Nem tudo é o que parece ser

Alguns nasceram para ensinar, fazer a diferença. Albert Einstein foi um destes iluminados. Sua eternidade não é à toa

Tá tudo aqui, ó!

Acabo de assistir a um vídeo muito legal, compartilhado pelo querido rabino e amigo Nissim Katri, de Belo Horizonte.

Atribuído ao genial Albert Einstein (também judeu), mostra o diálogo entre um garoto, com pouco mais de dez anos (seria o próprio Einstein), e seu professor em sala de aula.

O professor diz que “se Deus existe e criou tudo, então Ele é o próprio Mal”.

A tese defendida pelo mestre pareceu confundir a todos, já que, de fato, o Mal faz parte do mundo e de nossas vidas.

Contudo, contrariado, um único aluno (Einstein) se levanta e pergunta ao professor:

— Mestre, existe frio?

— Que pergunta mais tola, rapaz! Claro que sim, Quem nunca sentiu frio?

— Errado! Segundo as leis da física, o frio que sentimos é na verdade a ausência de calor do nosso corpo.

Não satisfeito, o pequeno gênio continuou:

— Professor, existe escuridão?

— Claro que sim, garoto.

— Errado novamente! Escuridão é ausência de luz. Luz nós podemos estudar; escuridão não, lembra-se? O senhor mesmo nos ensinou isso.

Correto (disse o mestre), mas o que isto tem a ver com Deus e o Mal?

— Assim como o frio e a escuridão, o Mal não existe. Deus não é nem nunca criou o Mal. Ao contrário. O Mal é apenas o resultado da ausência do amor de Deus nos corações de alguns homens.

Bacana, né?

Leiam também.

8 comentários em “Nem tudo é o que parece ser

  1. Juro que não entendo,parece que o Brasil só conheceu a miséria e a corrupção no governo do Lula,que eu concordo sim que é corrupto,ladrão e incompetente,goza de uma soberba que foi coroada com esse absurdo de copa do mundo e olimpíadas em um pais que não tem competência e honestidade para terminar obras historicas,mais a direita tambem é uma bosta de governo,com o senhor Aecio Ladrão de Neves,então te pergunto porque voce so ataca a esquerda ja que no momento não mandam em porra nenhuma.

    1. Não, moça… “Deus” não “falou na boca de Albert Einstein”, até porque isso é uma historinha que circula na Internet há algum tempo e que em determinado momento alguém começou a vincular a ele. Infelizmente a ignorância é o que faz com que seja repetida assim. Ignorância de pessoas que não buscam verificar se uma história é minimamente verdadeira. Pessoas como você, que agora provavelmente repassará essa bobagem adiante em nome de “Deus”.

      Mas essa não é a única bobagem do texto. Dizer que o “frio” não existe é nada mais do que uma questão de semântica, e não de física. Mesma coisa com “escuridão”. Ao dizer que está escuro ou frio, estamos apenas reportando uma percepção relativa à luminosidade ou à temperatura.

      Acho até interessante a discussão, que passa pela ideia de teodiceia, mas reduzi-la a essa historinha boba e falsa é perda de tempo…

  2. Então o lula não existe, é só um dos resultados da ineficiência petista!
    Assim como o vácuo é a ausência de matéria em uma certa região do espaço, o lula preso vai para lugar nenhum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.