide? Pelo seu vocabulário, não acho q tenha educação. Pode ter dinheiro, mas dividir só os outros ne? O seu não! Se o Pt fez tanto pelo país, pq o mesmo está na merda?
          Cai fora daqui seu bosta…vc reclama de tudo e não quer dividir nada. VAi pra Cuba. Turista lá tem vida de rei.. o resto guarda jornal para usar de papel higiênico.
          Viva Cuba! Ê CUBÃO!

    2. Agora comprendi vc!!! Sempre te combati aqui achando que era apenas mais um imbecil fanático de esquerda, mas agora ficou claro que seu problema é outro, vc é um cara frustrado e recalcado porque é pobre e não tem as coisas que queria ter e os outros tem. Coitado!!! A inveja mata heim!!!

    3. Petisssssta,
      Fala esse seu discursinho de surrados clichês do comuno-populismo, decorado e repetido como um papagaio, para os 15 milhões de desempregados, para os 50 milhões de trabalhadores que vivem na economia marginal (vendendo bugigangas nas ruas.
      Vai lá papagaio de professorzinho comuna repetir essa baboseira para as vítimas do desastre do clePTo-populismo petista!
      Sob num palanque lá na Venezuela e em Cuba e repete esse clichêzinho idiota do “consumismo” para o povo faminto, para as prateleiras vazias dos supermercados, para as barrigas e bolsos vazios do povo.
      Vai lá na av, Paulista, em SP, e grita “Lula Livre” para a felicidade dos banqueiros saudosos dos 3 patetas, Lula/dilma/mantega, que os entupiram de dinheiro!

  3. Existe um grande exemplo do liberalismo economico que o Paulo “Pinochet” Guedes e o Bozo Miliciano made in USA querem fazer no Brasil: O PARAGUAI. Vejam o que fizeram: abriram o maercado para os produtos importados, aniquilaram a industria nacional e transformaram o país na 25 de março dos Estados Unidos. É isso o que querem os eleitores do Bozo Miliciano de extrema direita: Tornar os brasileiros camelôs dos produtos americanos. E isso vindo da boca de empresarios que quebran competindo com Ibirité e Sabará, imagina quando comecarem a competir com as industrias europeia e estado-unidense? os industriarios (Da FIESP, essa parte eu tenho que gargalhar kkkkkk) ja deram o sinal de advertencia: vao demitir em massa. Os Vinicultores do Sul (kkkkkkk tambem votaram em massa no bozo) ja estao “cortando prego” com a possibilidade dos vinhos europeus chegarem (como se os vinhos sulamericanos ja nao os deixam no chinelo). Eu quero so ver onde essa palhaçada vai chegar: Um completo imbecil foi alçado a presidente, com a ajuda de um “guru” que acha que a terra é plana e que a pepsi cola coloca fetos humanos para adoçar seus refrigerantes, um ministro da educacao que cita “franz KAFTA”, uma ministra que ve jesus no pe da laranjeira, um futuro embaixador que tem nas chapas de hamburguer seus maiores requisitos. BURRO mesmo é quem colocou essa turma no poder. Alguns ainda sem vergonha de admitir.

  4. Os “liberais” querem transformar a setima maior economia do mundo em PARAGUAI. Nao basta eleger o Bozo Miliciano de extrema direita, tem que fazer o seviço completo ta okey!!! kkkkkk

  5. O grande problema do brasil: os “milionarios de ape 2 quartos com varanda gourmet”. Eles se acham da mesma galerinha dos setubal, dos mafra. Falou em taxacao de grandes fortunas eles gritam: “Esses comunistas querem é tomar meu HB20!!!!!”. Pra essa gente, so nascendo de novo, lendo, estudando… É a velha historia de comer carniça e arrotar caviar. Sao esses que usam roupinha de marca, iphone ultima geracao, almoço no shopping, enfim o assalariado “de direita” imbecil-padrão brasileiro. Sao esses que vao para as ruas de camisa da cbf pedir ao governo para serem estuprados na aposentadoria.

    1. O seu sonho de consumo é ter um HB20 né cara, pq só fala disso, Esquece essa sua revolta por não ter o que gostaria. Vai trabalhar um pouco. Pobre coitado!

  6. Esse é o pensamento do tipo de pessoa que mora em minas gerais terra dos melhores cafes do mundo e do gado de corte de primeira linha mas que compra maquininha do cafe da nestle (nespresso… what else) ou que vai ao Mc Donalds comer hamburguer de rato (nunca esquecerei o gosto daquilo que oferecem como… carne!). Esse é o pensamento de idiota-padrão de camisa amarela da cbf que vai as ruas pedir pra ser roubado na aposentadoria. Voces nasceram pra ser enganados. Torrem todo seu dinheiro com futilidades voces nao merecem arte, cultura, viagens, conhecimento. É do celular para o coxo e do coxo para o celular, nao passa disso.

  7. Tem que fazer um textinho sobre o PARAGUAI liberal, a SOMALIA liberal, o HAITI liberal, o TIMOR LESTE liberal. O PANAMÁ e o PARAGUAI sao otimos exemplos do que voces querem, transformar o Brasil num outlet do Trump como sao “patriotas”kkkk

  8. Caro Ricardo, parabens pelo artigo.
    Moro a 16 anos na Australia e posso assinar embaixo tudo oque vc escreveu.
    Aqui nao existe bolsa, cota, etcc e tal, mas e muito barato e assecivel buscar dinheiro emprestado para abrir um pequeno comercio e depois capital de giro para crescer.
    Sou eng. mecanico e vim para ca abrir uma oficina de motos e hoje sou uma das maiores de Brisbane onde moro.
    Aqui nao sao 8am e ja estou trabalhando com mais dois ajudantes e nao tem justica do trabalho para proibir
    O Brasil infelizmente jamais vai chegar no primeiro mundo, infelizmente.
    Um grande abraco e parabens mais uma vez
    Alexandre

    1. Alex no que depender de vc realmente jamais o Brasil vai chegar no primeiro mundo… a exemplo de sua própria historia…. se todo brasileiro empregar sua mão de obra para fora do país o resultado fica muito claro… Portanto fica muita facil vira as cotas para seu país ir para o exterior, se dedicar, lutar, persistir e depois colher os frutos dessas virtudes que em qualquer lugar serão positivas. Sinceramente vc não se encontra em condições de criticar o Brasil… seja coerente!

  9. eu tenho plano de saude e pago escola particular pros meus filhos. eu nao dou dinheiro pra banco, pra grife, pra carrinho “de status”, pra hamburguer de rato do mc donalds, pro cafezinho da nestle, mas daria com prazer meu dinheiro para um estado que desse a quem precisa de medico um atendimento de qualidade, uma escola publica de qualidade (pra que eu pudesse tirar meu filho de perto das crianças burguesas – sao uns monstros) condicoes das pessoas poderem comprar suas casas com financiamento baixo, viajar serem felizes um pouco. Mas voces nao, nao gostam da caixa, dos pobres, dos financiamentos, voces acham que sao da turma do setubal e do mafra, mesmo morando num 2 qtos com varanda gourmet com um hb20 na garagem, voces estao é na turma dos ricos e nao dos pobres kkkkkkkkkkkkkk

    1. unimed!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! kkkkk

      pobretao probetao pobretao kkkkk

      frustradaco kkkkk

      bate de palio veinho veinho kkkkk

      mora maaaaaaaaaaaalllllll kkkkk

      vai morrer fudido kkkkk

      1. Amigo, não existe vergonha em ser pobre… a vergonha do PEtersss é que ele é POBRE DE ESPÍRITO. Quer dividir o dos outros.. tirar do empresário e distribuir para os sem serviço como ele. E ainda fica aqui, fazendo papel de palhaço.. que comédia..
        a esquerda tá morta.. a pá de cal vem aí!

  10. Tá bom eu vou confessar… sou um bosta… to devendo cartão e cheque especial… moro mal, como mal, só ando de busão… sou um invejoso de merda… quero ser ricooooooooooooo!!!!!!!!!!!!

    1. Nao devo cartao nem cheque especial, moro muuuito bem, ando no meu carro excelente (mas usado. nao sou capitalista), nao sou invejoso, sou rico e o melhor: tenho educacaoe cultura.

  11. Brilhante texto. Os esquerdistas já não tem unhas para roer, por isso estão vindo aqui em massa choramingar e resmungar, mesmo sabendo que vão usufruir dos frutos que esse novo governo, com certeza, irá gerar. Mas, a canalhice não lhes permite admitir. Problema deles, que eles se afoguem na própria ignorância e incompetência, afinal, já está provado e comprovado que não passam de pessoas inúteis que não agregam nada, só destroem.

  12. Já vi publicações mais interessantes aqui. Camada produtiva da sociedade? Raciocínio muito simplificado. Muitas publicações bacanas e com bons argumentos já me fizeram mudar de ideia, mas a de hoje carece de fundamentos melhores. Muito superficial. Aguardo as próximas.

  13. Jesus Amado! Quanta idiotice. Tá todo mundo ficando maluco, dizendo asneiras na tentativa de tentar defender este desgoverno. Custamos a ficar livre do PT e caras como este blogueiro colocaram estes incompetentes para dirigir nosso país. Tá na hora de darem o braço a torcer e assumirem a merda que fizeram. Quer dizer que, tirar do pobre e entregar para os ricos vai acabar com a desigualdade? Era só o que me faltava ouvir.

      1. Inundado, por uma vez que seja, permita que a racionalidade tenha lugar. As palavras não são unívocas e o tirar não é apenas retirar algo material que esteja em poder da pessoa; no caso o pobre, o desvalido, como diria Leonel Moura Brizola. Com efeito, o tema sob enfoque, significa retirar a oportunidade, retirar o meio, afastar a viabilidade, o acesso por obra de manobras e abusos que implementam toda maldade contra o povão de Pindorama.
        Um espaço deste deveria ser utilizado para o crescimento, a superação e não apenas para disseminar o ódio e as dissenções. Chega de tributar a insensatez.

  14. Ricardo,

    Cara, falou tudo.
    Olha, curioso é que o PT, com propina vinda da Odebrecht, fez isso aí:
    diminuia a burocracia do Léo e JBS, facilitando o avanço deles
    aí tinham milharesde fucionários.
    A JBS tornou-se a maior do mundo de distribuição de carne.
    Cheia de emprego.

    Enquanto outras empresas, cheias de burocracia, faliram.

    É isso. Hipocrisia do PT em dizer que diminuir o estado dará ruim.

    Abraços.

  15. “Se você desonerar (muito diferente de dar!) em 100 dinheiros o rico — o empreendedor — , este transformará os 100 em 150, através do crescimento do seu negócio, gerando consumo, emprego, renda etc.”

    Você está falando do Brasil? Jura?

    1. Claro que não. Infelizmente. O Brasil precisa comer muito feijão com arroz para chegar lá. Só que um dia vai ter de começar

  16. “É preciso fazer o bolo crescer para reparti-lo”; “Com as privatizações teremos dinheiro para educação, saúde…”; “Pátria Educadora”; “A reforma trabalhista vai gerar milhões de empregos”; “Com a Reforma da Previdência investidores despejarão dinheiro no Brasil”. Mentiras que ouço desde a ditadura

  17. Pois é RICARDO KERTZMAN até quando vamos ficar olhando pelo retrovisor e lembrando do PT… vejo que os comentários de seu blog sempre leva a velha divisão de esquerda e direita… a pergunta que me faço e gostaria da sua reflexão na medida do possível é… se vc está faminto e alguem te oferece uma refeição, naquele momento interessa saber qual o viés politico dessa alma generosa??

  18. Eu entendo o blogueiro. Quando a gente puxa saco de políticos tendemos a escrever qualquer coisa para defender “nossos amados”. Tanto a esquerda quanto a direita (com letra minúscula mesmo) possuem toneladas de livros no mercado defendendo seus pontos de vista (que nunca mudam).
    Basta um resfriado na Bolsa de Valores e pobres continuam como na Idade Média, ou seja, pobres. Gente que andou passeando em Times Square recentemente (quem vai a Times Square pensa que é rico) afirmou que nunca viu tanta gente morando nas ruas em New York. Quem conseguiu visitar a Coreia do Norte e sair de lá disse que há um número absurdo de pessoas passando fome por aquelas bandas.
    Algo que direita e esquerda nunca resolverá é o combate real à pobreza e não aos pobres. O Estado precisa de pobres com ou sem robôs. Afinal, sobre quem os políticos vão exercer poder, não é verdade? O objetivo básico é exercer poder e não resolver problemas sociais.

  19. vc passou essa vergonha no credito ou debito??? Pq vc não assume que é de extrema direita e que odeia pobre? Pare de escrever entre linhas!!!!
    Para de defender o indefensável, vai se passar 30 anos e vc vai continuar a se preocupar com pt, que provavelmente não vai nem existir mais, e que a ditadura nunca existiu!!!

    1. eu odeio pobre em avião, odeio o PT, odeio preto em universidade, a ditadura nunca existiu, sou coxinha, sou fascista, tenho de estudar

  20. Você fez curso pra burro?
    Dar dinheiro pra pobre o dinheiro some, ele gasta… É LÓGICO: Ele precisa comer. Ele precisa sobreviver. R$ 100 na mão de um assalariado viram pão e mantimentos. Os mesmos cem na mão de um rico, podem virar investimento, pois aquilo pra ele não tem relevância nenhuma. Parece conselho de coach: invista 30% de sua renda. É fácil falar quando ela não acaba por completo no dia 15.
    Esse jornalista é patético. O EM não merece um cara assim.

  21. Bom, vamos lá,

    Parece que o Opinião sem medo tem medo de ver além da sua coluna de desinformação. Diz que é política mas tagarela como aquele tio velho que não vê que o mundo mudou e quer voltar aos tempos em que nem ele sabe direito o que era, mas que era melhor que hoje. Tem medo que seus leitores o achem menos astuto e solta as vezes citações mais inteligentes que ele e que leu naqueles textos reacionários que recebe dos seus amigos ou num apanhado de um livro de coaching que comprou na rodoviária. Opinião sem medo tem medo de perder a coluninha que ganhou no jornal que ora era uma ramificação de Andrea Neves e agora tem que apoiar um presidente, que sabem que é um imbecil que não sabe articular respostas ou conversar civilizadamente mas como não tiveram capacidade de chegar ao poder pelos candidatos apresentados agora abaixam e abanam o rabo dizendo:” Ele é burro sim mas temos o Paulo Guedes e o Moro!”. Opinião sem medo tem medo de parar de defender um sistema falido que privilegia os ricos pois pensa que é rico (sabe que não é) e não gostaria de voltar a ser pobre como antes. Opinião sem medo coloca apelidos ofensivos em políticos que não gosta (como aquele tio velho) achando que é descolado mas na verdade não sabe debater política ou emitir algum pensamento mais inteligente que não seja através da ofensa pra chamar mais atenção (neste ponto Opinião sem medo se parece bastante com nosso Bozo). Opinião sem medo tem medo de procurar saber sobre outras realidades além da sua com medo de se deparar com o que não entende, e se isso acontece, solta outro palavrão da ignorância. Opinião sem medo bate o pé no meio fio e diz que a culpa é do Lula, a cerveja está quente é culpa do PT, está parado no trânsito é culpa do PT novamente, se brocha com a mulher a culpa também é do Lula, e assim vai. Opinião sem medo tem medo de falar mal agora do Toffoli sobre a investigação sobre o Flavio Bolsonaro pois seus leitores podem achar ruim, embora todos sabem que estão prestando o mesmo papel que tanto criticaram sobre seus opositores. Talvez Opinião sem medo tem mais medo que o próprio Flavio Bolsonaro sobre esta investigação que pediu o papai pra pedir ao Ministro “ex-petralha” pra parar. Opinião sem medo tem tanto medo que exala arrogância e ignorância. Podemos dizer que Opinião sem medo é um medroso danado.

