Um dia triste para a imprensa que presta no Brasil

Dois casos bastante emblemáticos dão conta do momento difícil pelo qual o país está passando. Tá tudo muito confuso

Vergam, mas não caem

Eu leio muito. Me informo o máximo que posso. Assino revistas, sites, Portais, assisto aos noticiários, etc. Sempre que posso e me interesso, frequento seminários e palestras. Vez por outra participo de reuniões e encontros com grupos representativos de setores privados e sociedade civil.

A internet revolucionou a informação. Se antes dependíamos das análises de um ou dois grupos de comunicação, hoje encontramos fontes abundantes em qualidade e diversidade. Não à toa, no Brasil e no mundo, os tradicionais veículos estarem sofrendo tanto.

Há dois profissionais da imprensa que gosto muito — e conheço pessoalmente, quando participamos dos mesmos eventos — e respeito: Reinaldo Azevedo e Marco Antonio Villa. Deste último, sou leitor também dos seus livros. Pois bem. Hoje, ambos foram “vítimas” (reparem nas aspas, ok?) de si mesmos. Por quê? Explico:

Reinaldo é um sujeito brilhante. Possui rara inteligência e capacidade argumentativa. Equilibrado e dono de um conhecimento geral muito acima da média, dificilmente deixa margem racional à contra-argumentação do que escreve. Por isso é vítima (sem aspas) de tantas ofensas. Na internet é assim: neguinho não concorda contigo? Então você é um “lixo, vendido, boçal, idiota…”. Pois é. Gênios são eles, que se comportam como cães raivosos. Em frente.

Reinaldo foi exposto, através de uma gravação de uma conversa sua com Andréa Neves, criticando a Veja. Andréa estava grampeada, Reinaldo não. A conversa em nada o implica com a investigação. Ainda assim, de forma vergonhosa a PF/MPF anexou a transcrição do diálogo no processo que veio a público, numa clara tentativa de manchar o nome do jornalista, que é um crítico feroz — não à Lava Jato — mas à alguns métodos empregados pelos Procuradores. Dignamente, como não poderia ser diferente, Reinaldo se demitiu da Veja. Se não concorda com a linha editorial da revista, que caia fora. Foi o que fez.

Já o Professor e Historiador Marco Antonio Villa protagonizou um embate lamentável com o Deputado e pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro. Num debate, ou melhor, num bate-boca ao vivo na Rádio Jovem Pan, Villa mostrou-se arrogante como jamais imaginei. Estava tão desequilibrado que perdeu completamente a razão. Tentou — e conseguiu — humilhar intelectualmente Bolsonaro o tempo todo. Foi agressivo, mal educado e por vezes um tirano, como quando disse que nem toda decisão judicial reflete a justiça. É verdade? É. Mas ou reconhece-se a mesma legítima ou então teremos um único julgador; ele próprio.

Se a intenção de Villa era humilhar Bolsonaro e expor sua fragilidade intelectual, conseguiu com louvor. Se a intenção era tirar-lhe alguns votos, se lascou! Quem os ouviu ficou literalmente ao lado de Bolsonaro. Depois desta, tamanha audiência possui a Pan, é capaz de o Deputado faturar mais um ou dois pontos nas próximas pesquisas. Bolsonaro saiu maior, Villa saiu menor. Muito menor. Infelizmente, pois é um excepcional sujeito. Mas a fama e a notoriedade por vezes inflam egos. Aí, meus caros, ou a pessoa segura seus cavalos ou cai deles.

Hoje, ambos caíram. Um injustamente. E ilegalmente, diga-se. Outro, por si mesmo. Uma pena. Mas são grandes demais para tombarem por isso.

Em frente! Força, Reinaldo e Villa. O Brasil que pensa precisa de vocês.

Leia mais.

52 thoughts to “Um dia triste para a imprensa que presta no Brasil”

  1. Olá Ricardo! Esse Villa….. me desculpe…. super prepotente. Biodiversidade uma ação dos homens e ignorar Deus. Triste isso! Fiquei com nojo desse cara. Se diz democrata! kkkkkkkkkkkkkkk Não deixe o outro falar e fica dando um de professor de história, geografia, economia. O cara.! kkkk

  2. Mesmo o blog sendo muito informativo, tinha lido rapidamente mais cedo sobre a demissão de Reinaldo mas não sabia nada sobre Bolsonaro e Marco Antonio. vou procurar vídeos e/ou reportagens!

  3. O Villa pode ser bom, mas não é infalível. O problema dele é achar que sabe tudo.
    Temos o exemplo do Lula que se acha infalível. Ainda não foi preso porque preso seria endeusado, solto está minguando e perde a cada dia mais o apoio do povo que o colocou no poder. Tem alguns poucos burros que o seguem porque ainda não acordaram pra vida ao sol.

    1. Nossa, o cara usa o Villa para falar do Lula. O quê tem a ver uma coisa com a outra? São temas tao distintos.
      Para piorar a argumentação, o cara afirma que lula está definhando e perdendo apoio, mas esqueceu de dizer que este mesmo lula está em primeiro lugar disparado em todas as pesquisas. Não entendo de onde vem o definhamento que quer imputar ao Lula.
      Ou seja: o cidadão não gosta do lula e vem com um argumento esdrúxulo desses. Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas não precisa distorcer os fatos para impulsionar uma opinião negativa SJ sobre a pessoa. E depois reforça que ele não está preso só para não o tornar Ainda mais ilustre, um mito. Então, essa é a justiça do Moro? Tem medo do lula? A quem ele quer agradar com um pensamento desses. Totalmente sem nexo, um despropositado! Dá nojo o seu comentário! Falta coerência.

      1. Nojinho, Ismael Pereira?… Estude Platão: “Pessoas normais falam de coisas, pessoas brilhantes falam de ideias, pessoas medíocres falam de pessoas”. E tente passar menos vergonha em público.

        1. Outra vez, mais uma coisa sem nexo. O quê tem a ver Platão com o assunto? Estamos falando de falta de coerência, de um cara que usa o fígado para dizer sobre uma pessoa que ele não gosta, utilizando-se de subterfúgios para atingir a imagem de um Cidadão brasileiro que é tão amado (ou até mais) quanto é odiado. Eu não costumo passar vergonha em público, pois não confundo assuntos e nem nego a realidade dos fatos para falar ou opinar sobre alguém. Com Platão ou sem Platão, o lula é uma realidade que atormenta aos que o odeiam, mas ao mesmo tempo acalenta aos que o admiram, apesar dos pesares contra ele, pois o povão sabe que pior que ele estão o que estão atualmente no Poder ou alguns que também almejam ao mesmo Poder.

  4. Assisti o vídeo Villa X Bolsonaro(é, foi uma disputa em + de 28 minutos). Putz, o villa é sociologista ? como estuda o comportamento humano, relações de formalidade e não determina regras da conduta humana? tendenciosamente? …sem mais sobre o lugarejo, ou melhor, o barraco DO villa! Eu sempre disse para meus filhos que cultura não tem ligação com educação nem caráter, vou mostrar o vídeo que assisti para eles!

    by Reinaldo: “essas questões que você levantou para mim, posso colocar como se fosse resposta do Aécio?” ……e ainda fala mau(com u) da empresa que trabalha e isto dá dispensa por justa causa! ‘ISTO é um jornalista respeitável que ainda quer as garantias que tem a profissão’???

    Tô fora dos dois!

  5. Ricardo Kertzman
    Já ouvi e assisti muitos comentários do Marco Antonio Vila, mas hoje depois de assistir o debate da JP e depois ver o vídeo feito pelo Grupo Direita Minas mostrando as contradições do próprio Vila, acredito que ninguém mais poderá chama-lo de “historiador”, ele não passa de um canastrão que hora fala uma coisa, ora outra totalmente diferente sobre o mesmo assunto.
    O que parece é que ele faz comentários mais pensando em ganhar audiência do que expor uma opinião seja de que lado for.

    LINK DO VIDEO:

    https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/videos/843902282425426/

    1. Certamente para ganhar audiência. No final do vídeo que assisti ele comenta com Bolsonaro que foi a maior audiência que já teve(algo assim, não me lembro bem das palavras corretas)
      Carlos, assisti o vídeo no link que você postou até 01:20, foi o suficiente para confirmar sobre o sociólogo toupeira!

  6. O “historiador” e contraditório Marco Antônio Villa de hoje foi destruído pelo Marco Antônio Villa de ontem!
    E quanto aos R$ 200.000, haja dificuldade de compreensão do pobre “jornalista”.

  7. Reduzi a leitura do blog do RA depois que surgiu o site OANTAGONISTA.COM.
    Me incomodava muito o “juridiquês” do RA quando ele tentava justificar os ataques a Lava-Jato.
    Reduzi mas sempre lia o blog.
    Depois dessa “parcialidade” grampeada, fiquei decepcionado.
    Detesto o PT e as esquerdas brasileiras, mas detesto mais os que defendem um lado mesmo que errado em algo.
    E

  8. Realmente achei que o Villa foi muito arrogante e prepotente. Queria que Bolsonaro resolvesse todos os problemas do Brasil em 30 minutos. Acho que ele quis bater na pessoa errada. Eu concordo plenamente com Bolsonaro, de que hoje precisamos de alguém honesto e de pulso firme pra tocar esses país. Temos tantos especialistas em tudo mas não saímos do lugar, ou melhor, só regredimos. Que pelo menos tenhamos segurança de poder andar nas ruas tranquilos, de poder deixar nossos filhos em escolas onde professores são respeitados e que essa corrupção deixe de existir. Se isto ocorrer já estaremos no lucro.

  9. Dois gigantes pelo golpe, isso sim.

    Enquanto isso, nas gravações: Aécio planeja arranjar 10 delegados da PF para distribuir entre esses, os casos de corrupção de seu grupo (palavras do próprio Aécio) visando salvá-los…. Mais corrupção na própria corrupção.

    Enquanto isso, no Congresso: Comissão fala que leu relatório da maldita reforma trabalhista às portas fechadas num claro gesto de golpista fraudulento… Já, na Câmara, Rodrigo Maia abre sessão oficial com apenas 53 deputados para falar que a Casa esta funcionando…

  10. Também assiti ao debate Villa x Bolsonaro. E como já foi dito aqui pelo próprio Kertzman, o Villa humilhou e mostrou a fragilidade intelectual do Bolsonaro. Agora vem minha “pregunta”: Que fórmula é essa onde o entrevistado mostra essa “fragilidade” e acaba faturando mais votos??? Na boa… não entendi. É pra ficar com dó do cara???? Também já assiti a algumas entrevistas do falecido Enéas Carneiro, esse sim, na minha opinião, teria um bom perfil para ocupar um cargo tão importante para nossa nação. Abraços!
    PS: Qualquer coisa pode desenhar pra mim! hehehehehe

    1. Te explico, Alexandre: reúna dez pessoas que ou não detestem o Lula ou não o amem, ok? Aquele tipo de pessoa para quem “tanto faz”. Quando Lula começar a dizer “pobrema, petobrais, paupoint” diga-lhe que é um analfabeto e que nem saber somar dois com dois. Após a humilhada, pergunte aos dez o que eles acharam e em quem votariam. Simples assim, amigo! Abrs

  11. Um entrevistador verdadeiramente inteligente deixa o entrevistado falar à vontade, assim se extrai o máximo do pensamento da pessoa, e as chances dele “derrapar” é bem maior! Já o Villa, há tempos observo que ele não deixa ninguém falar…

  12. Existe a protecao entre a fonte e o jornalista. Isso eh lei.

    No entanto. Eu que era um assiduo leitor so reinaldo azevedo dos últimos meses atrás parei de ler seus artigos.

    Primeiro que ele passou a ter un ego tao inflado por ele mesmo. Brigando e discutindo com outros jornalistas.

    Depois a vontade dele em ser parcial. E isso foi mostrado no grampo.

    A demissão em si. Justa e aconteceria com qualquer um. Se ele nao esta satisfeito e vivia falando mal. Que tivesse caracter e saido no dia.

