Skip to main content
 -
Jornalista que cobre o Ecossistema de Inovação Brasileiro. Instagram: @beatrizbevilaqua

Fit Anywhere ajuda pessoas a se exercitarem onde quer que elas estejam

Pedro Kauffman, CEO e fundador da Fit Anywhere

Nos últimos anos, a indústria fitness foi alvo de muita transformação, principalmente pela crescente busca por práticas de bem-estar e qualidade de vida. Só no Brasil, o setor movimenta cerca de 2,1 bilhões de dólares por ano, tornando-se a maior receita da América Latina, de acordo com dados da IHRSA, Associação Internacional de fomento ao universo da saúde e exercícios. Com o setor extremamente aquecido, negócios como o da Fit Anywhere, mais completo aplicativo de wellness do Brasil, se tornaram indispensáveis.

A startup, fundada pelo rabino Pedro Kauffman, reúne mais de 600 vídeos gravados com a execução correta de exercícios, que são capazes de gerar bilhões de combinações de treinos gratuitos. Segundo o empreendedor, o negócio foi criado para funcionar em parceria com prédios residenciais, empresas e redes hoteleiras, pois faz com que os usuários consigam identificar e mapear os aparelhos, além de ver a estrutura de cada um desses locais e receber indicações de treinos a partir delas.

O negócio nasceu de uma dor do empreendedor, que lutava contra a balança e não tinha condições financeiras para pagar as mensalidades das academias que funcionavam perto de onde morava e não tinha  conhecimento para usar os aparelhos que seu condomínio oferecia.

“Desde o início, nossa ideia foi aproximar a saúde e o bem-estar das pessoas onde quer que elas estejam. Com nosso app, é possível montar exercícios em vídeos com base nos objetivos e dados físicos de cada um, além de ter um acompanhamento próximo de um profissional. Além disso, temos funcionalidades pagas, que podem entrar na carteira de benefícios das empresas ou ser adquirida pela Fit Cash, nossa moeda de compra”, destaca o CEO da empresa, Pedro Kauffman.

A moeda desenvolvida pela empresa foi criada para  dar  mais liberdade aos usuários, pois eles podem utilizá-la como e quando quiserem.  “Nossa moeda não expira e pode ser usada em planos mensais semestrais e anuais ou na compra de aulas avulsas”, explica Kauffman. “Se alguém adquirir um plano longo e se arrepender, devolvemos os créditos para serem usados em outros produtos, pois não queremos ser uma solução que prende nossos alunos e sim, algo que transforma a vida das pessoas”, complementa.

No ano passado, a empresa se manteve com patrocínios e parcerias, mas o empreendedor destaca que a pandemia trouxe novas oportunidades. Agora, além o conteúdo de vídeos gravados, a Fit conta também com a Fit TV, que reúne mais de 23 modalidades de videoaulas que passam a semana inteira e dão aos usuários acesso a consultoria online com profissionais (personal, fisio e nutricionista) e a venda ou locação de videoaulas e combos on demand, como um “Netflix dos treinos”. “Nosso objetivo é impactar aquelas pessoas que não tinham motivação para começar a treinar e cuidar de toda a evolução delas. Por isso, desenvolvemos um app completo, que atende todos os perfis, em qualquer momento da vida, com ou sem equipamento, com pouco ou muito dinheiro para investir. Além disso, criamos um modelo inclusivo, com aulas para deficiêntes físicos e uma aula de ballet fit com a bailarina, que teve sua perna amputada, Melina Reis”, ressalta o rabino.

A Fit Anywhere saltou de  300 para 7 mil condomínios cadastrados durante a pandemia e já reúne mais de 100 mil downloads. A startup, que já recebeu investimento de nomes como Chen Gilad, CEO do Grupo Haganá e Movement/Brudden – maior fabricante de equipamentos fitness da América Latina, já atende mais de 40 empresas e administradoras, entre elas estão nomes como Apsa, BBZ, Gk, Habitacional, Oma, Grupo Farma Conde, Grupo Hagana e Santa Casa de Misericórdia de Araraquara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.