Skip to main content
 -
Pedro Henrique é professor, blogueiro e cruzeirense fanático. Escreve desde 2012 e já teve passagens no Blog Azul Estrelado, Camisa 11, Lance Activo, Guerreiro dos Gramados e Bloguerreiro. Siga @RealPedrin no Twitter e acompanhe diariamente os comentários do blogueiro. Curta a fan page oficial do blog no Facebook: fb.com/blogsomoscruzeiro/

Da Toquinha para o mundo: revelações e eternas promessas do Cruzeiro

Base do Cruzeiro já revelou craques, mas também consagrou "eternas promessas".
Base do Cruzeiro já revelou craques, mas também consagrou “eternas promessas”.

Com uma grande estrutura em suas categorias de base, o Cruzeiro é um dos grandes clubes do futebol brasileiro que olha com atenção para as suas equipes inferiores e que pensa no seu futuro. Desde que assumiu a diretoria celeste, a atual gestão tem feito investimentos pesados na Toquinha, seja no âmbito estrutural, seja através de uma política arrojada de contratação de jovens talentos – principalmente aqueles grandes destaques oriundos da Copa São Paulo.

Hoje o blog traz uma lista de jogadores formados pelo Cruzeiro que ganharam o mundo; que se destacaram na Raposa recentemente e que foram negociados; que estão no atual elenco; que fazem parte da lista de “eternas promessas” e os que podem ser grandes revelações para o futuro. Dessa lista, consideramos apenas os jogadores que frequentaram as categorias de base do Cruzeiro de 2000 a 2016 e, claro, consta na listagem aqueles que a memória do blogueiro conseguiu buscar.

DA TOQUINHA PARA O MUNDO: AS MAIORES REVELAÇÕES DO CRUZEIRO

Maxwell (lateral-esquerdo). Passou pelas categorias de base do Cruzeiro entre os anos 2000 e 2001. Deixou a Raposa antes mesmo de ter uma chance no time profissional para assinar com o Ajax, da Holanda.

Gomes (goleiro). Frequentou a base celeste entre os anos 2000 e 2002, fazendo parte da equipe principal desde 2001. Permaneceu no Cruzeiro até 2004 e disputou 110 partidas com a camisa celeste. Foi negociado com o PSV, da Holanda, um ano após a Tríplice Coroa.

Maicon (lateral-direito). Foi formado nas categorias de base de Grêmio, Criciúma e Cruzeiro. No time celeste, fez 82 jogos e balançou as redes 2 vezes entre os anos de 2001 a 2004. Deixou a Raposa após acertar com o Mônaco, da França.

Guilherme (meia-atacante). Passou pelas categorias de base do Cruzeiro entre 2003 e 2007. Foi um dos destaques da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2007, quando a Raposinha conquistou seu primeiro título da competição. No time principal, Guilherme atuou em 2007 e 2008, disputando 83 jogos e marcando 52 gols. No início de 2009, foi contratado pelo Dínamo Kiev, da Ucrânia.

Dudu (meia-atacante). Frequentou a base celeste entre os anos 2005 e 2010, mas já fazia parte do time profissional em 2009. Na equipe principal, permaneceu até 2011, quando foi negociado com o Dínamo Kiev, da Ucrânia. Com a camisa do Cruzeiro, Dudu fez 68 jogos e marcou 14 gols.

AS REVELAÇÕES MAIS RECENTES: UNS IMPRESSIONARAM, OUTROS NEM TANTO

Jonathan (lateral-direito). Na base do Cruzeiro desde 2000, o lateral foi promovido ao time principal em 2005. Permaneceu no clube até 2010. Em dez anos de Cruzeiro, Jonathan se destacou nos clássicos com o Atlético, principalmente em 2008 e 2009. Na Libertadores de 2009, ele também foi um dos principais jogadores da equipe. Ao todo, foram 239 partidas e 12 gols marcados com a camisa celeste.

Charles (volante).  Chegou ao Cruzeiro em 2003 e permaneceu na base até 2005, quando foi promovido ao profissional. Deixou a Raposa em definitivo no ano passado, após várias idas e vindas. Fez 141 jogos e 14 gols em seus 12 anos no clube.

Gabriel (goleiro). Revelado pelo Cruzeiro, Gabriel surgiu nas categorias de base em 2006 e permaneceu no clube até 2012. Em 2011, foi promovido ao time principal, mas não chegou a disputar uma única partida. Destaque da Seleção de base, sondado por vários clubes europeus e com contrato perto do fim, o Cruzeiro acabou negociando o jogador com o Milan, da Itália.

Anselmo Ramon (atacante). Foi revelado pelo Bahia e vendido para o Cruzeiro. Passou pelas categorias de base do clube celeste entre 2007 e 2008. De 2009 até 2015, o atacante esteve no time principal. Disputou 83 jogos e balançou as redes 25 vezes. Ficou famoso por suas comemorações provocativas contra o Atlético, mas a relação com o torcedor nem sempre foi muito boa, em virtude de suas atuações.

Lucas Silva (volante). Chegou ao Cruzeiro aos 14 anos de idade. Ficou nas categorias de base entre 2007 e 2011. Começou no profissional em 2011 e começou a se destacar em 2012 e 2013. Participou do bicampeonato brasileiro em 2013-2014 e acabou sendo negociado com o poderoso Real Madrid em 2015. Ao todo, atuou em 92 partidas e marcou 4 gols.

Vinícius Araújo (atacante). Revelado pela Raposa, o atacante passou pela base entre 2007 e 2012. Em 2013 ele foi promovido ao time profissional do Cruzeiro. No ano seguinte, foi negociado com o Valência, da Espanha. Retornou ao clube, por empréstimo, no meio de 2015. Atualmente está no Sport Recife. No Maior de Minas, Vinícius Araújo fez 39 jogos e marcou 14 gols.

Wallace (zagueiro). Passou pelas categorias de base do Cruzeiro entre 2010 e 2012. Fez parte da equipe principal no bicampeonato de 2013-2014, atuando em 8 jogos. Não marcou nenhum gol com a camisa celeste. Foi vendido para um grupo de investidores em julho 2014.

Bruno Viana (zagueiro). Teve rápida passagem pelo sub-20 do Cruzeiro e foi logo promovido para o profissional em 2015. Permaneceu no clube até este ano. Fez 21 jogos e não balançou as redes, mas foi o suficiente para convencer o técnico Paulo Bento a leva-lo para o Olympiacos, da Grécia.

ETERNAS PROMESSAS: ESSES NÃO VINGARAM NO PROFISSIONAL

Jonathas (atacante). Nas categorias de base do clube entre os anos 2000 e 2006. No profissional, ficou até 2008. Atuou em 10 jogos, marcou 5 gols. Em agosto de 2008 teve parte de seus direitos negociados com o clubes holandês AZ Alkmaar.

Gladstone (zagueiro). Frequentou a base celeste entre os anos 2000-2001. Em 2003, fez parte do elenco que conquistou a Tríplice Coroa. Disputou 35 jogos e marcou 3 gols. Teve passagens em clubes europeus, mas não vingou. Atualmente faz parte de um clube brasileiro de pequeno porte.

Kerlon (meia). Esse aí tem história para contar. Foi uma das grandes revelações do Cruzeiro na época, mas as constantes lesões atrapalharam demais a carreira do jogador. Fez parte da base celeste entre 2001 e 2005. Surgiu no profissional em 2005 e permaneceu até 2008. Protagonizou uma cena inesquecível com o lateral Coelho, do Atlético/MG, num clássico emocionante em que a Raposa venceu por 4×3. Fez 79 jogos e balançou as redes por 5 vezes. Grande Kerlon, mais conhecido como “foquinha”, por causa do famoso drible que consagrou o jogador.

Diego Renan (lateral-esquerdo). Pupilo do técnico Adílson Batista, o lateral surgiu na base do Cruzeiro em 2004 e lá permaneceu até 2008, quando foi promovido ao time profissional. Na equipe principal, jogou até 2012 e depois foi emprestado para outras equipes brasileiras. E ele ainda tem contrato com a Raposa até o final deste ano. Ao todo, foram 158 jogos e 8 gols marcados.

Eliandro (atacante). Formado nas categorias de base do Cruzeiro e permaneceu por lá de 2007 a 2010. Já configurava no elenco principal de 2009 e pertenceu à Raposa até 2013. Fez apenas 19 jogos e balançou as redes em 4 oportunidades.

Sebá (atacante). Passou pela base do Itaúna e do Cruzeiro. Fez parte do sub-20 da Raposa em 2009 e subiu para o profissional no ano seguinte. No time principal, fez 10 jogos e não marcou gols.

Na lista das “eternas promessas”, podemos adicionar vários outros nomes que não vingaram com a camisa do Cruzeiro: o goleiro Gatti, os zagueiros Thiago Heleno e Wellington, o lateral-direito Marcos, o lateral-esquerdo Afonso e os volantes Anderson Uchôa e Zé Eduardo, todos eles oriundos das camadas inferiores da Raposa.

O QUE TEMOS PARA HOJE: ETERNAS PROMESSAS, REVELAÇÕES E ATLETAS EM AVALIAÇÃO

Rafael (goleiro). Na base do Cruzeiro desde 2002, o atual dono da meta cruzeirense chegou ao profissional em 2008. De lá pra cá foram 59 jogos com a camisa do Maior de Minas. Atualmente, é o dono da posição e tem tudo para desbancar o goleiro Fábio, ídolo do clube e dono de uma impressionante marca de mais de 700 jogos defendendo as redes do Cruzeiro.

Mayke (lateral-direito). Nas camadas inferiores desde 2010, o lateral subiu para o time principal em 2013. Destacou-se no bicampeonato em 2013/2014 e agora vive sofrendo com as lesões. Uma queda brusca no rendimento desse jogador tem feito o torcedor questionar o que será de seu futuro. Até agora são 130 jogos e 3 gols marcados.

Élber (meia). No Cruzeiro desde 2011, o meia já atuou em 94 partidas e balançou as redes 9 vezes. O torcedor vive uma relação de amor e ódio com esse jogador, mas o fato é que até hoje ele não conseguiu se firmar com a camisa azul e branca. Mais um candidato à eterna promessa?

Alisson (meia). Na base da Raposa desde 2007, o jovem Alisson subiu para o profissional em 2012. Tem sido convocado diversas vezes pela Seleção de base. Já fez atuações empolgantes pelo Cruzeiro, mas seu futebol deu uma decaída recentemente. Ao todo, são 103 jogos e 17 gols marcados até agora.

Elisson (goleiro). Há dez anos na Toca da Raposa, o arqueiro só conseguiu atuar no profissional em 5 oportunidades.

Judivan (atacante). Está no Cruzeiro desde 2010 e foi alçado à equipe profissional em 2014; 2014. Fez 17 jogos e 2 gols. Em uma partida pela Seleção de base, sofreu uma grave lesão e está em tratamento até hoje. Tem enorme potencial.

Lucas França (goleiro). Na base desde 2011, Lucas França está no profissional desde 2015 e neste ano, após a lesão do goleiro Fábio, ele teve a oportunidade de disputar 3 partidas e foi muito bem.

Lucão (goleiro). No clube desde 2011, Lucão é um dos principais destaques da equipe sub-20 do Cruzeiro. Atualmente, está treinando com o time profissional e às vezes é relacionado para jogos oficiais. Olho nele!

Fabrício Bruno (zagueiro). No Cruzeiro desde 2013, foi promovido em 2015 e na equipe principal teve a oportunidade de fazer 8 jogos. Já marcou 1 gol com a camisa da Raposa. Foi um dos destaques da equipe sub-20 nos últimos anos e sua liderança chamava muito a atenção de quem acompanhava a base cinco estrelas.

Bruno Ramires (volante). Está na Raposa desde 2007. Em 2013, passou a figurar no time principal. Por causa da semelhança física e da velocidade, ganhou o apelido de “Ramires”, nas categorias de base. Entretanto, no profissional, fez 27 jogos, 1 gol e não impressionou o torcedor. Mais um candidato à eterna promessa?

Alex (meia). Foi contratado no ano passado para o time sub-20, após se destacar na equipe do Botafogo-SP na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Neste ano, foi promovido ao time principal e já disputou 12 jogos com a camisa do Cruzeiro. Um jogador interessante e que se for bem trabalhado por dar alegrias para a China Azul. Mas a linha entre o sucesso e a eterna promessa é tênue.

OLHO NELES: O FUTURO CELESTE

Atualmente, a equipe sub-20 do Cruzeiro apresenta alguns jogadores que podem aparecer na equipe principal em breve. É o caso dos zagueiro Murilo, do lateral-direito Kelvin, do volante Vander, do meia Cesinha e dos atacantes Raniel e Rick Sena. O Cruzeiro é, segundo ranking recente divulgado pela CBF, o segundo clube brasileiro que mais cede atletas da base para a Seleção, ficando atrás somente do São Paulo.

Pedro Henrique

Olá, o meu nome é Pedro Henrique. No Twitter, sou conhecido como o @RealPedrin. No blog, todos me chamam de PH. Desde 2012, escrevo sobre o Cruzeiro. Já redigi no Blog Azul Estrelado, Camisa 11, Lance Activo, Guerreiro dos Gramados e Bloguerreiro. Não sou daqueles blogueiros que gosta mais de cutucar o rival do que de analisar o próprio time. Minha missão aqui é colocar o meu ponto de vista - dentre tantos milhões de pontos de vista possíveis - e abrir o espaço para o debate, para a troca de ideias. E prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo. Ei, você curte o blog? Então curte lá a nossa fan page no Facebook: fb.com/blogsomoscruzeiro/. Muito obrigado! Sejam todos bem-vindos!

49 thoughts to “Da Toquinha para o mundo: revelações e eternas promessas do Cruzeiro”

  1. Mudando de assunto um pouco, o grêmio ta no maior oba oba, vendendo faixas de campeão, clima de ja ganhou… a história mostra que isso nunca da certo. Será que, pra fechar esse péssimo ano, ainda vamos ter que aguentar o time listrado revertendo mais um resultado improvável e sendo campeão? Ai é pra lascar! Não duvido!

    1. realmente vc tinha razão, quaseeeeeeeeeeeeeeeeeeeee que o time de vespasiano reverte o placar, o goleiro do Gremio foi o melhor em campo!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Sinceramente PH, não acho nada bom o trabalho de base do Cruzeiro. Veja o caso da lateral esquerda: quantos atletas o Cruzeiro contratou nos últimos anos e a base? E o camisa 10 que estamos precisando? Outra coisa, qual foi o último grande jogador da base que surgiu, alguém se lembra? Sinceramente, trabalho de base no Brasil é somente o do Santos, os outros times contam é com a sorte de surgir algum atleta em alguma posição aleatória, mas não tem garotos preparados para suprir o time principal quando e na posição necessária. Gostaria até de ver um comparativo do valor investido na base o retorno, com venda de atletas nos últimos anos.

    1. A base do Cruzeiro é nula. Completamente nula. Só serve pra fatiar jogador com empresário, onde o Cruzeiro banca todos os custos de formação e os empresários participam somente dos lucros. Uma parceria idiota e nefasta ao Clube.

  3. A lista é grande, mas não tem nenhum sucesso incontestável, tipo um Neymar, Robinho, Dirceu Lopes. Talvez fosse o caso de darem um reset nos objetivos: por que não revelamos grandes craques aqui?

    Claro, isso é a partir de 2018.

    Eu defendo a ideia de que categoria de base é para revelar talentos, óbvio, mas ensinando os fundamentos básicos que a imensa maioria não possui ou são deficientes: passe, posicionamento, bater faltas, cabecear, marcar sem faltar faltas desnecessárias, bater escanteio, posicionar em campo, percepção de equipe e por aí vai.

    Acho que o título era a última coisa que deveria importar nas categorias de base.

  4. temos um que está destacando muito tem 16 anos é o Joao barroso, fiquem de olho nele, está disputando Rui Barbosa Cruzeiro Cup 2016 é o artilheiro da competição

  5. 1º – parabéns pelo post!aliás este e o último, excelentes!
    2º – deixa eu ver se eu entendi:
    vc considera o Guilherme (chinelinho) que nunca se firmou como titular em time nenhum e que foi comprado por um time da Ucrânia como uma das grandes revelações ao mesmo passo que vc considera que o Lucas Silva, (titular no bicampeonato brasileiro, bola de prata em 2014, comprado pelo poderoso Real Madrid) apenas impressionou???
    Bom, opinião cada um tem a sua e respeito a de cada um, mas eu entendi que vc colocou o Guilherme futebolisticamente acima do Lucas Silva???
    Ou seja, no par ou impar, apesar de não jogarem na mesma posição, vc escolheria o Guilherme???
    Saudações do Maior de Minas!!!

    1. É que o Guilherme tem mais “rodagem” e o Lucas Silva está só começando. Não posso colocar o LS no grupo das grandes revelações ainda, compreende? Ele precisa jogar mais em outros clubes. Essa foi minha forma de avaliação. E foi difícil criar esses grupos também. Apenas tentei fazer grupos e encaixar os nomes que trouxe no texto.

      1. Beleza entendi sua posição, só penso que o Guilherme não “vingou” até hoje não sei se ele é meia ou atacante, mas em “medicina” já deve ta quase se formando!rsrsrsrs
        Quanto ao LS16 muito jovem foi importantíssimo no Bi do Brasileiro 2013/14 a bola saía da defesa pro ataque “redondinha”, fora lançamentos e chutes de fora da área, só pra lembrar o time de 2013 só encaixou de vez qdo MO sacou o Souza e deu a titularidade ao LS16!!!

  6. Faltou o Bernardo meia, na copa são paulo de futebol junior que disputou e que tinha neymar e ganso ele era o craque, alguns são pra lamentar não sei que fim levou o Anderson lateral esquerdo que foi campeão em 2007 da copinha e pra mim o melhor jogador daquele time mas que fez um gol de bicicleta contra num jogo contra o flamengo da copa bh e parece ter encerrado uma futura carreira brilhante ali.

  7. Pra mim um dos melhores desse atual time do sub 20 é o Dudu que esta emprestado, e o centroavante que foi pra Portugal é um dos artilheiros no campionato, e foi dispensado, PH esquece o nome dele, se não mim gano ele foi no ano passado. Pra mim o Guilherme é excelente jogador, coloca a bola onde quer com seus lançamentos.

  8. Faltou Bernardo meia, thiaguinho atacante bagunçava na base, anderson lateral esquerdo que ganhou a taça SP 2007, Luis Fernando armador em 2006 deitou e rolou na base, Douglas Pires goleiro estava no Bahia, Gil lateral direito 92 esse sim frequentou a seleção de base e era uma das a grandes revelações. A base do Cruzeiro é nula. Completamente nula. Só serve pra fatiar jogador com empresário, onde o Cruzeiro banca todos os custos de formação e os empresários participam somente dos lucros. Digo mais, entre os anos de 2006 ate 2011 o Cruzeiro tinha na base um empresário muito forte chamado Daniel, esse sim era praticamente dono do passe de quase todos os mlk em todas as categorias.

    1. Faltou o Dudu que acabou de ser campeão pelo Palmeiras.Não é porque jogam demais na base que o cara quando chega no profissional vai arrebentar,muitos se perdem no caminho,existem milhares e milhares de exemplos mundo afora,não tem como fazer parâmetros com a base dos clubes,pode fazer um balanço de todos os clubes que foram campeões brasileiros na era dos pontos corridos e chegará a uma conclusão que a maioria dos planteis desses times campeões a maioria dos titulares não era da base.

  9. Tá difícil,o saudoso Felício Brandi já dizia que de cada 100 garotos da base apenas um se mantém,no Barcelona também funciona assim,hoje apenas 5 jogadores foram formados pela base do clube mesmo assim dois deles foram recomprados pois quando estouraram a idade foram para outros clubes,o zagueiro Gerard Piquet e lateral esquerdo Jordi Alba.

  10. PH, só foi um comentário anterior pra acrescentar mesmo, rsss. Seu texto foi muito bem lúcido e bem lembrado. O que nos deixa triste, que a base celeste tem sim bons jogadores. Eu por exemplo moro no bairro Santa terezinha bem perto da tô quinta e sempre que possível vou lá ver jogos. Empresários destroem a nossa categoria de base, infelizmente. E nossa Diretoria é refém dos mesmo. Palmeiras, Santos e flamengo já começaram a eliminar esses ovelhas negras da base, chamado empresários. No mais, abraços e sucesso!

  11. Entre os que “vingaram” faltou o Jefferson (goleiraço) hoje no Botafogo e que foi queimado por aqui, afinal deram a camisa 1 pra ele qdo o mesmo só tinha 17 anos!
    Entre as eternas promessas faltou o Bernardo (realmente o AB tinha razão em não insistir com ele), também faltou: Thiaguinho, Mancuso, Kanu e Walter Minhoca esses três últimos são um pouco mais velhos, mas eram muito aguardados no profissional!!!

  12. A relação custo beneficio da nossa base resulta em prejuízo! Muito dinheiro investido, muita estrutura para poucos atletas revelados e que são realmente aproveitados no elenco profissional. Sem contar que os que se destacam são vendidos por mixaria!

    Tá na hora de dar uma reformulada na base, bem como de impor a utilização desses garotos no elenco profissional. Porque não é possível que não exista na base cruzeirense jogadores melhores do que bruno nazario, Lucas, Ezequiel, Gino, edmar e vários outros perebas que estão/estavam no elenco. Muito melhor apostar nos garotos da base do que em jogadores de qualidade mediana/baixa . Seria valorizar a base do clube e ainda significaria uma economia no que diz respeito aos salários, possibilitando contratar atletas de nível mais alto e que cheguem para assumir a titularidade

  13. O que passou, passou!como dizia o poeta: “águas passadas não movem moinhos”
    Então vms analisar o que temos de “prata da casa” na atualidade:
    1 – Rafael – novo titular! não deixa a desejar pra nenhum goleiro que joga no Brasil, tem muito mais técnica que o Fábio, nunca comprometeu qdo jogou!que não me façam a besteira de dar a camisa 1 ao Fábio de novo!
    2 – Mayke, Elber, Alisson e Judvan na moral acreditar no futebol desse quarteto é o mesmo que acreditar na idoneidade moral de Eduardo Cunha/Renan Calheiros/PTralhas e cia! a diretoria deveria aproveitar enquanto esses cara ainda tem “mercado” e negociar logo, imediatamente!!!!eu tentaria: Elber/Alisson e Neilton por Gustavo Scarpa do Fluminense, nem q ele viesse com 50% ligados ainda ao Tricolor Carioca!
    3 – Bruno Ramires e Alex – esses meninos são de uma preguiça enorme, precisam de “rodagem” quem sabe uma temporada no Nautico, América/MG ou algo assim!
    4 – Goleiros: Elisson (29 anos) libera esse atleta logo! Lucas França e Lucão pra 3º e 4º goleiros estão de bom tamanho!
    5 – Fabrício Bruno – poderiam deixar só como Fabrício agora!parece ser um otimo zagueiro, eu apostaria mais nele que no Leo, o PB viu isso!
    6 – os ainda não promovidos: Kelvin(lat.direito), Murilo (zagueiro), Vitinho ou Victor Luiz (lat.esquerdo), Wander (volante), Cesinha, Raniel e Rick Senna (atacantes), bom eu só acredito no futebol de Murilo e Cesinha, mas quem sabe os outros queimam minha lingua!

  14. Vc também esqueceu:
    1- Geogemy (goleiro) está emprestado a um time de Portugal, tem 1,97m e sempre foi convocado pras seleções de base, a quem aposte muito nesse goleiro, me impressionou quando vi jogar!
    2 – Hugo Ragelli (atacante) – também está em um time de Portugal, achei muito fraco!nível Vinicius Araujo pra baixo!
    3 – Dudu (meia-atacante) – está emprestado a um time do Japão, esse achei muito bom de bola!preferia mil vezes ele no time que: Elber/Alisson e Willian;
    4- só pra não perder a piada, vc também esqueceu a nossa maior revelação dos últimos tempos: ALLANO – rsrsrrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

  15. Realmente nossa base deixa a desejar, creio que só o santos no Brasil consegue utilizar sua base corretamente, com jogadores de qualidade. O restante dos times preferem jogadores de empresários do que jogadores de qualidade, basta assistir os jogos da base que veremos isso. Voltando ao cruzeiro teria que ser feito uma reformulação na gestão da base, o jeito de escolher os jogadores, dando prioridade para qualidade e não para o empresário, o jeito de ser feito a transição para o profissional, como por exemplo todo final de temporada ser feito uma análise dos atletas durante o ano e projetando aqueles que forem para o profissional juntos com os atletas já na pré temporada, para os jogadores juniores se adequarem ao ritmo do time de cima. Outra coisa que foi implantado na época do david era que os jogadores do sub 20 iriam treinar na toca 2, creio que seria ótimo por que colocariam os atletas em contato com o profissional. e já se ambientariam com o time e o técnico. Um outro ponto que poderia ser implantado no clube é que na montagem do elenco para a temporada, geralmente o clube usa 3 atletas por posição e um meio de inserir a base já no planejamento seria colocar esse terceiro jogador sendo o da base com isso o time teria em torno de 8 a 10 atletas da base no elenco, fazendo com que a folha salarial fosse menor e com isso, o clube poderia investir em grandes jogadores. Ex: o time do cruzeiro tem 5 laterais esquerdos e 4 laterais direitos, isso é errado muito dinheiro jogado fora. Mas não sei se os diretores estão interessado em investir na base do clube ou se é melhor contratar vários jogadores de empresários que tem boas comissões.

