Skip to main content
 -
Pedro Henrique é professor, blogueiro e cruzeirense fanático. Escreve desde 2012 e já teve passagens no Blog Azul Estrelado, Camisa 11, Lance Activo, Guerreiro dos Gramados e Bloguerreiro. Siga @RealPedrin no Twitter e acompanhe diariamente os comentários do blogueiro. Curta a fan page oficial do blog no Facebook: fb.com/blogsomoscruzeiro/

Adílson Batista à frente do projeto de reestruturação do Cruzeiro

Adílson Batista assinou contrato de 1 ano e vai comandar o Cruzeiro na Série B em 2020. (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

Enquanto o torcedor espera apreensivo pela renúncia de Wagner Pires de Sá, Hermínio Lemos e Ronaldo Granata – algo que deve se confirmar nas próximas horas ou nos próximos dias –, o Cruzeiro já definiu o treinador que comandará o clube em 2020, quando pela primeira vez na história disputará a série B do Campeonato Brasileiro.

A definição pela permanência de Adílson Batista, que assinou contrato de 1 ano com o clube cinco estrelas, veio em um momento bastante conturbado. Se a atual diretoria está de saída, como seria possível que uma decisão tão importante como essa fosse confirmada em meio ao caos político-institucional que vive o Cruzeiro?

Penso que a confirmação de Adílson para 2020 indica que Wagner Pires e seus vices renunciarão e um novo conselho gestor, encabeçado pelo empresário Pedro Lourenço, dono da rede Supermercados BH, deverá assumir a gestão do Cruzeiro. É de conhecimento público que Pedrinho gosta de Adílson Batista e aposta nele para o retorno da Raposa à Série A no ano do centenário celeste.

Entre os torcedores, Adílson Batista não é unanimidade. Seu bom trabalho à frente do Cruzeiro entre 2008 e 2010 foi o último em que o treinador obteve um aproveitamento de destaque. Depois disso, ele soma alguns fracassos. A derrota na final da Libertadores em 2009 também não sai da cabeça de muitos cruzeirenses. Por outro lado, a identificação do técnico com a camisa cinco estrelas e o jeito sincero e apaixonado do treinador conquistam muitos adeptos. Mas só isso seria suficiente para a condução desse projeto de reestruturação do Cruzeiro?

O fato é que o clube não pode e nem vai contratar um técnico de ponta. O Cruzeiro está quebrado e vai apostar nas categorias de base no ano que vem. Especularam o nome de Enderson Moreira para treinar o time, mas acabaram confirmando Adílson. Acho que Enderson seria uma boa, mas a identificação de AB com a Raposa certamente pesou. Nesse momento difícil, conturbado e de extrema pressão, é preciso ter ao nosso lado pessoas que gostam do clube a ponto de fazer o que Adílson fez nos últimos três jogos do Campeonato Brasileiro desse ano.

Já que se optou pela continuidade do treinador, vou defendê-lo. Adílson continua estudioso. Não parou no tempo como dizem por aí. Um trabalho que começa do zero, num clube de que gosta, pode ser tudo que ele precisa para retomar a boa fase. Além disso, foi AB quem buscou nomes como Henrique e Fabrício numa época em que absolutamente ninguém os conhecia. Hoje todos conhecem.

Boa sorte ao capitão Adílson. “O Cruzeiro merece respeito” e a gente espera que você nos ajude a reconquistar esse respeito que nos foi usurpado, não por pessoas de fora da instituição, mas por criminosos que se apossaram do nosso clube do coração. Se for preciso dar voadora na placa outra vez pra reerguer o Cruzeiro, os nove milhões de cruzeirenses te ajudarão nessa missão.

Pedro Henrique

Olá, o meu nome é Pedro Henrique. No Twitter, sou conhecido como o @RealPedrin. No blog, todos me chamam de PH. Desde 2012, escrevo sobre o Cruzeiro. Já redigi no Blog Azul Estrelado, Camisa 11, Lance Activo, Guerreiro dos Gramados e Bloguerreiro. Não sou daqueles blogueiros que gosta mais de cutucar o rival do que de analisar o próprio time. Minha missão aqui é colocar o meu ponto de vista - dentre tantos milhões de pontos de vista possíveis - e abrir o espaço para o debate, para a troca de ideias. E prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo. Ei, você curte o blog? Então curte lá a nossa fan page no Facebook: fb.com/blogsomoscruzeiro/. Muito obrigado! Sejam todos bem-vindos!

12 comentários em “Adílson Batista à frente do projeto de reestruturação do Cruzeiro

  1. Pra recuperar o Cruzeiro precisará de muito mais que dar carrinho nas placas. Não sei se o Professor Pardal será capaz. Só de não ter mudado o time nas últimas partidas já denuncia seu medo. Deveria se abster e cuidar das fazendas.

  2. O Cruzeiro deveria começar o ano com um treinador que pensasse diferente, talvez algum técnico da base! Alguém que pudesse renovar o time, dentro das módicas condições atuais!
    Com Adilson (um cara que ainda insiste com a ultrapassada ideia de 3 volantes), jogarão o 1º turno fora e no 2º terão que correr dobrado, como loucos, e com outro treinador! Adilson nunca foi nada mais que um técnico mediano que sobreviveu de bons resultados em clássicos. Fora isso, não conquistou nada de importante, principalmente depois que saiu do Cruzeiro, o que já deve ter uns 10 anos!
    Série B é muito mais transpiração que inspiração! E lá vamos nós com Henrique (que não suja a roupa e não leva cartão) e Cabral (morto) “comandando” um setor fundamental em um campeonato de nível baixíssimo e que requer muito mais força e velocidade que qualquer outra coisa!
    Sinceramente, tá cada vez pior!
    Só falta o novo blogueiro resolver seguir aquela linha do “fechado com o que estiver no Cruzeiro”… com a diretoria… com o técnico horrível… com jogadores que nunca deram, nem darão nada de retorno técnico!

  3. Boa tarde, PH. Bom tê-lo de volta. Pena em que estamos em situação até antes inimaginável. Vida que segue. Começar do zero. Limpeza geral.
    Abraços.

  4. Vai ser duro. Começar o ano ano e ver o time: Fábio, Edílson, Dedé, Léo, Egídio, Henrique, Cabral, Thiago Neves (arrependido), David, Fred. O técnico para o Cruzeiro, infelizmente, é o Dorival JR. É o único que tem peito prá lançar jovens. É a única saída financeira para o Cruzeiro. Mais uma vez a cegueira vai atrapalhar.

  5. Nós somos Cruzeiro. Que bom Pedro Henrique ter vc aqui de volta para continuarmos firmes no leme deste barco meio que sem rumo. Os verdadeiros cruzeirenses não abandonam o barco e jamais depredam o próprio patrimônio. Laços firmes e braços fortes pois a hora de união e trabalho. Já vinha escrevendo nas minhas últimas postagens que várias mudanças deveriam serem feitas desde a virada do ano passado. Depois de conquistármos estas duas últimas copas do Brasil de 2017/2018 era previsível a queda de rendimento do grupo. Isto acontece com outras agremiações e em nosso caso não foi diferente e por várias razões mais que anunciadas pelo desgaste do grupo e da própria comissão técnica. Quanto as lambanças da diretoria, tudo deve ser apurado e que as cartas sejam postas na mesa para que cada um responda pelos seus atos. A tendência é nos reestruturármos já neste próximos 6 meses e boas sementes devem serem plantadas para colhermos bons frutos. Que novos projetos sejam elaborados visando a aproximação dos torcedores pois estamos juntos porque NÓS SOMOS CRUZEIRO. Saudações.

  6. PH você voltou! Senti falta de suas ponderações equilibradas e muito inteligentes. Sua crítica é profunda e sagaz, sem deixar de ser agradável e leve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *