O STF contra o Brasil: um país escravizado pela tirania da toga

De onde mais se espera que venham porcarias, é de lá mesmo que virão. Surpresa, meus amigos, seria o contrário do que fazem

O amigão de Lula e sua caneta de R$ 7 bilhões

Outro dia escrevi aqui sobre os abusos cometidos pelo Poder Judiciário. Já escrevi também, inúmeras vezes, sobre a perversa e imoral condição superior dos servidores públicos em relação aos 200 milhões de brasileiros comuns, que lhes sustentam com trabalho duro e muito suor.

“Ah, Ricardo, sou médica em posto de saúde, ganho uma miséria, trabalho em condições subumanas, blá, blá, blá”. E daí? Dezenas de milhões de trabalhadores passam ainda mais necessidades. “Meu pai é aposentado como servidor estadual, ganha dois salários mínimos e nem recebeu o 13º”. Novamente, e daí? Por que seu pai seria melhor que 50 milhões de idosos aposentados Brasil afora?

Tô de saco cheio deste vitimismo barato, de gente privilegiada, sim, senhor. Se não tanto quanto a casta do funcionalismo, ainda assim privilegiados. E adorariam estar no lugar dos barões de Brasília, aposto. Adorariam receber 16 salários, aposentadorias faraônicas, etc. A lógica do funcionário público é e sempre foi esta: ter o que os pobres mortais não têm. Por isto prestar concurso público tornou-se objetivo de vida de tanta gente. Ao invés de produzir, empreender, inovar, gerar riqueza, emprego e renda, pagar impostos, preferem viver disso. E viver muito bem. Ao menos acima da média.

O brasileiro é um otário! Eu inclusive. Deixa 45% do que produz nas mãos do Estado. E para o que mesmo? Para receber hospitais e escolas de qualidade; infraestrutura urbana e segurança pública? Não. Apenas para custear aqueles que deveriam nos entregar tudo isto, mas preferem ou não fazer nada ou simplesmente roubar mesmo, na mão grande e na cara dura, pois seus amigos — ou melhor, seus pares de extorsão — estarão sempre por lá para protegê-los. Não há um único serviço público que preste no país, mas não há um único servidor público que não tenha seu salário, sua estabilidade e seus privilégios garantidos, por menores que sejam.

O governo, na tentativa de reduzir um déficit monstruoso, editou uma medida provisória adiando o aumento de salário de alguns servidores. Pobres coitados que recebem entre R$ 15 mil e R$ 20 mil mensais. Além disto, visando diminuir o também indecente rombo da previdência, causado sobretudo pelo imoral sistema de aposentadoria dos servidores públicos, aumentou — vejam vocês que crime!! — a alíquota de contribuição previdenciária de 11% para 14%, dos funcionários que recebem mais de R$ 5 mil mensais.

Pois bem. Sabem o que fez o PSOL, aquela porcaria dito partido socialista? Entrou com uma ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) contra as medidas. E sabem o que fez o douto, ilibado e insuspeito Ministro Ricardo Lewandowski — aquele que, em conjunto com Renan Calheiros, reescreveu a Constituição Federal, ao vivo e em cores, diante de todo o Brasil, e permitiu que a criminosa fiscal, a ex-presidente Dilma Rousseff mantivesse não só seus direitos políticos, mas como também a prerrogativa de continuar a torrar nosso dinheiro com seus carros, motoristas, seguranças viagens, etc.? Simplesmente suspendeu os efeitos da medida. Sim, como um czar olímpico, travestiu-se de chefe do poder Executivo e resolveu transformar sua toga em urna e sua caneta em voto. Parece que o amigão de Lula resolveu levar o “Fora, Temer” a sério mesmo.

Obviamente, em sua defesa correram a atual PGR Raquel Dodge, a Justiça Federal do DF e todas as categorias que seriam atingidas. Esta turma não é solidária apenas no câncer. Se irão aumentar o rombo do tesouro em mais R$ 7 bilhões, rombo este a ser pago por todos, inclusive os 60 milhões de brasileiros que estão inadimplentes e com os nomes sujos, pouco lhes importa. Aliás, a justificativa é espantosamente imoral: alegam que não receber o aumento, ou seja, a correção dos vencimentos, significaria redução de salário, o que seria inconstitucional. Ótimo! Que tal garantirem o mesmo aos trabalhadores privados? Que tal o PSOL passar mesmo a defender o Socialismo e não apenas o Socialismo de Estado, onde os pobres dividem o salário com os ricos do governo, mas nunca o contrário?

Enquanto isto, o mesmo STF, agora encarnado em mais um “servidor” público — que só serve ao próprio público — solta Rosinha Garotinho, Adriana Ancelmo, Jacob Barata e, por fim, não satisfeito com a própria obra, decide proibir, em todo o território nacional, as chamadas Conduções Coercitivas, quando um suspeito é obrigado a depor. Pois é. Aos amigos tudo!

Não sei se eu fico mais puto da vida com quem pede intervenção militar ou comigo mesmo, quando começo a acreditar ser esta a única solução. Tá osso, viu?

