Skip to main content
 -
Daniela Piroli Daniela Piroli

Psicóloga clínica, graduada também em terapia ocupacional, curiosa sobre a vida e o mundo humano.

Eduardo de Ávila Eduardo de Ávila

Advogado e Jornalista sugere debater e discutir – com leveza – situações que vivemos no nosso dia a dia.

Guilherme Scarpellini Guilherme Scarpellini

Jornalista que se interessa por tudo o que a todos pouco interessa. E das beiradas, retira crônicas.

Rosangela Maluf Rosangela Maluf

Professora universitária na área de marketing e nas montanhas de Minas lê, escreve e sonha!

Sandra Belchiolina Sandra Belchiolina

Psicanalista, consultora de viagens, amante da vida, arte e cultura na sua diversidade. Vamos conversar de viagens: nossas e pelo mundo.

Taís Civitarese Taís Civitarese

Pediatra formada pela UFMG. Trabalha com psiquiatria infantil e tem um pendor pela filosofia.

Victória Farias Victória Farias

Jornalista e estudante de Relações Internacionais, além de editar o blog fará uma crônica semanal do nosso cotidiano.

Carta para o Sol

Carta para o Sol - Foto: arquivo pessoal
Carta para o Sol – Foto: arquivo pessoal
Sandra Belchiolina
sandra@arteyvida.com.br

Você desperta emanando seus raios e calor para Terra, num desejo de bom dia. Ofusca os outros astros com seu intenso brilho e claridade. Presenteia-nos com a sua luz e traz vida para todas as espécies.

Das praias às montanhas é comtemplado do nascer ao por. Recebe festas e comemorações diversas nos seu Sunrise ou Sunset . Crianças, jovens e adultos te elevam a categoria de Astro Rei. 

A criança canta: “Bom dia// O sol já nasceu lá na fazendinha// Acorda o bezerro e a vaquinha…

Outros estão em Cumuruxatiba, Jericoacoara, Ponta do Mutá na Península de Marau, no alto da Serra do Cipó, Bocaina, Canastra. Ou, quem sabe, há seu espectador numa das ilhas do Delta do Parnaíba ou mesmo no Templo de Debod em Madri? Talvez deslizando num cruzeiro nas águas do Oceano Atlântico ou Pacífico ao som de Pavaroti? Será que num Sunrise na zona agrícola do Machu Picchu?

Escutei um tilintar de taças e mais um brinde se concretiza. Você é testemunha e deve ter incontáveis histórias para relembrar, não é mesmo? Das areias escaldantes da Arábia Saudita, Egito. Do Polo Sul e Norte. 

Acabo de lembrar-me do documentário do fotógrafo Sebastião Salgado: Gênesis – A Natureza Selvagem, e, você está presente. Recordei-me, também do livro de Salgado: “Perfume de sonho”, nele o tema é o café. Sei bem de como esse líquido precisa de ti. Não somente ele, não é mesmo? Todas as plantas e seus frutos. E nós, como ficamos nisso?

Sei que a hora mais fria de nossos dias é aquela que você está para nascer de novo. No seu ritual diário de aparecer e desaparecer para nós. A Terra esfria a com sua ausência, assim, num equilíbrio fantástico da natureza, a ela faz rotação no seu próprio eixo, e, eis você novamente nos brindando com o novo dia, com um novo espetáculo, com novos sonhos, com seu calor. – COM A VIDA!

Parêntese: Texto inspirado na “Carta para a lua nova” de minha colega Daniela Piroli Cabral, publicado ontem.

*
Curta: Facebook / Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.