Campo Belo estreia ônibus gratuitos nesta terça-feira (1°); Tarifa Zero é custeada pela Prefeitura

Publicado em Ar-condicionado, Governo de Minas, Tarifa, Transporte urbano

Usuários do transporte coletivo de Campo Belo, município de 54 mil habitantes no Sul do Estado, deixaram de pagar a tarifa de R$ 3 cobrada até então. Começou a valer nesta terça-feira (1°) o Tarifa Zero, sistema custeado pela Prefeitura, com dois ônibus locados, que passaram a atender a demanda de passageiros em duas linhas. Em Minas Gerais, o mesmo sistema já funciona em cidades como a vizinha Itatiaiuçu, Abaeté, também na região Centro-Oeste, Monte Carmelo, no Triângulo Mineiro, e Muzambinho, no Sul – todas de pequeno porte.

Os veículos, equipados com ar-condicionado e wi-fi, substituem a empresa anterior, que havia sido contratada depois que a concessionária Transcampobelense abandonou o serviço, em junho de 2017, alegando déficit operacional.

Desde então o transporte coletivo de Campo Belo era operado por meio de contrato de fretamento, assumido pela Prefeitura, com passagem de R$ 3 e remuneração mensal à empresa calculado a partir de total de quilômetros rodados.

O valor pago na tarifa, segundo a Prefeitura, era totalmente revertido aos cofres públicos, ficando a empresa com a remuneração por quilometragem. Entre janeiro e feveiro de 2018, Campo Belo transportou cerca de 30 mil passageiros – 12 mil compostos de gratuidades.

ESTUDO Apesar da medida, em março de 2018 a Prefeitura de Campo Belo promoveu a licitação de serviços de engenharia de trânsito para elaboração de estudos e apresentação de um novo modelo de operação do transporte coletivo de passageiros, haja vista que o modelo até então em vigor era “insustentável economicamente”.

Em julho do ano passado, a dívida do Estado de Minas Gerais, de mais de R$ 18 milhões, levou o Município a reduzir o número de ônibus em circulação, restingindo o serviço das 6h às 19h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *