Parado no ponto, BRT de Uberaba terá de passar por ajustes para rodar

Publicado em Sem categoria

Previsto para dezembro de 2012, depois fevereiro e julho do ano passado, o transporte rápido por ônibus (BRT) de Uberaba, no Triângulo Mineiro, terá de passar por ajustes para poder entrar em operação no primeiro dos cinco corredores previstos.

Entregues em dezembro de 2012 – ou seja, 13 meses antes dos ônibus do Move – e sem utilidade desde então, os 14 ônibus BRT do tipo padron (com motor traseiro e capacidade para 100 passageiros) terão de ser atualizados à nova identidade visual do transporte coletivo da cidade. A pintura será diferente à dos 25 novos ônibus convencionais entregues pelo prefeito Paulo Piau em 17 de maio.

 

 

Ônibus BRT de Uberaba

Fotos: Ramon Lisboa/EM/D.A.Press

Algumas das 12 estações de transferência (ETs) instaladas ao longo do corredor da Avenida Leopoldino de Oliveira, a principal via da cidade, também foram depredadas. Todas receberão novo sistema de acionamento das portas e ar-condicionado (inexistentes nas ETs do Move).

No fim do ano passado, o transporte coletivo na cidade passou por uma significativa mudança. Deixou de ser operado por duas famílias (sendo uma local, os Barsan) para ser administrado pelos Constantino, sócios do grupo BR Mobilidade, que adquiriu a Empresa de Transportes Líder – já era proprietário da Viação Piracicabana Uberaba, a outra empresa de ônibus de Uberaba.

A prefeitura alega que as obras de adequação asfáltica e de sinalização da avenida sofreram atraso porque uma das empresas que participam do processo de licitação entrou com recursos na Justiça. O resultado da concorrência, contudo, é prometido para os próximos dias.

ET´s de Uberaba são iguais às estações-tubo de Curitiba

A previsão de conclusão das obras é de 90 a 120 dias. O corredor da Leopoldino de Oliveira está 80% pronto, enquanto os terminais Leste e Oeste alcançaram 77% e 40% de execução, respectivamente. Ou seja: ainda longe de rodar. Talvez por isso a prefeitura de Uberaba evite falar numa nova data para o início da operação, conforme respostas enviadas por e-mail ao blog. A alegação é de que o projeto depende do andamento das obras do projeto Água Viva (drenagem) na Avenida Santos Dumont, além das licitações, recursos e prazos.

Em abril do ano passado, em entrevista ao Estado de Minas, Paulo Piau prometeu que o projeto seria o “primeiro BRT de Minas”, antes do Move, então planejado (e igualmente atrasado) para dezembro de 2013.

RAIO X

Cinco corredores exclusivos de até 5,9 quilômetros de extensão cada, nas principais avenidas da cidade

Aumento de 18% no volume de passageiros transportados – 68 mil/dia

32 linhas (quatro a menos)

25 km/h de velocidade média (contra 15 km/h, hoje), nos horários de pico

Intervalos de 3 a 5 minutos (hoje varia de 5 a 80 minutos)

Novos ônibus convencionais de Uberaba

Foto: Sebastião Santos/Divulgação Prefeitura de Uberaba

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *