Skip to main content
 -
Gustavo Fonseca é Cofundador do Doutor Multas. Criado há 9 anos com o objetivo de ajudar os motoristas, já evitou que + de 5.200 clientes perdessem a CNH com consultoria administrativa personalizada. É dedicado a disseminar conteúdo relevante para conscientizar as pessoas sobre as Leis de Trânsito.

Saiba quais são os cuidados que você deve ter ao trocar de carro

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Trocar de carro é um desejo de muitas pessoas, mas esse processo envolve uma série de cuidados para que a escolha seja bem-feita, tanto em termos do modelo que mais atende às necessidades do motorista quanto em termos de mecânica e manutenção.

Para realizar a troca do carro, o proprietário possui duas alternativas: a primeira envolve a compra de um novo veículo, enquanto a segunda envolve a compra de um carro usado.

No geral, a compra de um carro novo exige que alguns procedimentos sejam realizados, e a preocupação em avaliar a mecânica do carro é menor, já que o modelo sai de fábrica com a quilometragem zerada.

Já com um carro usado, é necessário avaliar as condições gerais do veículo, levando em consideração diferentes aspectos.

Este artigo traz dicas de como avaliar cada uma dessas opções de compra e quais os cuidados que devem ser tomados a fim de evitar problemas posteriores.

Dicas para efetuar a compra de um veículo usado

Quem nunca ouviu falar de casos de pessoas que, ao comprar um veículo usado, tiveram algum tipo de prejuízo ou se arrependeram de adquirir aquele automóvel?

Por isso, o motorista precisa avaliar de maneira especial o modelo escolhido e, principalmente, o automóvel em si, verificando questões como:

  • Documentação e taxas em dia;
  • Condições da lataria;
  • Funcionamento da mecânica;
  • Possíveis modificações na estrutura do veículo e etc.

Documentação e taxas veiculares

Um veículo possui obrigações referentes aos impostos e taxas de administração do bem, que incluem o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotivos), Licenciamento, Seguro Obrigatório e eventuais multas que o condutor tenha recebido.

Todos esses pagamentos precisam estar devidamente quitados para que o veículo possa circular sem nenhum tipo de problema.

Ao realizar a Vistoria Cautelar Veicular, entre a verificação de vários elementos, a documentação também passa por análise, justamente para que o comprador possa ter acesso às possíveis pendências que o veículo possua, auxiliando na resolução do problema.

Lataria do veículo

A lataria do veículo deve ser analisada para que o carro não seja desvalorizado.

Isso porque se a sua superfície apresenta batidas, manchas ou ferrugem, certamente ele precisará ser reformado para voltar à sua aparência original.

Além disso, veículos que já tenham sofrido batidas mais graves sofrem com a desvalorização do seu valor de mercado, pois normalmente esse tipo de prejuízo compromete a estrutura do automóvel.

Esse também é um dos pontos analisados durante a Vistoria de carros usados, pois influenciará no preço da venda do carro.

Condições da mecânica e de outros sistemas do automóvel

Além dos requisitos mencionados anteriormente, um dos principais pontos que devem ser levados em consideração na hora de comprar um veículo usado é a condição de funcionamento do carro, que envolve principalmente o motor, mas também outros elementos como o câmbio, suspensão, sistema de Freio automotivo e a parte elétrica.

Isso porque o novo proprietário deseja comprar um automóvel em boas condições, sem que ele precise passar por alguma pane inesperada por falta de manutenção no carro.

Afim de evitar dores de cabeça, o motorista interessado pelo veículo deve levar o carro em uma oficina mecânica completa de sua confiança, onde o mecânico responsável possa fazer uma análise geral das condições do carro.

Desse modo, é possível avaliar cada um dos pontos mencionados. Caso seja necessário trocar algumas peças que apresentem desgaste natural, isso pode ser uma ferramenta de negociação entre as partes, abatendo parte do pagamento nos serviços mecânicos.

Modificações na estrutura do veículo

É muito comum que os donos de automóveis realizem algumas modificações no carro, deixando-o personalizado de acordo com seus gostos pessoais.

Mas algumas dessas modificações precisam ser comunicadas aos órgãos competentes, e são passíveis de aprovação, para que constem no documento do veículo.

Entre as mudanças permitidas, que precisam de autorização do DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) estão:

  • Mudança das rodas e pneus originais do veículo;
  • Aumento da potência original do seu motor;
  • Mudança na suspensão (como o rebaixamento do carro);
  • Blindagem automotiva;
  • Colocação de faróis de xênon;
  • Modificação do tipo de combustível;
  • Alterações estética e de cor.

Para que essas alterações estejam dentro do permitido, é preciso passar por uma avaliação do DETRAN, que considerando as alterações aptas para rodagem do automóvel, emitem o CSV (Certificado de Segurança Veicular), que atesta a legalidade das mudanças e evita que multas sejam aplicadas.

