Skip to main content
 -
Advogado, Mestre e Doutorando em Direito. Foi Superintendente de Gestão e Estratégia, Negócios Internacionais e de Futebol Profissional do Cruzeiro Esporte Clube. Realizou cursos de Gestão Desportiva pela Escola do Real Madrid (Espanha), pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pela Universidade do Futebol. Hoje, coordena o Curso de Gestão e Negócios no Esporte da Universidade FUMEC.

Visitando clubes pelo Brasil

Sempre faço questão de frisar em textos, entrevistas e palestras que uma gestão efetiva depende de conhecimento teórico e prático. Qualquer um que só tenha um dos dois será sempre incompleto.

Assim, para aprimorar a prática uma das formas que mais pratico é a visita a clubes, no Brasil e no mundo. Me inspiro em Abílio Diniz, que relatou em livro que deve ser a pessoa que mais conhece supermercados no mundo e, não à toa, chegou onde chegou.

Nas duas últimas semanas tive o prazer de conhecer melhor o Vitória da Bahia e o Paysandu, o Papão de Belém do Pará.

O Vitória eu já conhecia de certa forma por já ter ido ao Barradão por duas vezes; não havia visto de perto CT e instalações, mas tinha uma noção. Ali, porém, o que mais me chamou a atenção foi o bom papo e os rumos que o atual Presidente, Ricardo David, pretende dar ao clube. Empresário de sucesso, o Presidente bate na tecla que defendemos: profissionalismo no futebol. Diretoria profissional e 100% dedicada ao clube; sem projetos megalomaníacos, mas verba para investimento em melhorias no estádio e no CT; valorização da base, ainda mais neste time que é um celeiro de grandes atletas; para tanto, inclusive, levou para sua Diretoria de Futebol o profissional Eramos Damiani, com larga experiência na base e que tem importantes títulos em sua carreira, inclusive o inédito Ouro Olímpico Brasileiro.

Trabalhar com orçamento definido e não dar passo maior que pernas é uma premissa que pretende aplicar. Assim, com seriedade e dedicação, não temos dúvidas que o time promete. Como sempre, o resultado desportivo pode até não vir em curto prazo, porque depende de vários fatores – basta lembrarmos que em 2017 o Palmeiras, vindo de 2 títulos nacionais, fez grandes investimentos, montou o que era considerado o melhor elenco do Brasil, e não conquistou títulos. Mas mesmo que o resultado não venha agora é certo que um trabalho dessa natureza gerará benefícios imensos para a equipe do Vitória, tradicional em nosso futebol. Nosso desejo de boa sorte e um bom ano !

Quanto ao Paysandu me impressionou como manter uma estrutura tão ampla – 4 sedes – com investimentos, aquisições e formação de equipe com um orçamento tão reduzido em relação aos outros clubes do Brasil. O modelo de gestão profissional já está arraigado há 3 gestões, portanto, não é novidade. O famoso estádio da Curuzu, com capacidade para 16 mil pessoas já está com projeto de ampliação para 20 mil. A hotelaria dos atletas não deixa nada a desejar para outros grandes do país; muito nova com tudo que os atletas precisam. DM com bons equipamentos e já outros encomendados. Área do novo CT já adquirida e construção encaminhada. 7.500 sócios com projeto de chegar a 15.000 nesse ano ainda. Construção do museu encaminhada com captação de verba incentivada. Por fim, a cereja do bolo que é um case de sucesso: fabricação própria dos uniformes, através da marca Lobo. Me hospedei em frente à sede social do clube e pude ver o quanto a loja é movimentada. Uniformes de excelente qualidade e produtos para todas idades. Ideia muito bem implementada que certamente será replicada porque, além do ganho na qualidade e atendimento, aumentou muito o faturamento do clube nessa área.

Embora já soubesse da competência dos que administram o clube nos últimos anos, confesso que foi muito além da minha expectativa. É mais um exemplo que merece ser estudado e seguido.

E pra pessoas como eu, que defendem essa gestão séria e profissional no futebol, vale tentar visitar e procurar saber melhor do trabalho que vem sendo desempenhados nessas equipes. Fico muito feliz pela oportunidade.

Agradeço, por fim, ao Presidente do Vitória Ricardo David pelo papo, pelos ensinamentos e pelo sempre prazeroso almoço em Salvador. Agradeço também o Alberto Maia, ex-Presidente do Paysandu e colega no Curso de Gestão da CBF que viabilizou minha visita, bem como ao Alexandre Pires, Vice-Presidente de Operações do clube, que também me recebeu com muita atenção e deu uma aula de funcionamento do clube.

Que continuem as visitas…

Abraço a todos.

 

7 comentários em “Visitando clubes pelo Brasil

  1. Grande referência como advogado e futuro presidente do Cruzeiro. É um prazer ver que há pessoas com ideias inovadoras buscando o bem do clube. Além disso, serve de inspiração para pessoas que, como eu, pretendem aliar a advocacia e o futebol. Espero, um dia, trabalhar com você!

  2. Muito interessante o texto,a administração de um clube depende muito da teoria e prática mesmo.Bom saber que estes dois clubes simpáticos estão no caminho certo,principalmente o Vitória que sempre foi um bom parceiro do Cruzeiro.Quanto ao trabalho de base,para mim é de suma importância,espero que o Cruzeiro,com a nova administração, siga exemplos como o do Vitória e outros e tenha mais resultados positivos.

  3. Parabéns pela iniciativa Sérgio! Torci para que você assumisse o Cruzeiro, com uma posição mais firme, visão mais jovem e voltada para o futuro, como teria que ser devido à grandeza do maior clube de Minas e um dos maiores do Brasil. Mas reconheço que o Wagner por enquanto está nos surpreendendo, positivamente, já que pegou o clube em situação financeira caótica (cadê a auditoria prometida???), porém a limpeza e reestruturação interna teriam que ser mais profundas. Entretanto, vamos dar mais tempo aos novos gestores, que trouxeram reforços importantes, mas entendo que a sua colaboração seria imprescindível, nem que fosse na sua área de atuação – jurídica (estão aceitando a estratégia do cam, no caso Fred, o que é inaceitável). Sorte e continue firme, pois será o futuro presidente do Cruzeiro. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *