Ex-foragido, e por enquanto ex-presidiário, W Magalhães é reconduzido à CMBH; leia

Um pesadelo que não termina: corruptos são protegidos por seus pares e pelo Poder colega

(foto: Marcos Vieira / EM / D.A. Press)

Não raro, os três poderes constituídos (Executivo, Legislativo e Judiciário) caminham juntos ao encontro do crime, e de encontro aos anseios da sociedade por um país menos impune e menos corrupto.

O STJ determinou que o vereador de Belo Horizonte, Wellington Magalhães (PSDC), retorne ao cargo o qual, por desvio de função, corrupção, formação de quadrilha, dentre outros crimes, fora judicialmente afastado em abril do ano passado.

Não entro no mérito da referida decisão, até porque não a li e não sou perito no assunto, mas me parece que há algo de errado quando um réu desta magnitude, saído (temporariamente) da prisão, é reconduzido ao cargo que lhe permitiu delinquir.

Por outro lado, isso só foi possível por conta da vergonhosa atuação do próprio Poder Legislativo municipal, quando os vereadores não cassaram o mandato deste sujeito. Assim, de mãos dadas, estes dois Poderes reconduzem o meliante à Casa das Leis da cidade.

Abaixo, os nomes e os partidos dos 15 “representantes do povo” que, covardemente, abstiveram-se de votar pela cassação de Wellington Magalhães, bem como os dos vereadores que merecem nossos respeito e votos:

Álvaro Damião (DEM) Sim
Arnaldo Lula Godoy (PT) Abstenção
Áurea Carolina (PSOL) Sim
Autair Gomes (PSC) Abstenção
Bim da Ambulância (PSDB) Abstenção
Carlos Henrique (PMN) Sim
Catatau (PHS) Abstenção
Cida Falabella (PSOL) Sim
Cláudio Duarte (PSL) Sim
Dimas da Ambulância (PODEMOS) Sim
Doorgal Andrada (PATRIOTA) Sim
Doutor Nilton (PROS) Sim
Edmar Branco (AVANTE) Abstenção
Elvis Côrtes (PHS) Abstenção
Fernando Borja (AVANTE) Sim
Fernando Luiz (PSB) Sim
Flávio dos Santos (PODEMOS) Abstenção
Gabriel (PHS) Sim
Gilson Reis (PCdoB) Abstenção
Hélio da Farmácia (PHS) Abstenção
Irlan Melo (PR) Sim
Jair Di Gregório (PP) Abstenção
Jorge Santos (PRB) Sim
Juninho Los Hermanos (AVANTE) Sim
Léo Burguês de Castro (PSL) Abstenção
Marilda Portela (PRB) Sim
Mateus Simões (NOVO) Sim
Nely Aquino (PRTB) Abstenção
Orlei (AVANTE) Sim
Osvaldo Lopes (PHS) Sim
Pedrão do Depósito (PPS) Abstenção
Pedro Bueno (PODEMOS) Sim
Pedro Lula Patrus (PT) Abstenção
Preto (DEM) Abstenção
Professor Wendel Mesquita (SOLIDARIEDADE) Sim
Rafael Martins (PRTB) Sim
Reinaldo Gomes (MDB) Sim
Wesley Autoescola (PRP) Sim

Medo? Conivência? Cumplicidade?

Lembrem-se deles em 2020 ou continuem a mercê de juízes, ministros e políticos da estirpe de Magalhães.

Leia mais.

Um comentário em “Ex-foragido, e por enquanto ex-presidiário, W Magalhães é reconduzido à CMBH; leia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.