Skip to main content
 -
Jornalista que cobre o Ecossistema de Inovação Brasileiro. Instagram: @beatrizbevilaqua

Aurora Energia expande projeto de energia solar

Os impactos trazidos para a região são enormes, uma vez que a estimativa de investimento a longo prazo ultrapassa R$35 bilhões

A Aurora Energia, empresa mineira com a maior licença ambiental no país(+ de 6.000 MWp), acaba de conseguir mais 698 MW de outorga, contribuindo cada vez mais com a matriz energética brasileira. Desta vez, a cidade contemplada será Arinos no noroeste de MG. A região norte do estado de Minas Gerais é um excelente lugar para a geração de Energia Solar Fotovoltaica, pois tem níveis de insolação próximos aos das melhores regiões do planeta. 

Atualmente, a Aurora tem mais de 8.000 MW em licenças ambientais aprovadas e está totalmente preparada para pleitear as outorgas junto à ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Em termos de postos de trabalho, somente nos municípios de Arinos, Jaíba e Matias Cardoso serão gerados mais 700 empregos diretos e pelo menos 5.000 indiretos. Os impactos trazidos para a região são enormes, uma vez que a estimativa de investimento a longo prazo ultrapassa R$35 bilhões. 

No último ano, a Vale S.A. comprou um dos clusters da Aurora Energia, com capacidade de geração de energia de 1.357 MW. A primeira etapa deste cluster está em fase avançada e, atualmente, é o maior projeto em implementação da América Latina, com investimento previsto acima de 500 milhões de dólares e operação do parque para setembro de 2022. 

A geração de eletricidade por meio da energia solar fotovoltaica apresenta grandes vantagens quando comparada a outras fontes de energia renováveis, como: não resulta em qualquer gás tóxico e o único recurso necessário é uma fonte inesgotável e totalmente sustentável. A empresa é totalmente aderente ao compromisso de sustentabilidade ambiental e social. 

“Juntos podemos nos aproximar de um futuro energético mais limpo e ajudar Minas Gerais no compromisso de alcançar o Race to Zero em 2050, contribuindo para um planeta ecologicamente mais sustentável”, explicou Fabricio Lopes, CEO da Aurora Energia.

Minas Gerais conta com a presença de empresas que demandam elevada quantidade de energia, como no setor extrativista, automotivo, siderúrgico, petroquímico, petrolífero, pecuário, agrícola e entre outros. Portanto, faz-se girar o enorme ecossistema da produtividade de energia, desencadeando por sua vez, volumosos investimentos, elevação de renda e geração de empregos. Todos esses fatores contribuem de forma relevante, saudável e sustentável para o cenário socioeconômico do estado e toda sua população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.