O PSDB mineiro precisa se renovar

A derrota de João Leite enterra as lideranças atuais e coloca em cheque o futuro do partido no estado

O PSDB saiu muito maior destas eleições. Fez prefeitos em capitais e em importantes cidades Brasil afora. Há anos o partido não mostrava tamanha pujança em nível nacional. Mais importante ainda, assistiu o banimento do principal rival, o PT. Motivo para festa não falta; exceto em Minas Gerais. Especificamente em Belo Horizonte.

A maior liderança do partido, Aécio Neves colheu mais uma derrota. A terceira seguida. Perdeu para Dilma, perdeu para Pimentel (ao insistir na candidatura de Pimenta da Veiga) e perdeu feio, agora com João Leite. A despeito de ter conseguido 70% dos votos na capital, na eleição de 2014, e de ter tido a maior votação nacional do partido, também em 2014, é inegável que seu cacife eleitoral se esgotou. Aécio insistiu na candidatura própria do PSDB ao desfazer a aliança com Márcio Lacerda, apostou em João Leite e foi derrotado por um outsider”; desconhecido politicamente, rejeitado majoritariamente (se somados os votos contrários e as abstenções/nulos/brancos) e que abertamente confrontou o PSDB e o próprio Aécio.

O partido dos tucanos caminha, em Minas, para o mesmo destino que o do seu rival PT: O ocaso. Como mostrado acima, o neto de Tancredo não possui mais estatura olímpica. Anastasia é hoje, na minha opinião, o maior e mais influente (sob a ótica de um eleitor) quadro da legenda no estado. Porém, Anastasia não possui a personalidade e o carisma de um líder popular. Precisa estar sempre ligado a uma figura assim para que possa crescer e aparecer, a despeito de toda sua capacidade intelectual, técnica, política e pessoal.

Diante deste quadro é urgente a necessidade de renovação do partido. Acabei de ver o jovem Nelson Marchezan Jr, eleito prefeito em Porto Alegre, reduto histórico da esquerda. Vi também Paulo Serra, em Santo André, surrar impiedosamente o PT; assim como Orlando Morando, em São Bernardo do Campo. O tal cinturão vermelho do ABCD foi varrido do mapa. Todos são novas lideranças, são novos rostos, novas ideias. É disso que o PSDB mineiro tanto precisa!

Que Aécio Neves tenha calma, humildade e sabedoria neste momento. Que esqueça um pouco 2018 e volte-se para algo mais urgente e mais importante, que é a própria sobrevivência do partido em Minas. Aécio é um líder e precisa assumir este papel em busca de novos quadros, de novos valores. Há muita gente qualificada próxima ao partido, gente nova, com gás e viço em busca de um lugar ao sol. Essa juventude arejada, antenada precisa ocupar espaços proporcionais, não adjacências e mera figuração. A era da política analógica acabou; é tempo da política digital.

Guardem essa frase! Ela é minha.

Leia também.

45 comentários em “O PSDB mineiro precisa se renovar

  1. Pato Quaquá foi muito ingênuo, Pato Quaquá agora entende o que Ricardinho & Amiguinhos queriam o tempo todo com o blog, Está se apresentando a “renovação” do PSDB nas Alterosas. Pato Quaquá parabeniza o blogueiro pela brilhante estratégia. Avante 2018!!!!

    1. Só mesmo um pato quaquá não entende a diferença entre renovação, juventude e viço e um blogueiro qualquer com 50 anos nas costas. O apelido lhe serve como nenhum outro.

      1. Pato Quaquá acha sempre divertidas estas discussões, principalmente quando tem palavras que a bisavô dele usava, tal como “viço”. Pato Quaquá tem notícias das hordas pesdbeanas novalimenses reunindo-se para dividir o butim eleitoral, menino do rio é carta fora do baralho, sobrando chokitos, pablitos e Frederico para comandar a patuleia..Pato Quaquá disse tudo e não disse nada, pois nunca sabe o que está dizendo.

        1. Aí que você se engana! Ora, confirmado que o projeto era apenas o de fazer desaparecer o PT, e mais nada, e o PT morreu, vale especular sobre os próximos passos do senador por Minas para se manter e continuar vivendo da política profissional, afinal de contas ele nunca fez outra coisa. Uma saída possível: postular a vereança por Contagem na próxima legislatura, onde deu PSDB, pois na plano nacional a vez é do Alckmin.

  2. Preocupada com o futuro de belorizonte! Como podem eleger alguém que deve impostos?????como ele vai cobrar dos moradores, se ele não paga os impostos????? Triste!