  22. Vc é o típico esquerdopata latino americano… coração na esquerda e cateira na direita…. masxacha isso justificável, aginsl, vc “defende os pobres”…

  23. Óbvio que o pobre vai gastar os R$100,00 ele é sempre o consumidor final. Agora o investidor se fizer R$ 150,00 ele pegará os R$ 50,00 de lucro e diversificará o seu investimento, que nem sempre retornará como consumo que é o que gera riqueza ao investidor. E chega a ser desonesto certos argumentos desse texto, sendo que no Brasil quem paga a maior carga tributária é o pobre, onde tem uma renda menor que o rico e paga os mesmos tributos sobre os produtos que um rico, reduzindo seu consumo. Por um lado você beneficia o investidor e prejudica o consumidor, no caso o pobre. É fácil ficar rico assim ou investir não é assumir risco ? Quem tem mesmo muito dinheiro (capital estrangeiro) não gosta de assumir riscos, deixam para o pobre e o pequeno investidor todo o risco, no caso de quebrarem já enriqueceram um banqueiro e os investidores do mercado financeiro.

    1. Quando o comentário é bem-intencionado e educado, eu até tento responder…

      ——-

      Óbvio que o pobre vai gastar os R$100,00 ele é sempre o consumidor final. (O rico não consome?)

      Agora o investidor se fizer R$ 150,00 ele pegará os R$ 50,00 de lucro e diversificará o seu investimento, que nem sempre retornará como consumo que é o que gera riqueza ao investidor. (E o investidor fará o quê? Queimará o dinheiro?)

      E chega a ser desonesto certos argumentos desse texto, sendo que no Brasil quem paga a maior carga tributária é o pobre, onde tem uma renda menor que o rico e paga os mesmos tributos sobre os produtos que um rico, reduzindo seu consumo. (Qual argumento é desonesto? Nominalmente, quanto a classe A paga de impostos e quanto as classes C, D e E somadas pagam? Você sabe?)

      Por um lado você beneficia o investidor e prejudica o consumidor, no caso o pobre. (Traduz isso, please!)

      É fácil ficar rico assim ou investir não é assumir risco? (Novamente: traduz aí, please!)

      Quem tem mesmo muito dinheiro (capital estrangeiro) não gosta de assumir riscos, deixam para o pobre e o pequeno investidor todo o risco, no caso de quebrarem já enriqueceram um banqueiro e os investidores do mercado financeiro. (Desisto!!)

  24. Sério. Não sei de onde tira tanta asneira. Não sei se sabe, mas o levantamento em desonerações de Dilma durante o período de governo chega perto de meio trilhão. SIM, MEIO TRILHÃO!! É a metade do que se espera economizar em 10 anos com a reforma da previdência. É o suficiente pra poder sustentar que sua tese é uma idiotice sem igual?!!

    Meu caro amigo, esse foi um dos motivos que fez o país quebrar.

    Você realmente acha que o empresário brasileiro vai ter seu imposto reduzido e vai investir mais. Tá de brincadeira né, nego embolsa tudo que pode e vai gastar, de preferência longe do país.

    1. Se você fosse um tiquinho mais educado e menos afeito a clichês bobos, eu até poderia te detalhar as desonerações da estoquista de vento, os setores escolhidos por conveniência, a falta de critérios etc.

      Mas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.