Skip to main content
 -
Daniela Piroli Daniela Piroli

Psicóloga clínica, graduada também em terapia ocupacional, curiosa sobre a vida e o mundo humano.

Eduardo de Ávila Eduardo de Ávila

Advogado e Jornalista sugere debater e discutir – com leveza – situações que vivemos no nosso dia a dia.

Guilherme Scarpellini Guilherme Scarpellini

Jornalista que se interessa por tudo o que a todos pouco interessa. E das beiradas, retira crônicas.

Rosangela Maluf Rosangela Maluf

Professora universitária na área de marketing e nas montanhas de Minas lê, escreve e sonha!

Sandra Belchiolina Sandra Belchiolina

Psicanalista, consultora de viagens, amante da vida, arte e cultura na sua diversidade. Vamos conversar de viagens: nossas e pelo mundo.

Taís Civitarese Taís Civitarese

Pediatra formada pela UFMG. Trabalha com psiquiatria infantil e tem um pendor pela filosofia.

Victória Farias Victória Farias

Jornalista e estudante de Relações Internacionais, além de editar o blog fará uma crônica semanal do nosso cotidiano.

A corrupta e falsa burguesia trumpiniquim

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay
Eduardo de Ávila

Com a permissão da Leila Ferreira, postei no meu facebook, semana passada, um vídeo extraordinário dessa amiga/conterrânea/prima/comadre acerca do sono dos corruptos. Quem se interessar em assistir está na minha página dessa plataforma digital. Ele questiona sobre como dormem os corruptos, seus familiares – esposas, maridos, pais, filhos – que desfrutam de mansões, carrões, viagens com o dinheiro da corrupção.

Leila vai além, ressalvando que nem todos os políticos se enquadram nessa situação, mas muitos deles. Ela ainda cobra daquelas pessoas com poder aquisitivo que se utilizaram de fraude recebendo auxílio emergencial (criado para socorrer aqueles que não têm o que comer), aprovado – diga-se – contra a vontade do pr pelo Congresso Nacional.

Sua indignação, compartilhada por centenas de milhares de pessoas, se estende ainda aos que saem as ruas sem máscaras – talvez influenciados pelo exemplo do pr que nega a eficácia do uso –, participam de baladas e contaminam seus familiares. Furadores de fila da vacina, moradores de condomínios de luxo que humilham entregadores de comida, quem se vale da crise sanitária para encher ainda mais os bolsos sujos da ganância.

Nesse imbróglio ela questiona como essas pessoas dormem desfrutando disso tudo. Concluindo brilhante e aterrorizantemente, que esse tipo de gente dorme tranquilamente e sem pesadelos. Essas pessoas, sem consciência cívica e de moralidade, entendem que o mundo é deles e que pobre e necessitado tem mesmo é de sofrer.

É exatamente esse o perfil do psicopata eleito por gente com seu jeito de ser, que invadem as redes sociais para agredir quem se opõe a esse governo. Cá do meu cantinho, agora confinado novamente, sigo postando meu livre pensar e sendo, sistematicamente, agredido por pessoas que nunca demonstraram qualquer tipo de preocupação social e/ou com o próximo que passa necessidade.

sorbetto/Getty Images
sorbetto/Getty Images

A fala desses energúmenos é única. Chamar de comunistas, petistas, lulistas, dilmistas, esquerdopatas – sendo ou não o insultado militante de uma dessas bandeiras – como arma à sua falta de argumentação. Tapados e infelizes, que apesar de terem estudado em boas escolas, demonstram que nunca foram dedicados às aulas de História do Brasil e do Mundo. São cúmplice disso tudo que estamos sofrendo.

No caso do post da Leila, entre milhares de manifestações, foram quase 100 compartilhamentos no meu face, mais curtidas e comentários em cada desses, e apenas um único infeliz atacou. Não sei se o alvo era a mim ou a ela, mas com aquela mesmice. Nem viu, pois o conteúdo sequer menciona qualquer posição política. O exemplo clássico do tapado e idiota!

Tem quem chame Dória de comunista, Kalil de esquerdista e por aí afora. São pessoas de um livro só, como lhes faltam argumentos, a exemplo da extraordinária maioria do gado boçalnarista, repetem aquilo que as redes fakes de seu líder repetem para essa guerra recente no país. Por falar em fakes, impressiona a quantidade deles que abusam do sentir cristão. Se dizem tementes a Deus. Rio, pois o Pai jamais pregou esse sentimento e sim ama-lo sobre todas as coisas. Talvez, isso se justifique, pela consciência pesada.

Mas lamentavelmente, as redes sociais são uma realidade e deram vez e voz aos valentões em todas as áreas. Gente que entre o teclado e a cadeira, utilizando mal essa ferramenta, atenta contra a moral e os bons costumes que a boa educação e a urbanidade recomendam. Ricos, a minoria, que são pobres de espírito, pois só pensam em dinheiro. E, é a esmagadora maioria desses imbecis, pobres – em sentido amplo – de poder econômico e de inteligência/discernimento.

Quase todos que conheço, pessoas que convivia com alguma proximidade, que de algum tempo pra cá saíram do armário e revelaram sua infelicidade com seu próprio status quo. Acham-se poderosos, pois o que lhes agrada é ter a falsa impressão de superioridade. Defendem um governo genocista e o genocismo (expressões inexistentes) só pra contrapor ao que, num raciocínio raso e próprio dos beócios, insistem ser comunista e comunismo.

*
Curta: Facebook / Instagram

2 thoughts to “A corrupta e falsa burguesia trumpiniquim”

  1. Não há terceira via no país. Há 2 lados e um muro. Basta olhar para os lados para saber qual é a sua turma. Quando eu ver um detrator de Lula apontar acertos dele, ou um opositor a Bolsonaro apontar acertos dele, vou entender como um texto isento. Jamais fora disso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.