Skip to main content
 -
Jornalista que cobre o mundo do empreendedorismo & startups. Apaixonada por tecnologia!

FIEMGLAB anuncia edital para terceira edição de seu ciclo de aceleração

­­

FIEMG Lab, único hub de inovação aberta de startups industriais, anuncia a abertura do edital para a 3ª Jornada FIEMG Lab 4.0, programa de aceleração com foco 100% B2B em soluções voltadas para  a indústria. As inscrições vão de 24 de agosto a 23 de setembro. A primeira fase da aceleração será iniciada no dia 23 de novembro. As informações completas estarão disponíveis no site.

As 50 startups selecionadas participarão de um cronograma com 12 meses de duração, dividido em três fases que têm como objetivo fortalecer a conexão com o segmento industrial, gerando negócios, e desenvolver as soluções tecnológicas. Entre os benefícios estão: acesso a um fundo de R$ 1 milhão para a realização de provas de conceito (recurso equity free), mentoria com especialistas e benefícios financeiros de até R$ 260 mil para os 10 empreendimentos que obtiverem melhor performance na segunda fase do programa. Além disso, dez empreendedores da terceira fase receberão uma bolsa de pesquisa da FAPEMIG no valor de R$ 1.521.

Para Mariana Yazbeck, gerente do FIEMG Lab, a metodologia é o que garante o sucesso do processo. “Criamos um programa pioneiro no Brasil que mescla um modelo de aceleração tanto tecnológica quanto de negócios, inspirado nos grandes polos industriais que são referência no mercado internacional. Vamos não apenas impulsionar as soluções das startups selecionadas, mas também garantir a maior aderência delas na realidade do mercado”, explica.

O programa possibilita ainda a conexão das startups participantes com grandes players do setor. Os empreendedores terão a oportunidade de receber orientação de indústrias madrinhas como Vale, Gerdau, RHI Magnesita, Fiat Chrysler (FCA), Usiminas e Anglo American, além de possibilitar o acesso à rede da FIEMG, que conta com mais de 15 mil indústrias.

Na última jornada, o FIEMG Lab intermediou mais de 1,5 mil conexões com o mercado além de impulsionar R$ 7,8 milhões em contratos com as 50 startups aceleradas e indústrias de todo o país. “Aos poucos vamos tornar a indústria brasileira mais tecnológica, empoderando empreendedores e empresas, e tornando-os protagonistas do desenvolvimento econômico, criando conexões reais e diretas entre o setor e a sociedade”, finaliza o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.