    Mas nao me estranharia. Se surgisse dinheiro nessa relacao no futuro

  13. Muito bem colocado quando voce diz; “debate não! Bate boca!” Estamos neste nível de insanidade, as pessoas querem ter razão a qualquer custo, mesmo que isso lhes custe a vida. E ai de quem ousar contradizê-los. Isso demonstra o quanto estamos decadentes, seguindo passos largos para resolvermos tudo como nos primórdios, na base da clava.

  14. Bem a cara dos “direitistas” brasileiros: arrogantes, prepotentes, acham que sabem de tudo e só passam vergonha, achando que chamar quem não concorda com o que pensam de comunista é uma forma de humilhação.. Fazem tudo pra ganhar audiência e dinheiro, até humilhar assinantes, leitores e ouvintes.. Triste, muito triste…

  15. nenhum deles vale nada. Nem Villa, nem reinaldo Nem Bolsonaro, nem Andréa neves e nem você. Agora, que de fato é uma quebra de confiança quebrar sigilo de fonte isso é. E o reinaldo sabe muito bem disso, (caso da quebra de sigilo da Dilma qdo ainda era presidente) inclusive com publicações à época dizendo que o povo brasileiro tinha direito a saber o que era falado – Então “querido” ele tá bebendo do próprio veneno, embora eu admita que isso seja terrível. Agora você leitor do Villa eu começo a entender que vc realmente fugiu das aulas de historia,sociologia,filosofia e optou pelo filtro passivo de um boçal.

    1. Veja como você é um sujeito asqueroso: todo mundo aqui se manifestando educadamente, expondo suas ideias e me aparece um marginal como você dizendo que eu não presto. Não sei se você tem mãe, esposa, filhos, etc. Mas se os tiver, deve ser uma desgraça como filho, marido e pai. E provavelmente um fracassado profissionalmente, que desconta nos outros suas frustrações. Credo, como você é escroto!

  16. Pessoas como o Villa no debate de ideias é essencial para o Brasil. Ele é uma verdadeira “metamorfose ambulante”. Muda e remuda de ideia em frações de segundos, e isso é bom para o debate. Porque é da loucura (desconexo) que se fazem as revoluções.

    Quanto ao RONALDETE Azevedo (militante e defensor máximo do PSDB, esquerdinha fabiana neoliberal), isso é uma BICHONA….

    Ultimamente, Reinaldete só falta sentar no colo do Bolsonaro e pedir: ” Me coma !”

    Como diria Maria do rosário: “O QUE É ISSO… O QUE É ISSO…” kkkkkkkk

  17. O mal dos jornalistas é esse: achar que sabem tudo! Reinaldo que vá procurar emprego na BoboNews que com certeza irá achar, pois lá o que não falta é jornalista graduado em todas as faculdades. Infelizmente, o Reinaldo já há um bom tempo perdeu a credibilidade ao alternar de lado constantemente em suas “críticas”. Perdeu o rumo do ataque, e quando se perde o rumo, ataca quem está mais fraco em busca de audiência.

    E de maneira alguma concordo que o Brasil que pensa precisa deles. O Brasil que pensa precisa de pessoas mais humildes que respeitem a opinião (mesmo que idiota) dos outros e não se percam em discussões inócuas, principalmente em rede nacional (seja rádio ou TV). Se o cara quer dar aula, que volte pra escola ou faça um programa educativo.

    Não tenho nada contra Bolsonaro, mas ele é um político. Ou seja, o camarada que se dispõe a debater com políticos não merece muito crédito, principalmente quando seu principal objetivo é se mostrar mais intelectual do que a média.

    O Sr. Villa se comportou exatamente como um derrotado se comporta ao se ver prestes a perder a batalha ou quando lhe faltam argumentos lógicos, mesmo que não pautados de “referências bibliográficas”. E não faltam exemplos disso nos últimos dias: Lula em depoimento ao Moro, Temer defendendo o que não há defesa, Aécio em vídeo recente dizendo que não ficou rico com política, etc.

    Infelizmente o país vai continuar sendo por muito tempo um antro de ignorantes e falsos intelectuais que se aproveitam dos fatos para se auto promoverem, como exemplo recente o curioso jornalista do jornal “o globo”, que não mediu as consequências ao transformar um mero caso rotineiro no país em uma coisa que só vai piorar a situação do cidadão comum enquanto os responsáveis ganham milhões e mais milhões através da desgraça alheia.

  18. Porque será que quando a Veja descascava os políticos de esquerda investigados pela lavajato o pelego do Reinaldo Azevedo nunca se indignou. Agora que mexeram com o playboy de Minas ela fica nervosinha, é???

  19. Caíram as máscaras de dois jornalistas partidários, coincidentemente “pertencentes” ao mesmo lado. Essa máscara cai, também coincidentemente, exatamente após a queda da máscara… do político expressão máxima atual desse partido.
    Ficou MUITO claro que a veemente posição anti-PT dos dois não era mera questão de índole, ou da luta louvável contra a corrupção – era pró-maior-adversário-do-PT.
    Não há nada de errado em qualquer um ter sua preferência partidária. Quem nos dera mais pessoas da sociedade “real” conhecessem e se envolvessem com a política. O problema está na imprensa brasileira de modo geral, que é fortemente ideológica, como, qualquer outra do mundo civilizado, mas esconde-se atrás de máscaras de imparcialidade, diferentemente do mundo civilizado.
    Aí vem essas figuras dos “isentões”, utilizando-se da respeitabilidade natural atribuída à imprensa, e usam a parte desavisada de seus leitores e ouvintes como mera massa de manobra, a ser manipulada ao bel prazer de seus patrocinadores.

  20. Fantástico o seu texto, mestre Ricardo!
    Aborda com lucidez a situação da mídia tradicional, que perdeu o monopólio da “verdade” e da disseminação de informações.
    Do mesmo modo, seu texto expõe o “desespero” de alguns profissionais da área quando debatem com pessoas que não fazem parte do “esquema da mídia”.
    Interessante no caso do Villa é que a agenda dele é muito parecida com a do Bolsonaro em vários temas. Porém ontem, ele deixou de lado as suas crenças, sua educação, seu profissionalismo, tirou a roupa de jornalista/historiador e se comportou como um moleque.

  21. Tudo culpa do PT. Lula e sua quadrilha conseguiu tirar do sério, pessoas que, até então, tinham o controle sobre elas mesmas. Digo isso por mim, quando vejo a cara do sapo barbudo e da vaca louca em qualquer parte, já tenho a sensação, primeiro de nojo, depois de raiva. Além disso, no caso do Villa, pessoa que admiro, acredito que esse episódio irá apenas engrandecê-lo ainda mais. É inteligente, culto e certamente fará uma autocrítica corrigindo algum desvio de conduta que possa ter cometido. No mais, é lutar para banir a quadrilha da ptzada e ver a prisão do bandido Lula. Isso é prioridade 1.

  22. Reinaldo passou a atacar a Lava Jato quando os delatores começaram a apontar o dedo para Aécio Neves. Típico caso de “meus corruptos são melhores que os teus”. Foi tarde.

  23. Essa é a maior prova do engajamento e da militância política dos grandes veículos de comunicação. Fazem política partidária, de forma escancarada e descarada, utilizando, com privilégio e exclusividade, serviço público sob concessão. Deveriam utilizá-lo para informar. Porém não o fazem, utilizam-no como “foro privilegiado” para aniquilar seus adversários. O pior de tudo é que, utilizando-se da vergonhosa proteção ao sigilo da fonte, cometem crimes e se dizem injustiçados. Ora bolas, o sigilo da fonte teria algum sentido se, utilizado com isenção, não servisse, quase sempre, como forma sorrateira de angariar informações para enaltecer seus financiadores e aniquilar seus adversários políticos. É o caso desse Reinaldo Azevedo. Explico. Tendo como fonte contumazes criminosos – a investigação comprova a prática continuada de crimes por seus consultores – como é que sempre agiu com o intuito de enaltecer suas qualidades? Não seria conivência à pratica continuada de tais crimes? Alguém que, conhecedor de crime, não seria cúmplice se não o comunicasse? Sendo pessoa de confiança da “fonte”, não teria conhecimento dos crimes por ela praticados? Tal “escriba” não estaria a soldo da fonte, já que agia exclusivamente na defesa de seus interesses? É por essas e outras que, especialmente nesse caso, o tal sigilo da fonte não poderia prevalecer?

  24. EM TEMPO: no post anterior, quando disse: “…o tal sigilo da fonte não poderia prevalecer?”, tive a intenção de dizer: “…o tal sigilo da fonte não poderia prevalecer”.
    Ademais, o articulista em referência era comentarista da rádio Jovem Pan que, por sinal, é representada aqui pelos irmãos Aécio e Andrea.

  25. Dizer que o Reinaldo Azevedo não esta contra a lava jato é risível, ele não estava contra a lava jato, enquanto não surgiu o nome do partido que venera PSDB, quando chegaram no Aécio, pronto ele mudou completamente, sabem por quê? O Aécio e sua irmãzinha era a fonte dele, e mexer com a fonte é mexer com ele. Ninguém aqui é trouxa, poupe-nos, nós que somos desconhecidos, mas não ignorantes.

  26. Mas quem é você falando tanta mentira, tanta besteira sobre dois seres humanos que acham que são muito úteis a esclarecer uma parte letrada da população e que acabam por se passar por ridículos?!
    Quem tem tempo e algum discernimento, não negligencia sua inteligência em assistir/ouvir estes seres falarem tanto lixo e pregarem uma ignorância ferrenha em quem assiste ou os ouve, mesmo que seja passando por canais de rádio ou tv.
    Como você mesmo diz: “Ainda bem que existe a Internet.” A internet revolucionou a informação. Se antes dependíamos das análises de um ou dois grupos de comunicação, hoje encontramos fontes abundantes em qualidade e diversidade” …
    Não é o caso do seu blog infelizmente!!!
    Coloque na sua cabeça que só seremos felizes quando todos que estão a nossa volta estiverem!
    Se não, não faria sentido pessoas estudarem o Universo, as curas para doenças, novas formas de ocupação do solo, novas formas de agricultura, estudos do clima, novas formas de alimentação do ser humano sem nenhuma proteína animal, etc.

  27. Confesso que ao ler seu artigo ( 21.08.2019 ) mesmo que tardiamente, me deu uma forte necessidade de tecer algumas linhas.
    Ambos os protagonistas do texto – Usam do cargo que ocupam para formarem opiniões supostamente isentas, imparciais. Em grau diferenciado, usam de seu conhecimento para ocultar a verdade dos fatos. Negar que são profundos conhecedores do que expressam seria injusto, porém também ir contra suas intenções é ignorar a realidade que nos cerca.
    São todos desonestos intelectuais, com opiniões falaciosas, indicando uma intenção proposital de influenciar para um propósito.
    O que me surpreende é que para um texto muito bem redigido, o escritor “inundado de sentimentos” – não mencione o LADO que cada um deles se coloca dentro da política nacional.

    1. Prezado, de acordo com seu comentário não há, nem haveria, absolutamente ninguém intelectualmente honesto na imprensa, já que todos (os tais seres humanos são assim mesmo) carregam paixões, sentimentos, valores etc dentro daquela gororoba gosmenta que mora na nossa cabecinha e dentro do que convencionamos chamar de coração. Você, por exemplo, ao me enviar seu comentário, o fez baseado em suas crenças e valores, sacou? Não posso lhe chamar de desonesto por isso. Ah! Inundado de sentimentos é um trecho de uma poesia/música sensacional de Oswaldo Montenegro. Vale a pena conhecer. E siga em paz!! Mais leve, se conseguir

  28. Não sei como fui parar neste artigo. Mas amei. Fácil de ler. Verdadeiro. Do bem. Amo os dois citados. Mas fico triste com o Villa, ele é arrogante sempre. A intelectualidade dele deveria permitir que ele fosse mais capacitado para ouvir e dialogar. “Nossa incapacidade de ouvir é a manifestação mais constante e sutil de nossa arrogância e vaidade: no fundo, somos os mais bonitos…”, escreveu Rubem Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.