País com gente entrando, capitalista. Com gente fugindo, socialista

Se o país controla a fronteira porque todos querem entrar, é capitalista. Se controla porque todos querem sair, é comunista. Simples assim

Amor por ditaduras (Foto/Mosntagem: Google/Inst. Liberal)

Ai, ai… E a história, para não variar, chata e entediante, insiste em, como ensinou o comunista Chico Buarque, fazer tudo sempre igual.

A lista de ditaduras socialistas, comunistas, esquerdistas e sei lá mais que porcarias de istas, que terminaram com o povo na miséria absoluta tentando pendurar o ditador sanguinário pelos pés, em praça pública, é infinita.

Os que ainda resistem, o fazem pelo domínio das forças armadas. Uma vez que dentro dos próprios quartéis ou milícias a grana começa a faltar e o papel higiênico a escassear, aí, meus amigos, a vaca, ou melhor o facínora, vai para o brejo rapidinho. Ou a forca, hehe.

Maduro, na Venezuela, está por um fio. A cada dia mais insano e mais sufocado financeiramente. Além de meia-dúzia de milicos e milicianos assassinos, não conta com mais apoio nenhum em seu próprio país.

Para piorar, coitado, tem ao seu lado Gleisi Hoffmann, Fernando Haddad, Lula e outros trastes da esquerda brasileira, incluindo a CUT e o PSOL inteiro. Tem também a “puta Putin”. Puta? Sim. Basta alguém lhe pagar mais, que o russo abandona o tiranete de Caracas num simples gole de vodca.

Quem mais? O gordinho louco lá da Coreia do Norte. Mas este já descobriu as maravilhas do imperialismo americano. Mais dois ou três anos estampará In Trump We Trust na sua própria bandeira. Esses vagabundos vermelhos só gostam de grana no bolso.

Ah, o Irã. Quem? Irã. Sei. Estes também não duram mais muito tempo, não. E a gloriosa Cuba castrista já iniciou a transição para a luz. Tão logo o último tirano originário bata as botas e a ditadura socialista se desintegra.

Finalizo com uma pergunta — retórica, claro — sobre a situação dramática, calamitosa, desumana da Venezuela: A tal ONU, que acha que Lula é um preso político (hahaha), tá onde mesmo, hein?

Leia mais.

32 comentários em “País com gente entrando, capitalista. Com gente fugindo, socialista

  1. O desastre humano, econômico e social do “Socialismo do Séc. XXI” é apenas mais um dos desastres que ocorreram inevitavelmente em todos os regimes fundados nos dogmas do Coletivismo. Escolha o nome que vc quiser, marxismo, maoismo, comunismo, socialismo isso, socialismo aquilo, fascismo, nazismo etc, são todos filhos de um mesmo pai: o autoritarismo coletivista, a crença de que o indivíduo deve ser submetido ao Estado. Cunhada por Mussolini a frase de que “Tudo no Estado, nada contra o Estado e nada fora do Estado” se adequa perfeitamente às práticas e ao credo de todas essas formas de coletivismo. Deu sempre errado, resultando em desastres humanos e sociais que os fatos históricos nos ensinam, porque o coletivismo é um retrocesso que vem na contra-mão da conquista das liberdades individuais. Como disse muito bem Karl Popper (em “Individualismo versus Coletivismo”) : “a emancipação do indivíduo foi a grande revolução espiritual que levou a derrocada do tribalismo e à ascensão da democracia” .

  2. Olá Inundado, nem o papel de inocente útil desempenhas a contento. Observe que a Cruz Vermelha nem a ONU apoiam essa tal de “ajuda humanitária” a Venezuela. Dois indicativos robustos da trapassa de tio Sam.
    Mais; ontem, 1991, esse mesmo subserviente Chile deu-se a missão de enviar, sob orientação dos EUA, fuzis e outros armamentos a Croácia e dava o nome de ajuda humanitária.
    Nada de surpresa, pois, quando Reagan ajudava os Contra da Nicaragua também dava o nome de ajuda humanitária. E nesse quesito ha um dado mais forte. Elliot Abrans que fazia esse serviço sujo na América Central é o mesmo que HOJE atua sob ordens do homi do cabelo cor de abóbora na mal fadada ajuda humanitária a Venezuela. É muita rasteiragem que muita vez engana os puris, botocudos, tapuias e pankararus Pindorama afora.
    E quanto a entrar e a sair. Vede que Portugal, com sua geringonça, faz exatamente o contrário da receita neoliberal. Mantem-se atividades estatais, controle de bancos, economia solidária e vai muito bem obrigado, muita gente entrando para lá viver e para lá passear. Ô pá!

    1. Cidrac, se você tenta falar com uma pessoa durante anos e esta pessoa o ignora, não lhe responde, fornece a você todas as pistas que não que falar contigo, que despreza você e tudo o mais… Fica uma pergunta? Você ainda continua atrás desta pessoa igual um cachorro, será que você não tem desconfiômetro para perceber que o Ricardo nunca lhe responde?
      Ele conversa com vários participantes aqui no blog, porém nunca lhe dá atenção, nunca lhe dirige a palavra. Você está igual cachorro quando apanha do dono e volta abanando o rabo.
      Vai gostar de tomar tapa na cara assim viu! Você está igual mulher de malandro. Um pouquinho de vergonha na cara e um pouquinho de amor próprio é bom sujeito, você já está velho demais pra ficar igual cachorro atrás de atenção.
      Será que você é daqueles que quanto mais apanha, mais corre atrás? Será que todo esquerdista é assim? Adora levar chibatada no lombo e ficar correndo atrás?
      Tenha só um pouquinho de amor próprio pela sua pessoa sujeito.

      1. Rogério, é público e notório que vc e o blogueiro são um só ser. Esteja bem, sejam felizes nessa simbiose, afinal o mundo é largo e Deus é grande.

      2. Cidrac, o idólatra-mor, o fiel devoto do santo Lula das Propinas e da santa Anta de Pasadena, que comparece aqui religiosamente para despejar a sua pitoresca verborragia, eivada de clichês e fakes do esquerdiotismo.
        Apesar ser constituído por uma frente de partidos de esquerda, o atual governo de Portugal, na prática, quase nada tem de socialista.
        Sob o governo Social-democrata (em Portugal, tido como de direita), de 2011 a 2015, foram implantadas políticas de austeridade que, entre outras melhorias, resultaram na redução da Taxa de juros de 15% para 1, 72%.
        O gov de esquerda, que assumiu a partir de nov/2015, não só não abandonou as políticas de austeridade, como ainda as aprofundou em alguns aspectos. As causas do crescimento econômico (que já se iniciara no gov anterior, a partir de 2014) se deveram à adoção de políticas econômicas que, ao menos em tese, contrariam as principais crenças da esquerda: redução dos gastos públicos em nada menos que 9% sob o governo anterior, de 2010 ao final de 2015. A partir de 2016, já sob o atual, mantiveram-se absolutamente estáveis (e isso em termos nominais; mas dado que a inflação de preços foi de 2%, então houve uma redução de gastos em termos reais). Como consequência deste corte de gastos, o déficit do governo, que estava em astronômicos 11,1% do PIB, caiu para míseros 4,4% do PIB sob o gov anterior, que se aprofundou ainda mais sob o gov socialista, levando-o para míseros 2% em 2016 e 3% em 2017.
        Portugal reduziu o tamanho do setor estatal em relação à economia portuguesa ao nível mais baixo em uma década: o investimento público em Portugal caiu sob o governo socialista. Foi de 2,3% do PIB em 2015 para 1,5% do PIB em 2016, o nível mais baixo desde 1995 (início da série histórica).
        Tais políticas, tanto do gov anterior como do atual, são contrárias à visão keynesiano/esquerdista, COMO SÃO DIAMETRALMENTE OPOSTAS ÀS QUE O GOV PT PRATICOU NOS 13 ANOS DE SUA IRRESPONSÁVEL FARRA POPULISTA COM O DINHEIRO PÚBLICO!
        E são exatamente o que se propõe a fazer o atual governo brasileiro!
        E mais, grande parte dos maiores bancos é privada –até mesmo com participação de capital estrangeiro.
        Ps.: o que vem a ser “trapassa”?

      3. Deixa eu te falar porque o Inundado não responde o Cidrac: ele não tem argumentos para fazer frente a aula que o Cidrac ministra em cada postagem do Inundado, simples assim!

  3. Teve um deputadozinho ou inha, vai saber, que se vestiu de Tchê Quer Vara, contudo na hora de fugir do país ele escolheu a Europa. Essa gentinha é assim mesmo.
    Os comunistas Gil e Caetano, outrora, se exilaram na França e Inglaterra. É só pesquisar aí. Ruim demais da conta né, morar nesses dois países tão subdesenvolvidos, eles devem ter sofrido tanto por lá.

      1. Qdo se trata de autoexílio é claro que escolhe!
        O autoexílio é normalmente precedido de fuga, tal qual fez “Sua Excremência, o autoexilado Jean Willys!

  4. “O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros”
    (Margareth Thatcher)

    “A prática socialista tem-se mostrado, uma e outra vez, mais brutal que as piores ditaduras da história anterior ao século 20. Todos os regimes socialistas degeneraram em ditaduras e praticaram assassinatos em grande escala.”
    (Stephen Hicks, em Explicando O Pós-Modernismo, pág 108)

    “No século passado, tive a oportunidade de cobrir a chegada dos refugiados do comunismo às praias de Brindisi, na Itália. Vinham da Albânia, sedentos de liberdade e de algum conforto material. E agora testemunho o movimento dos refugiados do socialismo do século 21.
    (…)
    A condição humana escapa à esquerda quando as pessoas fogem do que ela considera um paraíso ou, como Lula, uma democracia em excesso. A esquerda não pode encarar essa realidade porque abalaria sua autoimagem. Entre abrir a cabeça ou se fechar para o mundo, já fez sua opção.” (Fernando Gabeira, Estadão, 23/02/18)

    “Nos últimos dois séculos, muitas estratégias foram buscadas por socialistas do mundo todo. Os socialistas tentaram esperar que as massas chegassem ao socialismo de baixo para cima e tentaram impor o socialismo de cima para baixo. Tentaram alcançá-lo pela evolução e pela revolução. Tentaram versões do socialismo que enfatizaram a industrialização e as que são agrárias. Tentaram esperar que o capitalismo entrasse em colapso e, quando isso não aconteceu, tentaram destruir o capitalismo por meios pacíficos. E, quando isso não funcionou, alguns tentaram destruí-lo pelo terrorismo.
    Mas o capitalismo continua a se sair muito bem e o socialismo tem sido um desastre. Nos tempos modernos, foram mais de dois séculos de prática e teoria socialistas durante os quais a preponderância da lógica e da evidência depôs contra o socialismo.”
    (Stephen Hicks, em “Explicando o Pós-modernismo”, pág 210)

  5. Sua opinião, raza e oportunista como sempre, só aparece quando alguém que seja da esquerda faz uma cagada. Maduro é complicado, assim como outros que querem o poder a qualquer custo. Mas também essa briga é geopolítica e pelo petróleo (algo super Capitalista), recurso nao renovável, onde os EUA tem interesse direto como tem no Brasil. Porque nao faz uma materia sobre os filhos do Bolsonaro? Envolvimento com milicia? Mortes. Você acha isso super legal? Gosto de indiginaçao mas quando ela é para um só lado, fica igual moro. Num dia caixa 2 é crime terrível , em outro tá tranquilo fazer. Lula tá preso e voce fica arranhando disco porque tem laranja na boca, né?

    1. Falou tudo. Todo mundo sabe que o Maduro não tem condições de governar nem a casa dele. Mais dia, menos dia, ele vai cair. Isso é fato. Agora vamos olhar para o nosso país: porque não falar das atrocidades do governo do Coiso, que em menos de dois meses já deu escândalo para escrever um livro. Fala sobre o filho dele, o Tonho da Lua: ohohoh Ritinha!

