Skip to main content
 -
Pedro Henrique é professor, blogueiro e cruzeirense fanático. Escreve desde 2012 e já teve passagens no Blog Azul Estrelado, Camisa 11, Lance Activo, Guerreiro dos Gramados e Bloguerreiro. Siga @RealPedrin no Twitter e acompanhe diariamente os comentários do blogueiro. Curta a fan page oficial do blog no Facebook: fb.com/blogsomoscruzeiro/

Fatos marcantes da semana que merecem nossa atenção

Comemorações provocativas fazem parte do jogo ou são desnecessárias?

Eu sei que tem alguns leitores que não gostam muito quando eu comento sobre temas que não envolvem diretamente o Cruzeiro. Já aviso de antemão que este será um desses textos em que eu vou comentar sobre assuntos que não envolvem a Raposa de uma forma direta, mas é claro que vou estabelecer uma relação. Portanto, se você não quiser prosseguir a leitura, eu vou compreender. Aos que amam o azul celeste mas também gostam de tudo que se passa no futebol, permaneçam e vamos pensar e discutir juntos.

Comemorações provocativas no futebol

Durante o clássico entre Flamengo e Botafogo, o atacante Vinícius Júnior, ao marcar o gol da vitória o urubu, fez uma comemoração “polêmica”, imitando o choro de uma criança. Os botafoguenses não gostaram nada disso e até inviabilizaram que a final da Taça Guanabara fosse realizada no Estádio Nilton Santos. Eu, particularmente, achei muito exagerada a reação do Botafogo. Parece que doeu muito neles uma provocação boba daquela.

No Twitter, fiz uma enquete perguntando aos meus seguidores o que eles pensam sobre comemorações provocativas no futebol. Foram 451 votos. Para 94% das pessoas que votaram na minha enquete, esse tipo de comemoração faz parte do jogo. E outros 6% pensam que as provocações são desnecessárias. Eu acho que as provocações fazem parte do jogo. Mas é claro que tudo nessa vida tem limite. E aí eu acrescento aqui o comentário do Demócrito Júnior, que disse que “a provocação dentro dos limites do futebol é essencial e sadia”. A Sara, minha seguidora no Twitter, disse que “desde que seja sem ofensas, é normal”. E o Marco, que também me segue na mesma rede social, afirmou que “desde que não seja preconceituosa, tá valendo”. Concordo com todos eles.

Eu me lembro do Kléber Gladiador imitando uma galinha, assim como fez o Paulinho Mclaren em 96. Rafael Silva também imitou o gesto. E o colombiano Riascos – de quem hoje eu sinto asco – também provocou o rival com uma comemoração polêmica em um clássico. Do lado de lá, o Tardelli também gostava de nos provocar. Eu acho que faz parte do espetáculo. Desde que não haja desrespeito, preconceito, agressão e coisas do tipo, vale sim. Um dia você provoca, no outro você é provocado. Um dia é você zoando o rival, outro dia você é zoado. Porque a vida é assim, feita de vitórias e derrotas. E dá um gostinho a mais, né? Fica na memória. Quem vai se esquecer do Roger Flores vestindo a cabeça do Raposão após marcar um golaço no Atlético? Inesquecível.

Demissão do técnico Oswaldo de Oliveira

Agora eu peço um pouco de paciência e maturidade, pois vou entrar num assunto que diz mais respeito ao lado de lá que de cá, mas também vou relacionar com um episódio bem parecido que ocorreu conosco há pouquíssimo tempo. A confusão envolvendo o técnico Oswaldo de Oliveira e o jornalista Léo Gomide ganhou as manchetes esportivas do país. Ninguém de nós estava lá para saber se saiu um “baralho” ou um “trabalho” da boca do jornalista. Então, não devemos julgar. Mas acontece que a postura da direção do rival durante e após o episódio foi, no mínimo, amadora (pra não dizer outra coisa). Coincidentemente ou não, demitiram o Oswaldo dias depois. Muita incoerência de uma diretoria que apostou na manutenção do trabalho do ex-treinador, dizia ter convicção no planejamento de poupar titulares no Campeonato Mineiro – que eu acho que era muito maluco – e agora rasgam o contrato. E fizeram isso com Levir (um erro absurdo), Aguirre, Marcelo Oliveira, Roger Machado, Micale (uma aberração de contratação) e agora com o Oswaldo. A Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol tem toda a razão e o direito de ficar com um pé atrás com o rival. O mesmo aconteceu conosco quando demitimos o bicampeão Marcelo Oliveira (um erro), Luxemburgo e o Deivid. Essas demissões, as nossas e as do rival, foram em curto espaço de tempo. E geralmente os clubes acham que a culpa é só do treinador, quando o elenco tem muitas carências. Aliás, o maior problema do time de Vespasiano hoje não é técnico e até a diretoria deles entender isso vai ser porrada atrás de porrada, assim como foi com a gente na época de Valdir Barbosa, Benecy, Tinoco e Scuro, todos perdidos na nau desgovernada de Gilvan Tavares.

E o lado dos jornalistas?

Bem, ninguém é santo. O Gomide veste a camisa – e isso não é um problema – mas ele já extrapolou inúmeras vezes fazendo provocações ao Cruzeiro. Agora ele cobra um profissionalismo que ele mesmo não tem. Vai entender. O técnico Mano Menezes tem razão quando ele diz que a imprensa precisa refletir se ela ainda pode fazer melhor do que está fazendo hoje. As próprias análises do futebol estão muito ruins por aqui. Baixo nível mesmo. O Rueda cansou de falar isso quando estava no Flamengo. Ontem rodou um vídeo do pessoal do Esporte Interativo fazendo uma comparação entre o elenco do Palmeiras e o do Cruzeiro. De início, colocaram o Jaílson como superior ao Fábio. Ridículo. Eu não consegui assistir o vídeo completamente. Fora que é muito comum que eles divulguem escalações muito diferentes dos clubes mineiros, coisa de quem não acompanha e de quem não tem a mínima noção do que acontece por aqui. Um tremendo desrespeito.

Pedro Henrique

Olá, o meu nome é Pedro Henrique. No Twitter, sou conhecido como o @RealPedrin. No blog, todos me chamam de PH. Desde 2012, escrevo sobre o Cruzeiro. Já redigi no Blog Azul Estrelado, Camisa 11, Lance Activo, Guerreiro dos Gramados e Bloguerreiro. Não sou daqueles blogueiros que gosta mais de cutucar o rival do que de analisar o próprio time. Minha missão aqui é colocar o meu ponto de vista - dentre tantos milhões de pontos de vista possíveis - e abrir o espaço para o debate, para a troca de ideias. E prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo. Ei, você curte o blog? Então curte lá a nossa fan page no Facebook: fb.com/blogsomoscruzeiro/. Muito obrigado! Sejam todos bem-vindos!

33 thoughts to “Fatos marcantes da semana que merecem nossa atenção”

  1. Caro PH,

    Comemoração provocativa ( Dentro dos limites… ) faz parte.
    Falar vez ou outra algo sobre o rival, também faz parte…
    O que ocorre muito com a maioria dos Atleticanos, é que eles podem falar do Cruzeiro, zoar o Cruzeiro, fazerem o que quiser… Mas quando vêem um Cruzeirense falando algo sobre o Atlético Mineiro, seja para zoar ou não, geralmente falam que preocupamos muito mais com eles… hahaha Têm usado isso como uma espécie de antídoto, achando que vai adiantar… rs
    Eles querem ser o “007” dos Torcedores, aquele tem tem permissão pra zoar ou falar do rival quando quiser, mas só eles podem isso. Torcedor de outro time não… É muita cara de pau… rsrs

    Abraços

  2. Técnicos: acho que são sobrevalorizados, nas vitórias e nas derrotas. Dou no máximo 20% de crédito ao treinador o resto é com os boleiros.
    Digo mais, são corporativistas quando convém. Quando é interesse pessoal estão pouco se lixando pros demais. Vide Cuca que passou a rasteira em Eduardo Batista para voltar pro Palmeiras.
    Já o Osvaldo quis ensinar o repórter a fazer seu trabalho, ditou para ele o que podia dizer, e depois deu chilique. Se não está preparado não dê entrevistas. Responder só quando ganha é fácil. Outra opção é fazer como o Levir e voltar pro Japão, onde não há exigência de resultado, são poucas as críticas. Aqui no BR, gostando ou não, tem que matar um leão por dia, no futebol e fora dele, ou será que sendo jornalista/blogueiro você não recebe críticas sempre PH?
    Comemorações: SEMPRE, provocações só se for com o 6a1o, faz parte.

  3. Mas o momento do Jaílson (goleiro do Palmeiras) é melhor que o do Fábio, tanto que ano passado ele (Jaílson) com Cuca já havia barrado o Fernando Prass, depois saiu do time porque se lesionou!
    Agora com Roger Machado, Jaílson volta a barrar Fernando Prass e também Weverton (ex – Atlético/PR)
    O detalhe é que lá o jogador não está jogando por nome ou idolatria da torcida, como aconteceu aqui ano passado com Rafael/Fábio, o momento era do Rafael!
    Ah mas o Fábio voltou e foi importante na conquista da Copa Brasil, concordo em gênero, número e grau ( embora ele tenha falhado no gol do Grêmio em Porto Alegre) mas quem prova que com Rafael também não teríamos sido campeões?
    O próprio Fábio declarou no Esporte Espetacular que já sabia (devido a estudos da equipe de estatística do Cruzeiro) que Diego bateria o penalty no canto direito!
    As vezes o mau do torcedor é achar que só o jogador do seu time é bom!

    1. Algumas reflexões sobre o seu comentário:
      1- O Cruzeiro teve uma defesa menos vazada que o Palmeiras, ganhamos um título onde o o goleiro foi destaque, mas barrar Fernando Prass parece ser o parâmetro mais forte para avaliar o momento de um goleiro…
      2- o momento do Rafael era muito bom, concordo, porém lembre-se que o Fábio saiu por lesão e não por rendimento, por isso natural ele voltar a ser titular.
      3- em competições mata -mata é normal a equipe fazer um trabalho sobre a forma de cobrança de pênaltis, não tira o mérito do goleiro.

    2. Quem é Fernando Prass, meu Deus? Pra barrar esse aí, qualquer um dos goleiros reservas do Cruzeiro faria. Rafael seria titular (pra mim) entre uma disputa entre ele, Jaílson e Prass. Fernando é bom goleiro (e apenas e somente isso).

    3. Cara, não dá para comparar o Jaílson com Fábio, nem de longe… Quem é Jaílson? Vc viu os dois últimos jogos do Cruzeiro? Contra o Democrata o Fábio foi o melhor em campo, fez defesas fantásticas…continua em fase esplendorosa… O problema da imprensa paulista e carioca é que eles não enxergam um cm além de seus estados. Daqui a pouco vão dizer que Marcos Rocha e Diogo Barbosa são os dois maiores laterias do Brasil, que deviam ser chamados para a seleção, etc, etc… Mas quando eles jogavam aqui, mal sabiam quem eles eram… Como o Alexandre, diretor do Palmeiras, é de BH e conhece o futebol, levou os caras…

  4. Alegria do jogador em comemorar o GOL, juntos com a toricida, foram retirados,ou roubadas, tirar a camisa e cartão amarelo, comemorar junto com a torcida na escada, e amarelo, e diversos casos, recebem amarelo.
    complicado. com a CBF quer mandar até nas comemorações , GOL, as vezes induzidos pela autoridade que e a pagadora a GLOBO. ( certas faltas fortissima de violencia o jogador nem amarelo ganham. tem ser revisto. gol e alegria da torcida.
    sobre os técnicos, e necessário que a torcida e a imprensa ajudam a manter o trabalho do técnico. e normal, mas será que a TORCIDA CHINA AZUL, e a IMPRENSA, estão preparados, se caso aconteça uma derrota do CRUZEIRO, que se fosse a primeira no ano. será que terão a paciência, pra deixar o mano menezes, continuar com essa alegria e com a força da torcida e a cada rodada. lotar o mineirão/toca3. continuaram a lotar a toca3, vão julgar o técnico por 1 ou 2 derrotas, ou vice. trabalho necessitam de continuidade a longo prazo. será que o cruzeiro dará exemplo de 1 técnico em 4 a 5 anos no clube.
    GOSTARIA que a nova direção do CRUZEIRO, deixasse um trabalho a longo prazo do Técnico mano menezes,
    duração 5 anos, pra avaliar trabalho de técnico no Brasil.
    MANO MENEZES, ( 1 copa do Brasil e até 2021) paciência da torcida china azul, em saber os momentos dificil e a apoiar ideia moldes dos técnicos modelo Europeu.

    1. Devo discordar de você no tocante às comemorações. São proibidas as comemorações nas escadas\alambrados por uma questão de segurança, um jogador que sobe nos objetos citados coloca em risco a segurança dos torcedores, dos companheiros a sua volta e a sua própria, vide o caso do Ronaldo, que em seu primeiro gol pelo Corinthians quase provocou uma tragédia. Além disso, retirar a camisa durante a comemoração de um gol é, em si, uma conduta idiota, o momento maior de alegria, momento do atleta expor a grandeza e a marca de seu clube e ele retira a camisa, único meio de exposição, é, no mínimo, imbecil. No tocante ao treinador, concordo com cada palavra sua. Seria algo de excelência e lindo para o Cruzeiro manter um nome como Mano Menêzes por quatro, cinco anos. Algo que engrandeceria muito a imagem do maior de Minas, tanto com títulos, quanto com a grandeza do ato. Para tal é preciso paciência e entender que no futebol nem todo momento é de vitória.

  5. P.H. pra não dizer que não falei das flores…! Veja bem. As comemorações são muito legais. O Futebol vive de comemorações e brincadeiras. O”V.Jr.” fez cara de um “chororô” E o Bota tá de “chororô” até hoje, que time de idiotas. Só é guardar pra próxima partida e ganhar dos Urubús e já combinar com os jogadores que quando fizer o gol, faz também um chororô pra lá, também, vai a forra e fica bem bacana, ou será que eles acham que não têm competência pra ganhar a próxima? Essa é uma tolice de “MIMIMI”! E.T. toda vez que nosso time leva um gol dá uma vontade de chorar lascado. Qual o problema? Tolos! Agora, no tocante a treinador “O.de O.” que babaquice! Brigar com jornalista, e pior ainda foi a atitude do seu diretor de futebol o “gayllo” que quis aparecer mais que a melancia, impediu um de trabalhar e demitiu o outro. Penso que deram mais um passo pra trás. Que bobos! O “O. de O.” tava fazendo um bom trabalho, do jeito que ele estava fazendo iria com certeza levar as frang6x1as novamente pra segundona, eu estava achando bom demais, e aquele jornalista frang6x1a veio pra atrapalhar. Não era pra demitir o treinador não. Porque aquele treinador estava levando elas pra segundona com certeza. Agora, qualquer um que as frang6x1as contratar vai ser melhor que o “O. de O”. Agora, aquele jornalista é muito “frang6x1a”. Vai Raposa Astuta, rumo aos títulos.

  6. PH,
    quanto as comemorações acho coisa da alegria do brasileiro, não vejo problema nisso. Mas sempre percebi que se a comemoração é de jogador do cruzeiro sobre o rival a imprensa fala em provocação, quando é ao contrario, ai sim é comemoração.
    No caso da demissão, prova amadorismo mesmo da diretoria do clube, que fica mais evidente agora que não conseguem arrumar outro para o lugar.
    E quanto a imprensa, sinceramente que prefiro assim. O Cruzeiro sempre foi campeão sem que fosse visto como favorito pela imprensa paulista ou carioca, então vamos mineiramente e no durante o ano provamos qual é realmente o melhor time do pais. Há, e ainda vejo outra coisa dos “sem noção”, da imprensa, colocarem o flamengo que não ganhou nada o ano passado como melhor time que o grêmio eu considero outro exagero…

  7. O futebol Brasileiro está chato, em um clássico seja Cruzeiro X Atlético e também entre tanto pelo nosso país, um jogador que faz um gol no time rival não pode imitar, digamos um galo, um porco e por aí vai, pois é passível de levar cartão amarelo, acho isso um erro absurdo, pois a graça, o legal está aí, Paulinho Maclaren que nos diga, quando imitou um galo no clássico contra o Atlético nos anos 90, já passou da hora de a CBF e o STJD reverem isso daí. Com relação ao imbróglio entre Oswaldo e Gomide, este repórter é franga assumida, ele já postou 1 comentário ridículo no twitter sobre nós, nos chamando de “Marias”, logo, ele não merece crédito, no caso do Oswaldo, ele não ficou puto só com a pergunta do Gomide, mas também porque, no fundo, ele sempre soube que este time do Clube Atlético Mineiro é muito limitado em todos os sentidos, e nenhum técnico, seja de ponta ou sem ponta, conseguirá dar jeito, e querem saber??? PNCF!!!.
    e por falar em comentários de jornalistas, eles olham com muito desdém o futebol fora do eixo Rio – São Paulo, para eles só o que prestam são os clubes destes dois estados, quando o MM anunciou sua permanência no Cruzeiro, teve repórter Q até espumou pela boca de tanta raiva, pois queria o MM no Palmeiras, portanto meus caros, não se deve levar a sério um comentário de um repórter de uma emissora, seja de rádio ou TV, de canal a cabo ou aberto, que esteja neste eixo Rio-SP, pois eles sempre desmerecerão não só o Cruzeiro, mas também Atlético, Inter, Grêmio, e por aí vai….

  8. Na minha opinião o que ocorre com os jornalistas do eixo Rio-São Paulo é o mesmo que ocorre na Radio Itatiaia. Uma infinidade de jornalistas que não são capazes de fazer uma avaliação de um time ou jogador sendo imparcial…estão sempre colocando a paixão acima de tudo. Jailson melhor que Fabio é uma piada.
    As provocações sadias devem ocorrer mas o problema é que estamos vivendo em um tempo que o politicamente correto está acabando com tudo pois tudo vira ofensa. Chatice do novo mundo!!!! Um exemplo disto é o cuidado que vc Pedro teve que ter para falar destes temas, sentiu necessidade de explicar no inicio do texto para não ser apedrejado. Entendo sua situação mas isso deveria ser dispensável, não acha? Parabéns pelos temas abordados!!!

  9. Que se danem os atleticanos, não merecem um mínimo de respeito. Sempre vou torcer para que o pior aconteça a eles. Desejo que percam tudo que disputem e estejam sempre afundados, que é onde melhor se identificam.

  10. O FUTEBOL NÃO SE RESUME AO JOGO JOGADO. É MUITO MAIS ABRANGENTE QUE ISSO, POIS FAZ PARTE DO DIA-A-DIA DE QUALQUER TORCEDOR PELO MUNDO AFORA, DA INTERAÇÃO SOCIAL DE QUALQUER GRUPO . AS ZOAÇÕES SÃO SEU PRINCIPAL CANAL DE COMUNICAÇÃO. SEM ZOAÇÃO O FUTEBOL NÃO TERIA A DIMENSÃO QUE TEM EM TODO O MUNDO. O PROBLEMA É QUE HOJE A FALTA DE EDUCAÇÃO E CIVILIDADE É QUE DOMINAM, TANTO NAS RELAÇÕES PESSOAIS, QUANTO NAS REDES SOCIAIS. MAS AÍ JÁ NÃO É UM PROBLEMA DO FUTEBOL. AO CONTRÁRIO, O FUTEBOL É, TAMBÉM, VÍTIMA.
    QUANTO AOS NOSSOS TREINADORES, SE TIVESSEM UM MÍNIMO DE UNIÃO E RESPEITO PRÓPRIO, NÃO SERIAM DESRESPEITADOS COMO SÃO, POR DIRIGENTES DE CLUBES E DE BOA PARTE DA IMPRENSA.

  11. Sobre as comemorações o chato e que o soprador de latinha deu amarelo para o garoto mas não deu pra galera que foi lá peitar ele vai entender tá chato demais viu…
    Com relação ao outro assunto, o repórter é franga, o técnico era franga então prefiro me abster do assunto pq se é certo ou errado quando o contato se encerra os técnicos recebem suas multas e eles não me parecem preocupados em assumir projetos uma vez que assumem times no meio da temporada quando eles mudarem isso vão poder cobrar alguma coisa… Saudações Celestes

  12. Parabéns PH pelo crônica e os comentários, achei legal sair um pouco da rotina e ir pra outros assuntos, quanto ao Léo Comide vestir a camisa, todos sabemos também que quanto o assunto é Cruzeiro em seus comentários não é nada profissional e realmente por muitas vezes foi até antiético, na confusão achei as atitudes do Osvaldo totalmente exageradas. Quanto as comparações dos times Palmeiras e Cruzeiro em se tratando do eixo Rio- São Paulo não podia ser diferente, simplesmente ridículos, acho os dois times os melhores do Brasil, como Cruzeirense acho que num jogo hoje o Cruzeiro ganha, até porque temos históricos de vitórias em jogos pra valer, mas o time do Palmeiras também é um baita time e as provocações faz parte do jogo desde que haja o respeito necessário, o jovem jogador do Flamengo até pelo alto valor em que foi negociado deveria ser mais precavido, não é a toa que o Real Madri já está com algumas preocupações com suas atitudes e pode virar um “Neguebinha”. E vamos às Taças CruzeiroCabuloso.

  13. Não querendo aqui que Vc Pedro Henrique se nivele por baixo com aquele blogueiro das frangas, o ancião, que em todos os blogs dele nos dirige de forma pejorativa por sinal nem se quer pronuncia a palavra Cruzeiro, acho portanto que não só vc como a grande parte de nossos torcedores dirigem a elas de forma respeitosa demais. Na minha opinião, sem querer incitar aqui qualquer mal querencia, acho que deveríamos pagar com a mesma moeda. Pau que dá em Chico dá em Francisco.

  14. PH,Welcome back.Claro que é uma boa ideia escrever sobre outros assuntos,continue inovando,nota 10.Olha,se proibirem a zuação no futebol eu peço educadamente pro mundo parar para eu cascá fora,atitude infantil do listrado carioca,nota 0.Porrada atrás de porrada,kkkkk,essa vai ser a realidade dos Vespasianenses por um tempo,bem feito kkkkk!Leva no lombo cachorrada! Kkkkkk!Alguns Repórteres são mesmo abusados ,mas como vc disse,não devemos julgar sem saber o que se passou lá.Boa lembrança de um erro custoso para nós com a demissão do MO.Quanto a imprensa,é preciso mais profissionalismo , menos bairrismo e parar de vestir camisa no trabalho,veja o caso do Jaeci,qual Cruzeirense quer ler o blog dele?Eu não, cruz credo!Gosto do André Rizek,mas pqp,quando ele menciona o mascote do Vespasiano me dá vontade de mudar de canal,mesmo que seja sertanejo “universitário” tocando,êta sofrência em todos os sentidos,pqp!Texto fantástico PH,você é o cara,precisamos de vc para presidente já!

  15. PH, o futebol está ficando chato! Os jogadores não podem fazer mais nada. Ou seja, os mesmos, não pode mais comemorar um gol que é o orgasmo do futebol mostrar e até mesmo , mostrar o seu talento e dar um dlibe mais ousado nos adversários e fazer jogadas como o Kerlon fazia que é dado com provocação. Acho isso uma idiotice de todo tamanho. Acho o que não pode, é o jogador fazer um gol e tirar a camisa e jogá-la no chão, como muitos fazem .Isso sim deveria ser passivo de cartão vermelho. Pois a camisa é o símbolo do clube.
    Saudações celestes*****!

  16. PH respeito sua opinião, mais não gosto de citar o outro lado, as frangas ou 6a1o como queiram, eu quero que eles fiquem é cada vez mais la embaixo, afundados, pois os meus repertório de zoações é infinitas, todos os dias são memes diferentes, e cada um mais engraçado que outros, me lembro de uma pesquisa feita pela uma revista do exterior onde mostrou eles sendo o time mais zoado do mundo, eu ri tanto daquilo, agora quanto aos repoteres, cada um defende sua praça, faça igual eu faço, só assisto materias deles quando falam do cruzeiro, mudou de time eu ja troco de canal, não perco meu tempo vendo eles falarem de outros times. meu negocio é CRUZEIRÃO CABULOSO.

