Impasse em Sarzedo coloca terminais metropolitanos em dúvida

Publicado em Sem categoria

Terminal de Sarzedo foi inaugurado em 2 de julho

Fotos: Bruno Freitas/EM/D.A Press

Com a suspensão do funcionamento do recém-inaugurado terminal da Sarzedo a partir de 0h de segunda-feira (21), a Secretaria de Transportes e Obras Públicas (Setop) terá como desafio provar a viabilidade operacional dos terminais metropolitanos da Grande Belo Horizonte – o próximo previsto para ser inaugurado é o de Ibirité, já concluído. Primeiro dos 12 novos terminais previstos fora do transporte rápido por ônibus (BRT), Sarzedo, que realizava a integração entre 14 linhas alimentadoras a partir de localidades próximas e seis novas linhas troncais com destino à BH, Contagem e Betim, tem sido alvo de protestos e abaixo-assinados de usuários de Sarzedo, Brumadinho, Mário Campos e região.

A razão é o modelo operacional que exige o uso do cartão Ótimo (oferecido com carga mínima de R$ 4 no local), cobrando valores maiores para a tarifa a quem optar pelo pagamento em dinheiro, além da integração entre as linhas, tradicionalmente problemática em implantações. Um dos principais objetivos dos novos terminais, a integração tem apresentado filas, demora no tempo de espera entre um ônibus e outro e no tempo de viagem em Sarzedo, principalmente para quem vêm de Brumadinho e havia deixado de contar com a opção de linhas diretas até BH.

Também faltou divulgação prévia e consulta popular, o que inclui uma das linhas que interligavam Brumadinho à Belo Horizonte – a 3783 (via BR-381), extinta sem aviso e, por incrível o que pareça, sem outra linha que a substitua.

Com a retrocedência do sistema anterior, a situação tende a ser normalizada momentaneamente. Benefícios do projeto dos terminais metropolitanos, as novas opções de linhas 315R – Terminal Sarzedo/Carrefour/Makro, 316R – Terminal Sarzedo/Betim; e 317R – Terminal Sarzedo/Barreiro, por outro lado, deixam de existir. A linha 313M – Terminal Sarzedo/Estação Eldorado, por sua vez, deixa de concentrar a alimentação a todos os bairros da região e oito linhas antigas voltam a circular até o Eldorado.

No fim das contas, cria-se uma imagem de desgaste em relação ao novo sistema, colocando em dúvida a viabilidade dos terminais metropolitanos: se Sarzedo não conseguiu resolver seu impasse operacional, como fica a implantação dos futuros terminais (Ibirité; Jardim Colonial, em Ribeirão das Neves; Várzea das Flores, Ressaca e Tancredo Neves, em Contagem)?

Usuários de Brumadinho fazem fila para embarcar em segundo ônibus

Faixas de aviso sobre a operação foram afixadas em Sarzedo e Brumadinho

A região de Sarzedo é atendida por uma única empresa de ônibus: a Saritur, que curiosamente iniciou a operar linhas intermunicipais nesta região (Vale do Paraopeba), a partir da década de 1980. Não há concorrência na prestação de serviços.

A paralisação foi confirmada pela Setop na tarde desta sexta-feira, depois de comunicado emitido pelas prefeituras de Brumadinho, Sarzedo e Mário Campos. Questionado, o órgão não esclareceu ao blog quais medidas haviam sido tomadas para normalizar a operação do terminal, depois de protestos como o que mobilizou cerca de 100 pessoas, na última terça-feira (15), na MG-040. O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano de Passageiros (Sintram) informou que as prefeituras fizeram solicitações à Setop, executou ou está executando as determinações do órgão, entretanto também não explicou o teor das medidas. A Saritur disse que somente Setop e Sintram se pronunciariam, embora também seja alvo de reclamações sobre a prestação de serviço.

Uma audiência pública para discutir o assunto foi marcada na Câmara Municipal de Brumadinho para 7 de agosto.

TARIFA FRACIONADA

Segundo a Setop, usando o cartão Ótimo usuários tiveram a tarifa reduzida de R$ 6,45 para R$ 5,50 no trajeto Sarzedo/BH. Entre Brumadinho, Mário Campos e Sarzedo, o valor diminuiu de R$ 6,45 para R$ 4,00. Dentro do município de Sarzedo, houve redução da passagem de R$ 4,00 para R$ 2,30. Passageiros de Brumadinho alegam, entretanto, que não usuários do cartão tem de pagar R$ 9,50 em dinheiro (linha alimentadora + linha troncal) até o Centro da capital.

COMO FICA  A OPERAÇÃO

17 linhas circularão a partir de segunda-feira (21):

3650 – Bairro Brasília/Sarzedo/Cidade Industrial

3660 – Sarzedo/Bairro Brasília via avenida Santo Antonio/Cidade Industrial

3680 – Bairro Brasília/Sarzedo – Imaculada Conceição

3690 – Sarzedo/Imaculada Conceição/Cidade Industrial

3700 – Bairro Bandeirinhas/Cidade Industrial

3710 – Anchieta/São Joaquim/Cidade Industrial

3720 – Mário Campos via Funil/Estação Eldorado

3782 – Mário Campos/Belo Horizonte

3740 – Mário Campos via Tangará/Estação Eldorado

3760 – Santa Rosa – Riacho da Mata/Cidade Industrial

3780 – Residencial Masterville/Cidade Industrial

3787 – Conceição Itaguá/Belo Horizonte

3797 – Rio Manso/via Brumadinho/Belo Horizonte

3783 – Brumadinho via BR 381/Belo Horizonte

3788 – Brumadinho/Belo Horizonte (substitui a nova linha 311C – Terminal Sarzedo/Belo Horizonte via Avenida Amazonas)

3789 – Brumadinho/Betim via Sarzedo

3784 – Brumadinho/Belo Horizonte via Tereza Cristina (substitui a nova linha 310C – Terminal Sarzedo/Belo Horizonte Direta)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *