Parabéns, Michel Temer! Parabéns, Henrique Meirelles

Se a grande maioria dos brasileiros não fosse tão desinformada (não é bem este o adjetivo, mas estou numa “fase zen”), Henrique Meirelles venceria ainda no primeiro turno

Santos? Sem chance. Mas são milagreiros

Leiam devagar e com a devida atenção: “Inflação dos mais pobres atinge nível mais baixo desde o Plano Real”. Deu para entender, né? Desde 1994 — e lá se vão quase 25 anos — os pobres não eram tão pouco penalizados pela carestia: 2,07% em 2017. Querem mais? Desde 1979 não havia deflação de alimentos. Caíram os preços no ano passado: 1,9% menores. Tem que manter isso, viu!

Michel Temer herdou um país arrasado, atolado na pior crise econômica da sua história. Herdou um governo com forma — e conteúdo — do mais reles cabaré de beira de estrada do interior do estado mais pobre do Brasil. Michel Temer assumiu com uma das menores taxas de aprovação já medida. Após o “aplique” da dupla Globo x Janot, manteve-se no cargo por pura teimosia e, convenhamos, muita cara-de-pau. Tem que manter isso, viu!

Gosto de Temer? Se eu tiver de escolher apenas entre “sim” e “não”, eu diria: sim, gosto. Acredito que é um santo e que boa parte do seu ministério é de monges? Não. Para mim, Michel Temer é um político corrupto? Sim, é. Boa parte da corja que lhe cerca é tão ou pior que a do bando petista? Com certeza. Eu votaria nele para síndico de prédio? Sem chance. Mas, na boa, o que este cara está fazendo beira o milagre. Tem que manter isso, viu!

Há dois pilares no governo: Temer na política, Meirelles na economia. Os dois transformaram um país afundado no desemprego recorde, na recessão de quatro anos seguidos e na inflação de dois dígitos, em algo mais ou menos arrumado, que só não está melhor graças às três Bestas do Apocalipse: Rede Globo, Congresso Nacional e STF. Juntos, trabalham para destruir uma economia que segue em milagrosa recuperação. Tem que manter isso, viu!

Se a Reforma da Previdência tivesse sido aprovada, conforme proposta original (que quase ninguém leu ou entendeu e saiu gritando contra), se o STF não se intrometesse (indevidamente), liberando o reajuste de servidores federais — que já recebem fortunas — espancando o Tesouro em bilhões de reais e se a Dona Globo ao menos cessasse o ardiloso noticiário diário contra o governo, seguramente estaríamos melhor. Tem que manter isso, viu!

Encerro com uma pergunta e um alerta. A pergunta: qual o motivo LÓGICO para Henrique Meirelles não ser o presidente do Brasil a partir de 2019? O alerta: não sejam levianos ou meramente toscos e saiam repetindo, como papagaios, as besteiras da internet, tipo “Meirelles trabalhou na JBS”. E daí? Pesquisem, leiam, informem-se! Depois decidam, por conta própria, se HM é um vagabundo como os irmãos Batista, ok?

Ah, já ia me esquecendo: tem que manter isso, viu!

Leia mais

12 comentários em “Parabéns, Michel Temer! Parabéns, Henrique Meirelles

  1. Só não entendi que tem que manter isto : se a Dona Globo ao menos cessasse o ardiloso noticiário diário contra o governo, seguramente estaríamos melhor. Tem que manter isso, viu!

  2. Realmente, melhorou demais. Deve ser por isso que ele está com 3% de aprovacao popular e que ninguém quer ter o seu apoio para ser candidato. O problema é que acreditam em tudo que a própria mídia comprada publica. Mas o povo tá ficando mais esperto agora. Já entenderam o que que está rolando..

  3. “É este o verdadeiro legado de Lula – a pior recessão econômica desde 1948, quando o PIB passou a ser calculado pelo IBGE, e uma rede de corrupção sem precedentes, cuja voracidade por dinheiro público parece não ter deixado incólume sequer uma fresta do Estado Democrático de Direito”.(..) Lula é corresponsável pelos crimes cometidos por Dilma Rousseff, que, com justiça, lhe custaram o cargo. Mais do que uma escolha, Dilma foi uma imposição de Lula ao PT como a candidata do partido nas eleições de 2010. Jactava-se Lula de ser capaz de “eleger até um poste”. De fato, elegeu um, que tombou deixando um rastro de destruição.”
    (Estadão, 13/03/17)

  4. Pra enfrentar os nossos graves problemas sociais, econômicos e políticos decorrentes do nosso eterno atraso e da herança do populismo irresponsável e cleptocrata dos desastrosos desgovernos Lula/Dilma, vamos precisar de um verdadeiro estadista.
    Estadista é aquele que, ao contrário do populista, encara os problemas de frente, promovendo as medidas/reformas necessárias, sejam elas populares ou não.
    É exatamente o contrário do que fizeram Lula e Dilma, que, além de não promoverem nenhuma das reformas de que o País precisa (tributária, política,previdenciária, infraestrutural etc), se limitaram a enveredar por uma farra populista e irresponsável e com o dinheiro público.
    Enquanto não enfrentarmos nossos problemas de frente, através de medidas concretas que possibilitem o investimento em infraestrutura, saúde e educação, além das reformas que modernizem o Estado e promovam o saneamento das contas públicas, não vamos deixar de patinar eternamente no nosso subdesenvolvimento social, econômico, político e cultural. Não iremos combater as nossas profundas desigualdades sociais,e nem nossa submissão bovina ao populismo, sem desenvolvimento efetivamente sustentado. Porque doença se cura com remédios que combatem as causas e não os sintomas; e remédios normalmente são doloridos e amargos. ser

  5. Eu sou meio burrão.Vi uma coisa na Internet e não entendi nada.Será que alguém pode me esclarecer:
    -Energia subiu 55%;
    -Gás 70% ;
    -Gasolina 40% ;
    -Remédios 120% ;
    – Planos de Saúde 16% ;
    -Água e Esgoto 80% ;

    INFLAÇÃO = 3%
    É isso mesmo ? Como é que conseguem aumentar os preços com esse desemprego que ronda esse País ? Pode ser,também,que o povo está com muito dinheiro escondido para gastar e eu não estou sabendo?
    Por favor me ajudem a entender.Agradeço desde já.

    1. Vou dar o pontapé e você corre atrás do resto (para entender), ok?

      – Metade dos consumidores residenciais de energia elétrica estão em faixas subsidiadas; os aumentos não lhe atinge
      – Não sei de onde turou este aumento dos remédios!
      – Menos de 30% dos brasileiros possuem plano de saúde
      – Mais da metade da população não possui saneamento básico
      – Alimentos: deflação (tomos comem)
      – Moradia: menos de 1% de aumento médio (todos moram)
      – Transporte: 4% (todos que não têm condução própria se locomovem)
      – Gasolina: a cada cinco brasileiros, apenas um possui carro
      – Vestuário: muito próximo a zero de aumento (ninguém anda pelado)

      Percebe agora o peso relativo dos aumentos? IPCA: índice de preços ao consumidor amplo

      O resto é contigo!

  6. Muito obrigado Ricardo.Assim,sim.Agora matei a charada.O que me deixa com a pulga atrás da orelha foi outro negócio que eu vi : dizem que a Standar & Poor’s, agora veja você, rebaixou a nota brasileira justificando que “..o progresso é lento demais,comparado com o tamanho do problema”.
    E mais,desacreditou um monte de países por estarem em nossa companhia: Bolívia,Guatemala,Honduras,Costa Rica e Republica Dominicana.Infelizmente eu acho que o problema é velho conhecido: Estado oneroso,gastador,não confiável,perdulário,inchado,um verdadeiro paquiderme que não quer cortar privilégios,principalmente no setor público.Isso não tem
    “peso relativo dos aumentos”, IPCA,etc. que dê jeito.

  7. Concordo que a dupla esta fazendo milgare, mais é difícil votar em um corrupto depois de tantas maracutais que esses caras vem fazendo com o Brasil, e o pior, rindo da cara da gente.

  8. vai ser burro assim no inferno, a inflação abaixou e a deflação de alguns alimentos (isso deve estar acontecendo só na sua cidade) é simplesmente porque o poder de compra dos Brasileiros diminuiu, o juros diminuiu porque ninguém queria se endividar mais, porque não iria conseguir pagar, quem tá achando que foi por política de bom governo que é burro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.