    1. Como eleger uma corrente responsável pela pior administração dos últimos tempos.
      Viadutos que caem. Viadutos que não dão passagem a dois veículos.
      Pista megalomana do MOVE na Cristiano Machado provocando o caos durante dois anos, e sem planejamento para as estações de embarque.
      Pontos cegos no estádio Independência.
      Postos médicos sem luvas, cateter e medicamentos básicos.
      Fechamento de praças orçadas nas dezenas de milhôes.
      Ufa. Esta turma se esforçou muito. Achei que mereciam férias.
      Pior do que esta não fica.

    2. Cara Silvia, voçe parece desconhecer a realidade nacional.Me desculpem os políticos,empreiteiros,funcionários públicos e todos esses que vivem de nossos impostos,mas hoje o que as ruas dizem é que não pagar impostos não é crime,é legitima defesa.

    3. Preocupado eu estava quando o segundo turno foi definido.

      Claro que é uma análise rasa, mas os votos brancos, nulos e as abstenções somaram mais que os 600.000 eleitores do Kalil. E isso quer dizer muita coisa. Mas só tínhamos duas opções, Kalil ou o fantoche do A_Neves. BH saiu perdendo com Kalil como sairia com João Leite.
      Teremos 4 anos de escuridão.

  3. Anastasia foi convidado e declinou de ser o candidato a prefeito. Aécio deveria ter insistido até convencê-lo. Tenho convicção de que Pestana ou Alberto venceriam o Fernando. Agora não adianta chorar o leite derramado. Juntar os cacos, recolher os feridos no campo de batalha e programar os próximos embates. Concordo na ideia de renovação que deveria acontecer em todos os partidos, inclusive o maior derrotado PT.

  4. O resultado das urnas em BH retrata uma coisa: ninguém aguenta mais esses políticos que fazem conchavos, trocam cargos e gentilezas, combinam mazelas, mas pouco fazem para a cidade, para o estado e para o país. Em breve, todos estarão desempregados.

  5. Esperava uma crônica sobre o futuro prefeito. Mas, ao contrário, você vem falar de perdedores. Bem que você trabalhou bastante as mensagens subliminares para desconstruir a imagem do adversário de JL. Sua tácita propaganda tucanizada também não ajudou muito. Eu já te disse que quem lê esse jornal já é eleitor tucano e aí, meu caro, é chover no molhado. Esforço totalmente inócuo.

  6. O Aécio ainda faz política com a tonalidade de voz do seu avô. Já era, passou. Se não mudar seu modo de pensar política vai sumir do cenário. Os caciques paulistas já trabalham pela indicação do Picolé de Chuchu. A grande mídia também. Aécio trata Minas como dono de sítio que vai lá somente em final de semana para colher banana e voltar pra cidade. A permanecer assim ele ganhará uma banana, também na próxima. Quanto ao Kalil, o povo tem o governante que merece. Ainda assim, ouso dizer que a eleição em Minas teve um componente estranho ao meio: o futebol.

  7. Então o senhor está se assumindo definitivamente um PSDBista. O que não era novidade na verdade. Apoiar um ridículo que nem em Belo Horizonte fica. Quando não está em Brasília vai é para o Rio

  8. Você se lançou tarde demais. Escolheu também uma mídia defasada, amante de Aécio e do PSDB. Mas como elegem qualquer “coisa” neste país você ainda tem chances. O que ficou claro nesta eleição é que o povo está de saco cheio de políticos e de figuras próximas a eles. E mais. Você e tantos outros são péssimos analistas, parecem mais cartomantes.

  9. Excelente, é o povo mineiro mostrando que essa corja tucana está sem moral mesmo! o senadorzinho coxinha pelo rio se mais uma vez, acho que ele já pode pedir música no fantástico!!!

  10. Como eleger uma corrente responsável pela pior administração dos últimos tempos.
    Viadutos que caem. Viadutos que não dão passagem a dois veículos.
    Pista megalomana do MOVE na Cristiano Machado provocando o caos durante dois anos, e sem planejamento para as estações de embarque.
    Pontos cegos no estádio Independência.
    Postos médicos sem luvas, cateter e medicamentos básicos.
    Fechamento de praças orçadas nas dezenas de milhôes.
    Ufa. Esta turma se esforçou muito. Achei que mereciam férias.
    Pior do que esta não fica.