Leia também.

80 comentários em “O STF contra o Brasil: um país escravizado pela tirania da toga

  1. Ricardo, como diria meu professor de português, “bela catilinária”.

    Meu medo é que o povo coloque fogo no STF com eles dentro … correm o risco.

  2. Basta ler o livro “A Revolta dos Animais” pra entender o que é o STF.
    Quando começarem a assassinar Gilmar Mendes, Lewandowski, Lula, Dilma, Dirceu, Cabral, Cunha…, não será surpresa, as pessoas apenas dirão que estão passando o Brasil a limpo, de tão revoltado que está o povo.

  3. Ricardo essa situação é revoltante mesmo. Mas vou abrir um parênteses só no final. A condução coercitiva é abusiva mesmo e justifico. Quando o sujeito recebe uma intimação para depor ou se nega a receber a intimação a condução é super legal, válida e necessária para fazer valer o ordenamento jurídico do Estado. Mas usada banalmente como tem sido fere a prerrogativa da presunção de inocência. E mais grave hoje quem tem que provar que é inocente é o acusado ao invés do acusador apresentar provas da culpa do acusado. A cada dia que passa nos desiludimos mais e mais com o país…

    1. E a busca e apreensão, pode? Ou tem pedir pro sujeito entregar tudo que pode incriminá-lo ou inocentá-lo antes de forçar a busca, ou só fazer a busca se ele se negar? Ou tem que marcar dia e hora pra fazer a busca? A condução coercitiva deve ser justificada e autorizada por um juiz. Tem sido banalizada? Dê um exemplo de banalização e explique o porquê.

      1. Exemplos de banalização e midiatização da “condução coercitiva”: a do Lula e a dos reitores da UFMG, recentemente. Foram conduzidos sem nenhuma intimação prévia que não tivesse sido atendida. Simples assim.

      2. Apreensão e busca não tem que esperar que o acusado entregue prova contra ele tem que apreender. Trata-se de prova material e contém risco de serem destruídas. Já a condução coercitiva fere o direito que o indivíduo tem de não se auto incriminar. O cidadão intimado a depor ainda pode fazer uso do seu direito de permanecer em silêncio. Um exemplo recente da utilização da condução coercitiva foi contra o reitor da UFMG, que sequer foi intimado a depor… Enfim é isso.

  4. Olá Inundado, para gáudio do Moleiro de Sans-Souci, ainda ha juízes em Berlim, ainda ha, ainda que raros, juízes em Brasilia. O Estado Democrático de Direito é fundamento da República brasileira e assim, essas decisões em favor da cidadania nada faz além de vivificar esse Princípio.
    A decisão de Lewandowski apenas mantém o que não deveria ter sido alterado, aliás esse ministro, ao lado de Marco Aurélio, são daqueles que se pautam pela sobriedade. Praz aos céus.

  5. O Senhor se “esqueceu” de citar a liberação do Senador Aécio Neves, sua irmã, primo entre outros. Também porque Eduardo Azeredo não foi julgado até hoje. Também porque a tabela do Imposto de Renda não vem sendo reajustada, para que seja evitado mais sangrias no bolso de quem paga. Também da decisão dos deputados de não agastar Temer. Também de Moreira Franco, Padilha e outros, ao contrário de Lula, nomeados e confirmados para gozarem de foro privilegiado. Parece que seu comentário é um pouco seletivo e partidário.

    1. Sabe, poderia te dizer para ler com mais atenção, que Eduardo Azeredo está sendo julgado — e já foi condenado! — pela justiça estadual em Minas, e não pelo STF, que a tabela do IR é competência do Executivo, e não do legislativo, e tudo mais. Contudo, diante do que você deixa claro em suas colocações, por que eu faria, não é mesmo? Seu forte não é compreensão de texto, muito menos disposição para algo que não seja panfleto

  6. O babaca quer receber hospitais e escolas de qualidade com médicos e professores recebendo salários miseráveis; quer infraestrutura urbana e segurança pública com servidores civis e militares desmotivados e com salários baixos. Infelizmente há muito público para essa conversinha de que os servidores são os responsáveis pelos problemas do país. A única afirmação correta do texto: você é um otário.

      1. Além de gênio deve ser petista,é claro,e olhe lá se não for daqueles velhos,decadentes,carecas e com rabinho de cavalo,estudante integrante das “UNES” da vida,professor de “federais” e que tais…

  7. Brasileiro é muito frouxo pessoal, não reage com esses absurdos. Se convocarmos uma manifestação contra isso aparecem uns poucos. Somando-se aos frouxos aparecem os imbecis que não conseguem pensar. Hoje temos dentro do STF dois inimigos do país. A justiça brasileira além de ser a mais cara do mundo e ainda faz isso que estamos vendo. Mas não devemos desistir vamos procurar nos manifestar nas redes.

      1. Além de você escrever textos altamente tendenciosos ao neo-liberalismo e totalmente direitistas, anti-petistas, etc…. você faz comentários extremamente mal-educados e grossos!
        Não mereceria nem comentários. Só de ver os títulos, sinto ânsia de vômito.

  8. O interessante é que esse mesmo governo, no auge da crise, querendo fazer média com os servidores do judiciário, concedeu um imoral aumento salarial para todos eles. Agora quer adiar essa “bondade”, que ele mesmo concedeu, para outra administração, já que em 2019 o cara de Drácula não estará mais Presidente. Culpa de quem? do judiciário ou do governo? sem nenhum esforço de raciocínio dá para saber quem é imoral nessa historia.

    1. Parece-me que você está muito mal-informado(a), Sr(a). Jaie Santos! Os servidores do judiciário estavam sem REAJUSTE de salários desde 2008! Não são culpados das mazelas e dificuldades do país. Inclusive, este “reajuste” ficou e ficará muito abaixo da inflação de todo o período desde 2008 até 2019, quando ainda estaremos recebendo as parcelinhas do reajuste. Servidor público não é sinônimo de pessoa corrupta! Tem gente pensando que é.
      A população acredita em tudo que a mídia (esta sim, comprada e tendenciosa) divulga.
      Em 27 anos de serviço público, só conheci uns 2 ou 3 que não eram muito bons trabalhadores. Todos os outros mais de 300 que conheço são excelentes profissionais, honestos e responsáveis. Temos a consciência limpa de prestarmos um excelente serviço, ao contrário do que preconiza este “colunista” desqualificado que escreveu este artigo, juntamente com toda a mídia podre!
      Mas que a população continue assistindo a Globo e sofrendo e tendo alegrias com o futebol e as novelas!

  9. Indago: você é contra o funcionalismo público federal, instituído por lei e concurso, que paga impostos via desconto direto no contracheque ou é a favor do golpista Temer, que atropela a Constituição para impingir ao funcionalismo a culpa pelos rombos das contas públicas, diuturnamente aumentados por todos os meios de ladroagem possíveis e impossíveis? Você é a favor do custeio do bolsa-família, para aqueles que “produzem a riqueza do país”? Você sabe o que é direito adquirido? Ou isso só vale para a iniciativa privada? Você me parece míope, mas deve fazer um pequeno esforço, apertar os olhos e tentar enxergar a realidade brasileira por uma outra perspectiva, que não seja somente a de um energúmeno.

  10. na verdade todos (defesa, juízes, promotores, delegados, escrivães, oficiais de justiça) inclusive a maior parte dos políticos são mesmo é advogados…então..esqueçam esse negocio de justiça.
    é tudo uma só e grande industria pra enriquecer advogados.
    (vc imagina o custo da manutenção de toda essa gente…acaba sendo maior que o próprio estrago causado pela criminalidade da qual supostamente deveriam nos proteger.então ouso pensar que se deixassem somente os bandidos agindo, sem nenhuma dessas instituições citadas saia muito mais barato para o povo brasileiro)
    Ou como diz o Millor Fernandes: a lei é o melhor instrumento para burlar a justiça.

  11. Ôh Kertzman, nem de longe me parece que você seja parente do Meireles, mas nessa questão abordada você acha certo as medidas propostas, não é mesmo? Pois também numa canetada, ele parte pra cima do funcionalismo público, querendo aparar o rombo acuando esse segmento de trabalhadores. É muito complexo, colocar no mesmo balaio, funcionalismo público municipal, estadual e federal. Idem castigar aqueles que percebem mais de 5.000/mensais, como se estudar e galgar uma posição superior nesse país seja insano. Os erros praticados pelos maus governantes desse país, ao longo de décadas e décadas, pra não dizer centenas de anos, terão que ser consertados paulatinamente, por várias gerações. 81 senadores + 513 deputados = 594 parlamentares no congresso, faturando uma exorbitância, porque não tiram dos salários deles? 11 ministros no supremo, mais uma infinidade de juízes por esse Brasil afora, todos faturando acima do teto, porque não tiram deles? E dos políticos das câmaras estaduais e municipais, porque Meireles não tira dos salários deles? Virando o disco, você era criança durante o regime militar. Quais foram as condições de vida da sua família naquela época? Você ia e voltava da escola sozinho? O que você vivenciou, e o que seu pai lhe disse e ensinou? Já adulto, qual foi a literatura que você leu sobre esse período da história brasileira? Continue lendo. E quanto mais você buscar uma literatura imparcial e verdadeira, mais você ficará puto consigo mesmo, e verá que a única solução será essa aventada por você e alguns amigos. Sabe qual foi o maior erro dos militares, quando colocaram os tanques no asfalto? Foi não ter feito um único disparo sequer, foi não ter feito realmente uma verdadeira revolução nesse país. Não damos valor a nada, a bem da verdade, não temos valores, na própria acepção da palavra. Não somos um povo sofrido pelos horrores de uma guerra, pelo contrário, desde que descobriram essas terras maravilhosas, esse clima tropical contagiante, gostamos mesmo é de feriados, de carnaval, de cachaça, de cerveja, de samba, de futebol, de praia, de rede, de sombra e água fresca, de moleza. A coisa é feia, ainda mais quando está impregnada no DNA. Mutação genética de um povo? Milhões de anos?

  12. Ôh Kertzman, nem de longe me parece que você seja parente do Meireles, mas nessa questão abordada você acha certo as medidas propostas, não é mesmo? Pois também numa canetada, ele parte pra cima do funcionalismo público, querendo aparar o rombo acuando esse segmento de trabalhadores. É muito complexo, colocar no mesmo balaio, funcionalismo público municipal, estadual e federal. Idem castigar aqueles que percebem mais de 5.000/mensais, como se estudar e galgar uma posição superior nesse país seja insano. Os erros praticados pelos maus governantes desse país, ao longo de décadas e décadas, pra não dizer centenas de anos, terão que ser consertados paulatinamente, por várias gerações. 81 senadores + 513 deputados = 594 parlamentares no congresso, faturando uma exorbitância, porque não tiram dos salários deles? 11 ministros no supremo, mais uma infinidade de juízes por esse Brasil afora, todos faturando acima do teto, porque não tiram deles? E dos políticos das câmaras estaduais e municipais, porque Meireles não tira dos salários deles? Virando o disco, você era criança durante o regime militar. Quais foram as condições de vida da sua família naquela época? Você ia e voltava da escola sozinho? O que você vivenciou, e o que seu pai lhe disse e ensinou? Já adulto, qual foi a literatura que você leu sobre esse período da história brasileira? Continue lendo. E quanto mais você buscar uma literatura imparcial e verdadeira, mais você ficará puto consigo mesmo, e verá que a única solução será essa aventada por você e alguns amigos. Sabe qual foi o maior erro dos militares, quando colocaram os tanques no asfalto? Foi não ter feito um único disparo sequer, foi não ter feito realmente uma verdadeira revolução nesse país. Não damos valor a nada, a bem da verdade, não temos valores na própria acepção da palavra. Não somos um povo sofrido pelos horrores de uma guerra, pelo contrário, desde que descobriram essas terras, gostamos mesmo é de feriados, de carnaval, de cachaça, de samba, de futebol, de praia, de rede, de sombra e água fresca, de moleza. A coisa é feia, ainda mais quando está impregnada no DNA. Mutação genética de um povo? Milhões de anos?

  13. Além de gênio deve ser petista,é claro,e olhe lá se não for daqueles velhos,decadentes,carecas e com rabinho de cavalo,estudante integrante das “UNES” da vida,professor de “federais” e que tais…

  14. Além de gênio deve ser petista,é claro,e olhe lá se não for daqueles velhos,decadentes,carecas e com rabinho de cavalo,estudante integrante das “UNES” da vida,professor de “federais” e que tais…

  15. O texto do Ricardo Kertsman é bem original, atual e causa, de fato, a inquietação e a irrequietação, o que nos inunda de sentimentos (ou extintos) mais primitivos. O teor do texto traz a tona a visão do despotismo e a tirania daqueles membros, levados ao poder absoluto estrategicamente. Mas alguns comentários também dá visão às caracterísitcas de um país de terceiro mundo, que sublimam o “salve-se quem puder” a ideologia do célebre e atualíssimo personagem Justo Veríssimo: “Na Corruptolândia, capital Corruptília, não haverá honestidade, logo não haverá pobres, pois pobre é que tem mania de ser honesto, assim como honesto tem a desgraça de ser pobre. E eu quero que pobre se exploda!”. E um salve para os funcionários públicos do Brasil, o nosso motivo de orgulho maior.

  16. Minha única esperança é o voto (bem denominado voto-faxina pelo eminente jurista Modesto Carvalhosa) nas eleições de 2018. É dele também a constatação de que no Brasil não há democracia e sim a cleptocracia. Está tudo dominado em todos os poderes. Não podemos nos omitir.

  17. O blogueiro, como é de costume, joga para a galera. Seus comentários são direcionados para receber aplausos. Insiste no discurso medíocre da esquerda x direita.

    Ao invés de apresentar argumentos sólidos e fundamentados, o que faz o blogueiro? Tece críticas, estrategicamente, apenas receber os elogios da massa acéfala.

    Vamos aos fatos. Pelo que eu saiba ainda vivemos à luz da Constituição de 1988. Apesar do autoritarismo de alguns, ainda vivemos em um Estado Democrático de Direito. Sendo assim, pelo princípio da anterioridade tributária, o Governo não pode aumentar tributação por meio de medida provisória. Por pior que seja, ainda temos um Congresso. Há critérios, que devem ser respeitados, para edição de uma MP. Temos ou não um poder tripartite? Até onde sei, o princípio da separação dos poderes visa, justamente, equilibrar o poder, impedindo que ações arbitrárias, como o caso em tela, aconteça.
    Antes de ser atacado, quero fazer algumas considerações:
    1) Não sou lulista, não sou esquerdista, não sou petista, não sou psolista;
    2) Pra mim, os políticos e boa parte do Judiciário é corrupta;
    3) O Governo quer utilizar os servidores públicos como bode expiatório e parte da mídia ajuda a vender essa ideia.

    1. Não é lulista, esquerdista ou sei lá o que mais, mas ainda assim é burro! Quem falou em impostos, seu ordinário? Trata-se de reajuste salarial. Aprenda ao menos a ler, antes de sair por aí denegrindo os outros, ô jumento manco.

      João de Barro? Sei… Imagino o tipo de barro

        1. Talvez o link abaixo possa ajudá-lo:

          Seria interessante que você publicasse o meu conteúdo para fomentar o debate. Caso não o faça, vou ter a certeza que você está alinhado às ideias autoritárias que querem governar nosso país.

      1. Será que o cidadão ai de cima, que nomeia quem dele discorda como…massa acéfala, já percebeu quantas vezes MINISTROS do STF, agindo como se fossem políticos eleitos; apagaram a LUZ da CONSTITUIÇÃO de 1988, e mandaram o ESTADO DEMOCRÁTICO de DIREITO ás favas???????………………..

      2. Apenas para lembrar que a ex-presidente aumentou o IOF sobre compras no cartão de crédito no exterior de 0,38% para 6,38% no final de dezembro, na calada da noite, e com efeito imediato. Também aumentou/criou um imposto sobre veículos importados para montadoras que não tinham fábrica no Brasil a pedido das 4 “grandes (VW, GM, FORD e FIAT) para barrar a vinda dos coreanos Kia e Hyundai que traziam veículos melhores e mais baratos. Bom, esses são apenas 2 GRANDES exemplos que desmentem o Barroso aí de cima.

        1. Amorim, apesar de nem precisar, pois o energúmeno não entendeu nada, já que acha que a medida provisória versava sobre imposto e não salário, é oportuno esclarecer que o governo pode aumentar certos impostos/tarifas sem necessidade de aprovação do Congresso ou mesmo o prazo (anualidade) legal. Mas obrigado assim mesmo! Abrs

  18. Prezado Ricardo:
    sou funcionário público a 26 anos e, após concluir meu mestrado e doutorado consigo perceber R$ 17000,00 mensais brutos. Só que tem uma diferença: aqui na minha cidade na zona da mata nós trabalhamos e muito. Acredito que você deveria descarregar a sua raiva nos verdadeiros usurpadores do dinheiro público, os quais tem vencimentos acima de R$ 30000,00 e, se forem ao serviço, aparecem uma vez por mês. Por que tenho que pagar uma conta a qual não fui eu quem criou? Por que ser chamado de marajá se não sou? Será que o burro fui eu de ter estudado tanto para conseguir melhorar de vida? Acredito no seu bom senso.

    1. Leonardo, não entro no mérito da sua formação, da sua competência ou da quantidade e qualidade do seu trabalho. Seu salário representa 8 vezes a média do país. Pouco mais de 60 milhões de brasileiros recebem até R$ 2,500 por mês. Você é, sim, um privilegiado! Ainda que não seja um usurpador, obviamente. Um país miserável como este não deveria manter uma categoria de cidadãos diferenciados dos demais, e é exatamente isto que sempre fez. Gente como você, me perdoe a intromissão, deveria estar produzindo para o país, não servindo-se dele. Deveria estar usando sua capacidade intelectual e preparo profissional para inovar, empreender, criar. É o que eu penso, Leonardo. É o que fazem absolutamente todas as nações desenvolvidas do planeta.

      Um abraço,e por favor não me tenha mal.

      1. O que você quer Ricardo? Que apenas os acéfalos façam parte do Estado? Eu, enquanto cidadão, me orgulho com o depoimento do nobre colega Leonardo. O seu conhecimento está a serviço da sociedade. Muito nobre. Essa é a diferença. Ele trabalha para servir e não para auferir lucros.

  19. Nos anos 80, um grupo de políticos do PMDB liderando com outros políticos, influenciados por Fidel, aquele ditador sanguinário, propagaram na mente da população que regime militar era péssimo, deveriam ser expulsos do poder e que se nós votássemos neles, (os políticos) garantiriam saúde de qualidade, educação de primeira para nossos filhos, redução de impostos, segurança para nossas famílias, controle da inflação, pagamento da dívida externa em 92 bilhões de dólares na época, investimento maciço na malha rodoviária, aposentadoria decente, combate a corrupção, patriotismo, democracia, crescimento econômico, progresso, enfim, 32 anos se passaram e vejamos a merda que virou nosso país.
    Praticaram a maior roubalheira nas estatais e nos cofres públicos onde estão meus e seus impostos que voce ainda está pagando com tanto sacrifício. A dívida externa virou dívida eterna, eram 92 bi, hoje 3 trilhões e 800 bilhões de dólares. O país mais violento do planeta, os juros mais altos do mundo nós pagamos, 62 milhões de endividados, a saúde na UTI, educação acima da 64ª posição, 40% dos universitários são analfabetos funcionais. Rodovias esburacadas em quase todo país. Onde está o combate a corrupção? Custo de vida tão elevado que mais de 20 milhões de dependentes de bolsa família não conseguem pagar o que devem, e comprar o que precisam. Em 2015 3 milhões de famílias pobres tiveram seus padrões deligados por falta de pagamentos. Matéria do portal UAI.
    Praticamente acabaram com a aposentadoria. O regime militar foi péssimo para cidadãos bandidos, terroristas. Houve excessos sim, injustiças sim, era inevitável, mas, contra uma minoria, contra aqueles que estão hoje arruinando e afundando a economia do nosso país. Trabalhadores de carteiras assinadas eram protegidos, tinham liberdade de ir e vir em qualquer parte do país. Onde estão hoje, aqueles aos quais os militares combateram por 21 anos? Não quero estes civis, fui traído, cansei, chega, acreditei na maior farsa da história em 1985 as malditas diretas já. E muita ingenuidade e burrice confiar na classe mais corrupta e desonesta do mundo. Não confio nesta classe política perversa, traiçoeira e contaminada, amantes do dinheiro, inimigos da pátria e do próximo. Estes traidores não estavam de olho no resgate da democracia, estavam de olho era nos trilhões do tesouro.
    Somos governados por uma organização criminosa. Quero meu dinheiro de volta, que foi roubado de mim, que venho pagando para ter saúde, educação, segurança e aposentadoria. Não quero estes civis pervertidos no poder nos governando. Quero muito os militares de volta para por ordem nesta baderna, nesta zorra que virou nossa pátria ultrajada e destruída. Arrasaram nossa economia. Que assumam os generais, expulsem os traidores, prisão perpétua para os criadores deste maldito Foro de São Paulo, URSAL, Pacto de Princeton, que sejam julgados pelo STM, promovam novas eleições com leis duras e rigorosas e em seguida podem devolver o poder para os civis. Sem uma limpeza geral nos três poderes, eliminar este regime do crime, nem daqui 90 mil anos, esta situação vai mudar. É isto.

  20. Por que a grande mídia não divulga que 50% dos recursos públicos vão para 5 bancos??? A dívida pública e a corrupção são os maiores problemas do Brasil. Salvo engano, em termos de porcentagem do PIB, o valor dispendido no Brasil com o funcionalismo é quase padrão mundial… A diferença é a quantidade de funcionários públicos e a desigualdade salarial dentro do funcionalismo. Um soldado ganha no RJ pouco mais de 2 mil reais… Um juiz no mesmo estado ganha 100 mil com 2 meses de férias + 20 dias de recesso e emenda todos os feriados. Qual seria mesmo o problema, Ricardo? A maioria dos funcionários não é juiz, é professor, policial, serviços gerais etc.

    1. Você poderia, por favor, nos iluminar com esta importante informação sobre os bancos? 50% dos recursos públicos vão para eles? Mesmo? Adoraria ver você se aprofundar nisto. Por favor, Vitor, estou no aguardo

        1. Ah, sim! É isto que você quis dizer. Mas olha só, Vitor: primeiro que a dívida não é com os bancos. A dívida é comigo, talvez com você e com qualquer outro brasileiro que tenha dinheiro aplicado. Somos nós que financiamos o governo, entendeu? Os bancos apenas repassam nosso dinheiro — e o deles também, obviamente — ao governo cobrando uma “comissão” por isto.

          Mas pense bem: se o governo arrecadasse mais que gastasse, não precisaria pegar dinheiro emprestado e nem precisaria pagar juros (os menores da história, aliás, sabia?) aos financiadores. Vou desenhar: se a previdência fosse superavitária, com dizem alguns, se o funcionalismo não fosse caro e ineficiente, apesar da contrariedade de alguns, se não houvesse os privilégios que reclamo, como me esbravejam alguns, se, se, se, se e se, certamente o Tesouro seria credor, não devedor.

          Entendeu agora por que sua crença não é real?

          Abrs

          1. Ricardo, entendo seus argumentos, mas não concordo. Não é normal gastar 50% do orçamento com pagamento de juros (a dívida só aumenta). Você inacreditavelmente quer passar a ideia que esse valor vai para a sociedade, mas isso não é verdade. Primeiro porque o spread no Brasil é altíssimo, de modo que os bancos retém a maior parte do lucro, segundo porque a maioria das aplicações financeiras se restringe a 5% da população brasileira (empresários, políticos e a elite do funcionalismo público)… Ou seja, desse 50% nem 10% retorna para a sociedade em geral e se retorna não é para investimento, mas consumo. Como acho você uma pessoa bem intencionada, apesar de imaginar que não seja economista, mantenho a sugestão: faça uma reportagem sobre a dívida pública e o intencional endividamento do Estado. Veja as declarações do Palloci sobre a corrupção envolvendo os bancos. Ah, e você não me respondeu… É justo um policial militar do RJ ganhar 2 mil por mês? Abraços

            1. Vou responder o que me parece lógico, ok? O resto, sinceramente, não dá.

              É justo um policial militar do RJ ganhar 2 mil por mês? Claro que não! Se eu tivesse poder ganhariam muito mais. Ainda assim, só são policiais porque querem. Ninguém os obrigou

