Skip to main content
 -
Jornalista que cobre o Ecossistema de Inovação Brasileiro. Instagram: @beatrizbevilaqua

Linha feminina da Insider aposta em underwear antibacteriana e T-shirt feita com tecido antiviral

Carolina Matsuse, co-fundadora da Insider

Inovação na criação de roupas é a especialidade da Insider. Desde 2017, a marca investe na produção e comercialização de peças em tecidos com tecnologia anti suor, anti odor e com regulação térmica. Em 2020, com a pandemia, a startup foi a primeira empresa no Brasil a criar máscaras e camisetas antivirais, com íons de prata, eficientes para inativar o coronavírus.

Por estar 100% no ambiente digital, com roupas confortáveis para usar em casa e antivirais, pra quem precisar sair dela, a empresa cresceu quatro vezes de 2019 para 2020, chegando a R$ 30 milhões de faturamento, com previsão de alcançar a marca de R$ 60 milhões agora em 2021. “Nosso objetivo é ser a marca digital referência em tecnologia e desenvolvimento de produtos têxteis”, afirma Yuri Gricheno, um dos fundadores da Insider.

E é por isso que a marca segue criando e desenvolvendo novas ideias. Em dezembro do ano passado, inovou mais uma vez, com uma linha de produtos femininos. “As mulheres enfrentam os mesmos problemas que os homens. Roupas com tecidos pesados, poluentes,que não secam rápido e muitas vezes geram odor”, diz Yuri.

“Sempre tivemos muitos pedidos de expandir os produtos que tínhamos no portfólio (undershirt, underwear, tech t-shirt) para mulheres, mas decidimos em um primeiro momento focar no público masculino por ser mais básico e demandar menos itens (menos cores e modelagens). Assim, conseguimos concentrar esforços em validar tecidos e tecnologias. Com essas linhas de produtos consolidadas e com o lançamento de máscaras, que trouxe um público feminino muito grande para a Insider, percebemos que chegou o momento de finalmente lançar produtos para mulheres também”, conta a sócia Carolina Matsuse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.