Skip to main content
 -
Olá! Fico feliz de ter você aqui comigo no @ficadicabh. Tudo começou quando me mudei para Belo Horizonte e comecei a explorar as belezas do nosso estado de Minas Gerais, conhecer pessoas fantásticas e, claro, experimentar pouco a pouco a melhor culinária do Brasil. Criei o IG @ficadicabh para dar destaque às minhas descobertas e, então, este blog em parceria com o Portal UAI. Sou publicitária, jornalista e coach, com atuação principal na cultura brasileira ao assessorar artistas de destaque nacional e escrever sobre o tema.

Ganhe ingressos para o teatro!

O ator e diretor Ricardo Batista (Cadinho, como é conhecido no meio teatral) comemora os 20 anos de sucesso do espetáculo Defunto bom é defunto morto em remontagem repaginada, com novidades na estrutura cênica, em sessão única no Palácio das Artes no dia 15 de fevereiro em Belo Horizonte.

A peça está na programação da 45ª Campanha de Popularização do Teatro, com ingressos promocionais pelo site www.vaaoteatromg.com.br e nos postos de vendas do evento e seguidores do @ficadicabh podem ganhar ingressos! Para participar, clique aqui e veja as regras!
©Ariane_Lazario-28641-2.jpg
A peça
No espetáculo, os efeitos especiais, aliados ao suspense da trama, surpreendem o espectador a todo o momento. Com um ritmo frenético, os vários personagens, nos quais Ricardo Batista se desdobra, tiram o fôlego da plateia, além de provocar boas gargalhadas em uma comédia imprevisível.
Um ator, um delegado e uma faxineira são personagens desta comédia policial que há 20 anos é sucesso de público e crítica.
Uma trama policial recheada de humor. Um ator, conhecido na cidade, é assassinado em pleno palco. A partir daí, de forma inusitada e surpreendente, vão surgindo novos personagens. A plateia é constantemente envolvida na trama e é desafiada a desvendar os mistérios do crime e a descobrir o que é real ou ficção. Após 20 anos de sucesso Ricardo Batista está de volta com esta comédia fora do comum, repleta de gargalhadas, suspense e fortes emoções.
Serviço:
Classificação: 12 anos | Gênero: Comédia | Duração: 55 minutos
Palácio das Artes – Grande Teatro
Av. Afonso Pena, 1537, Centro – Tel: (31) 3236-7400
15 de fevereiro – Sexta às 21h
Ingressos: R$18,00 em www.vaaoteatromg.com.br ou nos postos de venda da 45ª Campanha de Popularização do Teatro (preço único); R$20 (meia) e R$40 (inteira) na bilheteria do teatro.

Sobre o ator:

Em 2019 completam 50 anos que Cadinho começou a fazer teatro! Em 1969 teve sua primeira experiência nas Artes Cênicas como ator e não parou mais. A partir daí, atuou em diversos espetáculos, novelas, mini séries de TV, vídeos e filmes.
Formou-se em Jornalismo em 1976 e trabalhou por 13 anos com fotografia e vídeo para Jornalismo e Publicidade. Em 1983, iniciou sua carreira de produtor cultural e dois anos depois fundou o grupo.
Tornou-se um artista múltiplo atuando também como diretor, iluminador e cenógrafo. Produziu vários espetáculos de sucesso como “Um Casal Aberto”, “Coisa de Doido” e “Defunto Bom é Defunto Morto”, além dos filmes “Tibum e “O Primeiro Dia Útil do Próximo Ano”.
Ricardo Batista é também locutor e autor, integra a diretoria do SINPARC-MG, Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais, desde 1999.
Indicações e premiações de espetáculos que produziu ao longo de sua carreira:”O Marido da Minha Mulher” – Espetáculo indicado ao Prêmio Cauê 1990 nas categorias Diretor (Ricardo Batista), Iluminação (Ricardo Batista), Texto Teatral Estreante (Sérgio Abritta) e Atriz Coadjuvante (Emília Marcílio).
“Coisa de Doido” – Espetáculo vencedor do Prêmio AMPARC/Troféu Bonsucesso Financeira 1995 nas categorias Melhor Ator (Ricardo Batista) e Direção (Ricardo Nortier), além da indicação na categoria Melhor Espetáculo. Vencedor do I Prêmio SESC/MG  SATED/MG para Artes Cênicas nas categorias Texto Teatral Estreante (Rui Coutinho) e Iluminação (Ricardo Batista), além das indicações nas categorias Melhor Ator (Ricardo Batista) e Diretor (Ricardo Nortier).
“Um Casal Aberto” – Ricardo Batista indicado ao Prêmio Cauê/Sated de Melhor Ator em 1990.
“Pipoca & Batatinha em: Quando um não quer, dois não brigam!” – Espetáculo indicado a 07 categorias no 5º Prêmio Usiminas/Sinparc (2007): Melhor Espetáculo, Direção (Ricardo Batista), Texto Inédito (Ricardo Batista e Fernanda Botelho), Ator (Serge Weick), Atriz (Fernanda Botelho), Cenário (Ricardo Batista) e Iluminação (Ricardo Batista). Serge Weick indicado Melhor Comediante/Humorista no 13º Prêmio Sesc/Sated.
“A Tocaia” – Espetáculo vencedor do 6º Prêmio Usiminas/Sinparc (2008) na categoria Melhor Ator (Ricardo Batista) e ainda indicado às categorias Melhor Espetáculo, Cenário (Ricardo Batista e Renato Parara) e Trilha Sonora (Leo Correia).
“Pipoca & Batatinha em: Tá nervoso? Vai pescar!” – Espetáculo vencedor do 9º Prêmio Usiminas/Sinparc de Teatro Infantil (2012) nas categorias Melhor Texto Inédito (Ricardo Batista) e Melhor Cenário (Ricardo Batista) e ainda indicado às categorias Melhor Ator (Serge Weick), Atriz (Fernanda Botelho) e Trilha Sonora (Leo Correia).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.