Chega de mentiras: as 5 falácias do momento

Para o bem ou para o mal, a internet e os aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, tornaram-se poderosos propulsores de informação

Imagem: Google

1ª Heróis caminhoneiros:

Os caras ganham mal, são assaltados nas estradas, morrem como moscas nestas rodovias precárias, levam alimentos para todo o país, etc…

Alguma mentira? Claro que não. Merecem solidariedade e respeito? Claro que sim. Mas por que são melhores ou merecem mais consideração que um médico de posto de saúde, que salva vidas todos os dias? Ou enfermeiras, que sem materiais de segurança, como luvas e óculos, metem suas mãos nuas numa hemorragia, para estancar o sangue de um baleado? Ou de cuidadoras de idosos e crianças deficientes? Ou garis, que limpam nossas ruas? Ou lavradores rurais? Que tal bombeiros e policiais, que morrem em serviço para salvar nossas vidas?

São heróis porcaria nenhuma! São trabalhadores honestos e dignos como quaisquer outros do país, inclusive empresários (micro, médio, grande ou gigante), que geram empregos, pagam impostos e são igualmente massacrados todos os santos dias por um Estado gigante, corrupto e ineficiente.

2ª O Brasil precisa passar por uma guerra para aprender:

Alguns brasileiros viveram guerras civis ou externas em seus países de origem e emigraram para o Brasil. Outros são descendentes diretos, sobretudo de europeus, judeus, libaneses, sírios e japoneses, que conhecem de perto a história dos seus pais e avós. Perguntem, vocês que pensam assim, o que é uma guerra de verdade (não estas a que vocês assistem pela TV). Perguntem o que é segurar a mão de um filho ou uma mãe, ensaguentados antes de morrer. Perguntem como é partir do próprio país e deixar metade da família para morrer por lá, enquanto segue para terras desconhecidas.

Minha avó paterna, judia polonesa, foi embarcada à força e aos prantos pelos pais, junto com sua irmã mais velha (eram as duas caçulas) para o Brasil. O dinheiro só dava para as duas! Nunca mais ouviram falar dos irmãos e dos pais. Ela morreu aos 88 anos e jamais foi uma mulher feliz ou minimamente equilibrada. Bela vida, né? Pois é isso o que vocês querem quando escrevem estas besteiras.

Uma sugestão: que os caminhoneiros e todo brasileiro herói, patriota e corajoso, cerquem a Praça dos Três Poderes e impeçam, com bloqueios, Brasília de funcionar. Quero ver quantos serão os dispostos a pegar em armas e morrer lutando contra os políticos e os impostos. Aposto que não aparece um! Sobretudo os comentaristas de internet.

3ª Os caminhoneiros estão deixando passar ambulâncias e remédios: 

Sério? Que bacana, né? Como são generosos em permitir a passagem de quem escolhem. Não sabia que a lei os nomeou porteiros das estradas:  você passa; você não; você aguarde, que vou pensar. Daqui a pouco, quem sabe?, vão obrigar os motoristas de carros a abrirem os porta-malas e fiscalizar o que levam.

Percebem como é surreal este argumento de quem defende os bloqueios? Desde quando o direito de ir e vir pode ser assaltado por alguém, transformando-o no dono de uma rua, avenida ou estrada? Pelo amor de Deus! Que incapacidade é essa de entender uma coisa tão simples assim? Ninguém, absolutamente ninguém, a não ser a força policial, devidamente autorizada pela Justiça, pode impedir o direito de locomoção de pessoas ou veículos de qualquer natureza.

4ª Essa luta é por todos; é pelo Brasil:

Mentira! É exclusivamente em causa própria ou já teriam feito isso há anos, por causa da corrupção, falta de saúde, escolas, estradas, etc. E vocês que apoiam, saibam que irão pagar cada centavo das “conquistas” que conseguirem. Ou o dinheiro cairá do céu?

Saibam que pagarão caro pela explosão do dólar, que influencia mais de 40% dos preços internos do país. Saibam que verão dias e meses de grave crise econômica, pois todas as enormes perdas dos setores produtivos, de agricultores a fábricas de automóveis, irá demorar muito tempo para se ajustar novamente (afora tantos outros pequenos negócios que irão quebrar). Saibam que a “luta por todos” já fez pequenos produtores rurais irem à lona, pois perderam a produção e precisavam dela para pagar as contas e comprar insumos.

Mas danem-se eles, né, comentaristas de internet e WhatsApp? Danem-se os 220 órgãos humanos para doação perdidos e seus respectivos receptores, afinal não são vocês e “o Brasil precisa passar por isso”.

Façam então um favor para o país e seu povo: quando a gasolina voltar, boicotem! Não vão ao posto abastecer. Continuem em casa, de braços cruzados, até que o governo baixe o valor. Quem topa?

5ª Só assim o governo irá baixar os impostos:

Temos um déficit fiscal de aproximadamente…. para! Vou recomeçar:

Entre o dinheiro que o governo arrecada com impostos e receitas diversas (estatais, bancos oficiais, etc), e o valor que gasta para manter o país funcionando mal e porcamente, como todos sabemos, há uma diferença a menor de R$ 160 bilhões. Ou seja, mesmo cobrando impostos absurdos, a conta não fecha.

Esta diferença gigante que falta é emprestada todos os dias por milhões de brasileiros que possuem algum dinheiro depositado nos bancos, seja poupança, aplicação financeira ou mesmo aquele dinheirinho curto em conta corrente. É assim que a bicicleta anda, entenderam?

Se houver cortes de impostos agora, o rombo aumenta e o governo vai precisar de mais dinheiro. Daí, terá duas alternativas: 1) imprimir moeda (dinheiro mesmo, incluindo notas, ok?) e isso causa um negócio terrível chamado inflação (tipo os combustíveis, que aumentaram 50% só este ano, só que para tudo: comida, remédio, transporte, moradia…) e 2) pedir mais dinheiro emprestado, pagando obviamente juros muito altos, aumentando ainda mais a nossa dívida.

“Nossa? Como assim nossa? Se o governo pediu emprestado, ele que pague, ora.”

Sim, amigos. Nossa! Lembrem-se que governo não produz, só gasta. Logo, quem paga a dívida do governo é você, sou eu, serão nossos filhos, netos, bisnetos…

A única maneira de reduzir impostos é diminuindo despesas. Como? Por exemplo: votando em um deputado federal e um presidente que sejam a favor da reforma da previdência, a favor de privatização, a favor de uma economia livre e menos regulada pelo governo, a favor de eliminar os benefícios dos funcionários públicos, a favor de ampliar esta mini-reforma trabalhista já feita, a favor de eliminar cargos públicos, de diminuir o número de municípios (cada um, lembrem-se, tem funcionários, prefeitos, vereadores, etc) e coisas assim.

Coisas que são conhecidas como liberalismo econômico, este “monstro” que o PT e as esquerdas dizem que irá roubar seus empregos, causar fome, destruição, etc, como se até hoje vivêssemos num paraíso, como se os últimos 15 anos (13 dos quais administrados por Lula e Dilma e 2 por seu vice-presidente) tivessem nos transformado no país mais desenvolvido do planeta.

Bem, ainda que estivessem certos e isso fosse verdade — e não é, pois é assim que ocorre nos Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Japão, etc — , a fórmula que eles defendem é essa atual, que aí está, e que transformou nossas vidas neste inferno sobre a terra. É a mesma fórmula que devastou a Venezuela e Cuba, em exemplos mais graves, ou que mantêm países como o México e a Rússia, tão atrasados em relação ao resto do mundo, como somos nós mesmos.

Eu pergunto: está funcionando? Não? Então deixem de ser bocós, deixem de acreditar em populistas mentirosos (aliás, quer populismo maior que esse de “heróis do Brasil, que estão tendo coragem para nos defender, que levam a comida às nossas mesas, blá, blá, blá…? ), deixem de compartilhar mentiras e informações falsas, deixem de repetir frases idiotas sem antes pensar de forma ampla e abrangente nas consequências (de todos!, não só as próprias) e, mais que qualquer outra coisa, votem corretamente pelo amor de Deus! Inclusive deixando de acreditar nesta babaquice de urna eletrônica fraudada.

Leia mais.

66 thoughts to “Chega de mentiras: as 5 falácias do momento”

  1. CADÊ O GOVERNADOR DE MINAS?
    O cargo de governador em MG está vago? Em Minas onde o ICMS é um dos mais altos do País, e a situação de desabastecimento aqui é uma das mais graves, o governador sumiu ou está escondido atrás das saias do gov federal, deixando os mineiros SIFU?
    Que vergonha, hein? que covardia!
    Mas essa é uma característica dos petistas: muito gogó, muito oportunismo, muito palanque ; mas na hora do pega pra cá caem fora, ficam escondidinhos, e só aparecem p/ fazer lucrar politicamente em cima da desgraça do povo!

        1. Analfa,
          Tenho uma sugestão p vc:
          Pede alguém alfabetizado para preparar um argumento contestando.
          E desculpe pelo chute que dei nos bagos de seu ídolo corrupto ter acertado a sua boca. Machucou muito?
          Sorry.

              1. Inclusive baixarias em dilmês. Vai ser divertido.
                Sendo claro, já há inúmeros comentaristas que acreditam que o debate se sustenta com ofensas. Ruim demais ler. Pedi para moderar na linguagem, nada demais. Se não for possível, ou se for difícil, faça o teu melhor.

                1. Volta lá e lê quem começou com baixarias. Isso sua cegueira ideológica ou analfabetismo funcional impediu-o de enxergar.
                  Sou assim, levo um chute e revido com outro.
                  Ou vc é o Geraldo usando outro nome, hein?
                  Tá na cara , né?

  2. CADÊ O GOVERNADOR DE MINAS?
    O cargo de governador em MG está vago? Em Minas onde o ICMS é um dos mais altos do País, e a situação de desabastecimento aqui é uma das mais graves, o governador sumiu ou está escondido atrás das saias do gov federal, deixando os mineiros SIFU?
    Que vergonha, hein? que covardia!
    Mas essa é uma característica dos petistas: muito gogó, muito oportunismo, muito palanque ; mas na hora do pega pra cá caem fora, ficam escondidinhos, e só aparecem p/ fazer lucrar politicamente em cima da desgraça do povo!

  3. Não se pode ter tudo: você quer o liberalismo europeu mas não quer o mesmo número de funcionários públicos ( por mil habitantes -explicando para não haver dúvidas).

  4. Triste Ricardo.
    Pensei que você fosse mais inteligente. Talvez por isso que em outro comentário seu, você diz ser um meio judeu. Nem eles te querem.
    Fique então com esse governo que nos assalta todo dia com auxílio terno, auxílio transporte, auxílio moradia, cartão corporativo e outros milhões de lixos que pagamos desde que foi promulgada a Constituição de 1988. Agora você vem alertar que a conta dessa greve será cara? A cara de cada brasileiro cai quando sabemos o montante da dívida desses governos que nos sugam e cada ano mais, com a desculpa de que é necessário para que o país ande. Ande às cegas e já faz muito tempo.
    Bem! Agora dá pra ver porque Belo Horizonte merece os vereadores que tem e Minas merece os governos que cria.
    O problema é que você é daqueles covardões que não tem cara pra enfrentar uma crise ou lutar por um país melhor. Chorãozinho.

    1. vejam como se comporta o perfeito babaca dos dias de hoje, o idiotizado pelos extremismos (de direita ou de esquerda, tanto faz):

      este estrume que escreve acima é um dos mais antigos leitores do blog. um dos campeões nos comentários, sobretudo aqueles que ficam puxando o meu saco como se eu fosse algum porra de guru (esses medíocres sempre procuram gurus, sejam Lula, Bolsonaro, Ciro ou o capeta).

      o dia em que encontra uma opinião que lhe atinge a fuça (deve ter ficado maluco ao se identificar como um destes imbecis de internet que critico!), passa a me qualificar como menos inteligente, como judeu renegado(?), a falar mal de Minas e dos mineiros (como se ele e o estado em que vive fossem superiores) e até de covarde!! putz, o cara sequer assina o próprio nome e e-mail e eu sou o covarde?

      Sinceramente, a cada vez que me lembro que este tipo de merda é a grande maioria do eleitorado, um frio me corre a espinha!

      Faça assim, ô filho de uma coisa qualquer, que nem um nome e sobrenome lhe deu: vista sua camisa vermelha ou verde-amarela, seja mesmo homem, e não um valentão de teclado, e vá para as ruas enfrentar o governo corrupto, ao invés de ficar em casa incentivando que outros façam aquilo que um bosta como você não tem coragem para fazer.

        1. Olá Ramon, muitas vezes repeli neste espaço a atitude de, por medo ou covardia, omitir-se o nome de pia. Logo o nome, algo tão essencial à pessoa. Aliás, é grande indicativo de cinismo ou de desequilíbrio a desvalorização do próprio nome. Resta observar que como em português toda palavra possui gênero, mardição é feminino. Por fim, será se essa palavra consta do VOLP? Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa.

      1. Já cansei de ir pra e depois ser chutado por pessoas que a todo o momento lhe puxam o tapete. Sempre puxei o seu saco como você diz, mas sem perceber você mudou radicalmente suas opiniões. Só falta beijar os políticos.

      2. Ricardo, excelente, mais uma vez, sua mensagem! Quanto ao coitado que vomitou o veneno acima, deve ser alguém com paixão enrustida por você, ou um caso de psiquiatria denominado de transferência: você é o que ele gostaria de sere, mas não se julga capaz!

  5. “a cada vez que me lembro que este tipo de merda é a grande maioria do eleitorado, um frio me corre a espinha!”

    Sim, essa é uma das causas dos nossos problemas. A única atuação sobre esta causa seria com educação, educação, educação. Mas como a nossa educação está ladeira abaixo, tamo fu…

    Eu faço um esforço tentando orientar aqueles que tenho contato (familiares, colegas, empregados, etc), sobre como votar, o que avaliar, e como cobrar depois. Mas confesso que me sinto andando com lama até a cintura.

  6. Concordo com a grande maioria dos argumentos do texto com pequenas ressalvas mas pelo amor de Deus, como votar corretamente usando as supostas urnas fraudulentas e sem candidatos dignos e honestos? 😕
    Me ajudem por favor pois por enquanto estou escolhendo anular!

  7. Importante dizer que foi depois de nomear um liberal de carteirinha para o comando da Petrobrás – o tal Pedro Parente – que o preço dos combustíveis disparou, com aumentos quase diários. O liberalismo não tem soluções para essa crise, o que fica claro nesse post.

    Reforma da Previdência? Ótimo, vamos tungar o contribuinte do INSS mandando ele aposentar aos 65 anos, independente se ele contribui desde os 16 ou se começou aos 30. Com isso, acrescentamos os velhinhos na fila do desemprego. Aí, quem ainda tem emprego vai ter que deixar de consumir para comprar os remédios dos pais ou tios. Menos grana para consumir, o consumo cai, e a produção vai junto. Sair da recessão? Esquece.

    Privatizações? Ótimo, vamos transformar os monopólios estatais em privados. O céu é o limite para o preço da gasolina e do diesel, encarecendo o preço do resto dos produtos. Com a renda do trabalhador represada, o consumo diminui, e a produção vai junto. Sair da recessão? Esquece.

    Reduzir o Estado? Ótimo, vamos mandar um monte de funcionários públicos embora. Agora eles vão ter que procurar emprego. Sem salários, não vão consumir. O consumo diminui, a produção vai junto. Sair da recessão? Esquece.

    Tirar as regulações da economia? Ótimo, vamos liberar os monopólios ou oligopólios de telefonia, postos de combustíveis, energia elétrica, água, planos de saúde, etc. para praticarem os preços que quiserem. O consumidor que se vire. Sem dinheiro para arcar com estes custos, o consumo cai, e a produção vai junto. Sair da recessão? Esquece.

    Qual é a próxima solução mágica dos liberais?

    1. Olá Nicolau, os liberais incluindo os de meia tigela, querem o modelo econômico para concentrar cada vez mais a riqueza e as oportunidades. Pedro Parente, sempre escalado para causas inglórias, como aquela ao lado de José Jorge do apagão, gosta mesmo é de atuar em favor dos gringos – a Petrobras exporta óleo bruto e importa produtos refinados – sempre de muito bom grado (dele) e em desfavor de nós os brasileiros. Vai ser serviçal e entreguista assim lá na conchichina! Grato.

    2. Quer dizer então que foi o Pedro Parente quem mandou os produtores de petróleo dobrarem os preços do barril de petróleo de 2016 pra cá ?!? PQP! Eu não sabia que o tal de Parente é tão poderoso assim. Será que foi ele quem também comandou a alta do dólar?
      Já que, segundo vc, foi ele o responsável, então como vamos tentar consertar a cagada:quem vai pagar a conta?
      O governo (isto é, nós, pobres e ricos, que pagamos impostos)?
      Mas a dupla Lula/Dilma deixou o País QUEBRADO, com uma dívida pública de 4 trilhões, e as contas públicas com um déficit anual perto de 150 bilhões, as empresas sem mercado e as famílias endividadas até o pescoço, sufocadas por uma carga de impostos escorchantes.
      A Petrobras?
      A Petrobras que o desgoverno lulopetista nos deixou em estado pré-falimentar (só não faliu porque como estatal o gov banca), com uma dívida de mais de 500 bilhões, em razão do populismo eleitoreiro com os preços dos combustíveis, da roubalheira e da desastrada administração?
      Vamos então cobrar do trio Lula/ Dilma/Mantega? Também não dá: mesmo somando toda a grana da roubalheira que eles promoveram, não ia chegar nem perto do rombo.
      Redução do estado/Privatizações
      Dizer que reduzir o Estado é apenas demitir funcionário público é um clichê de quem não tem o mínimo de conhecimentos elementares de macroeconomia. É, por um lado, racionalizar gastos públicos, reduzindo os gastos improdutivos/supérfluos, privatizando empresas públicas deficitárias/inchadas e, por outro lado, aumentar os investimentos produtivos que alavancam o crescimento econômico e inclusão social em bases SUSTENTÁVEIS (educação, saúde, saneamento, infra estrutura, habitação, assistência social etc). O governo não precisa bancar todos investimentos, basta criar incentivos e ambiente favorável à iniciativa privada, como fazem Quer dizer então que foi o Pedro Parente quem mandou os produtores de petróleo dobrarem os preços do barril de petróleo de 2016 pra cá ?!? PQP! Eu não sabia que o tal de Parente é tão poderoso assim. Será que foi ele quem também comandou a alta do dólar?
      Já que, segundo vc, foi ele o responsável, então como vamos tentar consertar a cagada:quem vai pagar a conta?
      O governo (isto é, nós, pobres e ricos, que pagamos impostos)?
      Mas a dupla Lula/Dilma deixou o País QUEBRADO, com uma dívida pública de 4 trilhões, e as contas públicas com um déficit anual perto de 150 bilhões, as empresas sem mercado e as famílias endividadas até o pescoço, sufocadas por uma carga de impostos escorchantes.
      A Petrobras?
      A Petrobras que o desgoverno lulopetista nos deixou em estado pré-falimentar (só não faliu porque como estatal o gov banca), com uma dívida de mais de 500 bilhões, em razão do populismo eleitoreiro com os preços dos combustíveis, da roubalheira e da desastrada administração?
      Vamos então cobrar do trio Lula/ Dilma/Mantega? Também não dá: mesmo somando toda a grana da roubalheira que eles promoveram, não ia chegar nem perto do rombo.
      Redução do estado/Privatizações
      Dizer que reduzir o Estado é apenas demitir funcionário público é um clichê de quem não tem o mínimo de conhecimentos elementares de macroeconomia. É, por um lado, racionalizar gastos públicos, reduzindo os gastos improdutivos/supérfluos, privatizando empresas públicas deficitárias/inchadas e, por outro lado, aumentar os investimentos produtivos que alavancam o crescimento econômico e inclusão social em bases SUSTENTÁVEIS (educação, saúde, saneamento, infra estrutura, habitação, assistência social etc). O governo não precisa bancar todos investimentos, basta criar incentivos e ambiente favorável à iniciativa privada, como fazem os países desenvolvidos (estradas, portos, obras de saneamento, habitação etc)
      os países desenvolvidos (estradas, portos, obras de saneamento, habitação etc).
      Vc talves não saiba que quando o sistema telefònico era estatal, os sistema era precário ( não tinha capacidade de investimento em pexpansão, de tal forma que o próprio cliente interessado é quem tinha que bancar durante 2 anos a espansão de rede até seu imóvel) caro ( uma linha telefônica era um patrimônio equivalente ao um automóvel: só ricos e classe média alta possuiam; e as tarifas eram absurdas), e as empresas inchadas/corrompidas/deficitárias ( eram o que sempre foi a Petrobras, principalmente no gov PT: uma prostituta de luxo pra os políticos)

      1. CORRIGINDO (O TEXTO SAIU TODO TRUNCADO):
        Quer dizer então que foi o Pedro Parente quem mandou os produtores de petróleo dobrarem os preços do barril de petróleo de 2016 pra cá ?!? PQP! Eu não sabia que o tal de Parente é tão poderoso assim. Será que foi ele quem também comandou a alta do dólar?
        Já que, segundo vc, foi ele o responsável, então como vamos tentar consertar a cagada: quem vai pagar a conta?
        O governo (isto é, nós, pobres e ricos, que pagamos impostos)?
        Mas a dupla Lula/Dilma deixou o País QUEBRADO, com uma dívida pública de 4 trilhões, e as contas públicas com um déficit anual perto de 150 bilhões, as empresas sem mercado e as famílias endividadas até o pescoço, sufocadas por uma carga de impostos escorchantes.
        A Petrobras?
        A Petrobras que o desgoverno lulopetista nos deixou em estado pré-falimentar (só não faliu porque como estatal o gov banca), com uma dívida de mais de 500 bilhões, em razão do populismo eleitoreiro com os preços dos combustíveis, da roubalheira e da desastrada administração?
        Vamos então cobrar do trio Lula/ Dilma/Mantega? Também não dá: mesmo somando toda a grana da roubalheira que eles promoveram, não ia chegar nem perto do rombo.
        Redução do estado/Privatizações
        Dizer que reduzir o Estado é apenas demitir funcionário público é um clichê de quem não tem o mínimo de conhecimentos elementares de macroeconomia. É, por um lado, racionalizar gastos públicos, reduzindo os gastos improdutivos/supérfluos, privatizando empresas públicas deficitárias/inchadas e, por outro lado, aumentar os investimentos produtivos que alavancam o crescimento econômico e inclusão social em bases SUSTENTÁVEIS (educação, saúde, saneamento, infra estrutura, habitação, assistência social etc). O governo não precisa bancar todos investimentos, basta criar incentivos e ambiente favorável à iniciativa privada, como fazem Quer dizer então que foi o Pedro Parente quem mandou os produtores de petróleo dobrarem os preços do barril de petróleo de 2016 pra cá ?!? PQP! Eu não sabia que o tal de Parente é tão poderoso assim. Será que foi ele quem também comandou a alta do dólar?
        Vc talves não saiba que quando o sistema telefònico era estatal, os sistema era precário ( não tinha capacidade de investimento em pexpansão, de tal forma que o próprio cliente interessado é quem tinha que bancar durante 2 anos a espansão de rede até seu imóvel) caro ( uma linha telefônica era um patrimônio equivalente ao um automóvel: só ricos e classe média alta possuiam; e as tarifas eram absurdas), e as empresas inchadas/corrompidas/deficitárias ( eram o que sempre foi a Petrobras, principalmente no gov PT: uma prostituta de luxo pra os políticos)

      2. O Pedro Parente é só o Presidente da Petrobrás, a maior produtora de petróleo e distribuidora de combustíveis do Brasil. Foi na gestão dele que a política de preços mudou. Antes dele, o petróleo e o câmbio obviamente sofriam variações e picos, mas a Petrobrás absorvia estas variações. Isso obviamente não era bom para a empresa, mas era isso ou jogar a bomba no colo do consumidor, como está fazendo o Parente agora.

        1. Absorver um aumento de 100% do petróleo? Como? Como fez aquela Anta que “absorveu” tanto que levou a Petrobras à quase falência, com uma dívida de mais de 500 bilhões?
          “Absorver”, como,hein? Pela “contabilidade criativa” que transformava débito em crédito, jogando pra debaixo do tapete os rombos provocados pelo mais desastrado e imcompetente gov da nossa que já tivemos, e que levaram o País à maior recessão de sua história?????
          Eu não elegi dilma/temer, e temer é tão ilegítimo governante como foi presidanta dilma. Mas o ogov atual não é responsável pela causa desse desastre; mas, sim, pela forma incompetente com que lidou com a perspectiva da greve.

          1. Você disse que de 2016 para cá o preço do petróleo subiu 100% de qual fonte você tirou essa informação? Verifiquei em sites que tem esses dados (o que eu acho que todos deveriam fazer ao invés de propagar informações ditas pelas mídias sem pesquisar informações) o preço do petróleo em Maio de 2016 chegou no valor máximo de aproximadamente US$61,00, no Maio de 2018 está variando próximo US$70,00. Outra observação o valor em 2013 e 2014 passava os US$100,00 (época que o governo cometeu um grande erro e mascarou o preço para o consumidor final). Apenas mais uma observação o dólar para compra em 30/05/2016 era 3,5774 em 28/05/2018 é 3,7271, ou seja, não encontrei justificativas para tamanho aumento de preço da gasolina nesses último meses.
            Fontes de pesquisas:
            http://www.investir-petroleo.pt/artigo/preco-petroleo-evolucao-atual-grafico.html
            https://economia.uol.com.br/cotacoes/cambio/dolar-comercial-estados-unidos/?historico

              1. Voce pegou o valor do petróleo em um mês atípico (a menor cotação de todas) qualquer pessoa que sabe analisar um gráfico vê isso o mesmo com o dolar, mas tudo bem cada um acredita no que quer e no final das contas eu só mostrei que não é correto o valor que pagamos hoje e infelizmente vai continuar assim. O brasileiro não tem educação para saber interpretar um série histórica de um gráfico

                1. Volta lá e leia o que escrevi : “de 2016 pra cá “, não de maio/16 pra cá. Por isso, peguei jan/16. O seja, os dados mostram que os preços praticados a partir de 2016 (inclusive) em diante sofreram um reajuste de aprox 100%.
                  Fato concreto, não tem com evitá-lo, negá-lo. Aconteceu e pronto! Quanto a alta do dólar, parece indiscutível.
                  Vc tenta, deseperadamente, distorcer a realidade para justificar suas crenças nos clichês que, como todo, crente dogamatizado repete como um papagaio.
                  Enfim, a alta dos preços petróleo e do dólar é um fato REAL. Não tem como apagá-lo.
                  O P. Parente foi incompetente? O temer , além de ser um governante corrupto e ILEGÍTIMO com a dilmanta, foi incompetente em ytratar desse problema, MAS A CAUSA, A RAIZ DESSE DESASTRE É DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DO GOV LULOPETISTA.

                  1. Se pegar o gráfico e fazer a média não houve aumento aproximado de 100% no valor de petróleo basta fazer calculo de média bem simples mas como eu disse cada um acredita no que quer. Acho que essa conversa não vai levar nada então não convém continuar. Além de que parece já está indo para outros assuntos como crenças religiosas e partidárias, desespero em diálogos; coisas que não tenho. Respeito que tem e não tenho interesses em conversar nesse momento sobre esses outros assuntos. Oque quis desde do início e mostrar que a Petrobras cobrar preços acima de média usando justificativas falsas como alto do petróleo e dólar provando assim no mínimo sua incompetência (para não falar outro nome).

            1. A única justificativa é encher o bolso dos acionistas da Petrobrás na Bovespa e abrir o mercado brasileiro de gasolina e óleo diesel para o grande cartel internacional das petroleiras.

              No início de Maio, as ações da Petrobrás estavam em R$ 24. Em 15 dias, elas chegaram a R$ 31, alta de 30%. Depois da greve, elas despencaram, mas hoje estão a R$ 22,39, ou seja, quase no mesmo patamar de 30 dias atrás. E bem melhor que há 1 ano atrás, quando estavam a R$ 14.

              O Brasil continua a ser o paraíso para quem gosta de especular, do lucro fácil e rápido, e o inferno para quem produz de verdade.

        2. Obrigado, Robes, porque poupou meu tempo.
          Lendo os horrores das respostas, percebi que nem tudo está perdido.
          Certo é uma coisa: apesar da dupla Lulla/Dilma ter saqueado e quebrado a Petrobrás, seja pelo roubo propriamente dito ou pela ingerência na administração da empresa, tem gente que ainda acha que foi correto. Apenas lembrando ao Pequeno Nicolau, a bomba sempre vai para o colo do consumidor, seja via preços, seja por mais impostos.

          1. Mas a “bomba” pode ser dividida. A Petrobrás pode absorver pelo menos parte desta variação e o consumidor a outra parte. Lembrando que quase 50% das ações da Petrobrás estão nas mãos de investidores. Se o lucro da Petrobrás diminui, quem sofre é o acionista – governo + investidores. Mas esse governo jamais vai incomodar os investidores, certo? Daí o Estado malvado vai dar subsídios à Petrobrás para os investidores não ficarem bravos.

            Ao invés da Petrobrás subsidiar o combustível, agora é o contribuinte que vai subsidiar o lucro artificial dos acionistas privados da Petrobrás. Distribuição de renda ao contrário. Que ótimo JESTOR esse Pedro Parente!

            E os liberais acham lindo!

            1. Lembrar que os 3 patetas corruptos e incompetentes, dilma/lula/mantega, deixaram a Petrobras e o País a beira da falência: bilionariamente endividados, arrombados e deficitários (como nunca estiveram antes neste país).
              A situação é realmente difícil, pois os reajustes da gasolina daí decorrentes se tornaram insustentáveis para a população, mas esse governante–que é tão ILEGÍTIMO como a presidanta ignoranta- não é o grande responsável, pois os atos que levaram o a esse fundo do poço econômico/moral/político/cultural foram cometidos por aquele maldito trio.
              Simplesmente reduzir as alíquotas significa transferir para todos o ônus dessa conta- sejam eles pobres, ricos, tenham carros ou não. A sua proposta de deixar o ônus nas costas da Petrobras é infantil e absurda: a empresa arca com uma dívida de mais quase 400 bilhões de dólares e está num esforço enorme para se recuperar dos descalabros cometidos pelo gov lulopetista. A empresa precisa de superavits para pagar seus débitos e ter capacidade de INVESTIR- sem que morre por obsolescência .
              É fácil repetir esses surradíssimos clichês de quem acha que existe soluções mágicas que façam com que a conta desapareça no ar.
              REPITO: TODOS NÓS VAMOS PAGAR MAIS ESTA CONTA, ALÉM DA CONTA DA HERANÇA MALDITA LULOPETISTA QUE ESTAREMOS PAGANDO PELOS PRÓXIMO 10 ANOS.
              Sim , a carga de impostos sobre os combustíveis – e sobre quase tudo no Brasil- é escorchante, absurda, massacrante, e tem que ser reduzida. Mas para que a conta não caia nas costas do povo endividado, teria que se fazer uma racionalização/redução dos gastos públicos de um Estado inchadíssimo como o nosso. Como eu vivo afirmando, o Estado brasileiro é o maior agente de concentração de renda e de criação de gargalos que obstaculizam o desenvolvimento econômico, na medida em que direciona a maior parcela do que retira do setor produtivo trabalhadores/empreendedores) para o setor improdutivo (máquina estatal inchada, privilégios de elites e corporações que mamam gordas fatias do dinheiro público etc).
              Além disso, o monopólio estatal pode e deve ser revisto, sem que se perda o seu controle estatal (*), reduzindo o poder de ingerência política, permitindo a entrada de investidores privados, oxigenando a competição no mercad.
              (*) Pra mim, a melhor solução seria a sua privatização que a retiraria das garras dos políticos da ocasião. Mas isso, reconheço, é impossível nesse país dominado uma visão vinária do undo e por crenças, dogmas do séc 19, que o mantêm a muitos anos-luz de chegar à civilização.

              1. Quem tem que responder pela dívida da Petrobrás é a própria empresa. Alguém aprovou estes empréstimos no passado, e não foi só a “Dilmanta” ou o “Lularápio”. A Petrobrás não tem conselho de administração? Não tem conselho de acionistas? Não tem governança? Não tem patrimônio para vender e abater a dívida, se for necessário? Então, ela que se vire!

                O que é absurdo é jogar essa conta nas costas do contribuinte ou do consumidor de combustível (isto é, de TODO MUNDO, já que o preço dos combustíveis é repassado para todo tipo de produto que precisa ser transportado de um lugar pro outro).

                Veja bem: a empresa não quer praticar um preço no seu produto que o consumidor (transportadoras e caminhoneiros autônomos) se dispõe a pagar. Aí o contribuinte vai cobrir a diferença, para a empresa seguir com o mesmo lucro. Eis o maravilhoso livre-mercado: socialização dos prejuízos e privatização dos lucros.

                1. Responda: quem promoveu o maior o maior rombo nas públicas e na pPetrobras?
                  Pois foi esse mesmo “quem” que socializou (ou seja, deixou a bomba p estourar no colo do povo)
                  150 no bilhões de déficit anual nas contas públicas e uma dívida pública de 4 trilhões.

      1. Em28/05 às 10h38
        Petrobras reduz preço da gasolina em 2,84%, o reajuste que entrará em vigor na terça-feira,29.
        Será que os donos de postos vão diminuir o valor cobrado nas bombas?
        Eu mesmo respondo: Não, do pequeno ao grandão brasileiro é ladrão!

  8. Não sei as propostas dos candidatos ainda, mas a tendência é que eu vote no Partido Novo, achei muito interessante o critério para filiação nesse partido. Difícil ganhar esta eleição e mudar de vez esse país, mas vou fazer minha parte. Consciência tranquila. Abs!

  9. Concordo com tudo que disserem sobre “liberalismo”, mas infelizmente no Brasil se levarão coisa de décadas ou até séculos para mudar a mentalidade geral da população. Pensem em liberalismo como “as coisas podem acontecer sem que o Governo, qualquer que seja, tenha que meter o bedelho”. O “bedelho” aqui se materializa em: taxas, impostos, burocracias, documentos, leis, etc. Quando se pensa em “liberalismo” vem logo em mente a faceta “econômica”, mas a Economia é apenas uma das diversas relações sociais que temos entre público-privado e privado-privado. A mudança tem que ser essencialmente cultural. E mesmo na hipótese do Brasil virar uma social-democracia liberal plena, será atazanada por toda a vizinhança latino-americana.

  10. Parabéns pela lucidez do seu texto! Assim como você, nao acredito que beneficiar apenas os caminhoneiros trará qualquer benefício para a população em geral. Acho que vivemos tempos difíceis, de verdadeira histeria coletiva! Pessoas afirmam que tropas estão marchando para tomar o poder. Outras postam vídeos e mensagens sem o menor fundamento, sem checar a fonte ou até mesmo ler a data. Áudios esdrúxulos sendo atribuídos à autoridades ou generais sem nenhuma base. Tempos difíceis e de provação. Deus nos ajude!

  11. Em qual lugar do planeta suas crenças comunistas ditatoriais deram certo?
    Em quais lugares do planeta o Liberalismo econômico levou e leva o Bem Estar social através do desenvolvimento econômico aos seus cidadãos?
    O nível de ignorância e fundamentalismo ideológico soa de forma irresponsável em níveis horríveis.
    Um território belíssimo,mas um povo…..

  12. Blogueiro, este post eu vou comentar primeiro, para depois comentar o anterior, o do seu desabafo.

    Escrevo de Varsóvia, na Polônia, onde moro. Uma cidade maravilhosa, com um transporte público, excelente. Aqui não há violência (absolutamente!) e o direito individual é respeitado de maneira extraordinária – algo que enquanto brasileiro me deixa muitas vezes boquiaberto. Não se atravessa o sinal de pedestres ainda que não haja carro nenhum na rua, a qualquer hora que seja. Assisto aos jogos do Cruzeiro via streaming como se estivesse assistindo na televisão, dada a boa qualidade da internet que é barata. Por aí eu poderia elencar uma infinidade de coisas positivas daqui. Como queixa, o jeito dos poloneses enquanto perfil. Um azedume que os próprios poloneses se queixam, mas não conseguem deixar de lado. Assim como nos queixamos da corrupção no Brasil e não paramos de nos corromper. Cada qual com a sua mazela. Esta cultura eslava para nós brasileiros é quase um acinte em alguns momentos. A minha esposa polonesa gosta muito do Brasil e do jeito dos brasileiros, embora por causa das questões que temos aí, tenha as mesmas queixas nós, naturais da terra. Um dia deixamos o Brasil, após termos vivido em Dublin, na Irlanda.

