Os mortos-vivos cansaram.

Tem dias que a gente se sente, como quem partiu ou morreu. A gente estancou de repente, ou foi o mundo então que cresceu. (Roda viva, Chico Buarque, em 1967). O sujeito anteviu sua triste aurora.

 

Um autorretrato da decadência petista

 

Não sou fã de séries. O motivo é simples: não me imagino assistir a algo e ter de parar. Assim, para não emendar 10 ou 12 horas seguidas de um filme, prefiro nem começar. Sei que são excelentes, viciantes mesmo. Daí corro como o Diabo da cruz. Em frente…

Sei que há uma (série) chamada “The Walking Dead”, sobre zumbis. Não sei do que se trata, apenas que existe e que é um enorme sucesso. Hoje, um queridíssimo amigo chamado Henrique me enviou uma foto — como a que vai acima — com uma legenda igual ao título da série. Tive cólicas de tanto rir. Como negar a semelhança? Chico e Lula são isto mesmo. Dois zumbis vagando no ostracismo à procura de holofotes. Um, vive da bela carreira artística que realizou; o outro, vive de rendimentos pra lá de suspeitos. Em comum, o apego pelo dinheiro do povo, mesmo não precisando mais.

Me parece que o longo seriado destes dois terminou hoje. De vez! Pálidos, abatidos, cansados, derrotados. Não convencem mais ninguém, não enganam mais ninguém. Tornaram-se meros coadjuvantes de um espetáculo grotesco, onde suas presenças coroaram o nível decadente dos atores principais e da protagonista manca.

Acabou, companheiros. Peguem suas trouxas e sigam rumo à Paris. Vão gastar as fortunas acumuladas longe desta terra selvagem e sem lei que ajudaram a produzir. Deixem a fantoche obediente seguir com o triste epílogo que é destinado aos derrotados da ocasião. O Brasil já não mais lhes pertence. Tampouco os aceita como ídolos. No máximo serão vistos como realmente são atualmente: Walking deads. Mortos-vivos!

39 comentários em “Os mortos-vivos cansaram.

  1. Meu caro, não vou falar de Lula. Recebeu o meu primeiro voto. Foi a realização de um sonho quando ganhou para presidente. Mas também foi a minha maior decepção. Quanto ao Chico vou apenas citar uma frase dita por Oswaldo Montenegro há vinte anos: “O Brasil não está preparado para (ouvir, assimilar) Chico Buarque”. Acho que ainda não está. Esse texto seu no Blog não está descolado da nossa realidade. Está coerente. Muita gente vai perguntar: “Quem é este Chico? Nunca ouvi falar.” Entretanto, é o maior artista que o Brasil já teve. Não está no ostracismo e não precisa mais de holofotes. Em qualquer lugar no mundo os seus shows lotam. Mas, pelo simples fato de assumir uma posição firme política é moralmente linchado por pessoas que não toleram pensamentos antagônicos. Um historiador do futuro que estudar o nosso tempo dirá que havia intolerância generalizada, baixa escolaridade, decadência cultural e inversão de valores.

    1. Anderson, obrigado pela mensagem. A obra artística de Chico Buarque é maravilhosa, inegável e está reconhecida no texto. Mas não é verdade que não esteja no ostracismo. Qual foi seu último grande espetáculo, qual sua última aparição na TV? E por que captar recursos através da famigerada “lei Rouanet” para fazer shows se ainda é tão popular? Por fim, penso ser diferente posicionar-se politicamente e fazer proselitismo de luta de classes. Chico passou os últimos anos demonizando a elite brasileira — como se ele próprio a ela não pertencesse -, além de apoiar ditadores assassinos como os irmãos Castro. Acho que os dias são, sim, de intransigência e de inversão de valores, como você tão bem apontou. Infelizmente, Chico e Lula são líderes disto (também). Abraço e apareça sempre por aqui. Discordância com inteligência e educação é sempre muito bem-vinda.

      1. Concordo em gênero, número e grau com você Ricardo. Acho realmente muito bonita a obra de Chico Buarque, no entanto, não sou evoluída o suficiente para não me desapontar com uma pessoa tão diferente do que prega sua obra. Afinal, ele apoia e muito aqueles que subtraem a nossa pátria mãe não mais tão distraída assim… Infelizmente, por intolerância ou não, não consigo admirar uma pessoa que apoia regimes políticos como o cubano. Fazer socialismo com o dinheiro dos outros é muito bom. Cansamos de pagar a conta!

  2. Ridículo o seu post. O Brasil melhorou muito nos anos de governo progressista. Quer que eles vão embora? Então, fale de uma vez: viva Cunha, Renan e Collor. Direita nojenta.

  3. …”Em comum, o apego pelo dinheiro do povo, mesmo não precisando mais”…
    Lula sofreu investigação com lupa e microscópio e nada contra ele foi provado. Quanto ao Chico…. Bem, o Chico nunca foi acusado de desvio de dinheiro público.
    Você pode gostar ou não do político ou do artista, ou de suas posições, mas acusá-los dessa forma beira a leviandade. Mas eu entendo que é apenas uma opinião, não uma expressão da verdade…
    Saudações!

  4. Sério? Você acha que o Chico Buarque está “…vagando no ostracismo à procura de holofotes”? Você não conhece nada da história dele e de sua arte para escrever uma besteira dessas. Quem será que está a procura de holofotes?

  5. Até onde eu conheço da trajetória do Chico Buarque ele nunca foi funcionário público. Portanto, ao contrário de sua frase “Em comum, o apego pelo dinheiro do povo, mesmo não precisando mais”, o Chico Buarque não vive e nunca viveu do dinheiro do povo. Você não precisa ter medo de dar sua opinião como sugere seu blog, mas no mínimo deveria ter compromisso com a verdade.

    1. Junia, a lei Rouanet, da qual Chico Buarque já se beneficiou, é feita através de renúncia fiscal, ou seja, dinheiro de impostos não pagos e destinados aos artistas.

      1. Pesquise melhor, não baseie-se apenas em mensagens que recebeu pelo Whatsapp, Facebook ou de ter ouvido falar. Jamais, nenhum projeto do Chico Buarque foi financiado pela Lei Rouanet. Se você souber de algum, me fale. Caso contrário acho que você deveria refazer seu comentário, pois trata-se de uma mentira.

        1. Junia, em relação à minha resposta anterior você está correta. Chico Buarque não se beneficiou da Lei Rouanet. Em relação ao post, continua errada. Chico possui, sim, apego pelo dinheiro do povo, ou não estaria defendendo tanto um governo corrupto como o do PT. Desculpe-me pela resposta errada.

          1. Assim como você pode ter uma ideologia política e defendê-la, o Chico Buarque também pode, assim como eu, você ou qualquer outro cidadão podemos, concorda? Eu tenho minhas ideologias políticas e não recebo dinheiro do povo por isso.
            Eu me coloco no lugar do Chico Buarque, se eu tivesse um amigo sendo julgado por algo que eu (estando certa ou não) julgasse injusto, eu estaria ao lado dele o tempo todo, sem precisar receber dinheiro para isso. Algumas pessoas precisam de retorno financeiro para seguirem um ideal, outras não. Consciência e valores não têm preço, pelo menos não para mim.
            Poderia escrever muitas e muitas linhas sobre política, mas não entrarei nesse mérito. Inicialmente só comentei seu artigo por entender que você estava sendo injusto com uma pessoa, no caso um artista que eu admiro muito e por muitos motivos.
            O que acontece hoje no Brasil é uma inversão de valores em vários sentidos. Para continuar não entrando no mérito do partido A ou B, do político A ou B, vou citar apenas um exemplo. Hoje o Chico Buarque tem sido ofendido nas ruas enquanto o Alexandre Frota frequenta e dá conselhos no Ministério da Educação.

      2. Muitos artistas se beneficiam da lei Rouanet, independente de quem está no poder. Essa lei existe desde 91… Não há relação entre a lei e o PT.

  6. O Chico é um artista… Vive de sonhos… Pena que depois de tantos sonhos e poesias para nos dar esperança ou simplesmente protestar contra algo terrível que acometia a sociedade, não tinha a sensibilidade de entender de entender que este lula de agora, é outro, e não aquele operário que outrora acreditamos que estivesse ao lado do povo… Mas o lula, não, este é imperdoável sua trajetória de traíções a classe trabalhadora e humilde que sempre o apoiou (e até hoje acredita que é santo, mesmo com tanta evidencia contra ele)… Com o apoio popular que sempre teve, aliado à sua capacidade de retórica, poderia de fato ter feito a diferença, não fosse ter optado pelo caminho das mazelas e outras artimanhas (a pior delas é se fazer de santo) para se locupletar e permanecer no poder… O Judas, perto deste sujeito deveria ser tratado como “coroinha”…

  7. É lamentável que existam pessoas com tamanha capacidade de ignorância para escrever um comentário desse, que nem merece análise pois é totalmente infundado e não demonstra neuma capacidade de entendimento parece um delírio.
    O mais impressionante é um Jornal como o Estado de Minas se preste a publicar tamanha tolice.

  8. deve ser a idade …mas certas me irritam mais que deviam: vai começar negocio de eleição e o TRE manda uns pra TV pra me ameaçar que eu tenho de escolher bem pq senão é tudo minha culpa as merdas que eles sempre fazem; eu tenho de escolher bem…mas a a gente só pode escolher entre as coisas que conhece é ou não é? e desde quando eu conheço bandidos???

    1. Desqualificação?!? Morar em Paris é um prestígio! Uma das cidades mais lindas do mundo. Quem me dera… Disse para irem morar lá porque ambos têm dinheiro de sobra para isto. Um, ganhou honestamente; outro, Dr. Sérgio Moro irá nos dizer.

  9. Quem é você mesmo. Mais um oportunista neste momento triste de nossa história. Você não é nada e continuará um nada. Farrapo que jamais vestirá com pensamentos pobres e medíocres apenas a medíocres como você. Há quem aplauda. Pobres moços.

  10. Chico no ostracismo? Você é um zé ninguém comparado a ele.
    Você é um energúmeno com microcefalia,pois ate para ter inveja de alguém,precisa se de cérebro.
    Você !!!!!!!!!!!!!!!! quá quá quá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.