Quanto mais favela, mais erva farta e barata

Favela é uma merda, sim. Pergunte aos favelados. Os de verdade! Não aos profissionais do morro, que usam os pobres como palanque

Tá tranquilo; tá favorável

Haja saco para esta papagaiada de comunidade. Comunidade do que, pô? Comunidade sem asfalto, esgoto, segurança pública? Favela é favela e pronto. Um local onde vivem pessoas em condições precárias, quase subumanas.  Um crime que cometem  absolutamente todos os governantes das grandes cidades, ao jamais terem coragem para ou desocupar e transferir a população enjaulada nos guetos,  ou simplesmente regularizar as moradias e urbanizar os bairros.

O misticismo que boa parte da imprensa, e sobretudo os ditos intelectuais, cultuam acerca das favelas e favelados é algo pra lá de asqueroso. Globais e descolados do eixo Ipanema-Leblon, que só conhecem os morros pelos binóculos (no máximo em seus carros blindados, escoltados por seguranças armados), investem de forma virulenta contra a intervenção federal no Rio. Pergunto se por mera ideologia de esquerda;  oposição a quem chamam de golpistas; apoio incondicional à quadrilha petista, que os mantêm; ou se por raiva mesmo, já que os preços da erva e do talco irão disparar.

A verdade, meus caros, é que esta turma que canta em verso e prosa os morros cariocas e a tal malandragem das ruas, nada mais é que um bando de maconheiros pendurado em tetas estatais ou fama fácil, conseguida através da ignorância popular ou mesmo talento artístico — e há que se reconhecer isso. Estão se lixando para o sofrimento daqueles que vivem aprisionados em casa ou reféns dos traficantes, obrigados a conviver diariamente com a morte batendo-lhes à porta do barraco. Usam estes miseráveis brasileiros como matéria-prima ou inspiração, quando não raro reles mulas. Mas só. Jamais derramaram uma mísera lágrima sincera pela morte de alguma criança de favela.

De casa, sob teto seguro e ar refrigerado, com as cacholas inebriadas por álcool de boa qualidade e pulmões enevoados pela fumaça das baganas, é fácil arrotar mentiras e mistificações baratas contra o exército e a polícia. É fácil transformar o pobre — oprimido pelo tráfico, não capitalismo — em joguete para suas ideias de mundinho utópico, onde todos vestem-se de branco, fazem sexo em gramados verdes infinitos e passam os dias cantando “vem, vamos embora” e dançando Bolero de Ravel, entre goladas de uísque e gargalhadas histéricas.

Enquanto esta turminha brinca de joguinho político, pessoas reais são mortas como moscas. Enquanto gravam vídeos de internet, crianças de 5, 6 anos são obrigadas a ver os pais sendo decapitados. Enquanto demonizam a lei e a ordem, balas de fuzis cruzam os ares e ceifam            a vida de mais um pai ou mãe de família.

Mas Caê não se importa. Chico não se importa. Sabatella não se importa. Freixo não se importa. Em verdade, tudo o que importa é erva barata na orla e favelado morto no morro.

Deus, como tenho nojo desta gente!

Leiam mais.

35 comentários em “Quanto mais favela, mais erva farta e barata

  1. Blogueiro,
    A favela não tem culpa pela criminalidade nela existente.
    A culpa é do consumo de drogas ilícitas e os consumidores em sua maioria não moram nas favelas.
    Libere o uso de drogas e os crimes desaparecem, o sistema carcerário se esvazia e a favela vira apenas lugar de pobre.
    O aumento do custo do tratamento de drogados no SUS seria compensado com o recolhimento de impostos sobre a venda das drogas na farmácia mais próxima de casa.

    1. veja como você é um cara escroto — isso mesmo: escroto! — que se entrega fácil

      “… favela vira apenas lugar de pobre…”

      você é exatamente igual aos vagabundos de esquerda que critico no texto: para você lugar de pobre é na favela!

      1. O texto do Marcelo foi normal, apresentando o ponto de vista dele, sem nenhuma virulência, acusações ou xingamentos.
        Sinceramente, acredito que sua resposta foi de uma violência desnecessária.

    2. Olá Marcelo, o sistema além de complexo é muito perverso. Muita gente tida como bacana vive em seus apês, pisando em carpete fofo, com tecnologia de ponta e quando é apanhado utilizando droga ilícita conta com o aparato a sua disposição para voltar logo à liberdade. São pessoas que tem dinheiro e ou crédito, mas enquanto isso muitos não tem emprego nem renda parte para as aventuras – quase sempre na favela – mas, invariavelmente cai em mãos da polícia ou dos chefões o tome-lhe tapas e são devassados. (É como se a Good Year, Firestone, Continental, Pireli trapaceassem e os borracheiros das beiradas das grandes cidades pagassem o pato).
      Eu me alinho ao seu raciocínio. Desde que o homem se arrasta nesse chão de mundo que ele necessita se entorpecer. Assim, desde as cavernas até nestes tempos de chips. Talvez como forma de enfrentar a dureza, a fatalidade, a amargura, a precariedade e a finitude da vida. Então, pra que negar algo tão óbvio? Seria muito mais racional liberar a droga, só com essa medida grande parte das armas estariam banidas, pois, o álcool é a droga mais maléfica de nossa sociedade e não é proibida e ninguém tem de pegar na garrucha para comprar a marvada ou o whisky mais caro. Agora, o mais difícil é a adoção da racionalidade.

    3. Marcelo: Tudo sugere que determinados blogueiros parecem “pensar” com o tronco cerebral, expressam esses “pensamentos” com o fígado e – como consequência – respondem aos leitores com o intestino grosso. É meio que fisiológico, sabe? E os comentários estão sujeitos a moderação. Estranho isso, né?

      1. Nada de estranho! O blog é meu. Logo, quem determina as regras sou… eu. Por exemplo: eu posso xingar os idiotas, mas só deixo passar os xingamentos (deles) que eu quero, sacou? Assim, bobinho, ou você aceita ou cai fora. O que escolhe??

  2. Ricardo,
    Perfeito! É oportuno acrescentar que quem sofre mais as consequências são os moradores das favelas (compostas em grande maioria de gente honesta e trabalhadora). São comuns as cenas de trabalhadores e estudantes procurando abrigos e sendo impedidos de ir para o trabalho/ escola pelos constantes tiroteios.
    Mas não é só nas favelas que a criminalidade afeta mais os mais pobres. As vitimas da violência e insegurança estão muito mais entre as classes pobre e média do que nas camadas superiores da sociedade.Quem mais é caçado pela bandidagem nas ruas de nossas grandes cidades não são os ricos, os caetanos, os chicos da vida, artistinhas e cantorezinhos alimentados com dinheiro público, etc. Basta ver as estatísticas e até aqueles programas policiais das de TVs.

  3. “Um relatório do Banco Mundial acaba de ampliar a sórdida herança legada pela dupla Lula e Dilma Rousseff. Segundo o documento, divulgado nesta terça-feira, o país vai demorar 260 anos para alcançar o nível dos países desenvolvidos em Leitura e 75 anos em Matemática.

    Faz sentido. O viveiro de 12 milhões de analfabetos elegeu em 2002 e reelegeu em 2006 uma cabeça baldia. O ex-presidente condenado a 12 anos e 1 mês de cadeia acha leitura “pior que exercício em esteira”. Em 2010, a maioria do eleitorado instalou na Presidência um neurônio solitário e reincidiu na maluquice em 2014. Num vídeo famoso, a ex-presidente despejada pelo impeachment revela que “treze menos quatro dá sete”.

    Deu no que deu. O Brasil ficou parecido com Lula em Leitura e é a cara de Dilma em Matemática.”(Augusto Nunes, veja in line, 01/03/18)

    1. “O Brasil ficou parecido com Lula em Leitura e é a cara de Dilma em Matemática.”

      Putz Robes, nunca tinha percebido o tamanho da merda que resulta disso, dois tapados que ainda são ídolos dos cegos hipnotizados!
      (Estou querendo formar frases mas claras mas não consigo, fiquei assustado com o impacto da clareza da frase)
      Realmente a esquerda é exatamente como ela defende e ensina mas só os esquerdistas não percebem e isto é realmente MUITO triste!

    1. Bom, a esquerda é que nunca se importou de verdade, apenas finge que se importa com a pobreza.
      Para a esquerda é importante que os pobres se mantenham sempre pobres, pois assim usam estes pobres como massa de manobra e os tem como garantia de votos. Afinal, no dia em que a pobreza acabar, os discursos demagogos dos esquerdistas perdem o sentido e assim não teriam mais para quem discursar e angariar votos!

    2. amigo paulinho, me responda uma coisa, qual sistema os pobre tem possibilidade de melhorarem de vida?
      Feldal, comunismo, capitalismo?

      se você tiver um conhecimento básico em historia vai saber que o único que na PRATICA o pobre tem possibilidade de melhorar de vida é o capitalismo.

  4. Este texto não é meu.Apenas achei pertinente e resolvi compartilhar : ” As operações nas favelas do Rio deveriam ser,obrigatoriamente,acompanhadas “In-Loco” por um Promotor de Justiça,um Defensor Público,por um representante da Secretaria Estadual dos Direitos Humanos,representantes de ONG’s,professores universitários “especialistas” em segurança pública.Deverão estar equipados com uniformes próprios,semelhantes aos utilizados por policiais ou militares envolvidos na operação sendo facultado a eles o porte de armas não letais,em conformidade com suas crenças ideológicas.
    Será que aparecerá alguém se habilitando ? “

  5. Cidrac, voce conheceu a cracolândia de SP ? Esteve lá alguma vez ou pelo menos passou perto ? É difícil pensar em liberação das drogas depois de ter visto o que havia ali ( ainda há, mas de forma espalhada naquela região ). Quem está ali ( ou estava ) parece ter passado por uma mutação….. a impressão que dá é que deixaram de ser humanos pra se transformarem em alguma coisa não definida que apenas manteve a forma humanoide.
    Legalizar é complexo ( Uruguai não é parâmetro ) e não garante o banimento das armas, pois não dá pra “liberar geral” e ainda haveria disputas ( e mortes ) por aquelas que permanecessem ilícitas.

    1. Muito bom Marcelo, eu também já conheci a cracolândia.
      Quem ‘vive’ ali realmente parece que passou por uma mutação e faço um paralelo com o lula pois a cada dia, em cada declaração que ele dá, tenho certeza absoluta que ele precisa de um SÉRIO tratamento psicológico com urgência, eu o acho tão alucinado ou mais ainda do que aqueles ‘seres viventes quase vegetativos’ na cracolândia.
      Eu já nem escuto ou vejo vídeo do Lindberg, ele está totalmente fora de si! Só repete ‘merdas’!
      O lula se tornou claramente um parasita que quer sugar a ‘seiva’ proporcionada pela democracia e proclama ser o criador das raízes.
      As declarações dele são completamente ‘lisérgicas’ e ainda querem liberar as drogas?
      Pra que? Os petistas já estão ‘muito doidos’!
      o lula ESTÁ LOUCO, os petistas estão alucinando e todos eles já não são mais mutantes, se tornaram como alienígenas invasores que querem dominar a qualquer custo!

  6. Resposta do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que disputaria a vaga de presidenciável com Geraldo Alckmin, falando sobre o Alckmin. Foi perfeito:

    A gente não percebe o traço da preocupação com o ser humano no discurso dele. Sob a desculpa de dizer que não é populista, na verdade ele não é uma pessoa de preocupações populares. Eu não me sinto populista, mas me sinto como uma pessoa com preocupações populares claras. Ou seja, eu devoto toda minha vida às pessoas que são menos privilegiadas. Não é esse o perfil que eu vejo no PSDB. O PSDB sempre foi um partido meio esnobe, meio de nariz empinado, se sentindo elite, o último biscoito do pacote. E ele tampouco, ele não tem esse perfil (de preocupação social).

  7. Favela é ponto turístico. Autoridades brasileiras levaram o Papa,o Príncipe Charles e outros para um tour pelas vielas do local,e tudo isso depois de um acordo com os traficantes. Quando os bandidos armados de fuzil fizerem um arrastão na linha amarela ou na vermelha,que a turma dos direitos dos manos,leve até eles rosas,cantem umas canções do chico e do caetano,e peçam a eles para desistirem dessa ação, e digam que roubar é contra as Leis de Deus e a dos homens.Mas nessa hora só aparece a PM para colocar ordem na casa,para liberar a via,para evitar que um cidadão de bem morra com um tiro disparado pelos comandantes das favelas.

  8. Após o Pernambucano Pedrinho ter se manifestado em vídeo afirmando que dividiria a pena com Lula, o ex-presidente, durante entrevista, deixou um “carinhoso” recado a seu apoiador.

    https://youtu.be/sTr70izNkqc

    Ladrão reconhece e confirma que outro ladrão rouba e continua o apoiando!
    ignorante + ignorante = burrice.

    Será que o lula ligou pro pernambucano ‘F.D.P.’ ? (palavras do lula)

  9. O favelado que tem a sua glamourização pelos artistas e intelectuais trabalha de sol a sol, com pouca remuneração, nenhuma infraestrutura patrocinada pelo Estado, mas, que na verdade, gasta muito dinheiro consumindo o produto dessa intelectualidade vampiresca. Sempre sobra uma grana para comprar discos e livros dessa galera que nunca pisou o chão das favelas. Eles só a conhecem pelas novelas da Glória Peres, e olhe lá. Para eles é normal uma criança ser queimada pelo traficante ou cooptada como aviãozinho ou soldado do tráfico. Porém, se as forças de segurança se atreverem a revistar uma dessas crianças que eventualmente carregam drogas e armas para os bandidos xingam e bradam contra o Estado. Quero que esses intelectuais se ferrem pra lá. Que o EB faça seu papel e reviste quem for suspeito. Ainda mais considerando que o know-how para o país inteiro sai de lá, sem preconceito, das grandes favelas cariocas. E a mesma esquerda que grita contra as ações do exército é a mesma que permaneceu 13 anos no poder e nada fez pelos moradores honestos que lá moram por força maior.

  10. Adoro quando resumem a esquerda a um bando de maconheiro e a direita a um bando de cheirador de pó. Isso ae, continuem nessa briguinha particular escrevendo artigos inúteis que não ajudam em nada na evolução do país. Essa merda nunca vai melhorar enquanto continuarem vestindo camisa de coisas imaginárias. Não existe esquerda nesse país e não existe direita. Existe um sistema de roubo que a cada 4 anos a população escolhe quem vai ferrar o povo.

  11. Parabéns pelo seu trabalho Ricardo Kertzman, sinceramente eu não sei como ele ainda esta sendo exibido no site uai, visto que todos os meios da impressa estão lotados de ideias progressistas, assim como nas faculdades e sobretudo nos cursos de humanas.

    Continue com seu bom trabalho aplicando doses diárias de realidade nua e crua.

    1. Não posso falar por outros veículos, mas lhe garanto que o Portal UAI tem como regra a pluralidade de opinião e o respeito incondicional pelo debate de ideias.

      Abrs

  12. Por favor, sem atirar pedras.
    Quando, seu moço, nasceu meu rebento
    Não era o momento dele rebentar
    Já foi nascendo com cara de fome
    E eu não tinha nem nome pra lhe dar
    Como fui levando, não sei lhe explicar
    Fui assim levando ele a me levar
    E na sua meninice ele um dia me disse
    Que chegava lá
    Olha aí
    Olha aí
    Olha aí, ai o meu guri, olha aí
    Olha aí, é o meu guri
    E ele chega

    Chega suado e veloz do batente
    E traz sempre um presente pra me encabular
    Tanta corrente de ouro, seu moço
    Que haja pescoço pra enfiar
    Me trouxe uma bolsa já com tudo dentro
    Chave, caderneta, terço e patuá
    Um lenço e uma penca de documentos
    Pra finalmente eu me identificar, olha aí
    Olha aí, ai o meu guri, olha aí
    Olha aí, é o meu guri
    E ele chega

    Chega no morro com o carregamento
    Pulseira, cimento, relógio, pneu, gravador
    Rezo até ele chegar cá no alto
    Essa onda de assaltos tá um horror
    Eu consolo ele, ele me consola
    Boto ele no colo pra ele me ninar
    De repente acordo, olho pro lado
    E o danado já foi trabalhar, olha aí
    Olha aí, ai o meu guri, olha aí
    Olha aí, é o meu guri
    E ele chega

    Chega estampado, manchete, retrato
    Com venda nos olhos, legenda e as iniciais
    Eu não entendo essa gente, seu moço
    Fazendo alvoroço demais
    O guri no mato, acho que tá rindo
    Acho que tá lindo de papo pro ar
    Desde o começo, eu não disse, seu moço
    Ele disse que chegava lá
    Olha aí, olha aí
    Olha aí, ai o meu guri, olha aí
    Olha aí, é o meu guri

  13. Eu não sei como este site mantém este ridículo bloqueiro. Ele só tem post de opinião próprio sem menhum embalsamento estatístico. Detesto tudo que ele escreve e tenho pena dos desavisados e incultos. Pq. freguentar faculdade não quer dizer cultura. Eaté autor aqui deve ser um exemplo de esquenta banda na universidade.

    1. De novo este mesmo blá blá blá??? “Eu não sei como este site mantém este ridículo bloqueiro”….

      O site não mantém nada, sua burra. Ninguém me mantém, ô jumenta dos infernos. E não é bloqueiro, pelo amor de Deus!!

      É claro que só “tenho post” de opinião própria. Vou ter do que, sua infeliz? De opinião alheia? E que raios é “embalsamento estatístico”, criatura do pântano? Números embebidos em algum fluído de preservação? Tenha dó de si mesma, sacripanta da escuridão!! Tenha vergonha de ser o lixo que é!!

      Tá mais para Vera Brega ou ver a brega que para Vera Braga. EU hein!!!

      1. Aparece cada uma!
        “Embalsamento estatístico”, “opinião próprio”, ” bloqueiro”, ” freguentar”…
        Eis aí porque os lulas, as dilmas, os sarneys, os renans, os malufs, as gleisis, os barbalhos da vida são eleitos.
        Me fez rir, mas a burrice está mais para o trágico do que para o cômico.
        Esse é o Brasil, fazer o quê?

  14. Eu sempre bati nessa tecla,LIBERAR AS DROGAS NÃO É SOLUÇÃO.
    As pessoas que não tem argumentos te chamam de hipócrita,e por isso e apontam o álcool como uma droga lícita,mas a estas mesmas pessoas eu pergunto,sabiam que existe LEI SECA? sabiam que mesmo existindo tal lei MUITAS PESSOAS morrem vítimas de um louco embriagado ao volante? pois é, e este numero costuma aumentar no carnaval e em feriados nacionais.

    Olhem o cigarro,sabiam que pessoas fumam em lugares proibidos ou fechados e faltam com o respeito a avisos de proibição?sabiam que mais de 155 mil pessoas morrem ao ano por causa de cigarro?

    O grande problema é a falta de noção das pessoas, sempre foi isso, quando o cara bebe é pra ficar loucão, quando o cara fuma dificilmente para, ninguém quer saber de consumir com responsabilidade.

    Liberar as drogas é lucrar com a morte, há quem goste né?mas ao mesmo tempo é não se importar com o próximo,é egoísmo…então não seja egoísta você também Marcelo…
    O Brasil arrecada TRILHÕES com impostos de todas as naturezas,o problema não é falta de imposto, mas a má gestão do dinheiro público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.