  17. Na verdade o galim é lá de Angola e vive cacarejando. Tô fraco, tô fraco, tô fraco……Quando “cantam” o “hino” pedem, Vem C, vem C, vem C, dizendo que é o ideal……..Lá no trabalho os colegas sempre falavam da tal de estrelinha amerela no escudo. Hoje o Cruzeirão tem 4 títulos Brasileiros e somando: América, Vila e Btretico dão 4 canecos, porém da série B. Nóis é nóis..Cruzeiro sempre

  18. PH, concordo com tudo que você expôs acima… aliás, o futebol, depois do monopólio da Globo, virou isso que está aí… qualquer faltinha os caras já ficam cobrando cartão amarelo e outras coisas mais… quando chega numa competição como a Libertadores, dá no que dá… bom, mas meu pitaco aqui foi mais pra te fazer um pedido, parece que a base do Cruzeiro está sendo reestruturada… demorou… era para ter sido feito mudanças no comando do sub-20 antes desse vexame que o Emerson Ávila proporcionou para o maior de Minas… brincadeira… se tivesse colocado os onze titulares do profissional para ele disputar a Libertadores sub-20, teria dado na mesma… o cara é fraco… não consegue revelar ninguém… não tem comando na beira do campo, tanto que os dois jogos até agora, ele perdeu de virada… fala sério… eu vejo e entendo a base como a única saída para o futebol brasileiro… precisamos urgentemente revelar craques, não esses que andam por aí, que mesmo antes de estrear no profissional, já falam em jogar na Europa… tenho por mim que talvez, pelo fato da importância da base, que fosse contratado um técnico já de nome, que esteja por aí sem muitas chances, mas que conhece do riscado, que saiba reconhecer um craque tão somente com o bater na bola… vejo o Vinícius Júnior no Flamengo, quando é que o Cruzeiro revelou algum jogador assim??? O Ronaldo fenômeno foi o São Cristóvão que o revelou… onde estão os olheiros do Cruzeiro??? Creio que andam precisando de óculos!!! Abraço!!!

  19. Ih, faltou o pedido… hehehe… é só para você fazer uma matéria, um estudo sei lá… gostaria de ler aqui vez por outra notícias da base… precisamos ser fortes em todos os níveis!!! Agora sim… abraço!!!

  20. É publico e notório que o Gomide é atléticano. Portanto, sua punição foi insólita. Quanto a imprensa Paulista declarar que o goleiro do Palmeiras é melhor que Fábio só vem provar minha tese que o eixo do mal é bairrista, até mesmo porque não dispõem de profisso nas para acompanhar Minas. Então, façam como eu, não percam tempo com esses caras……

  21. Pedro Henrique,
    Concordo plenamente com o que vc diz sobre o “jornalismo” do eixo.
    Quero chamar a atenção para o que ocorre nos programas esportivos da FOX, Espn e Sportv. Algo em torno de 90% da duração desses programas é dedicado aos clubes paulistas e cariocas ( que vão desde de notícias até fofocas e um monte de baboseiras que chegam a 20/30 minutos para cada dos fla, timão, verdão da vida) As notícias dos times de Minas não ocupam mais de 5 (se tanto) minutos . No caso do Seleção Sportv, então, o Marcelo Barreto chama o logo intervalo comercial para apressadamente encerrar o assunto sobre os times mineiros e de outros estados. Times decadentes com Flu, Vasco, Bota, SP, etc. ocupam muito mais tempo que Cruzeiro, Inter, Grêmio, Patético, etc.

    Adoto o seguinte procedimento: uso da prerrogativa que me dá o controle remoto- só fico nesses canais no momento em que estão falando do Maior de Minas. Não tenho saco p/ ouvir intermináveis bajulações sobre os times do eixo. ARRRGGGGHHH!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.