CMBH: de costas para o povo; de joelhos para o prefeito

Vereadores eleitos há menos de um ano, já quebram o contrato firmado com seus eleitores e postam-se de quatro para o Executivo municipal

Ele gasta, os vereadores cobram e você paga.

Entra legislatura, sai legislatura e os vícios continuam. A cada rodízio de vereadores, apenas uma certeza: tudo continuará como dantes. Uns são presos, outros compram coxinhas da tia, outros, ainda, ofendem empresários e vida que segue às margens da Avenida dos Andradas. Chegará o dia em que a população será, de fato, representada por mais que dois ou três nobres parlamentares?

Como esperado, uma lavada. Uma goleada impiedosa daqueles que se servem do dinheiro da população contra um trio de sólidas estacas, fiéis aos princípios que juraram defender. Para não variar, Gabriel Azevedo (PHS) e Mateus Simões (NOVO) disseram não ao prefeito Kalil, à má-gestão municipal, ao cabide de empregos do Executivo, à corrupção, ao corporativismo, ao hediondo “toma lá, da cá”, ao retrocesso e à eterna política de aniquilação de empresas e empregos. Foram acompanhados por Doorgal Andrada (PSD). Os únicos três vereadores que podem olhar nos olhos dos seus eleitores.

Ao tributar nossos empresários locais, o prefeito de Belo Horizonte e sua claque de vereadores domesticados dão o tom do que pensam e planejam para a nossa cidade. Um conluio entre gestores perdulários e incompetentes e políticos interessados em favores, cargos e benesses, pagos com nosso dinheiro, atira o setor de serviços da capital num poço ainda mais fundo do que já está metido, fazendo a alegria de cidades vizinhas como Nova Lima, onde os empresários não são vistos como gente que “tem mais é de se ferrar”, certo, vereador Catatau?

Enquanto as cidades mais modernas do mundo atraem investimentos e empreendedores, Belo Horizonte os expulsa como a pulgas indesejadas. Daí, passeando em São Paulo, esbaldando-se em restaurantes e shoppings de luxo, embasbacados com a arquitetura vibrante da cidade e sua pujança financeira, obviamente bancados por nosso dinheiro, nossos políticos sempre lamentam viver “numa grande roça”.

Só esquecem-se quem são os culpados por tudo isso, né?

Bando de babacas!

Leia também.

16 comentários em “CMBH: de costas para o povo; de joelhos para o prefeito

  1. Bom é o Dória que começa tudo e não termina nada. Bom é o Dória que vai trocar a mortadela pela farinata para alimentar a gente diferenciada de SP.

    #doriapresidente

  2. Até certo tempo, encontrar com políticos em locais badalados, no máximo resultaria em um autógrafo; ontem, em selfie.
    Esta etapa de tupiniquins foi vencida, porém criamos montros.
    Agora, temos que questionar: como um político pode frequentar locais caros? Salvo, claro, aqueles que têm patrimônio pessoal que lhes permita.
    Fiscalização pela sociedade, temos que frequentar mais o Legislativo. Algo valioso que não fazemos, deu no que deu…

  3. Olá Inundado, quase dois anos são passados que a lama desceu de Mariana soterrando vidas, esperança e desativando a economia. Não ha notícia de que o juizeco da gravatinha borboleta tenha prendido ninguém nem determinado as indenizações cabíveis. Porque será que ele é tão seletivo em suas medidas? Alguém poderia ajudar a entender? Grato.

    1. Quase certo que vão deixar a lama abaixar para reerguer a Samarco, isso se a barragem de Congonhas não arrebentar também.

      1. Há que ressaltar que acidentes na Samarco eram raros ou até nem existiam antes dessa represa ser rompida. Inclusive serve de alerta para todo processo semelhante de estocagem de rejeitos de tratamentos mecânicos em minerações.

  4. Doorgal Andrada, este sim deve ser um poço de coisas boas. E por falar em Andrada, não me lembro de ter visto nada por aqui a respeito, mas claro, a economia não pode sucumbir à pressão dos comuns. Deixemos o mordomo quieto até o final do seu mandado e enquanto o tempo passa o dinheiro público vai para os hospitais dos amigos, para as faculdades dos aliados. Vamos Ricardo, sei que o blog é seu e você fala do que quer e quando quer mas vamos rapaz deixa a unha crescer e mete o dedo na ferida. Não, não, desculpe-me, o melhor é deixar a estabilidade econômica acontecer. É desanimador…

  5. O aumento de impostos servirá para ajudar a pagar a maciça (e mentirosa) propaganda da prefeitura no horário mais caro da tv aberta, como intervalo do Jornal Nacional ou da novela das 21:00 hs.

  6. Prefeito eleito por clubismo.Outros por Bolsa-Família.Para lembrar…Austin,quarta cidade do Texas,aproximadamente 890.000 hab.,estado americano com o PIB quase o brasileiro,possui 07 vereadores.No Brasil,cidades com até 15.000 hab. podem ter 09 vereadores.Quem paga essa quadrilha política?…Por quê e prá quê?…Até quando a população ficará calada?E a imprensa?

    1. Concordo plenamente cidades pequenas com 15 vereadores, engabelando o povo com discussões nas câmeras não elaboram nada a não ser aconselha a cortar uma árvore aqui, capinar uma rua ali…. e por fora desviam dinheiro das obras e quando deixam os mandatos já estão ricos com vários bens e conta no banco.

    2. Esse seu ponto de vista seria bom que todos pensassem assim porque evitaria de ver vereadores passeando pela cidade e tocando violão em bares, nesse caso vereador que ganha pelo “talento” no canto, outros ganham por comando de pontos de droga e por aí vai.

  7. Pensei que teriamos mudança, mas nada mudou, prefeito falou que nao era politico bla bla bla bla e ta pior que o antecessor. Vereadores então, pior ainda, ninguem salva, ano que vem eleicao pra governador e ja ouvi que o governador atual publicou umas 100 mil vaga para quem quiser trabalhar e nao quiser receber. Será o povo vai continuar caindo nestas armadilhas?
    Apesar de que o prefeito de BH nao soava como armadilha, ele fez a campanha dizendo nao vote em politico, mas esqueceu de avisar que na hora que assumisse, ele virava politico.
    coitado do povo.

  8. Excelente texto. Parabéns pela coragem desruptora.

    Democracia, desde 177x gerando os mesmos resultados de sempre. Enquanto as pessoas acharem que são livre, permanecerão sendo parasitadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.