Paulo Guedes, em breve, passará de ofendido a ofensor. Eis nossa imprensa

Já dizia o saudoso Olavo Leite Kafunga Bastos: “no Brasil o errado é que é o certo”. Mais uma vez a vítima torna-se o agressor

Para a imprensa, tem de apanhar calado (Imagem: TV Câmara)

A análise política no Brasil é sofrível, com raríssimas exceções. Ou se torce a favor e contra, ou ideologiza-se a tese. Conteúdo e raciocínio lógico são mercadorias em falta. Isenção, então, meu chapa, esqueça. Sumiu faz tempo.

Não. Eu não faço análise política. Nunca fiz. Primeiro porque sou leigo no assunto. Segundo porque não tenho nem formação nem competência para tanto. Apenas exponho a minha opinião sobre os fatos. E opinião, como todos sabem, é como bumbum. Cada um tem o seu.

Estes dias eu li a seguinte manchete: “Vereador do partido de Bolsonaro é preso em BH”. A matéria explicava que o sujeito extorquia seus próprios assessores. Eu me perguntei: o que raios Bolsonaro tem com isso? Obviamente, nada.

Ocorre, meus caros, que a torcida, neste caso contra, levou o redator e editor a ligarem o nada ao lugar nenhum, deturpando completamente o conteúdo da notícia e a função de informar, apenas por birra partidária.

Hoje leio comentários diversos sobre o entrevero patrocinado pelos petistas durante a sessão da CCJ com o Ministro Paulo Guedes — sem dúvida alguma, a melhor figura, ao lado de Sergio Moro, deste governo atual.

Na avaliação da grande imprensa, faltou a Guedes equilíbrio; serenidade; jogo de cintura; apoio da bancada da situação; compreensão democrática e/ou quaisquer outras observações que traduzam seu fracasso. Mas será mesmo?

Após horas de audiência, ouvindo provocações e mistificações toscas, sem quaisquer fundamentos fáticos ou matemáticos, e após dar uma aula sobre macroeconomia e previdência, o ministro foi ofendido e reagiu. Errou? A meu ver, não. Em nada.

Primeiro porque seu agressor era ninguém mais, ninguém menos, que Zeca Dirceu! Sobrenome e filiação são autoexplicativos neste caso e dispensam maiores apresentações do autor. Segundo porque escancarou aquilo que a sociedade brasileira já sabe de cor:

Um petista jamais apresenta ideias. Seu papel ou é tumultuar ou destruir. Nunca contribuir. Um petista jamais respeita um opositor. Ou mente ou agride. E como sempre lhes faltam argumentos, sobram agressões. Foi este o modelo político rechaçado pelas urnas.

Paulo Guedes, ao contrário do que se lê e se ouve por aí, não só demonstrou, cabalmente, mais uma vez, a inadiabilidade da Reforma da Previdência, como, simultaneamente, a transformou em uma espécie de bandeira contra o PT e as esquerdas.

Afinal, como acreditar que congressistas privilegiados, beneficiários de uma previdência que lhes paga 10 vezes mais que a um cidadão comum, membros de uma quadrilha de assalto, cúmplices de presidiários corruptos podem estar do lado certo?

Uma coisa é não gostar de Jair Bolsonaro. Uma coisa é não saber ler ou fazer contas. Uma coisa é ser viúva do meliante presidiário Lula. Outra, bem diferente, é querer transformar ofendido em ofensor; um economista mundialmente respeitado em filho de mensaleiro; o certo em errado.

A imprensa vem cavando uma cova profunda para si mesma. Uma pena. Meu consolo será assistir a estes “analistas” chorarem sobre o leite derramado. Um leite com sabor ruim, cheiro de atraso e cor vermelha PT.

Leia mais.

22 thoughts to “Paulo Guedes, em breve, passará de ofendido a ofensor. Eis nossa imprensa”

  1. A notícia de qualidade e imparcial, está mais rara que encontrar ET.
    Durante anos, poucos perceberam (eu incluso), que o PT e partidos afiliados, foram comprando a imprensa. Taí o resultado.
    Acontece que a mama da vaca praticamente secou. Ficaram à míngua. O desespero está brotando.
    Espero que continue assim. Acabar de com a água do adubo dessa mídia venenosa que tanto mal fez e faz ao Brasil…

  2. Meu Deus o Brasil sem bússola e você continua o mesmo.
    A Damares só falando bobagem. Olavo Carvalho um reacionário frustrado.
    O seu querido mico falando que nazismo é de direita.
    Você também deve achar isso, claro!
    Os filhos do seu mito só falam bobagens e você nunca os menciona.
    Só porque filho do Zé Dirceu (que eu acho particularmente um baita sacana) chamou o seu querido ministro de tchutchuca você faz este estardalhaço.
    O filho do seu mito desafiou o Hamas(que não é problema nosso se é terrorista ou não) e você ficou igual ele (tchutchuca).
    Eu acho que ficaria melhor se o filho do Zé Dirceu tivesse dito: Senhor quando é pra sacaniar o pobre o senhor vira uma fera, mas quando é pra ajudar os bancos o senhor fica um doce.
    Ficaria melhor.
    Obs: sou totalmente a favor da reforma da previdência se ela for justa. Doa a quem doer!
    Pare com esse terrorismo sobre a minoria.
    Sugestão: mude o nome dessa coluna para “tchutchuca sem medo”.
    Grande abraço,
    Larga essa amargura de lado. Critique mesmo, meta o pau, mas seja imparcial.
    Eu sei que você como burguês fica puto.
    Fazer o que?

  3. Olá Inundado, Paulo Guedes, mas pode chamar de 171, vive a fazer o embromation pois se utiliza de asneiras seguidas de asnices para tentar piorar a situação do povo brasileiro. Vide a reforma trabalhista. Era para alterar menos de dez artigos, alteraram quase cem, que seria para criar emprego, mas no Brasil o DESEMPREGO cresce, e muito, informado por órgãos insuspeitos, então, um sujeito como esse tem de ser rechaçado mesmo.
    Ele, carioca, gente que no geral tem ginga e escracho, não soube nem se portar frente ao uso da comparação com as tchutchucas, sujeito raso, pois o que ele quer mesmo e deixar o povo ao deus dará. Insustentável.

    1. VOU DESENHAR COMO SE TIVESSE ENSINANDO UMA CRIANÇA OU UM ANALFABETO CULTURAL. TALVEZ, ASSIM, UM PETISTA POSSA ENTENDER.
      Emprego não nasce em árvores, e nem pode ser criado por decreto. E a Reforma Trabalhista, POR SI SÓ, NÃO CRIA EMPREGOS: É NECESSÁRIA, MAS NÃO SUFICIENTE.
      A RT é apenas parte de uma série de medidas de modernização do ambiente econômico de forma a viabilizar INVESTIMENTOS PRODUTIVOS (GRANA, DINDIM) em empreendimentos novos ou em ampliação de já existentes na CRIAÇÃO DIRETA DE EMPREGOS.
      Investimentos podem ser públicos (do governo, dinheiro público) e/ou privados. No caso do Brasil em estado de pré-insolvência, deficitário e endividado, sem recursos nem para manter a máquina estatal funcionando, essa possibilidade é absolutamente impossível no momento. Para atrair investimento privados (nacionais e estrangeiros), é obviamente necessário que existam mercado, infraestrutura, leis/regulamentos e estabilidade político-econômica que estejam dentro de padrões aceitáveis no mundo do séc XXI.
      Modernização da legislação trabalhista (CLT é dos anos 40 do séc XX!), previdenciária (a maior causa do déficit das contas públicas no Brasil), tributária (diminuição do Custo Brasil), ao lado de investimentos em infraestrutura de transporte e armazenamento e na educação- formam um conjunto medidas que possibilitem um crescimento SUSTENTÁVEL, criando atratividade e competitividade da economia brasileira nesse mundo globalizado.
      O resto é acreditar que emprego brota expontaneamente na natureza, bastando que um Papai Noel colha-os nas árvores e os distribua para os pobres. Nem mesmo é possível criar uma nova bolha de consumo pela expansão da oferta de crédito num País com quase 70 milhões de inadimplentes!

      1. emprego está diminuindo no mundo todo. Entendeu? mundo TODO.
        É um caminho sem volta.
        Vai haver cada vez menos emprego.
        A reforma é para diminuir o aumento do desemprego. Não para eliminá-lo, por que não tem como.
        Acostume-se com a idéia; cruel, mas verdadeira. EMPREGO está acabando no mundo TODO. Não é culpa do pt, mdb, psl nem nada, é o mundo de hoje.

  4. A bem da verdade houvesse imprensa com a mínima dignidade um sujeito desse seria desmascarado tão inteiramente que ele não teria clima de andar um metro na rua.
    O que ocorre é que a dita imprensa fica nesse reme reme e não mostra as contradições, as falácias e engodos. Muito disso por uma razão prosaica e ultra maldosa. Explica-se; quem patrocina a imprensa são os bancos, sim, os patrões de Paulo Guedes e quem irá ganhar os tubos caso malfadada reforma seja aprovada. Então a imprensa destaca o grotesco e o risível, mas não vai a aquilo que seja relevante e com repercussão na vida de milhões de brasileiros. É básico.

  5. O pt teve ao seu dispor todo o tempo necessário para fazer as reformas necessárias, mas aquelas que são impopulares, simplesmente o partido desprezou, pois na verdade, os programas tipo minha casa minha vida, bolsa família, são programas que garantiam o partido no poder, porque conseguiam extorquir dinheiro dos menos favorecidos.
    O Bolsonaro, com pouco dinheiro, conseguir chegar ao poder, porque o povo brasileiro já não aguentava mais ser burro de carga.
    O cachaceiro ladrão corrupto recebedor de propina, tentou implantar, juntamente com seu amigão maduro, o regime que destruiu a venezuela e quebrou o Brasil. Por este e outros motivos este vagabundo está encarcerado, e ainda vai ver o sol nascer quadrado por um bom tempo.
    O Bolsonaro, como todos nós sabemos, vai sempre encontrar uma oposição muito forte, porque acabar com mst, sindicalistas, lei rouanet, etc, etc, que sempre mamaram nas tetas do governo não é nada fácil, mas estamos confiantes de que Deus está acima de tudo.

  6. Eu vi ali claramente um choque de civilizações.
    Um Paulo Guedes vindo lá do século XXI, tentando se fazer entender para uma plateia de índios do século XV!

  7. O Bolsonaro deve estar rindo até agora, eu também, e os 57% de eleitores dele com certeza também estão. A resposta do Paulo Guedes ao filhote de bandido Dirceu Junior foi, no mínimo, inusitada. Já vi xingarem a mãe do cara, mas a avó foi a primeira vez e faz muito sentido, pois a avó é a mãe da mãe, ela é culpada também pela existência do traste, muito inteligente da parte dele. A imprensa está rosnando e vai continuar rosnando, é só isso que podem fazer, pois estão fudidos. A petralhada que está perdendo a mamata a cada dia, está louca depravada, basta ler os comentários do petralhas aqui nesse blog. E, aqueles que não fazem parte dessa corja de vagabundos, estão delirando de alegria. Segue o baile, tá bão demais.

  8. Os esquerdistas gostam de fazer catimba para criar fatos e atrapalhar o desenvolvimento do trabalho alheio.
    É melhor não dar atenção para essa gente. Vale tudo para humilhar o governo atual.
    Se o Guedes bobear é capaz de aparecer até deputada sem calcinha fotografando do lado dele.

  9. O Bolsonaro disse hoje que o governo federal cumpriu 95% das metas para os 100 primeiros dias. Só de petralha que passou a comer o pão sem mortadela que o diabo amassou com o rabo, eu já vi 100, um para cada dia de governo dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.