O Brasil nas mãos do Supremo.

Quarta-feira que vem, dia 05 de outubro, o STF nos colocará em um caminho. Rezemos para que seja o da justiça.

Um STF sombrio.

A nova presidente do STF, ministra Carmem Lúcia, marcou para o próximo dia 05 de outubro a sessão plenária que definirá o país que seremos daqui em diante: Ou o já conhecido e tradicional antro de bandidagem, corrupção e impunidade geral, ou um novo Brasil, onde presos já condenados em segunda instância começarão a cumprir a pena determinada.

“Mas, Ricardo, por que novo”? Explico.

Os grandes criminosos do país, especialmente aqueles chamados “Colarinhos Branco”, sempre contaram com o arcabouço jurídico brasileiro a fim de delinquirem à vontade com a certeza de jamais serem presos. Recursos após recursos, e os anos se passam até que o meliante morra sem ver a cor de um xadrez. Pois bem. Um novo entendimento possibilitou a prisão já a partir da segunda instância, mas através de decisões monocráticas, ou seja, por apenas um ministro. Assim, a depender da sorte do vagabundo, ele poderá ser ou não enjaulado mais rápido, pois há ministros com entendimento contrário.

A decisão a ser tomada pelo pleno do STF valerá como regra geral a ser seguida. Assim, ou veremos, por exemplo, esta turma toda da Lava Jato — Lula inclusive — no xilindró ou nos encontraremos com todos eles pelos bares, restaurantes e festejos por todo o Brasil, bebendo e comemorando o país em que vivem. Pessoalmente, acredito que a decisão será favorável à boa aplicação da lei. Porém, conhecendo os Lewandowski, Barroso, Marco Aurélio e Toffoli da vida, não aposto um mísero centavo nisto.

E você? Encara uma fezinha?

Veja isto!

2 comentários em “O Brasil nas mãos do Supremo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.