Volare dá segundo grande salto com nova fábrica a 2.060 km de Caxias do Sul

Publicado em Sem categoria
São Mateus (ES) – De um único modelo básico, urbano e com cinco opções de cores, à uma família montada ao gosto do cliente, a Volare, divisão de minibus da Marcopolo, amadureceu. Faltava um salto produtivo, atendendo principalmente a exportação iniciada em 2009 – 25 países, sendo oito novos, na África. A partida foi dada com o lançamento da pedra fundamental da nova fábrica de São Mateus, no Espírito Santo, prevista para operar já a partir de agosto com os modelos W9 (chassi Agrale), DW9 (Mercedes-Benz), W-L e Limousine, da família W-Fly, deixando as linhas de produção a um ritmo de 4 unidades/dia.
A produção inicial será por meio do regime CKD, com sistemas e componentes fornecidos pela fábrica de Caxias do Sul (RS), a 2.060 quilômetros de distância. Até o fim de 2014 serão investidos R$ 35 milhões em obras, com a abertura de 192 empregos diretos – chegando a 1.000 colaboradores na fase dois (com quatro novos pavilhões), prevista para o primeiro semestre de 2016.
A Volare é a primeira montadora de veículos a se instalar no Espírito Santo, e foi mais além ao planejar um conceito de cidade-fábrica em um terreno de 82,34 hectares, às margens da BR-101, no qual diversos fornecedores poderão trabalhar próximos. Exemplo é a própria Agrale, parceira desde o inicio e que já assinou protocolo de intenções para se instalar no município do norte capixaba.

Modelos expostos durante o lançamento da pedra fundamental

Fotos: Bruno Freitas/EM/D.A.Press

Na primeira fase de implantação são construídos oito prédios, com 21 mil metros quadrados de área. A principal inspiração para a linha de montagem veio da fábrica da Tata-Marcopolo na Índia, aplicando-se os últimos conceitos de fábrica inteligente, como iluminação e ventilação natural – o que permite uma redução de 5% na temperatura interna, graças à um telhado com três revestimentos e um sistema que troca o ar interno 12 vezes por hora. 
O lead-time (período em que um ônibus deve ser concluído) será reduzido de cinco a seis dias para três. Outro diferencial é a possibilidade de submeter os ônibus à teste de infiltração de água já na metade da produção, ainda sem as poltronas, algo inexistente na unidade de Caxias do Sul, instalada em área urbana.

Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, participou do evento

Sem data prevista, a fase três acrescentará novos pavilhões para a fabricação de componentes como poltronas, janelas e peças plásticas.
A previsão é alcançar 1 mil unidades produzidas no primeiro ano de operação. O objetivo final é construir uma fábrica que tenha capacidade de ultrapassar 35 Volare/dia (250 dias úteis/ano). Além da exportação, essas unidades também atenderão as regiões sudeste, nordeste e norte do Brasil, com a fábrica do sul continuando a atender as demais regiões.

Entre os fatores que levaram a Volare à escolher São Mateus estão as condições do terreno, plano, a mão de obra local, a proximidade de outras regiões do país, e o custo logístico para exportação, com vários portos instalados próximos.
O repórter viajou a convite da Volare
A NOVA FÁBRICA

3
fases de implantação
192 
funcionários diretos (como soldadores, eletricistas, mecânicos e pintores)
4
unidades produzidas/dia, chegando a 10/12 a partir de 2016
Turnos de 8h
R$ 35 
milhões de investimento na primeira fase

R$ 100

milhões de investimento total (cerca de 70% financiados pelo Banco do Nordeste)

Galpão da linha de produção é finalizado

Cronologia Volare
1998 – Nasce o primeiro modelo, de configuração urbana, com a missão de combater o transporte clandestino por vans no país. Eram produzidos 20 ao mês
2009 – Lançamento da versão Escolarbus, destinada ao transporte escolar
2001 – Fábrica própria, na antiga unidade da Marcopolo, no bairro Planalto, em Caxias do Sul (RS)
2002 – Volare A5, versão de rodado traseiro simples. Fez pouco sucesso e logo foi descontinuada
2003 – 10 mil unidades produzidas
2004 – Segmentação. Modelos customizados (como ambulância) passam a ser oferecidos
2005 – 15 mil unidades produzidas
2008 – 25 mil unidades produzidas
2010 – Rede exclusiva de concessionárias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *