Skip to main content
 -
Doris Alcântara é mineira do Vale do Aço, mulher, mãe do Kiko, da Lu e da Tal, empresária, apaixonada por esportes, viciada em American Football!!

Minas Bowl 2016, momento máximo no Estado.

 

Em 18 de Junho de 2016, o gramado do Mineirão recebeu pela primeira vez em cinquenta anos o futebol jogado com as mãos: o American Football.

A partida decisiva ganhou o nome de Minas Bowl, em alusão ao Super Bowl, nome dado à decisão da National Football League (NFL), principal liga da modalidade no mundo, disputada nos Estados Unidos.

O esporte alcançou seu momento máximo no Estado, no instante em que Minas Locomotiva e Get Eagles pisaram no gramado do gigante da Pampulha.

No Brasil, a realidade do esporte é dura, nua e crua. Ter a oportunidade de jogar em uma arena de Copa do Mundo, com direito a locker room, estrutura para atleta, água quente, ainda é um privilégio e não uma constante.

Os malabarismos que os jogadores de futebol americano têm que fazer no Brasil não são poucos. Muitas são as histórias de viagens impressionantes dos times para realizar jogos em locais com as mais adversas condições. Mais do que decidir um título, os dois times protagonizaram um dos capítulos mais significativos da posição do esporte no país.

No gramado, um jogo espetacular! O Minas Locomotiva trouxe a tradição de dez anos de história, mais dois títulos na bagagem. Get Eagles com pouco mais de um ano e meio de caminhada, chegou mostrando à que veio, um de grande rival. Nas arquibancadas as duas torcidas deram o colorido de clássico à partida.

Nas demais dependências do salão de festas dos mineiros, mais conhecido como o Gigante da Pampulha, o Mineirão, naquele dia memorável eu seguia minha caminhada como produtora, captadora, e marketing de evento esportivo. Lutando para que tudo fosse um sucesso e tivéssemos a chance de mudar a situação financeira do esporte e por conseguinte dos times e da Federação.

Pós evento me desliguei do Minas Locomotiva e me afastei da FEMFA. Muitos me criticaram e me culparam de não amar o esporte e estar ali apenas por dinheiro. Ouvi por muito tempo que eu tinha traído o Minas Locomotiva e que não era digna de trabalhar no American Football. Fui tratada como traidora e como alguém que não cumpriu sua palavra com o time.

Nunca falei sobre esse assunto em outro lugar, e pela primeira vez estou tratando aqui, de forma clara e muito transparente. Estou morta no esporte nacional, retirada desde 2018, mas, esse é um outro capitulo que vamos tratar mais pra frente. Fique agora com a continuação do vídeo onde abro o coração e continuo contando sobre o real motivo de ter escolhido trabalhar com o rival do então, Tricampeão Mineiro no Minas Bowl 2016.

 

Eu sou Doris Alcântara e esse é o seu Helmet ON

Bjukas Ovais

2 thoughts to “Minas Bowl 2016, momento máximo no Estado.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *