Sarzedo volta a operar limitado; Setop promete expansão em janeiro

Publicado em Sem categoria

Fotos: Beto Novaes/EM/D.A Press

A reabertura do terminal de Sarzedo resolve o problema da tarifa, uma das razões que levaram ao fechamento logo após a inauguração em julho, mas expõe limitação da Secretaria de Transportes e Obras Públicas (Setop) em resolver o impasse de uma obra de R$ 10 milhões (e 16 mil metros quadrados) cujo principal objetivo era otimizar e integrar toda uma região – o que inclui Brumadinho e Mário Campos. Com o funcionamento parcial das 9h às 00h20 e apenas oito linhas, o atendimento fica restrito basicamente ao transporte de Sarzedo, o que seria melhor justificado com a criação de um sistema integrado de linhas municipais gerido pela própria prefeitura do município. Das 14 linhas alimentadoras e seis troncais iniciais, apenas seis linhas alimentadoras e duas troncais (315R, com destino ao Carrefour-Makro, em Contagem; e 313M, Estação Eldorado) foram mantidas.

A Setop promete, contudo, uma segunda fase de implantação com a ligação Sarzedo/Belo Horizonte (anteriormente atendida pelas linhas 310C, Direta, e 311C, via Av. Amazonas) em janeiro, o que dependerá novamente da reação dos usuários. Uma nova área de pagamento antecipado, com catracas, foi construída para quem for embarcar direto nas linhas troncais, o que pode levar à filas e aumento no tempo de viagem, dois dos principais problemas da inauguração do terminal.

Após reabertura, terminal fica vazio em alguns horários

Para voltar a operar o terminal, além da adequação do horário (fora do pico da manhã), o órgão adotou tarifa única (de R$ 4) de forma que o usuário que não utilize o cartão Ótimo pague o mesmo valor na integração alimentador-troncal em dinheiro. A equiparação tarifária sem a bilhetagem eletrônica só não é possível para quem usar a linha 313M e depois o metrô, onde deverá ser acrescida a tarifa de R$ 1,80. As três bilheterias funcionam diariamente das 5h20 às 23h20 com nove funcionários (três por turno), ou seja, até uma hora antes do fechamento.

A linha 316R (Sarzedo/Betim) não voltará a operar pelo fato da linha 3770, que passa fora do terminal, ter tarifa menor (R$ 3,25 contra R$ 4). A extinção atende pedido dos usuários e da prefeitura de Sarzedo, que ameaçou acionar o Ministério Público a respeito. Outra linha troncal sem previsão é a 317R (Terminal Sarzedo/Barreiro), uma vez que as linhas de Brumadinho e Mário Campos, ao que parece, não voltarão a ser integradas ao terminal.

A região e o terminal Sarzedo são atendidos por uma única empresa de ônibus: a Saritur, que, curiosamente, iniciou a operar linhas nesta região (Vale do Paraopeba), a partir da década de 1980. Não há concorrência na prestação de serviços.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *