Skip to main content
 -
Daniela Piroli Daniela Piroli

Psicóloga clínica, graduada também em terapia ocupacional, curiosa sobre a vida e o mundo humano.

Eduardo de Ávila Eduardo de Ávila

Advogado e Jornalista sugere debater e discutir – com leveza – situações que vivemos no nosso dia a dia.

Guilherme Scarpellini Guilherme Scarpellini

Jornalista que se interessa por tudo o que a todos pouco interessa. E das beiradas, retira crônicas.

Rosangela Maluf Rosangela Maluf

Professora universitária na área de marketing e nas montanhas de Minas lê, escreve e sonha!

Sandra Belchiolina Sandra Belchiolina

Psicanalista, consultora de viagens, amante da vida, arte e cultura na sua diversidade. Vamos conversar de viagens: nossas e pelo mundo.

Taís Civitarese Taís Civitarese

Pediatra formada pela UFMG. Trabalha com psiquiatria infantil e tem um pendor pela filosofia.

Victória Farias Victória Farias

Jornalista e estudante de Relações Internacionais, além de editar o blog fará uma crônica semanal do nosso cotidiano.

O Rio de Janeiro continua lindo

Foto: Carlos Altman/EM

Depois de temporadas sem tirar uma folguinha, resolvi dar uma fugida até o Rio para sair da rotina, oxigenar e tomar um fôlego para a sequência deste ano, que ainda promete muito até a virada para a próxima temporada. Afinal, será ano de eleições e no futebol, pós vexame brasileiro na Copa do Mundo, ainda temos o Brasileiro,  Copa do Brasil e Libertadores para algumas torcidas.

Fato é que escolhi vir pra cá, com toda desconfiança e insegurança que a TV sugere diariamente. Os cariocas, judiados por Cabral, Pezão e Crivela – não diferente das experiências recentes de nós mineiros – pareciam acuados e medrosos. Quando optei por  vir para cá, imaginei que ia circular de dia e recolher à noite para fugir dos riscos. Que nada! A caminho do lugar onde fiquei, o motorista de um “Uber” já me tranquilizava que a cidade maravilhosa estava vivendo período de paz.

Fiquei na zona sul e como cheguei tarde fui logo me recolhendo. Só no dia seguinte que comecei minha fase de reconhecimento do terreno. Confesso que fiquei surpreso – positivamente – nesse curto período de descanso. Muito policiamento pelas ruas, transporte invejável – com destaque para o metrô, que permite deslocar com rapidez e agilidade da zona sul ao centro histórico e de lá à Barra num curto espaço de tempo. Que inveja!

Tinha tempos que não curtia uma folguinha com tanta intensidade. Tempos atrás, vinha com frequência ao Rio e cheguei até mesmo a publicar matéria no “Estado de Minas” sugerindo a opção de hostels para quem quisesse passear pela capital carioca com custo baixo. Leiam aqui.

Falar sobre o Rio de Janeiro e suas atrações é desnecessário, pois já conhecemos a boa fama da cidade quanto ao turismo e e ficamos deslumbrados com as opções que a Cidade Maravilhosa oferece.  Tem Cristo, Pão de Açúcar, Forte de Copacabana e até programas mais culturais para aqueles que gostam de teatros, shows e salas de cinema incríveis.

E as praias? Pode-se escolher entre as mais antigas e badaladas como Ipanema, Copacabana e Leblon ou a famosa região da Barra. E o que não falta é gente bonita, circulando pela orla e até mesmo pelos shoppings e ruas tradicionais, como a Visconde de Pirajá. Mudar de ares, evidentemente, faz bem ao corpo e a alma.

Que venha agora os seis intensos meses que ainda temos pela frente neste 2018. Afinal, os desafios que temos e as decisões a serem tomadas serão determinantes não só ao futuro próximo, mas também para a continuidade de nossas vidas.

Eleger bem é fundamental a isso, muito mais que ver o nosso time do coração vencendo todas as competições. Se bem que quero sim ganhar todos os campeonatos que disputar.

Aquele abraço!

One thought to “O Rio de Janeiro continua lindo”

  1. Ótima matéria, existem muitas coisas escondidas no Rio varios museus no centro, existe um forte em Niterói que vale a pena conhecer e tb fazer o translado do Rio pra Niterói de barca….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.