Move não teria mais do que 20 ônibus em inauguração no sábado

Publicado em Sem categoria

Como era de esperar, o Move – nome do transporte rápido por ônibus (BRT) da Grande BH – não será inaugurado no próximo sábado (15). Além da Estação São Gabriel ainda longe de ser concluída (80% de execução) e ajustes pendentes nos corredores das Avenidas Cristiano Machado, Santos Dumont e Paraná, falta o principal para o colocar o sistema em funcionamento, ainda que em caráter de testes: informar ao usuário quais linhas serão alteradas e como elas funcionarão.

Inicialmente, a BHTrans planejava colocar seis linhas em operação na primeira fase de implantação. Nenhuma delas, contudo, foi confirmada até o momento no site de divulgação do BRT.

Extra-oficialmente, fala-se em três linhas iniciais, todas troncais.

O novo adiamento da inauguração do sistema prometido para a Copa das Confederações’2013, em junho do ano passado, também é justificado pela frota mínima disponível.

O blog apurou que até o momento os consórcios operadores do transporte coletivo de BH

contam com 17 ônibus articulados (com maior número de assentos e capacidade) do Move  – dois deles Neobus Mega BRT chassi Mercedes-Benz O-500 MA da Viação Getúlio Vargas, conforme flagra feito ontem pelo Estado de Minas.

Oito deles a serem entregues entre ontem e hoje. Ou seja, ainda sem emplacamento e/ou revisão de entrega – o levantamento não leva em consideração os três articulados de demonstração da Mercedes-Benz, Scania e Volvo, fora das especificações do BRT de BH.

Foto: Bruno Freitas/EM/D.A.Press

No melhor dos cenários, o Move não contaria com mais do que 20 ônibus para uma inauguração no sábado.

Os ônibus, ao serem entregues, vem rodado nas estradas a uma velocidade de 60 km/h. Do Sul do Brasil à Belo Horizonte são três dias de viagem, em média.

O atraso da BHTrans na definição das especificações dos ônibus, o que só foi acertado em dezembro, retardou a produção e consequentemente, a entrega.

O Move municipal contará com cerca de 200 ônibus articulados e 230 padrons, número que pode crescer (ou diminuir) de acordo com a demanda de passageiros e linhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *