Skip to main content
 -
Jornalista que cobre o mundo do empreendedorismo & startups. Apaixonada por tecnologia!

Empresa mineira faz doação de brinquedos para cada venda realizada

Inovação em forma de solidariedade. Esse é o conceito da Ciranda de Soli, a primeira marca de brinquedos do Brasil no modelo de negócios One for One. Para cada boneca vendida, outra é doada a uma criança que não pode comprar. A empresa está em operação desde dezembro de 2018 e é liderado por mulheres. As empreendedoras Edlayne de Paula e Fabiana Schimitz são co-fundadoras da marca que está localizada  em Coronel Fabriciano, interior de Minas Gerais. 

Até agora foram impactadas 272 crianças carentes em dez instituições diferentes e já está programada a doação de mais 150 bonecas no próximo mês. A marca escolhe prioritariamente, entidades que abrigam pessoas em situação de vulnerabilidade social e a espera de adoção.

O primeiro produto da empresa é a boneca Soli desenhada de forma exclusiva para a marca. O nome é uma brincadeira com a palavra solidariedade e é um produto cheio de significados. `Soli vem de Sol, porque ilumina a vida de muitas crianças, por isso a boneca tem a pele com a cor amarela. Também vem de Solidão, pois a Soli é uma companhia para esses meninos e meninas que precisam de amor. O nome também lembra sorriso, porque você sempre vai dizer o nome da boneca sorrindo`, explica Fabiana Schimitz. A Ciranda de Soli é uma marca de presentes com propósito. A embalagem também é especial, pois ao ser recortada também vira uma boneca de papel.

Mão na massa

A falta de recursos financeiros não foi um empecilho para que as empreendedoras colocassem a ideia da Ciranda de Soli em ação. Sem nenhuma máquina de costura e sem nenhum ateliê, as empresárias envolveram várias pequenas costureiras no processo de produção e desenvolveram uma linha de montagem.

`A Soli hoje é produzida nas casas das costureiras. Conseguimos envolver uma mão de obra que hoje já tem uma renda a partir da costura, mas que não consegue trabalho fixo e que precisam cuidar dos filhos. Em cada boneca há seis costureiras e artesãs envolvidas e que recebem por produção, gerando renda para muitas famílias`, explica Edlayne.

Prova social

Um dos grandes diferenciais da Ciranda de Soli é a transparência na doação. Segundo Fabiana Schimitz, os clientes recebem uma mensagem pelo celular informando a data e a entidade beneficiada. “O cliente sempre vai saber para onde a Soli de doação dele será destinada. Faz parte da nossa prova social”. Atualmente, as mensagens são encaminhadas por whatsapp, mas a Ciranda de Soli está procurando parceiros para desenvolver uma espécie de QR-CODE e um número único para cada Soli. Informações sobre a originalidade, local de produção, costureiras envolvidas e a entidade beneficiada estarão nesse código.

Fazendo a diferença

A Ciranda de Soli é inspirada no modelo de negócio chamado One for One. As empresas que seguem a filosofia doam um produto a uma pessoa carente a cada venda efetivada. A proposta é do empreendedor americano, Blake Mycoskie, fundador da marca de sapatos Toms Shoes. A ideia surgiu em uma viagem de férias na Argentina, quando Blake descobriu que havia uma necessidade das crianças carentes do local por sapatos. Andar descalço era um fato gerador de doenças para a comunidade infantil o que impossibilitava muitas vezes até a locomoção até a escola. A marca americana já impactou mais de dez milhões de pessoas em 13 anos de existência.

No livro `Comece algo que faça a diferença`, Blake conta como foi o surgimento do modelo de negócio que envolve solidariedade em um empreendimento sustentável e que beneficia a vida de muitas pessoas.

Onde comprar

A boneca Soli está disponível para venda em sete modelos diferentes e podem ser adquiridas pelo site www.cirandadesoli.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.