Para o bem ou o mal, nem tudo é o que parece ser

Governo zera imposto de importação sobre rodas-gigantes e carrosséis e causa nova comoção na internet e nos grupos de WhatsApp

London Eye, Londres (Foto: Google Images)

Manchete em todos os Portais de internet, a notícia sobre a medida do Governo Federal zerar o imposto de importação sobre rodas-gigantes e carrosséis — para não variar — ganhou leitura, compreensão e críticas equivocadas. Curioso: não passamos um santo dia sem pedir redução de impostos. Quando ela vem… pimba! Só porrada.

O segmento de parques no Brasil é ínfimo. Ainda assim, 11 mil famílias vivem diretamente da atividade. O impacto fiscal pela redução da alíquota é nenhum! Além disso são equipamentos que precisam estar impecáveis em termos de manutenção, e sua renovação garante segurança aos usuários, majoritariamente crianças.

Há outros setores muito mais importantes na fila? Certamente que sim, mas seguramente produziriam grande aumento no rombo do caixa, já deficitário em R$ 160 bilhões em 2018. Tal medida pode ter sido encomendada por “amigos do poder” (aqui e aqui)? Pode, sem dúvida. Tantas já foram, né? Mas imobilizar um país por causa do “se” é que não dá.

Um tiquinho só de boa vontade com o governo não faz mal, gente. Como também pensar um pouco, antes de xingar, ajuda a tornar o ambiente melhor e o debate mais produtivo. Viciamos tanto na crítica instantânea e destrutiva, que perdemos a capacidade analítica. Ato contínuo, erramos cada vez mais no pensamento, nas atitudes e nas escolhas.

Mas se eu fosse repórter investigativo, “por via das dúvidas” checaria se não há relação entre a medida e interesses outros. O BNDES, JBS e Odebrecht estão aí, né, a nos lembrar.

Leia mais.

15 thoughts to “Para o bem ou o mal, nem tudo é o que parece ser”

  1. Assim que vi a foto penei: vai comentar sobre a isenção de impostos para importação de equipamentos para parques. Ledo engano. Pensando bem, nem precisa.
    E fora do tema, que tal o silêncio dos comandos de polícias civil e militar ante a invasão ( armados) dos policiais ao palácio da liberdade?

  2. A questão é: acredito que temos fábricas de equipamentos para parques. Possuem isenção de impostos? A concorrência fica desleal ainda mais se os exportadores tiverem incentivo para exportação ( alguns aqui cortados devido à greve dos caminhoneiros).

  3. MAIS UMA DO “PAI DOS POBRES”…DE ESPÍRITO.
    Justiça diz como Lula se aproveitou da isenção fiscal a seu instituto
    Leia um trecho:
    “De acordo com a sentença do juiz Higino Cinacchi Júnior, publicada na quarta-feira 6, Lula usufruiu de valores que deveriam ser recolhidos aos cofres públicos graças ao entrelaçamento das atividades da L.I.L.S. e do seu instituto. Funcionava assim, segundo os auditores da Receita: a L.I.L.S. recebia dinheiro das empreiteiras investigadas na Lava-Jato e transferia os valores ao instituto na forma de doação. Gozando de isenção fiscal, revogada pelo governo federal após as descobertas da Lava-Jato, o instituto usava os recursos livremente sem pagar impostos”

    https://veja.abril.com.br/politica/justica-diz-como-lula-se-aproveitou-da-isencao-fiscal-a-seu-instituto/

  4. Parabéns aos donos das empresas de ônibus da grande BH. Os mesmos que de carona na greve dos caminhoneiros, ganharam um desconto de 10% em suas atividades,ao invés de repassar tal desconto para as passagens, simularam uma quebradeira, e escalonaram os salários de seus funcionários.
    Desta forma, imaginam que ninguém terá coragem de falar deste tema. Canalhice é mato!!!!

  5. “Um tiquinho só de boa vontade com o governo não faz mal, gente. Como também pensar um pouco, antes de xingar, ajuda a tornar o ambiente melhor e o debate mais produtivo. Viciamos tanto na crítica instantânea e destrutiva, que perdemos a capacidade analítica. Ato contínuo, erramos cada vez mais no pensamento, nas atitudes e nas escolhas.”

    Desde que o governo não seja do PT, não assim que você pensa blogueiro?

      1. Mas o PT fez algo crescer muito no Brasil:

        “Endividados”

        Todo mundo foi pro ‘parque de diversões’ comprar a prestação, ficaram inadimplentes e ainda querem o lula de volta pra alegria do ‘parque de diversões’ e poderem comprar a prestação e ficarem inadimplentes…de novo…ato contínuo!
        Isto é que é produtividade!

  6. Pelo que as investigações da lava-jato estão mostrando, você, blogueiro, está pedindo boa vontade para com o chefe do QUADRILHÃO DO MDB.
    Isso somente ele defende medidas liberais. Se defender ideias liberais, pode corromper à vontade que merece “um tiquinho só de boa vontade”. Sempre o achei um cidadão coerente. Mas, e agora…

    1. após eu ler o que você escreveu, se realmente você me achava um cidadão coerente, na boa, tô dispensando sua boa vontade comigo. siga em paz!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.