Para o senador, agora é matar ou morrer

Aécio Neves é definitivamente tragado pela Lava Jato. Seu comportamento frente às denúncias definirá seu futuro político

Mais fumaça! Será que agora o fogo aparece?

Já disse e vou repetir: não tenho a menor simpatia pelo senador mineiro, jamais votei nele por predileção — apenas como contraponto ao PT –, o considero covarde e omisso, como líder da oposição, e pouco me importa se seu futuro será no governo ou como vizinho de cela do Lula, em Curitiba.

A Revista Veja desta semana traz uma reportagem demolidora sobre Aécio. Noticia que um executivo da Odebrecht o delatou e apontou pagamento de propina em uma conta bancária, em nome da sua irmã, nos Estados Unidos. Dias atrás, um outro boato sobre pagamento de propina no exterior, em Cingapura, em nome do amigo e compadre Alexandre Accioly, um dos caras mais ricos do país. O fato, amigos, é que os documentos que comprovariam tais pagamentos jamais apareceram.

Aécio rompeu o silêncio e concedeu uma entrevista coletiva. Também gravou um vídeo e o publicou nas redes sociais, negando tudo e desafiando que provem. Sua irmã Andrea seguiu no mesmo caminho. Bem, dizer o que? Quem não deve, não teme. Os irmãos Neves, ao que parece, não devem. Ao menos nestes dois casos, já que, inclusive, pedem publicamente a quebra dos sigilos impostos pela Justiça e a divulgação completa das investigações a respeito.

Não sei. Geralmente, quando uma revista do porte da Veja noticia algo tão grandioso assim, sempre anexa fotos com os documentos comprobatórios. Neste caso, bastava uma cópia de um depósito qualquer e pronto! A fatura estaria liquidada. Isso é realmente estranho e corrobora com a defesa e com a indignação dos acusados. E nunca é demais lembrar: Rodrigo Janot, o seletivíssimo PGR, aquele que prendeu Cunha, mas é mansinho mansinho com Renan Calheiros, é pré-candidato ao governo de Minas em 2018.

Se Aécio partir pra cima do MPF e provar sua inocência, sairá fortalecido. A Revista Veja será outra vez desmoralizada e terá prestado um ótimo serviço ao PT, useiro e vezeiro de se vitimizar perante as delações — só que comprovadas. Os dias que seguem nos dirão. Ou o senador voltará ao jogo ou será enterrado de vez. Por mim, sinceramente, tanto faz. Quem carrega político nos ombros ou serve de bate-pau para vagabundo corrupto não sou eu. São os militontos petistas.

Leia também.

16 thoughts to “Para o senador, agora é matar ou morrer”

  1. Nossa já saiu da geladeira e voltou a escrever as mesmas porcarias de sempre. Seja bem vindo, inquieto, adoramos sua defesa desesperada pelos coxinhas. Afinal, dono de padaria tem que defender a coxinha que tem.

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… vc é a única pessoa do PLANETA que acha este senador inocente… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. “Estrago de Minas” retirou rapidinho a página inicial da matéria sobre o famoso senador. Está escondida lá no meio, quase um trabalho de Sherlock Holmes encontrar, nada que espante no “jornalzinho” dos mineiros.

  4. A verdade nua e crua, apesar de vc tentar fazer parecer que a revista “Oia” está ajudando os vermelhinhos a equação é simples: tudo combinado para o aprendiz de gari do Jardins em Sampa se tornar o candidato dos emplumados de bico longo. “O cara a ser comido” nas palavras de Jucá, não sou eu que digo, vai ser servido de bandeja para aplacar a ira de todos sejam, empadinhas, coxinhas e mortadelas e tudo o que aumenta o colesterol. Os choros e revoltas de uma determinada família de São João del Rey contrastam com um passado recente coroado de tapinha nas costas e a pose de paladino da justiça. Quem sobreviver verá!!!

  5. E não acredito em nenhuma linha dita por governadores e demais politicos do parido dá ave emplumada. É tudo “ceninha” de políticos que já estão avaliando em que galho ou puleiro vão se abrigar. Um mineiro velhinho cunhou a famosa frase “mineiro só é solidário no câncer”, nada mais verdadeiro..

  6. Isso aí seu blogueiro! Igual a você também conversei diretamente e olhando nos olhos com o delator, aliás com todos aqueles que antes mencionaram o nome do querido Aécio; li toda a papelada produzida; conversei pessoalmente com todos os políticos, juristas, com o juiz Moro, e ministros (STF, STJ e TSE) que o apoiam, e tudo e todos confirmaram que o representante das Gerais é, sem dúvida alguma, honesto, cuja fortuna pessoal foi conquistada sem falcatruas. É bonito e inteligente e nunca teve a saúde afetada pelo vício, também outra bobagem. Ele nunca trabalhou, é verdade, mas tem berço, principalmente Tancredo que lhe arrumou o primeiro emprego como secretário dele; nunca morou em Minas, verdade justificada, aqui não tem mar. Mas fez por Minas o que nenhum outro sequer tentou fazer, o tal “choque de gestão”, nunca se soube em que consistiu, mas nenhum rico morreu eletrocutado, então foi bom. A Cidade Administrativa foi para mostrar que temos algo único além da jabuticaba, e esse negócio que houve corrupção é coisa de gente despeitada. Voltem às ruas e batam panelas para que o moço não seja injustamente processado. E vida que segue.

      1. A ele eu tenho certeza que fez foi deixar um estado falido pro atual governador, agora, pra você, aí já não sei para botar a mão no fogo e torcer pela inocência do manezinho carioca.

    1. Valdir, disse bem. Mas, não é muito lembrar que o mininu que exigia ventilador ligado para empinar pipa dentro de casa tem muita preguiça e vaidade. Claro que o que resulta disso é o aviltamento das condições de vida do povo. Não se tem notícia nem mesmo de discurso vazio desse congressista. Agora que parte das suas sujeiras vem sendo revelada e não servirá mais nem para contra peso. Fora Arroz de Festa.

  7. Estamos numa situação cada vez mais delicada… está difícil encontrar alguém com a ficha limpa… Encontrar uma pessoa que preencha os requisitos de idoneidade moral, reputação ilibada, ética, onde está?

    1. Olá Antunes, discordo de teu pensamento. Ha sim muita gente boa e comprometida com o bem. O que ocorre é que essas pessoas são ignoradas e ou perseguidas pela mídia venal e pela elite que domina Pindorama. Assim fica ótimo para os salafrários que estão a destruir o país e o pouco que lhe resta. Grato.

  8. Não sei se Aécio é inocente. Não li o processo e nem tive acesso às delações. De qualquer forma não voto nele. Nem que o concorrente seja o Lula. Se assim for, darei uma banana para as urnas e anularei meu voto sem dor na consciência. Porém, é necessário dizer que a Veja sempre foi partidária dos candidatos do PSDB paulista. Agora, parece que o Dória é a bola da vez. Quanto à Veja, já cancelei minha assinatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.