              Abrs tammbém

            2. Vitor, me parece que você não sabe o que é o “pagamento de juros” do Governo. Deixa eu te perguntar: você tem ou conhece alguém que aplicou seu suad dinheirim em Tesouro Direto, simplesmente porque ele rende mais que a poupança? Você tem ou conhece alguém que tem seu suado dinheirim aplicado num fundo de investimento de qualquer banco, simplesmente porque paga mais que a poupança? Se for honesto, a resposta é sim. E você sabe quem é que remunera seu dinheirim no Tesouro Direto, ou quem remunera grande parte dos fundos de investimentos que cada pessoa no país aplica aquilo que consegue sobrar do orçamento? Sabe não? Então, essa é a dívida interna no governo. Esse juros aí que você diz vai pra pagar as pessoas que emprestam (sabendo ou não) dinheiro para o governo pagar as contas. Quanto mais aplicação no Tesouro Direto, com juros maiores que os do mercado, mais juros o governo terá que devolver às pessoas e retirar do orçamento das outras áreas. Ahhhh, mas aí não importa né, porque se o dinheiro for seu não faz mal que o governo se endivide mais e mais para pagá-lo né? Depois não reclame quando o governo aumentar os impostos pq o dinheiro não está dando pra pagar os salários, nem a saúde, nem a educação, porque tudo vai para o “pagamento de juros”.

  21. Olá Ricardo Kertzman! Bom dia! Os seus textos são muito bons. Todavia, a sua reação aos comentários surpreendem negativamente, pois não reproduzem a postura esperada de um cronista do “Grande Jornal dos Mineiros”, o que deveria exigir maior atenção do moderador. Se você abrir mão da imparcialidade, isso aqui vai ficar bagunçado. Pessoas diferentes e idéias diferentes dão início à uma discussão, que pode ser muito enriquecedora, desde que todos se respeitem mutuamente. Concordar, contestar, sugerir rumos distintos fazem parte da mesa e é o que interessa mais.

    1. Prezado, obrigado pela mensagem, mas olha só: não sou cronista do Estado de Minas, ainda que escreva eventualmente para o jornal. Sou empresário e tenho este blog de opinião (a minha!). O Portal UAI apenas gentilmente me hospeda em sua homepage. Nada pago, nada recebo. O que escrevo não tem qualquer ligação com a linha editorial do portal. Como não sou jornalista profissional, não vivo de blog e tampouco me considero — ou desejo ser — formador de opinião, me divirto chutando o traseiro dos idiotas que vêm aqui apenas ofender. O amigo jamais encontrará um único comentário ofensivo meu sem que seja em resposta a uma ofensa anterior. E olha que já ultrapassamos a marca de 30 mil comentários publicados, hein. Afora o dobro que seguiu diretamente para o lixo ou foi para lá enviado por mim.

      Por isso, me desculpe, mas continuará a ler minhas respostas. É assim que me divirto por aqui! E como, hahahaha

      Abrs

      1. Manda para o lixo porque não é homem de revelar opiniões contrárias a sua e muito menos quanto ganha, isto para mim é covardia e conchavo com os ladrões desta nação. Pior, usa suas falas para enganar o povo, pois está muito acima deles e do que eles ganham.

        1. Quanto eu ganho????????????????? Porra, Mané, tá querendo casar comigo???? Ou tá querendo descolar uma boquinha aqui no meu cafofo??? Sai pra lá, bicho ruim. Vá trabalhar. Eu, hein!!

      2. Certíssimo. Mas reafirmo que gosto muito dos seus textos. E quer saber; essas discussões são até muito boas prá gente “botar a boca no trombone”, como diziam num antigo programa da Itatiaia. Abraços.

  22. Senhor Colunista,
    realmente os servidores públicos brasileiros são o que há de pior na sociedade. Uma casta privilegiada que, conforme diz a propaganda governamental, não trabalha e ganha muito! Mas há uma solução: privatização! Privatizemos tudo: a educação (quem sabe para a UNIP), privatizemos a saúde (a unimed poderia assumir); privatizemos a arrecadação e fiscalização tributária (poderia ficar a cargo da Odebrecht); privatizemos a segurança pública, o policiamento ostensivo (quem sabe teremos um monte de robocops patrulhando as ruas)! Poderíamos privatizar o Judiciário, o STJ, o STF!
    E finalmente, poderíamos privatizar as Forças Armadas. Assim, todos ganharão pouco e trabalharão muito! Da mesma forma como acontece com o sistema financeiro: os bancos espoliam a população, cobram as maiores taxas de juros do mundo, e não têm nenhumm compromisso com seus clientes! Os Bancos, aliás seriam o grande exemplo a seguir! Ah! Poderíamos também, ao invés de eleger o Presidente da
    República, nomear um gerente, cercado de chefes de seção, com apoio de um grande conselho fiscal, substituindo o congresso! E assim, viveríamos felizes para sempre (tal como somos na relação com nossos bancos).

  23. Seu imbecil chamado Ricardo Kertzman, gostaria de saber quanto você ganha e não deve ser pouco provavelmente mais que a maioria da população pobre, então você que também não produz nada é mais um idiota a serviço do PMDB, PT, banqueiros e toda esta corja que assalta os cofres públicos. Se o funcionalismo público é o problema deste País basta acabar com a previdência social e acabar com os descontos em seus contracheques e devolver para aqueles que contribuíram, o valor de sua contribuição. Passar bem.

    1. Para saber o quanto eu ganho você precisaria ou ser minha esposa (o que não é), meu patrão (que não tenho, desde os 19 anos), fiscal da Receita (difícil que seja; precisa ser alfabetizado) ou uma loira espetacular interessada na minha bela calva (também, não, certo?).

      Ou seja, não vai saber!! Mas vou te dar uma dica. É mais ou menos assim assim, ó: R$ xxx.xxx,00. Só não digo se por mês ou por ano(s), kkkkkk

  24. Me diz uma coisa Ricardo: o que você acha do Gilmar Mendes, indicado ao STF por FHC, que aliviou a punição ao banqueiro Daniel Dantas na Operação Satiagraha, cujo objetivo principal era punir alguns dos operadores mais vorazes da privataria tucana?
    *P.S. – O chefe desta operação, delegado Protógenes Queiroz, foi duramente punido, com exoneração dos quadros da Polícia Federal depois da articulação do Gilmar no STF.

  25. Me diz uma coisa Ricardo: o que você acha do Gilmar Mendes, indicado ao STF por FHC, que aliviou a punição ao banqueiro Daniel Dantas na Operação Satiagraha, cujo objetivo principal era punir alguns dos operadores mais vorazes da privataria tucana?
    *P.S. – O chefe desta operação, delegado Protógenes Queiroz, foi duramente punido, com exoneração dos quadros da Polícia Federal depois da articulação do Gilmar no STF.

  26. MM, que lufada de lucidez. Só os cegos, os inocentes, principalmente os úteis não veem que o Estado tornou-se apenas um “departamento”, um apêndice do sistema bancário, o qual, invariavelmente, com ou sem crise é o que mais ganha. Claro que para esse modelo se manter necessita da cúpula do judiciário, que com sua capivara de penduricalhos, atua o tempo todo solicitamente. Contam, também, com os serviços da mídia e de blogueiros servientes. Aliás, a classe média, com medo de ficar pobre de vez, não se dá conta de que é usada o tempo todo pela elitizinha rapinosa e extrativista e a ela serve como o cãozinho que acerca seu dono, com o rabo entre as pernas, mesmo depois de ter levado mais um chute na costela.
    E agora tem uma variável, como não ha emprego e a informalidade campeia, muita gente estufa o peito e se diz e-m-p-r-e-s-á-r-i-o só porque depositou na Junta Comercial seus atos constitutivos, mas renda que é bom não aufere, aliás não tá pagando nem a prestação de tenis, o velho come couve arrota carne tão conhecido lá na roça. Melhor se fossem procurar minhoca no asfalto. Grato.

  27. São vários os cânceres do brazil. Cito apenas alguns: partidos políticos podres e seus políticos ladroes, funcionalismo público com salários altos e mordomias, previdência social, sindicatos aliados a partidos políticos de esquerda, Empresarios corruptos, leis ultrapassadas com seus recursos que beneficiam apenas o infrator (principalmente os de colarinho branco) ……….etc… etc.
    Esse Brasilzinho tá quebrado e travado por essa turma citada acima.
    Infelizmente, daqui a 50 anos, essa merda continuará a mesma!

  28. Ricardo,
    Penso que temos de tomar cuidado com esse jogo do governo em colocar a culpa da situação do Brasil no servidor público.
    Existe sim servidores públicos que ganham salários exorbitante (acima do teto) e estes estão principalmente no judiciário e no legislativo. Outros são os famosos cargos comissionados, onde motoristas de políticos recebem 20.000. Estes devem ser combatidos.
    Agora, cadê o discurso da meritocracia? Estudei minha vida inteira (não sou de família abastada), trabalho feito um louco o ano todo com boa produtividade, para políticos que surrupiaram o Brasil quererem colocar a culpa da situação do país no serviço público.
    Essa conversa de que ganhamos mais que a população é meia verdade. Veja quanto ganhar na iniciativa privada um engenheiro bem graduado. Veja como é o plano de previdência desses engenheiros em uma empresa privada, além do fundo de garantia que não recebemos.
    Acho sim que deve ser feita uma reforma da previdência que seja compatível com a realidade do país. Mas você viu a proposta do governo? Viu que servidores da carreira militar estão de fora? Viu que o legislativo está de fora?
    E é assim, o famoso jogo de colocar o povo contra o povo (antes exercido pelo PT e agora pelos que estão no poder), enquanto os verdadeiros marajás ainda mantém seus privilégios.
    Vejo nos comentários um discurso de ódio contra os servidores públicos, desnecessário. Todos querem um serviço público de qualidade, bons médicos , bons professores, boa estrutura dos serviços prestados.
    Sei que este comentário meu pode me gerar alguns xingamentos, mas como este blog se propõe “discutir política, futebol e religião”, essa é minha opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.