Papo reto com o leitor: fazer o mal dá prazer?

“O homem faz o mal porque não sabe o que é o bem”. Frase atribuída a Sócrates, filósofo grego (469-399 a.C), autor do famoso “só sei que nada sei”

Hannibal Lecter: e aí; vai encarar?

Almoço a dois com a filhota é sempre um momento único. Nunca são iguais. Pouco importam o local e o prato. A prosa é invariavelmente boa e quase sempre inédita.

Pensem num pai apaixonado pela filha, ou melhor, hipnotizado. Sophia possui a capacidade de me tornar paciente e concentrado — nas suas palavras, claro. Mais ainda: como na música Garota Nacional, dos incríveis SKANK, “… ela me domina no primeiro olhar…”.

Hoje falamos sobre boas ações, sobre praticar o bem. O papo não foi de “pai para filha”, onde tentamos transmitir à prole o que aprendemos nesta vida. O papo foi de “miga pra migo”. Traduzindo: de amiga para amigo. Trocamos experiências pessoais onde cada um ajudou a alguém ou praticou uma boa ação, como no dia em que encontrei um Ipad no aeroporto e consegui devolvê-lo ao dono (de outra cidade!!) através de uma busca no Facebook. Sophia, por sua vez, discorreu sobre uma experiência parecida, ocorrida na companhia de sua prima em um shopping, em Vila Velha, ES. Ambos concordamos com uma coisa: fazer o bem dá prazer! Dá uma certa, digamos assim, alegria. Uma sensação de tremendo bem-estar. Há quem diga que vicia, daí tantas almas generosas por aí vivendo em prol do próximo. Minha sogra D. Isa que o diga; é um exemplo perfeito e acabado deste tipo de gente.

Já lhes confessei que não me importo muito com religião e minha relação com Deus jamais foi de temência (no sentido de temor). Tampouco, a esta altura da vida, o medo do pátrio-poder existe mais. A relação com os pais é de profundo respeito e gratidão. Por fim, a opinião alheia — sobretudo a de estranhos — nunca teve o condão de me tutelar. O que me move no sentido das boas ações é exclusivamente a recompensa “prazer”, nada mais. Nada de crenças, nada de temores, nada de castigos. Apenas a satisfação pessoal de se sentir “do bem”.

Após o almoço fiquei remoendo os pensamentos e sentimentos e daí me ocorreu a seguinte questão: será que a recíproca é verdadeira, quando inversamente proporcional? Traduzindo novamente: será que pessoas más sentem satisfação nos seus atos? Será que um estuprador sente prazer (e não falo do prazer sexual)? Será que um Lula da vida encontra regozijo em roubar? Será que um assassino é inundado por substâncias prazerosas quando mata alguém?

Sei que este é um mau desfecho para um post que começou tão bonito, mas era isso que eu queria lhes colocar. Aquele mini curriculum que abre a página do blog (um homem inquieto, irrequieto e inundado de sentimentos), apesar de meio fresquinho — e a matilha adora imaginar que me sinto provocado por isso — traduz exatamente quem sou e, sobretudo, o propósito deste blog: confidenciar e dividir com vocês minhas opiniões, sentimentos e pensamentos mais íntimos e profundos. Isso me torna mais humano, me torna melhor. E nos torna, a todos, menos sós.

Bom feriado, meus caros!

Leiam também

17 comentários em “Papo reto com o leitor: fazer o mal dá prazer?

  1. Olá Inundado, o lavajatismo fez mais uma morte. O Reitor açodadamente a fastado do cargo deixou o bilhete: “A minha morte foi decretada no dia do meu afastamento da universidade”. Os fatos vão se acumulando. Primeiro Dona Marisa, agora Reitor. Quem tem ouvidos, ouça. Grato.

    1. Que absurdo!!! Você é uma auto anta. Ridículo. Esses vagabundos da esquerda são todos inúteis e desnecessários neste planeta. A Dona Marisa morreu porque o Lula é o chefe da orcrim e destruiu a economia do Brasil e milhões de empregos. Ele tem total responsabilidade pela eleição da terrorista estocadora de vento. Quer dizer que o criminoso é quem apura a responsabilidade pelos crimes cometidos em série por esse pelego maldito? Você é um mocorongo imprestável, seu parasita das bolas do Luladrão. Inacreditável.

      1. Olá Kadu, não viaja, pois, poderás não voltar. Quem vai pela cabeça dos outros é o piolho. FHC, mais conhecido como Maria Antonieta Morena, aquele do lema: “Dependência ao Norte”, em oito anos de governo não abriu nenhuma universidade federal. Lulinha Paz e Amor em oito anos de mandado abriu mais de dez. Triplicou o número de estudantes nas faculdades e abriu dezenas de escolas técnicas. (Foi só o vampirão se instalar no Palácio do Planalto que reduziu drasticamente o orlamento da educação e extinguiu os investimento sociais pelos próximos vinte anos). A elitizinha rapinosa e extrativista não suporta isso e escala os lacaios para o serviço sujo de disseminar mentiras. A classe média, coitada, embarca no papo do moralismo e faz a defesa da elite, mesmo que essa classe média tenha cada vez mais dificuldade de pagar o plano de saúde e outros serviços. (Muito provavelmente seja seu perfil, alguém de classe média, a pretexto do moralismo, diz que combate um governo que atuou em prol da ampla coletividade de Pindorama). Saiba que mesmo do alto de suas confortáveis pantufas você pode sair das trevas e se juntar a nós. Ainda ha tempo.

        1. Cara, você é um tremendo idiota cidrac!
          O comentário do Kadu não te elucidou em nada?
          Você é muito idiota e ainda ‘deteminada’ a classe social do Kadu , comenta pra ele ‘não viajar’ mas é você que viaja e acredita no que imagina e ‘seu’ partido, como você, quer igualdade para todos. Você ‘pensa’ ser de qual calsse social? Melhor que as dos outros? É exatamente assim que são os seus ídolos, seu partido e principalmente você! São uns imbecis mesmo e não sabem nem o que é auto crítica!
          Você vive de paradoxos, não se enxerga, tapa o olho pra realidade e é idiota e burro.
          Releia seu comentário e veja que VOCÊ faz distinção social igual a ‘seu’ partido e ambos querem ‘pregar’ igualdade.
          IMBECIL, se acha melhor que os outros e imagina que é um grande analista, só sua humildade não deixa você dizer que é melhor, mais inteligente e mais sábio que os outros, são ‘gentinha’ aos seus olhos!!

          1. Valeu JLT.
            O palerma do Cidrac usa um truque velho, muito comum em quem é despreparado para o debate: não debate nada. O idiota só escreve as mesmas frases feitas inúteis, comuns ao discurso dos vassalos lobotomizados canalhas. Não perca seu tempo com o militonto black bobo. A alma dele já foi sugada pelos demônios comunistas e ele curtiu. 👍👍👍

            1. Olá Kadu, sem ofensas, por gentileza, seja urbano. Diga-me, porque um general e ou um professor universitário em fim de carreira ganha menos que um procurador do MPF em começo de carreira? Quem sabe o Sopinha possa lhe auxiliar, desde logo, fica franqueado o trabalho em dupla!

              1. Olá Palerma Bananeiro
                Desviando o foco do debate novamente? Agora eu sou o culpado por você ser incompetente e mentiroso patológico? Você quem disse isso: ” o lavajatismo fez mais uma morte. O Reitor açodadamente a fastado do cargo deixou o bilhete: “A minha morte foi decretada no dia do meu afastamento da universidade”. Os fatos vão se acumulando. Primeiro Dona Marisa, agora Reitor. Quem tem ouvidos, ouça. Grato.” Você deveria provar isso.

          2. Sopão, sua incapacidade de dialogar sem disparar ofensas é impressionante e vai além de minha paciência. Para não me alongar, lembro, uma vez mais que não tenho partido. Quanto a classe social a que pertenço, sou um José Coisa Nenhuma que nasceu na roça, estudou em supletivo, trabalhou de cobrador de ônibus, mora em periferia de grande cidade e continuo na lida diária das 05h as 21h para ganhar o feijão com arroz e, se possível, um pouco de farinha. E como diria o Maluco Beleza: pra mentir, não preciso ler jornal.

  2. Obrigado Ricardo,
    É sempre um prazer ler seus posts.

    Quanto ao Lula, acho que ele não sente prazer em roubar porque quando ele rouba ele não está roubando, ele está pegando o que é dele por direito. Ele tem certeza que ele é honesto e é perseguido por ser santo.

  3. Após o STF afinar e perder a oportunidade de aplicar a justiça com bom senso e lógica, fazer o mal continuará dando prazer a criminosos!
    A matilha está reforçada, atacarão em grupo e descaradamente por não haver punição.
    Por isto o crime organizado no Rio é como um ‘estado independente’, não consideram o que fazem como crime por verem e sentirem as consequências das atitudes da justiça e a dos que os governam.
    Seguir leis pra que? O Prazer está em fazer o mal já que o ‘padrão de certo e errado’ tornou-se obsoleto enquanto observa o desuso de quem o pratica !
    O bom caráter será mero observador que sofre as consequências, com quem ou com o que poderá contar para obter justiça??

  4. Ricardo, o Luladrão deve ser cleptomaníaco KKKKK…
    A dona Inútil morreu porque era doente (fumava e bebia) a porca velha. E quanto ao reitor, porque se matou se era inocente?
    Conta outra Cidrac.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.