  16. Os jovens precisam de um técnico que saiba como lança-los, mas o que se vê são jovens ligados a empresários e diretores com interesse e muitas das vezes em desacordo com o técnico. Já vimos que os técnicos hoje em sua maioria e pequenas exceções tem interesse neste ou aquele jugadador ( Luxa) é um. Escala o cara mesmo sabendo que no banco tem melhores.
    A base é fundamental, mais tem que voltar a ser o que era. uma escola de jovens todos vinculados totalmente 100% ao Cruzeiro sem influencia de outros.

  17. Por falar em base, hoje o sub-20 vai jogar contra o Flamengo às 18:30 hs, transmissão da SporTV… eu particularmente gosto muito de acompanhar a base do Cruzeiro… pois é, desde a saída do Enderson Moreira do sub-20 que não aparece ninguém de muito talento… o que tenho observado é que os técnicos querem aparecer mais do que efetivamente trabalharem os jogadores… o Marcos Valadares é teimoso e demonstra não ter nenhuma noção de esquema tático… será que a diretoria não deveria colocar alguém com mais qualidade para ensinar a garotada??? Eu vejo a base, até o sub-17, como uma escola, onde o jogador aprende os fundamentos… o sub-20 já vejo como uma faculdade, ele está ali para aprimorar os fundamentos aprendidos para que possa subir para o profissional e assumir seu lugar… é isso!!! Abraço, PH!!!

  18. “quando meninos até os 16 anos, não cobramos parte tática. e desde os 8 anos ensinamos a eles que a bola é nossa, a bola é nossa!se está em nossa posse não tem como tomarmos gols, só podemos faze-los!” quem disse isso foi um ex-presidente do Barcelona em um documentário que vi a um bom tempo!
    aí vão dizer o Barça só contrata, errado! revelou nos ultimos anos, sem forçar a memória:
    Victor Valdez, Piquet, Jordi Alba, Busquets, Iniesta, Xavi, Pedro, Thiago Alcantara, Messi entre outros!
    Agora vai lá na Toca I, tem zagueiro que “apanha” da bola, tem lateral que não sabe domina a redonda, atleta baiano é o que não falta por lá!será pq???

  19. Acho o Élber um ótimo jogador e na minha opinião é injusto dizer que ele é uma falsa promessa.
    Ele nunca teve uma chance verdadeira no time principal do Cruzeiro entrando praticamente só no final de partidas.
    Jogou muito no Coritiba e foi titular absoluto além de virar ídolo no Sport.
    Jogador que não tem sequência de verdade não tem como pegar ritmo.
    O Cruzeiro é que não está sabendo aproveitar o potencial do garoto.

  20. Boa noite a todos,
    PH, sempre leio ps posts do blog, mas faço pouquíssimos comentários, gostei bastante do tema abordado, penso que temos uma estrutura muito grande na base, e temos ótimos profissionais e pela relação temos boas revelações ao longo dos anos, mas temos um problema que é a transição, e nossa torcida não tem paciência com essa garotada, veja o exemplo do Bruno Viana, não serve pra nós mas serve para time europeu, o Bonatini está em Portugal e pasmem foi praticamente de graça, e foi vendido a pouco tempo por cinco vezes mais o valor da compra, agora o garoto é escalado, o primeiro erro é vaiado e futebol é confiança e confiança sendo vaiado, aí não vai revelar ninguém que serve.
    Abraços a todos.

  21. O melhor time do Brasil! Kkkkkk! Eu acredito!Kkkkk!!Serie B Kkkkk!!!!Hasta la vista baby!Kkkkk!!!!!!!!Hasta luego pollos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  22. PH ! Tenho para falar somente uma coisa : Alisson e Elber não resolvem nada… O tal Alisson não é promessa é uma mentira…..Não consegue acertar o gol de forma nenhuma, jogador criado pela mídia que nunca resolveu nada.. Por mim é um dos que temos que se livrar rapidamente. E o pior é que como a diretoria é cega vamos ter que aturar ele e a mocinha do willian no proximo ano… Rapaziada rezem muito muito mesmo…

  23. O jogador Alisson está a anos no time profissional e ainda é chamado de “menino da base”. Fica metade do ano machucado, nunca se firmou como titular e nunca teve proposta para ser vendido. Por mim, deveria ser um dos primeiros candidatos a serem dispensados, senão vai continuar a ser uma eterna promessa.

  24. Já li várias entrevistas de atletas sobre esta passagem da base para o profissional e nelas os atletas relataram:
    1) Jogar no profissional é a chance da vida e o peso psicológico é muito grande. O medo de falhar torna a tarefa pesada.
    2) Em alguns grupos onde existe uma “panelinha” nos profissionais, o jovem jogador pode ser deixado de lado pelos “companheiros”.
    3) Há uma diferença de força física entre as categorias o que para alguns pode ser um obstáculo. O desgaste é muito maior durante as partidas e a recuperação é mais demorada.
    4) Alguns técnicos e/ou dirigentes “sugerem” que o garoto troque de empresário para poder subir para o profissional. E aí o bicho pega, pois há casos que o empresário fica com parte significativa da grana e o atleta perde a autonomia.
    5) Durantes os jogos oficiais no profissional os garotos sofrem muitas intimidações e provocações do tipo “vou quebrar a sua perna!”.

    5)

  25. Pessoal, muito se falam que o CRUZEIRO é dos clubes que mais cede jogadores das divisões de base para as seleções brasileiras, seja elas sub vinte até as divisões anteriores. Faço uma pergunta. Aonde vão esses jogadores? Pois o CRUZEIRO sempre está contratando jogadores. E pior dos níveis Edmar, Joel, Pisano, Fiacos, Frederico Gino e outros tantos, que se eu for relacionar os nomes, vou encher duas ou mais páginas. Com relação ao Léo Bonatin assim como outros tantos, faltou mesmo foi oportunidade no CRUZEIRO. Pois jogando pelo o Goiás ele foi bem. E o que mais o atrapalhou foi o acidente de trânsito em que ele se envolveu. E a imprensa galista como sempre fez questão de divulgar E em letras GARRAFAIS. Se fosse jogador do coisa eles davam apenas uma notinha.
    Mudando assunto. A prefeitura de BH agora é a sede administrativa do coisa; pois o novo prefeito que prefiro não escrever o nome, agiu com paixão como era de se esperar nomeou desde o presidente do coisa, até o faxineiro, para exercer cargo de confiança na prefeitura. Durmam com um barulho desse.
    Saudações celestes*****!

  26. Pessoal, Votei para fazer uma pergunta; KD endivido intrometido que se identificava como galão da MERDA de vez em quando entrava nesse espaço ? Ele falava que o timeco dele ia ganhar tudo esse ano . Nem o ruralito ele levou KKKKKKK. O GALÃO NUM GUENTÔOOOOOOOOOOOOOOOOÔ.
    SAUDAÇOES CELSTES*****!

  27. Cara, smp acompanho o futebol de base. Vou contribuir com alguns nomes q se destacaram na base (em ordem cronológica), mas n tiveram chance no profissional, a partir desse século, conforme vc colocou.

    Goleiros: Flavio, Elison, Douglas Pires, Gabriel, Igor Rayan, Charles, Georgemy e Lucas França.

    Lateral direito: Alemão, Marcos, Gil Bahia, Dione.

    Lateral esquerdo: Maxwell, Anderson, Gabriel Araújo. Zagueiro: Emerson, Irineu, Leandro Amaro, Maicon, Wellington, Alex, Antônio Carlos.

    Volante: Mancuso, Jardel, Diguinho, Paulinho Dias, Zé Eduardo, Uchoa, Eber, Eurico.

    Meia: Alê, Zé Roberto, Léo, Michel Cury, Bernardo, Fidel Martinez, Dudu, Daniel, Lyneeker.

    Atacante: Leo Medeiros, Walter Minhoca, Jussie, Diego Clementino, Fabinho, Jhonata, Eliandro, Joabe, Thiaguinho, Maranhão, Sebá, Pedro Paulo, Leo Bonatini, Hugo Rageli.

    Alguns ai se destacaram em outros times. A lista é grande, sinal que o clube até revela bons talentos, mas peca na inserção ao time profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.