Skip to main content
 -
Jornalista que cobre o mundo do empreendedorismo & startups. Apaixonada por tecnologia!

Tecnologia é a chave para desligamentos mais transparentes e aumento da eficiência do RH

Fernanda Medei é CEO e fundadora da Medei

A área de Recursos Humanos se tornará rapidamente irrelevante dentro das empresas se não modernizar sua abordagem e seu planejamento para as necessidades futuras da força de trabalho. É o que diz o estudo O Futuro do RH 2020: qual caminho sua empresa está trilhando?, conduzido pela consultoria KPMG International. Além disso, 95% dos entrevistados estão priorizando a experiência do colaborador como uma das principais áreas de atuação.

É nesse sentido que a tecnologia ganha cada vez mais protagonismo no setor, com plataformas e softwares que ajudam em rotinas como admissão, gestão e desligamentos de pequenas, médias e grandes empresas. São ferramentas como essas que tornam o RH mais estratégico, alinhado aos objetivos do negócio e até mesmo mais humano, deixando de enxergar as pessoas como um meio para que se tornem um fim.

Para Fernanda Medei, CEO e fundadora da Medei, startup que oferece solução para tornar as demissões mais simples, transparentes e humanas, a tecnologia torna o RH mais eficiente, mas continua exigindo cuidado. “No caso dos desligamentos, quando feito da maneira adequada ajuda profissionais a seguirem em frente na carreira, além de tornar esse processo o menos doloroso possível.  Já para empresas, aumenta o sentimento de lealdade do time, minimiza os danos ao clima organizacional e causa  fortalecimento da marca empreendedora”, explica a empreendedora.

Desde que a pandemia foi anunciada, a plataforma viu aumento de 15% na procura por seus serviços, principalmente na modalidade 100% online – que oferece homologação por videoconferência, podendo ser realizada de qualquer lugar do País, e documentos assinados digitalmente. Todas as  assinaturas seguem as normas da ICP Brasil (instituto Nacional de Tecnologia da Informação), garantindo  sua validade legal.

Somente em 2019, a ferramenta gerou uma economia de tempo na gestão de 40 mil horas a menos, reduziu até 95% de custos nas empresas e fechou o ano com um faturamento de 3,3 milhões de reais.

Atualmente, a Medei já contabiliza mais de 100 mil ex-funcionários atendidos, das mais de três dezenas de grandes companhias, que compõe seu portfólio, como NaturaSantanderZanofi e Medley.

“Somos pioneiros nesse formato, que inclui também homologação presencial para os que preferem a atuação física, personalização da plataforma e a facilidade estar em nuvem, podendo ser consultada pelo gestor o momento que ele precisar. A Medei ainda oferece todas as garantias de segurança, adaptação à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e ferramenta analytics à disposição para analisar todos os dados de ex-funcionários e até obter insights”, afirma Fernanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.