    A sua avó, blogueiro, era polonesa e imagino o que ela tenha passado. Sobre este aspecto, concordo com o que o senhor diz: as pessoas de um modo geral no Brasil não tem idéia do que seja uma revolução, uma guerra, um caos. É o inferno. E isto … inferno … se a gente tentar imaginar bem é dor que não se pode descrever: em todos os sentidos: físico, moral, psicológico, espiritual. A guerra é sim o inferno.
    Neste interím eu concordo com as coisas aqui colocadas, exceto num ponto importante do escrito (e um pouco mais abaixo direi qual é este, na minha opinião). Não porque eu seja de esquerda, porque não sou, tampouco lulista, petista, e todos estes adjetivos que o senso comum usa normalmente para desqualificar alguém que pensa a realidade como um pouco mais de parcimônia, menos dogmas e emoções. Graças a Deus não sou refém de idéias, nem das minhas, nem dos outros. Se refletindo através do uso da razão, for necessário mudar de opinião, mudo, menos pelo interesse, seja material ou intelectual, e mais para tentar enveredar para o lado da clareza, do que pode ser melhor.

    Após ter morado na Irlanda por alguns anos (país capitalista), moro hoje na Polônia (país também capitalista), depois de ter retornado e passado mais 5 anos no Brasil (capitalista). Devo dizer então que, (sem bandeira ideológica para levantar, repito) passei 4 anos na PUC do Coração Eucarístico estudando. Depois, naturalmente fui para o mercado de trabalho. Pude então ver como é o liberalismo (por observação e trabalho) ‘in loco’, ‘in situ’, nestes três países, É então UMA CONSTATAÇÃO, e não achismo, a informação que vou lhe dar: o CAPITALISMO que nós temos no Brasil NÃO É O MESMO que se tem na Irlanda ou na Polônia ou na Europa como um todo ou na América do Norte: o capitalismo no Brasil é o da pior espécie possível: é selvagem, ‘medieval’, rude, excludente, desumano, que acirra SIM o que poderíamos SIM enxergar como luta de classes (e isto não é chavão de esquerda). E é por isso que o governo precisa SIM trabalhar com políticas públicas, coisas que o senhor e vários dos seus ‘seguidores’ acenam como ‘comida para vagabundo’, ‘alimento pra preguiçoso’ e coisas do tipo. Posso muito bem explicar o porquê disso no comentário que farei no seu outro post.

    Nada aqui de defender Estado inchado, estatização, socialismo, nada disso … mas NÃO É possível (mas não é mesmo!) falar sobre liberalismo econômico como algo absolutamente benéfico para o Brasil sem avaliar os modelos de relações sociais e distorções culturais que temos no país. O liberalismo econômico no Brasil atua de maneira muito negativa em muitos aspectos para a população. Poderia lhe dar vários exemplos e fazer comparações. Pior ainda: propagar o discurso de que o Brasil é do jeito que é ou está do jeito que está por causa dos 13 anos do governos Lula e Dilma é DESONESTIDADE INTELECTUAL da pior qualidade. Eu não viveria num país socialista. A Polônia onde vivo, é o que é HOJE por não ser mais socialista e por ser agora capitalista. M A S , por favor, não sejamos ingênuos ou desonestos intelectualmente de achar que entregar tudo para a iniciativa privada que quer apenas ‘money’, fazendo leis bem feitas vá funcionar a contento no BRASIL … Defender que o Estado não deva interferir em nada em alguns aspectos que são estratégicos para um país é dar uma de Pilatos e que não querer ver a coisa como ela é. Imputar a culpa de ‘quebra da Petrobrás’ ao PT por conveniência ideológica, por ódio gratuito ou ignorância é sacanagem. Se alguém me trouxer números isentos de que a corrupçao na Petróbras foi maior no governo do PT do que no governo Collor, Itamar e FHC, eu me calo. O caso é que quando arguo alguns ‘haters’ de PT e esquerda eles se calam quanto, não me trazem números e comprovações, e em seguida mudam de assunto. Então, eu concluo que é o efeito da propaganda … similar ao que fizeram como o povo alemão na Segunda Guerra.

    O setor elétrico dos Estados Unidos, por exemplo, é controlado pelo Estado e eles não abrem mão disso. Ainda nesta perspectiva, mas numa outra direção, o setor da saúde, como você bem sabe, é controlado pelas seguradoras lá, e há o caso de um conhecido meu que mora nos Estados Unidos que me contava que um seu colega de trabalho tendo dois dedos esmagos num acidentes de trabaho teve de escolher qual seria amputado, uma vez que o seu seguro de saúde cobria o tratamento de apenas um. Desumano não? Também capitalista, liberal.

    Então, a coisa não é uma festa como o senhor acena. Agora, pense no Brasil … um país atrasadíssimo em uma série de aspectos … o senhor acha mesmo que o liberalismo faria as coisas funcionar do mesmo jeito do que no hemisfério norte? Não, não, não … deixe as suas crenças de lado e desça para o mundo real, blogueiro.

    O transporte público na Polônia é controlado pelo Estado e é excelente, mas a maioria das coisas é privatizada. Então, a gente precisa de um EQUILÍBRIO sobre o qual não vou me debruçar muito na explanação. Curiosamente, o governo, o demônio encarnado do PT – na visão do blogueiro – foi o único historicamente que conseguiu num primeiro momento, também porque havia muito dinheiro vindo da China, fazer uma conciliação do interesse privado e do desenvolvimento de políticas públicas. E isto funcionou muito bem. Se o senhor viajou muito pelo Brasil, eu também viajei. E tenho uma visão diversa da sua diante da miséria que vi. Estas políticas públicas foram muito importantes para as classes menos favorecidas e eu poderia citar uma série de conquistas reais. Óbvio que também estão aí os interesses políticos diversos, e corrupção das mais variadas, mas em nenhum momento nada do que fosse além do que sempre houve. Reduzir tudo o que foi feito a populismo é (vou usar o termo novamente) desonestidade intelectual ou passionalidade.

    Inputar a pecha a Lula de maior corrupto da história ao ex-presidente Lula, por paixonites ideológicas, fomentar a ideologia de ódio a um partido, enaltecer mentalidade liberal sem enxergar o caldo cultural que temos, como a coisa funciona e como o mercado age no Brasil, não dá, é dizer que mentira é verdade.

    O governo Dilma foi péssimo. Fiquei naquele momento até irritado quando a mesma venceu a segunda eleição. Mas dizer que o que foi feito ali no impeachment da mesma, não ter sido o maior disparate de todos os tempos numa democracia, uma vergonha, assim como o processo de linchamento moral dela e do ex-presidente, aí não dá … não dá …

  13. Sr. Daniel Barros , pessoas como você que elavam o nível do debate, faltam nesse país . A prova é que moras na Polônia . Discordo em um ponto sobre sua análise sobre pensamento liberal conservador , da qual comungo : Politicas publicas nunca foram , não são e jamais serão feitas em benefício da população pelo ESTADO . Políticas publicas , a meu ver , se agigantam na medida em as instituições só regulem na forma da LEI e atuação de empresas e pessoas para todos os critérios de convivência e cidadania . Vou falar-lhe algo que possa parecer INSANO , mas é o que sinto . O BRASIL não é uma não CAPITALISTA .É só um berço da espoliação diária da nós mesmos , por nós mesmos independente de IDEAL .

    1. Exatamente. Chamar o Brasil de capitalista é uma visão distorcida do mesmo. Querem imputar os males ao capitalismo e as benesses ao socialismo. O que funciona, sem ser perfeito, é um estado de direito com a livre iniciativa. Melhoramos ao mandar um presidente corrupto para a prisão, mas não eliminamos as amarras socialistas criadas nos últimos 33 anos. Aqui sempre elegemos um vilão estrangeiro, no caso os EUA, como as demais republiquetas latino americanas. Mas quem nos espolia são nossos irmãos, geralmente protegidos pelo Estado.

  14. Um homem imbecil, idiota e inundado de sentimentos imundos voltou atacado.
    Junto dele o CIDRAC, sua metade esquerdopata.
    Demorou hein…Tava na fila pra colocar gasolina ou pegou uma carona?
    Por que não coloca aí os números da economia brasileira, que vc tanto exaltou durante o golpe do MiSHELL TEMER?
    Esse blog tá mais pra coluna de fofoca e humor do que para qualquer outra coisa.
    A Biba tá subindo nas tamancas, deve tá sofrendo com a falta de gasolina para ir ao salão de beleza cuidar do cabelo, opssss……

  15. Greve dos caminhoneiros tem apoio nas ruas: “É um mal necessário”
    “Sou favorável” é a frase mais ouvida quando se fala da paralisação. Daí para frente, há desde defesa de intervenção militar a sugestões de aproveitar o momento para parar tudo no país
    ÊTA GOVERNO BÃO

  16. Pessoal, tudo que vocês estão discutindo aqui tem uma solução que, embora seja difícil, não é impossível. Soltem o Lulinha e deixem que ele se candidate. “Todo poder (com a autoridade necessária) emana do povo”. Se alguém ganhar dele, tudo bem! Mas, não venham tentar convencer que a diminuição (solução é praticamente impossível…) dos nossos problemas seria outra qualquer, a não ser através de um presidente eleito nas urnas, e nunca através de um golpe, seja de que natureza for: militar, parlamentar-midiático-judicial, etc.

  17. Esse tal Pedro Parente (Liberal extremo) não é o mesmo que, em 2001, era o líder da equipe do FHC que mergulhou o Brasil num mar de escuridão e ficou conhecido como Ministro do Apagão? E em 2001 o PT ainda não havia ascendido ao Governo Federal para os antipetistas culparem!
    Esse cidadão nada mais é do que a materialização da incompetência. A solução que ele encontrou para solucionar o apagão de 2001 foi elevar a tarifa da energia elétrica às alturas. E falar que um cidadão desses, (também atolado no escândalo da lava jato), recebe o atributo de bom gestor.
    Após 2001, achei que a carreira de gestor dessa desgraça havia se encerrado. Mas a desgraça voltou pior, assim como a dengue hemorrágica. A solução para ele sempre será fácil: sempre será aumentar o preço e o consumidor paga. O consumidor passa a servir o monopólio, que foi criado para servi-lo.
    Desculpem-me se decepciono aqueles que creditam a atual crise aos 13 anos de governo PT. Mas 13 anos é um atmo de tempo, quando temos quase 129 anos de república, 116 dos quais governados pela ideologia política que que os antipetistas defendem. Antes do governo Lula/Dilma o Brasil não era melhor. E não ficou pior após os 13 anos tão citados nesse blog.
    E para o senhor Robes, os quase 4 trilhões de dívida pública não é herança do governo Petista. É inclusive desonestidade uma pessoa que demonstra ter algum conhecimento atribuir esta dívida ao PT. Posso afirmar com certeza que esta dívida foi construída ao longo da história da república, principalmente nos governos militares. Mas o seu crescimento maior se deu na transição para o Plano Real, que igualou o dólar ao real ( 1 dólar = 1 real). Ou você acha que o plano real trouxe equilíbrio à inflação sem custo algum? Lembre, senhor Robes, que a dívida pública se multiplicou por 9 na transição para o plano real.

  18. Caro Marcos, a lei é bem clara:
    Lugar de bandido é na prisão.
    Não adianta ficar fazendo “draminha”, porque este bandido já está preso e com a pena definida, por enquanto, porque no final, a certeza é que ele irá mofar na cadeia.

  19. Precisamos recuperar o princípio da autoridade.
    Quem jogar pedra em soldado tem de ser alvejado com bala de verdade.
    Basta!
    Em qualquer país de primeiro mundo é assim.
    Não dá para fazer esse joguinho de gato e rato…
    Bala de verdade em quem jogar pedras ou atear fogo em pneus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.