Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Araxaense e belo-horizontino; Advogado e Jornalista; caçula e temporão; 60 anos vagando pela vida nas ruas do interior e da metrópole observando o comportamento de pessoas e da própria sombra. Debater e discutir – de maneira saudável e com leveza – situações que vivemos no nosso dia a dia.

 - Daniela Piroli
Psicóloga clínica, graduada também em terapia ocupacional, curiosa sobre a vida e o mundo humano.

Série Psicologia Descomplicada: Psicoterapia é cara?

Foto: Divulgação | HuffPost Brasil

Por Daniela Piroli Cabral

contato@danielapiroli.com.br

Por muitas vezes escuto a afirmação: “Terapia é cara”. Mas isso é verdade? O primeiro ponto a ser destacado é que a terapia não segue a lógica do mercado de consumo. Não é uma bolsa que compro pra ir pra festa e fico feliz. Tampouco é um remedinho que me “apaga” e fica tudo bem depois.

Ela deve ser pensada como um investimento, geralmente de longo prazo (embora alguns benefícios possam ser percebidos nas primeiras sessões). Em um setting neutro, tranquilo e seguro, e, através da relação e interação com o psicólogo, o paciente tem a chance de poder se escutar, se (re)conhecer, se construir e se modificar.

O segundo ponto que merece destaque é como é a “conversa” com o psicólogo. “Pra que eu vou pagar para falar dos meus problemas? Quando falo com minha amiga (minha mãe, minha namorada), é tão bom, fico tão aliviado…”.

O psicólogo estuda e usa técnicas de escuta e de intervenção através da fala e da escuta para favorecer a ampliação do grau de compreensão do cliente sobre si mesmo.

A conversa com o psicólogo se difere da conversa com outras pessoas porque acontece num espaço neutro, que tem regras definidas e o profissional não se beneficia das informações dadas pelo cliente, nem o aconselha, o que geralmente acontece no caso da conversa com pessoas diretamente envolvidas nas situações  da vida. Às vezes fica delicado expor dúvidas e sentimentais e dificuldades comportamentais para o próprio parceiro, para os pais, para os filhos.

Por fim, vale destacar que a Psicologia é uma profissão que exige formação contínua do profissional, seja em cursos formais de graduação e pós-graduação, seja em cursos de livre formação. A formação do psicólogo também passa pelo estudo permanente dos fenômenos humanos.

Assim como as questões se modificam ao longo do tempo, muda também a compreensão de tais fenômenos e aprimoram-se as intervenções sobre eles. Além disso, é altamente recomendável que o profissional invista em sua própria terapia e supervisões clínicas.

Como paciente, posso falar que a terapia é um investimento com alta taxa de retorno, pois os benefícios tendem a ser duradouros. Estudos já mostram que intervenções psicoterapêuticas são mais eficaz do que o simples passar do tempo, sendo benéfica tanto como forma complementar de tratamento (aliada à medicação), quanto como único tipo de tratamento.

Postagens relacionadas

11 comentários em “Série Psicologia Descomplicada: Psicoterapia é cara?

  1. Infelizmente terapia é cara sim, em um país onde a população morre sem dinheiro para comprar remédios, terapia é um luxo e dos grandes, poucos podem comprometer parte de seu rendimento com assistência psicológica. E para argumentar isso nem preciso entrar no campo de se funciona ou não, que ainda corre o risco de se consultar com um profissional não tão bom e como os resultados são difíceis de mensurar, difícil também avaliar pelo paciente se a falta de resultado é culpa do profissional ou do processo em si.

  2. Terapia é coisa para quem tem dinheiro a vontade e não se importa de perde-lo conversando com um psicólogo ou tocando fogo na nota de valor. Terapia, não é tratamento para quem tem doença e sim para quem tem mania, ou seja, Fica doente pq alguém ficou doente, imagina ser medroso, não gosta de coisa que nunca comeu etc etc etc..quem de fato tem doença psiquica tem mesmo de ser medicado, pois se for atrás de conversa termina internado. Vejamos o Freud, foi o psicanalista da filha Anne Freud o que é ante ético, fez da mesma psicóloga sem nunca ter estudado psicologia, e deu alta a vários pacientes que, em pouco tempo foi procurar outro profissional, não sou eu que digo o que escrevo, essa afirmação está em depoimentos de vários que escreve sobre o austríaco. Portanto, cura com conversa é mesmo balela e se deve ter muito cuidado com as lavagens cerebrais que podem acontecer.

  3. Faço terapia tem 3 anos e não sei o que seria de mim se não fosse essa dedicação de 1 hora por semana no consultório. No início pensava da mesma forma, gastar dinheiro em uma sessão por semana para falar com alguém que não me conhecia, fora que eu preferia gastar dinheiro com coisas que nem precisava, vivia gastando com baladas para tentar preencher a necessidade que tinha de me auto afirmar e ser “aceita” socialmente.
    Vejo no consultório do meu Psicólogo 3 diplomas, de psicologia, de mestrado e de doutorado, fora o que eu pude ir acompanhando de congressos e seminários que ele tinha que participar, inclusive conheci ele no período do doutorado por intermédio da minha amiga que fazia terapia com ele, quando vi o que o nosso amigo escreveu acima fiquei refletindo sobre o preço que pago. Eu não acho caro pagar para ele o valor que pago de R$ 120,00 a sessão, por que hoje sei bem os benefícios que a psicologia me trouxe depois da psicoterapia, vivia endividada comprando o que não precisava, conflitos que me causavam constrangimento e hoje consigo ter consciência de tanto refletir sobre ficar dura no final do mês, para tentar ser o que não era.
    Penso o quanto o meu Psicólogo gastou também para chegar onde chegou, para ser um profissional que é hoje. Ainda não sei por que nós não valorizamos os profissionais que se dedicam e prestam um ótimo serviço para nós, veja, o chaveiro cobra em média um valor de R$ 100,00 para destravar a chave da porta, alguns acham caro, mas ninguém percebe o quanto ele se dedicou para aprender a destravar uma porta que ficamos horas reclamando ou xingando por não conseguir abrir, ele vem e em questão de minutos abre a porta e leva R$ 100,00.
    Minha vizinha faz terapia na faculdade aqui de nossa cidade, segundo ela fez um cadastro e a faculdade a chamou, ela paga R$ 20,00 por mês, porém é atendida por estudantes que se não me engano estão terminando a faculdade e ela também fala o quanto tem ajudado ela.
    Nunca tive condições no início de pagar o que pago de terapia, porque vivia endividada e hoje tenho que agradecer, não que eu esteja rica milionária ou que não tenha mais problemas para refletir e resolver dentro de mim, mas através da terapia tenho mais consciência das prioridades e escolhas que tenho que fazer de maneira que use ao meu favor, se hoje eu não tivesse condição procuraria numa boa a faculdade para tentar fazer por lá e tentaria pagar os R$ 20,00 por mês, mas faria por que hoje tenho consciência de quanto pode me ajudar e se de repente encontrasse um profissional que não me identificasse procuraria outros e se nenhum prestasse, pensaria se o problema estava em mim ou nos profissionais que eu estava procurando.

  4. Sou terapeuta. E trabalho nos meus pacientes a verdadeira intenção em se transformar. Mergulhar fundo em si mesmo. Com coragem para se conhecer de verdade. Muitas vezes recebo pacientes com uma expectativa equivocada sobre o processo terapêutico. Acreditando que eu irei “resolver” seus problemas, com muita resistência e pouca disponibilidade para se responsabilizar por suas escolhas, sempre responsabilizando “alguém” por sua infelicidade…
    O processo terapêutico só será bem sucedido se a relação terapeuta- paciente for de confiança e entrega.
    Em relação a competência do terapeuta, imprescindível que seja investido na profissão, que também seja analisado e quando necessário, faça supervisão. Amo minha profissão e é um prazer inenarrável ver as pessoas soltando seus grilhões e alçando o vôo da vida, encontrando em si, força para ver nos obstáculos degraus para seu crescimento e evolução.

  5. No meu caso pra tratar minha fobia social foi muito cara e ineficaz
    Fiz terapia por mais de 6 anos e não consegui melhorar nem 5%.
    Praticamente um dinheiro jogado fora.

    1. Resumo da terapia:
      Cobranças de melhora por parte do psicólogo
      Conselhos
      Palavras de conforto
      Alguém pra ouvir desabafos

      Isso tudo pra mim não me serviu pra nada.

  6. Existe serviço de atendimento psicológico com preços sociais e também de forma gratuita (em organizações , projetos sociais, universidades e também pelo SUS, concordo que este último ainda de forma precária…).
    Criou-se um mito de que terapia é luxo, que é “só para quem pode”… No entanto a maioria, se não todos, os psicólogos que conheço oferecem atendimentos sociais e/ou gratuitos. A formação do psicólogo é cara sim, mas a empatia e desejo de ajudar ao próximo vale mais, por isso nunca vi psicólogo nadando em dinheiro… E para saber, é caro montar consultório próprio também, psicólogos acabam tendo que pagar para trabalhar mesmo que seja um atendimento social.

  7. Prezados leitores,
    Obrigada pela contribuição de todos.
    As matérias feitas este mês por mim tem o intuito de compartilhar informações sobre a profissão e prática psicológica em função do Dia do Psicólogo, que foi celebrado ontem, dia 27/08.
    É importante ressaltar o que já foi dito nos comentários, para quem precisa e deseja fazer psicoterapia, as faculdades oferecem atendimento, por meio de estágio supervisionada em suas clínicas, a um valor social.
    Como colocou Gênie, muitos profissionais, inclusive eu, disponibilizam alguns horários de suas agendas para atender com valores mais acessíveis a quem não tem condição de pagar o valor da tabela.
    Além disso, os planos de saúde, por meio da regulamentação da ANS, também são obrigados a cobrir até 40 sessões de psicologia por ano para seus clientes, conforme pedido do profissional.
    Acredito seriamente, Paulo César e Jonas, que a psicoterapia é totalmente diferente de “lavagem cerebral” e de “cobranças” e “conselhos”. Lamento se a experiência de vcs foi assim, acho que em todos os lugares pode-se encontrar profissionais sérios, de boa formação e que possam oferecer um resultado melhor para vcs.
    Profissionais éticos não se beneficiam da relação terapêutica para ter ganhos próprios de qualquer natureza, nem reforçam a dependência do psicólogo. Posso afirmar com segurança, que um dos principais objetivos da psicoterapia é libertar e é uma grande satisfação profissional quando o paciente vai embora, segue com as próprias pernas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.