Skip to main content
 -
Gustavo Fonseca é Cofundador do Doutor Multas. Criado há 9 anos com o objetivo de ajudar os motoristas, já evitou que + de 5.200 clientes perdessem a CNH com consultoria administrativa personalizada. É dedicado a disseminar conteúdo relevante para conscientizar as pessoas sobre as Leis de Trânsito.

Durabilidade das lâmpadas dos faróis e a nova legislação de trânsito: saiba como evitar imprevistos

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Trafegar pelas rodovias do país passou a exigir ainda mais atenção dos motoristas. Isso se deve ao fato de uma lei ter obrigado que os faróis permaneçam acesos ao longo das viagens nessas estradas.
Dessa forma, a lâmpada para farol tornou-se um item indispensável para quem deseja trafegar sem levar qualquer tipo de multa. Vale ressaltar que o motorista que for pego com os faróis apagados será multado e ainda terá pontos na carteira de habilitação, já que esta é considerada uma infração média.
A adoção da nova lei faz com que as lâmpadas tenham sua vida útil reduzida em função do uso prolongado, efeito percebido principalmente em relação aos condutores de veículos que viajam frequentemente ao longo das rodovias. A boa notícia é que já existem lâmpadas para faróis com longa durabilidade, como no caso da Osram Ultra Life e da Philips Long Life.

Conheça vantagens das lâmpadas de longa duração:

– Maior durabilidade em comparação com as demais:
Quando o automóvel sai da fábrica, as lâmpadas que o acompanham, ao contrário do que se pensa, podem ter um tempo de funcionamento menor que as demais. Para se ter uma ideia, a Philips Long Life e a Osram Ultra Life conseguem durar até 4 vezes mais que as lâmpadas originais dos veículos. Com isso, o motorista pode ter um maior controle sobre o período de troca desses itens, diminuindo a possibilidade de que fique descoberto quando mais precisar.

– Preço equivalente:
Engana-se quem pensa que as lâmpadas de longa durabilidade são muito mais caras que as demais. O valor praticado na venda é praticamente o mesmo, levando-se em conta os custos com a compra de itens originais. Dessa maneira, trata-se de uma escolha bastante vantajosa, pois conta-se com uma grande duração dos faróis, ao passo em que não pesa no bolso.
O motorista também deve considerar que trata-se de uma espécie de investimento, tanto pelo fato do condutor passar a contar com algo que sanará suas necessidades perante a lei, quanto por questões de segurança própria e de quem o acompanha ou trafega no mesmo momento pela rodovia.

– Adequada para quem viaja bastante à noite:
Diversas pessoas precisam viajar durante a noite pelas rodovias do país. Seja por questões de trabalho ou até mesmo por lazer, o fato é que tais automóveis precisam estar devidamente equipados, já que do contrário podem gerar situações inesperadas, colocando os condutores em circunstâncias delicadas e até mesmo perigosas.
Apesar de todos os motoristas se beneficiarem quando optam por um tipo de lâmpada para farol com grande duração, estas são largamente indicadas para aqueles que por qualquer razão precisam viajar à noite, pois são seguras e duráveis, ao passo em que também não custam caro aos proprietários de veículos.

Lei do farol aceso e sua importância:
Em vigor desde julho de 2016, a lei em questão encontra embasamento na necessidade de tornar as viagens pelas rodovias brasileiras mais seguras. A legislação de trânsito tem se modificado ao longo dos anos, sobretudo na última década. Prova disso são as exigências em relação à adoção de itens de segurança para crianças, leis mais rigorosas para quem estiver dirigindo bêbado e até mesmo a questão dos faróis que devem estar acesos.
Em outros países, como nos Estados Unidos, por exemplo, as leis de trânsito são bastante rígidas e os efeitos são facilmente percebidos através de estatísticas que apontam um baixo índice de mortalidade decorrente de acidentes automobilísticos.
Quem viveu tempos passados pode até mesmo estranhar tamanha rigidez sobre a legislação de trânsito, mas o fato é que ela tem se intensificado justamente para proteger todos que trafegam pelas rodovias brasileiras.
Dessa forma, é importante atentar para tudo o que é exigido por essas normas, que são consideradas relativamente recentes no código de trânsito do país. Além de estar seguro, o motorista consciente de suas obrigações ficará livre de arcar com multas ou pontos em sua carteira de habilitação.

Para que regiões a lei do farol aceso está em vigor?
A lei de número 13.290, popularmente chamada de “Lei do farol aceso”, vale para o tráfego em todas as estradas federais e estaduais, sejam elas de pistas simples ou até mesmo duplas.
Nas cidades a lei em questão não é válida, mas é preciso que o motorista preste bastante atenção por onde irá trafegar, uma vez que alguns trechos apesar de cortarem municípios são considerados partes de rodovias.

Como adquirir lâmpadas de longa duração:
As lâmpadas com maior duração estão começando a se difundir no mercado. Os proprietários de veículos podem aproveitar a ocasião em que farão algum tipo de revisão veicular para trocarem as lâmpadas, porém por se tratar de uma nova categoria de lâmpadas, encontra-las pode não ser tão simples. Caso o motorista por precaução não queira esperar até que as lâmpadas originais queimem, este poderá recorrer a compra em sites especializados a fim de que adquira o quanto antes os itens em questão.

Em conformidade com a lei:
Pode parecer algo leve em se tratando de outras infrações mais graves de trânsito, mas o fato é que a desobediência da lei do farol aceso pode custar caro ao motorista, principalmente se ele for reincidente ou possuir outras infrações de trânsito.
De modo geral, deve-se considerar que a conscientização quanto às questões de segurança são um modo de preservação da vida. No momento de viajar é importante que todos os itens estejam em ordem. Com isso, além de cuidar da própria integridade física, o condutor evitará problemas com a justiça.
É comum que as pessoas considerem um acidente como algo remoto, que nunca irá acontecer, mas isso pode ocorrer quando menos se espera, basta um pequeno descuido para que tenha início um acontecimento absolutamente indesejado.
Nada melhor que andar em dia com as normas de trânsito, pois com a consciência tranquila as viagens fluirão muito mais sossegadas e seguras, evitando-se consequências negativas e grandes preocupações em tempos futuros com algo que pode ser solucionado no presente.

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.