Procedimento de compra do veículo usado

Depois de passar pela vistoria cautelar, e analisar todos os pontos mencionados que envolvem a compra de um carro em boas condições, é preciso que o carro passe por outra vistoria, para emissão do Laudo de transferência.

Esse laudo faz parte do processo de transferência veicular, que deve ser anexado aos documentos de identificação do novo comprador, juntamente com o CRV (Certificado de Registro de Veículo) e o formulário RENAVAM devidamente preenchidos, além dos comprovantes de pagamentos das taxas pertinentes ao serviço.

Depois da finalização do processo de transferência, o veículo já estará apto para rodar, regularizado e em propriedade do novo comprador.

Dicas para efetuar a compra de um veículo novo

Comprar um carro zero quilômetro é certamente um dos sonhos de várias pessoas. Isso porque a lataria certamente estará reluzente e o cheirinho de novo é bastante agradável.

Mas, assim como nos modelos de carros usados, é preciso tomar alguns cuidados no momento da escolha e da compra do veículo. Alguns deles são:

  • Escolher um modelo que agrade;
  • Conhecer os itens de fábrica e opcionais;
  • Verificar a porcentagem de depreciação do carro;
  • Apostar em modelos de fábricas bem-conceituadas;
  • Calcular valor dos impostos e seguro;
  • Pesquisar custos de manutenção.

Modelo bonito e itens opcionais

Certamente um dos primeiros pontos que chama a atenção de um comprador em um modelo recente, é a sua aparência e estética geral.

Mas é preciso apostar em um test drive antes de optar pela compra do modelo, já que o seu conforto interno e a sua dirigibilidade devem atender às expectativas do motorista.

Além disso, é preciso conhecer os itens que estão inclusos no automóvel, sendo que alguns deles já vêm de fábrica e outros são opcionais e podem ser adicionados, alterando o preço final do veículo.

Entre os opcionais mais comuns estão o ar condicionado, direção e vidros elétricos, teto solar e muitos outros.

Todos esses itens fazem diferença na estrutura do carro, e por isso devem ser escolhidos de acordo com a necessidade do futuro proprietário.

Carros novos e depreciação

O valor de um carro novo varia de acordo com o seu modelo de fabricação. Mas é importante lembrar que todo carro sofre uma desvalorização anual, que faz com que o seu preço de mercado diminua.

Em um carro zero, isso é ainda pior nos dois primeiros anos do veículo, momento em que a porcentagem de depreciação é ainda maior.

Por isso, é importante verificar qual a taxa média de desvalorização do modelo escolhido, para que o prejuízo do proprietário não seja grande.

Conhecer a fabricante do veículo

No mercado automobilístico sempre surgem novas fabricantes, que oferecem modelos diferenciados e com preços muitas vezes bastante atrativos.

Mas é importante conhecer mais sobre a reputação da fábrica, pois isso influenciará na escolha de maneira decisiva.

Um fator que pode ser determinante na escolha é a disponibilidade de peças dentro do mercado, pois na Revisão mecânica do automóvel pode ser necessário substituí-las e, para que isso não gere transtorno, é importante que a fabricante possua uma boa atuação no comércio de autopeças e de serviços mecânicos.

Impostos e seguro automotivo

Em comparação aos modelos usados, os carros novos possuem maior valor de IPVA e de seguro.

Sendo assim, é fundamental conhecer quais são os valores desses elementos, para que na época de pagamento isso não seja um problema para o proprietário.

Manutenção do veículo

Apesar de um modelo novo demandar pouca manutenção, algumas revisões periódicas são recomendadas pelo fabricante, justamente porque ocorre a adaptação das peças novas no funcionamento do veículo.

Essas revisões podem ser feitas diretamente na concessionária ou mesmo em uma Oficina mecânica completa, que verifica elementos como óleos e filtros do motor, fluido de freio, sistema de suspensão e câmbio e as condições dos pneus.

Muitas dessas revisões devem ser realizadas periodicamente para evitar que ocorra uma pane no motor do veículo e também para evitar situações imprevistas, como um pneu furado, por exemplo.

Por isso, o Balanceamento automotivo, a troca de óleo, a verificação do nível da água do radiador e alguns outros serviços veiculares são essenciais para uma melhor conservação e durabilidade dos componentes do carro.

Procedimento de compra de um carro novo

Após a escolha do modelo do carro, é preciso lembrar que a concessionária emitirá uma nota fiscal da compra do veículo e liberará o processo para emissão do documento do automóvel.

Outro procedimento padrão da compra de um carro novo é o emplacamento do veículo, que pode ser feito diretamente com o DETRAN.

Depois dessas etapas, o carro estará apto para rodar nas vias, atendendo às normas de circulação estabelecidas pelos órgãos de trânsito.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.