Sozinho na sala

Peter Rossi Depois da morte do meu pai, poucas vezes voltei à casa de minha juventude. O cheiro se perdera. O viço, o orvalho dos olhares, já não mais existia. Um impulso qualquer me fez pegar o carro e dirigir até aquela cidade do interior, em plena noite de um dia normal de semana. Minha mãe se levantou da cama assustada ao soar da campainha, … Continuar lendo Sozinho na sala

Pai para a eternidade

Tais Civitarese Se um pai soubesse a oportunidade que tem ao ser pai, não a jogaria fora. Se um pai soubesse que o filho anseia por ele tanto quanto pela mãe, ainda que não o expresse de forma imediata, seria presente. E enfrentaria seus demônios em prol de um amor único no mundo. Se um pai soubesse a importância que tem, a segurança que traz… … Continuar lendo Pai para a eternidade

In-versões da vida

Tais Civitarese Após mamãe me pedir para sair, chegou a vez de eu dar parabéns ao meu pai pelos exames. Nesse caso, os de sangue. O jovem senhor está cuidando muito bem da própria saúde. Cortou a fritura, cumpriu o isolamento social, tem feito caminhadas e, ao “tirar” a pressão, ela não se retirou da zona de segurança. Está doze por oito, dobradinha que soa … Continuar lendo In-versões da vida