  11. Oi xará,
    concordo com o que você disse, e avalio que nas duas vezes que Aécio foi derrotado, isso aconteceu porque não houve uma aliança com Márcio Lacerda. Se em 2014 Lacerda tivesse saído governador de minas (em vez do obscuro Pimenta da Veiga), com certeza Aécio seria presidente. E agora na prefeitura a mesma coisa. Geraldo Alckmin lá de longe já percebeu isso. Não sei se Aécio ainda tem fôlego para tentar algo em 2018, parece que o bonde dele já passou. Anastasia sim, seria um ótimo candidato, mas como diz a humorista “competência ele tem, só lhe falta-lhe glamour”.
    Ah, e sua resposta ao pato quaquá foi sensacional: curta e certeira. Um abraço!

  12. Em 2010 José Serra usou São Paulo como trampolim para o Planalto. Mas caiu de bunda na piscina de 23 milhões da Odebrecht. Já o Aécio, que queria usar Minas e BH em 2014 e em 2018 como trampolim, caiu na piscina de delações da lava jato. Morro de dó dos dois….#sqn

  13. Em BH, no primeiro turno haviam pelo menos 2 candidatos menos piores que os que restaram pra disputa do turno derradeiro. Não há nada de novo no PSDB e esse papo de vitória de “novas ideias” em outras partes do país é falácia. Infelizmente, para a população no Brasil, política é tratada com a mesma importância do futebol. Nenhum partido tem propostas, nenhum partido tem ideologias. Joga-se o jogo pra se manter no poder e não para melhorar o país.

  14. O PSDB paga pela arrogância com que trata os partidos aliados. A cultura de fazer descer garganta abaixo os nomes impostos por eles, com a “delicadeza” peculiar de um Danilo de Castro e Cia.
    Desde 2014 espero a humildade surgir no ninho tucano e o que se vê é a absoluta visão do próprio umbigo na esperança de um Aécio vencer e ver brilhar de novo a alvorada, como diria Tancredo Neves.
    Se esta humildade não chegar, digo aos tucanos de plantão para abrirem osa olhos, pois o efeito Kalil ainda pode continuar, e quanto ao Aécio : Dê uma olhada no seu retrovisor, pois o Alckmin provou está provando ser melhor estrategista que você.

  15. Lamentável a eleição do Odorico Paraguaçu dos tempos modernos e da cidade grande. Infelizmente quem se candidata a algum cargo público não se sujeita aos mesmos critérios de quem se candidata a algum cargo de dirigente máximo de uma grande empresa particular. Na empresa particular (não familiar) , os membros do conselho possuem mais responsabilidade, mais preparo, mais interesse nos resultados e mais capacidade técnica para avaliar o candidato. Numa eleição em um país subdesenvolvido como o nosso, onde a população, de modo geral, tem baixo nível intelectual e social, os riscos são enormes de verdadeiras “coisas” serem eleitas, como recentemente ocorreu a nível nacional. Este é o motivo de surgimento de aberrações como Lula, Dilma (principalmente), Collor e agora aqui em nosso quintal, o sr. Odorico. O povo não analisa tecnicamente o candidato. No seu voto existe 60% de coração ou emoção (iludidos pelos falsos discursos que tocam em corações e mentes), 20% de ingenuidade no mais alto grau, 10% por revolta e 9 % de pura falta de responsabilidade e comprometimento e apenas 1% de critério técnico onde se analisou o perfil, história, capacidade e potencial, honradez, educação, caráter… O menos mal é que o nosso Odorico não tem vínculo e não está ligado a nenhum grupo, instituição religiosa ou organizações perigosas e sempre “carentes” de recursos públicos. Este era o mal do PT ou de partidos evangélicos. Por isto não o vejo como de alta periculosidade. A sua corte é pequena demais para representar alguma ameaça, como foi o PT. Iremos apenas perder 4 anos, assistir o enriquecimento de algumas famílias e o engrandecimento de algumas empreiteiras hoje pequenas. O PSDB de São Paulo novamente agradece aos mineiros ingênuos.

  16. Importante sitar que Anastásia só tem nome, pois é um péssimo, MAS PÉSSIMO gestor, caso duvidem, conversem com pessoas que trabalham na Cidade Administrativa.

    1. Verdade! A turma da Cidade Administrativa odeia gestor que premia os melhores, remaneja os preguiçosos e intitui o ponto biométrico que obriga o funcionário público a trabalhar para receber o salário…

  17. Opinião sem célebro está correndo um sério risco de ficar sem verba esse ano. será que o bloqueiro parcial e tendencioso vai ter que procurar um emprego? Se o Pimentel empregar ele, será que vai apontar a garruchinha pro outro lado ?

  18. Tomara que todos os partidos políticos vão pra casa do chapéu, são organizações para a reunião de criminosos, que se escondem por trás de uma legenda, para se candidatarem a um ou outro cargo. Tudo o que é feito é colocado na conta do partido. Percebendo isso, eu escolho o candidato, até porque quem irá exercer o cargo é a pessoa e não o partido, me recuso a votar por causa da legenda, mesmo sabedor que ela irá ser significativa no sucesso ou insucesso do governante. Este mecanismo ( partidarismo), gera um perpetuação na politica, que é danosa e extremamente improdutiva, pois a medida que os anos passam, esses integrantes destas organizações vão se graduando e se tornando caciques que mandam e desmandam, tornando o processo interessante somente para eles próprios e para seus interesses

    Sobre a eleição em BH tenho o seguinte pensamento: Tá reclamando da eleição do Kalil??? Todas essas pessoas que apontam seus defeitos devem, não possuir nenhum problema ou defeito, então porque não se candidataram ??? Bastaria se filiar a um partido, participar da convenção do seu partido e convencer nas prévias que é um bom candidato, para se tornar apto a concorrer no pleito. Ele era somente uma opção. Houve no primeiro turno, pelo menos, mais 10 opções além dele. Ele chegou e venceu a eleição e todos querem apontar seus defeitos. Agora é somente aceitar e conviver, torcendo para que ele seja um bom governo para nossa cidade.

  19. A derrota do Aécio, do João Leite e do PSDB de BH, significa o repúdio a baixeza
    da campanha que visou desmoralizar até a vida privada do concorrente. Imaginem se fosse divulgado a vida privada principalmente do Aécio, pelo que os jornais já falaram dele. O resultado das eleições não poderia ter sido melhor para BH, ganhou o melhor todo mundo sabendo que Kali não vai ser pau mandado e ninguém e os debates mostraram a verdadeira capacidade de certos políticos de fazer qualquer coisa para comer quietos por 4 anos com direito ao absurdo da reeleição.

  20. Novamente num resisto e venho a cá bater uma prosa. Mas, senhores leitores deste blog, me digam aqui: Não acham que o Aecim já passou da hora de pedir música no Fantástico?

    Poxa perder quatro direto: foram duas surras (primeiro e segundo turno) pra Dona Dilma, uma pro Pimentão e agora a última e mais saborosa pro Kalilzão da massa. O cara não ganha uma na terra do avô dele (mesmo porque a dele é lá a beira mar). Sem contar que lá em 1992, candidatou-se à prefeitura de Belo Horizonte e adivinhem? Perdeu! Aliás, pensando aqui em lançar a hashtag #pede música do Fantástico Aecim.

    1. Pois é, perdeu pra Dilma que está em casa fazendo tricô e pro governador que responde processo no Supremo. E você, Tonynho e demais esquerdopatas comemorando os 13 milhões de desempregados. Quanto à música do Fantástico, melhor não seria o Rui Falcão pedir, já que tem 3 tesoureiros no xadrez?

      1. Oh! Alguém me respondeu! Então lá vou eu (de novo)…

        Caro Americano do Vale, vamos aos fatos: não só os três tesoureiros do PT foram presos: tem bem mais gente. Sua miopia mental ligada, provavelmente, a sua completa falta de informação fez com que se “esquecesse” de citar o ex deputado André Vargas (PT – PR) e o reincidente José Dirceu (estes ainda estão lá com seu Moro em Curitiba). Voltando um pouquinho no tempo e buscando no Mensalão essa lista crescerá mais ainda: José Genuíno, João Paulo Cunha e Silvio Pereira (pena alternativa mas condenado). Só para falarmos do PT.

        Se quiser também aumentar o time de malfeitores pode lembrar a todos que o leem que o ex governador Eduardo Azeredo aqui das Gerais esta condenado em primeira instância e só esta esperando o tempo do judiciário passar (tempo que só o judiciário entende) para que o processo contra ele possa prescrever devido a idade.

        Não se esqueça também de incluir o processo em curso sofrido Sr Narcio Rodrigues (ex-presidente do PSDB de Minas Gerais – que teve sua prisão preventiva decretada e soltura autorizados pelo judiciário) e que foi também secretário da Gestão no governo Anastasia. Processo em trâmite: se será condenado ou não o tempo dirá). Esse Sr Narcio aliás, é pai de um deputado federal que dedicou seu voto pró impeachment a “lição de ‘honestidade’ dada pelo pai”. Ta la gravado. É só procurar.

