Skip to main content
 -
Gustavo Fonseca é Cofundador do Doutor Multas. Criado há 9 anos com o objetivo de ajudar os motoristas, já evitou que + de 5.200 clientes perdessem a CNH com consultoria administrativa personalizada. É dedicado a disseminar conteúdo relevante para conscientizar as pessoas sobre as Leis de Trânsito.

Proteção Veicular: você conhece?

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Você saberia dizer o que é Proteção Veicular?

Atualmente, o número de pessoas que está adquirindo o seu próprio veículo é cada vez maior. Tanto nas grandes cidades quanto nas regiões menos populosas, a necessidade de uma locomoção mais ágil é incontestável.

Com isso, infelizmente, as ocorrências de acidentes de trânsito também aumentaram, assim como os casos de furtos e roubos de veículos e, principalmente, de peças de automóveis.

Geralmente, esses roubos são motivados pela grande aceitação das peças pelos compradores que as revendem por meio do chamado “mercado negro”.

Diante de tanta instabilidade, o proprietário, cada vez mais, se vê obrigado a tomar medidas que lhe assegurem mais garantia na hora de proteger o seu veículo. Afinal, a tranquilidade é algo que não tem preço.

Com tantos riscos de acontecer sinistros, torna-se indispensável procurar recursos que protejam o seu patrimônio.

Certamente, não é uma boa ideia trocar a tranquilidade da proteção pela sorte, pois cometer um erro desses poderá implicar em prejuízos consideráveis.

O serviço de Proteção Veicular representa uma opção para os donos de veículos que buscam soluções viáveis e seguras contra essas adversidades.

A Proteção Veicular consiste em um serviço oferecido por associações ou cooperativas.

Trata-se de um sistema de rateio em que os custos causados por roubos, furtos, enchentes, colisões são divididos entre os associados, de modo que, se algum contratempo coberto pelo serviço ocorrer com um dos integrantes, a solução seja ágil, sem muita burocracia.

Colisão

Para que você entenda melhor, imagine, por exemplo, que você e seus amigos formem um grupo de dez pessoas.

Vocês iriam juntar um fundo e usar esse dinheiro guardado no caso de algum integrante sofrer um problema com o seu veículo ou até mesmo quando comprar um veículo novo.

Vocês teriam que contabilizar os custos mensais dos possíveis sinistros, acertar as questões jurídicas, fazer a contratação de mecânicos confiáveis, checar a legitimidade dos sinistros, etc.

Além disso, devido à quantidade reduzida de integrantes, certamente, o custo final ficaria muito pesado para cada um, o que provavelmente causaria problemas de inadimplência entre o grupo.

Agora que você já tem uma ideia de como funciona esse serviço, fica mais fácil entender a definição de Proteção Veicular: uma reserva de recursos administrada pelos integrantes de uma associação, a qual deve estar registrada de acordo com a lei, e que divide os gastos com possíveis sinistros entre os seus integrantes.

O que diferencia o serviço de Proteção Veicular do exemplo citado acima é a estrutura e o porte da Associação que, no caso da Proteção Veicular, são maiores.

Além disso, um maior número de associados, aliado à integral dedicação dos profissionais capacitados para administrar os sinistros mensais, assegura um custo mensal bem inferior para cada um dos participantes.

Essas características fazem com que o serviço de Proteção Veicular se sustente e consiga oferecer um serviço que satisfaz todos os integrantes.

Apesar de as Associações não poderem oferecer Seguros por não estarem em regularidade com a SUSEP, elas podem disponibilizar oportunidades de proteção ao seu veículo por preços bem inferiores e com mais agilidade, além de uma considerável diminuição das burocracias.

O serviço de Proteção Veicular é baseado na Constituição Federal e no Código Civil, ou seja, é um serviço que está de acordo com a lei.

No entanto, caso você decida se associar a esse tipo de serviço, não deve deixar de tomar os devidos cuidados. Por exemplo, você deve observar como são as instalações (estrutura física) da Associação e deve conferir todos os documentos com muito cuidado (se estão todos em dia, se estão registrados em cartório, etc.).

Também é muito importante que você pesquise na internet, por meio das redes sociais, o nome da Associação para sondar a sua reputação, lendo os comentários dos internautas nos posts da Associação e o retorno que ela dá a esses comentários.

O objetivo principal de uma Associação de Proteção Veicular é oferecer tranquilidade e segurança a cada um dos sócios da equipe, pois, quando acontece algum acidente na via, por exemplo, o que você mais precisa é ter alguém em quem possa confiar e que defenda os seus direitos e interesses.

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.