  6. ATÉ ACABAR COM O DINHEIRO DOS OUTROS OU NÃO RESTAR NINGUEM MAIS PARA MATAR
    Desde as suas formas mais agudas até as mais “lights, a prática socialista tem se caracterizado por regimes ditatoriais que resultaram invariavelmente em fracassos econômicos e sociais e em variadas formas de crimes contra os direitos humanos.
    Na sua versão mais radical, desumana e totalitária, os regimes socialistas produziram, não só fracassos econômicos e sociais, como as maiores carnificinas da história da humanidade. Os governos comunistas que formavam a Cortina de Ferro (Repúblicas soviéticas e os estados satélites da Alemanha Oriental, Polônia, Checkoslováquia, Hungria, Bulgária e Romênia) mais China, Cuba, Vietnam, Coreia do Norte etc executaram mais de 100 milhões, além d manterem outras dezenas de milhões em campos de concentração (os mais famosos: Gulags e Laogais). Em toda a história da humanidade não há nada que se equipare (nem mesmo os horrores cometidos pelos nazistas).
    Em suas formas menos radicais (desde os socialismo do tipo bolivariano de Venezuela, Bolivia, Nicarágua etc até o social–populismo do tipo Lulopetista e Kirchnerista), o traço comum é, em maior ou menor grau, redução das liberdades democráticas (ou, como no Brasil do PT, tentativas de), além de resultar em recessão, desemprego, miséria, escassez, desequilíbrio fiscal do Estado etc.
    Margareth Thatcher cunhou a famosa frase de que “o socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros”. Eu acrescentaria, com a devida vênia pelo exagero e humor negro: “ou até não restar ninguém mais para matar”.

  7. Coisinha porque você não fala sobre o seu bandido de estimação e a família dele que está no poder junto com o juiz Moro que era Zorro e agora é um Tonto pau mandado.
    A sua cegueira e crueldade é a prova que a ditadura não só existiu como existe.
    Quem é você (coisinha) pra falar de Chico Buarque (coisinha bonitinha…)

  8. Rapaz,essa mulher é muito bonita!Eu gostaria de fornicar com ela e depois acender um cigarro.Mas diabos,as pessoas as vezes tomam decisões erradas,como uma gostosinha dessas foi parar no PT?Aposto que ela tem dificuldades de explicar pros kids dela sua posição bizarra.But anyway, i am anxiously awaiting for my chance to fornicate with her.

  9. Não se conhece entre os latinos americanos, nenhum país com os cofres vazios e sem riquezas industriais, minerais e extrativas, cujo alcance de poder tenha interessado aos comunistas.
    Antes de Fidel, Cuba já tinha Cadillac. Antes de Chaves e Maduro, Venezuela já era membro da OPEP.

  10. Boa tarde Ricardo!
    Acho que o governo do mico, opa, quero dizer mito, deveria mandar umas caixas de laranja como ajuda humanitária para a Venezuela. O que você acha de aproveitar a fartura safra?
    hehe

  11. Olha só o que o “aconselhado” pelo passarinho trapalhão fez com a Venezuela, que já foi uma das maiores exportadoras mundiais de petróleo e agora culpa os capitalistas, pela miséria que plantou no seu país com adubo de péssima qualidade fornecido pelos líderes petistas e seus capangas.
    Geralmente, esses parasitas que se alimentam de alpistes guardados nos cofres públicos pelos governantes anteriores, são ditadores papudos que acomodam e controlam o povo com recursos da pré-histórica economia extrativista.
    É assim, a vida dos comunistas.

    1. Cara você falou nada com nada. Tudo é interesse geopolítico e por isso Trump quer a Venuela e já declarou em tom de deboche como desttiuir o presidente. Embargo econômico é uma ação imcompreensível pra mente capitalista que vê laranja podre e tuita como se fosse boa.

      1. Nóóóófa! (Só tirando um sarro mesmo). O Trump preocupado com país com economia falida?
        Em vez de procurar desenvolver seu país com alternativas modernas, o Chavez se sentava no populismo se achando o rei do petróleo e enchia o saco dos imperialistas americanos, desprezando seu maior cliente, acreditando que ele seria seu “eterno dependente” energético.
        Eles investiram em novas tecnologias, se tornaram auto suficientes em petróleo, pararam de comprar petróleo e acabaram com a economia da Venezuela.
        Casos similares, ocorreram com os antigos investidores que se mandaram do ABC paulista de 1978 para cá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.