        Quanto ao Governador Pimentão esta em vias de ser processado pelo Supremo Tribunal de Justiça. Em vias quer dizer que o processo sob o ponto de vista legal ainda não existe. Caso o processo se estabeleça e provem a culpa do governador ele seja efetivamente condenado: ele se dane e vá pro xilindró.

        Poderíamos citar também o caso do prefeito de Montes Claros que é do PSB (esse entra e sai da cadeia) e o de Januária do PTC que fugiu do carro da PF correndo. Ou o Cunha que é do PMDB que é o partido do Presidente da República.

        Se sairmos “cavucando” acho que poderemos citar bem mais políticos dos mais diversos partidos. Daí ficar batendo no PT é só chover no molhado.

        Portanto Sr Americano saiba que gente desonesta na nossa política tem dois, mais, quiça, todos os ladosos. Só gostaria mesmo que o sr me mostrasse onde em meu texto defendi algum preso ou malfeitor. Não o fiz. Só vibrei com mais uma derrota de um político a quem, particularmente, coloco no nível dos medíocres. Um político perdedor em sua “própria terra”, mesmo sabendo que a terra do cara é o Rio. Nada além disso.

        E antes que alguém venha dizer que foi eleito governador em 2002, voltem no tempo e vejam que sua primeira eleição só se deu devido a popularidade do então Governador Itamar Franco.

        Mas quero mesmo ater-me em outro ponto: o termo usado “esquerdopata”. Achei bacana. Mas será que o Sr em sua vã sabedoria saberia me dizer que diabos é um “esquerdopata”? Poderia me dizer a origem do termo, o porque de seu uso etc e tal?

        Aguardarei ansioso por esta aula sua.

        Abraços Sr Americano do Vale!

  21. Confirmado, portanto, que o projeto era apenas o de fazer desaparecer o PT, e mais nada; logo, revelado e esvaziado o motivo, o PT morreu, vale especular sobre os próximos passos do senador por Minas para se manter e continuar vivendo da política profissional, afinal de contas ele nunca fez outra coisa. Uma saída possível: postular a vereança por Contagem na próxima legislatura, onde deu PSDB, pois na plano nacional a vez é do Alckmin.

  22. Não me cabe julgar seu ultradireitismo exacerbado, mesmo porque você sempre deixou claro sua paixão tresloucada pelo PSDB e a “direita” falida que ainda reina em muitos corações brasileiros. No entanto, não podemos ser cegos a ponto de não entender que Minas está mandando seu recado para o playboyzinho já tem muito tempo. Quando você diz que o Kalil foi rejeitado “majoritariamente”, não se esqueça de que o mesmo argumento serve para o João Leite e, principalmente, para o Aécio. Pau que dá em Chico, dá em Francisco.

    Agora, quando você diz que o Aécio deve ter humildade e sabedoria, pois é um líder e precisa assumir este papel em busca de novos quadros, de novos valores…não pude me conter e ri muito, aliás ri para caralho.

    Aécio, meu caro, nunca foi nem nunca será um líder. Primeiro porque não tem bagagem, nem repertório para tal. É um camarada sem carisma, sem história, sem marca expressiva em seus governos e, o pior de tudo, o mineiro não se vê representado por ele. Um camarada que passa a maioria do tempo fora de seu Estado, mais especificamente no Rio de Janeiro, não tem como nos representar.

    Sinceramente, seu post serviu pra me fazer rir, esta é a minha opinião.

    1. Bem, Fábio, um sujeito que me rotula como “ultra direita” e ao mesmo tempo loucamente apaixonado pelo PSDB, só pode rir mesmo do que escrevi, pois não compreende patavinas. Também lhe falta capacidade de interpretação de texto, viu? Não conseguiu entender nada sobre a relação dos votos. Por fim, não me surpreende que não considere Aécio Neves um líder. Afinal, ele é só o presidente nacional do maior partido do Brasil em número de eleitores governados, foi o último candidato do PSDB a disputar uma eleição presidencial, foi o que obteve o maior número de votos da história da legenda (mais de 54 milhões), é Senador pelo estado com o segundo maior colégio eleitoral do Brasil, enfim… Realmente não é líder de nada!

      Fábio, eu já li gente escrever merda por aqui, mas você, sinceramente, superou a todos. Parabéns, garoto! Tem de se esforçar bastante pra isso.

      1. Obrigado, Ricardo! Ouvir de você que meu comentário é uma merda, sinceramente, soa como um elogio. Continue assim, nos fazendo rir e, ao mesmo tempo, fingindo que é sério. Seus textos são comédias para meus dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.